[Sério How I feel] Arrepio – 04

Deitado na grama, observo o céu noturno. Me sinto cercado pela imensidão da noite, sinto os segredos que nela se escondem, sinto os amores que fazem juras eternas sobe as estrelas, sinto seu corpo junto ao meu. O descompasso das nossas respirações, o calor do seu corpo passando para o meu.

Vejo as estrelas refletidas nos seus olhos, os mesmo olhos que me prendem a você, esses olhos que sequestraram minha alma. Minhas mãos junto as suas me fazem sentir pequenos e milhares de arrepios, como se uma corrente elétrica andasse livre pelo meu corpo, fazendo meu coração ser arrancado. Sentimentos clichês para um amor tão incomum, que só servem para lembrar que para o amor não existem diferenças… Ou até mesmo igualdades.

Quando sua boca encontra a minha, é como se o mundo fizesse sentido, como se toda força da gravidade me prendesse a você, e em meio a um turbilhão de eletricidade e agonia eu encontro a plenitude.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s