[Resenha] Vida e Morte – Crepúsculo reimaginado

imagemLivro: Vida e Morte: Crepúsculo Reimaginado
Autor: Stephenie Meyer
Ano: 2015
Editora: Intrínseca
Paginas: 391
Sinopse: Quando Beaufort Swan se muda para a sombria cidade de Forks e conhece a misteriosa e sedutora Edythe Cullen, a sua vida dá uma volta emocionante e aterrorizadora. Com a sua pele de porcelana, olhos dourados, voz hipnotizante e dons sobrenaturais, Edythe é ao mesmo tempo irresistível e enigmática.
O que Beau não percebe é que, quanto mais se aproxima dela, mais se coloca a si mesmo, e àqueles que o rodeiam, em risco. E pode ser demasiado tarde para voltar atrás...
Para comemorar o décimo aniversário de Crepúsculo, Stephenie Meyer escreveu Vida e Morte, uma reimaginação ousada e fascinante da icónica história de amor, que irá surpreender e fascinar os leitores. Esta dupla edição especial inclui um prefácio da autora, bem como o romance original.

Sim. Eu sou fã de Crepúsculo.

Vocês não fazem a menor ideia de como eu sou apaixonado por essa saga. E quando eu descobri que teria uma edição comemorativa de 10 anos simplesmente enlouqueci! E diferentemente de boa parte do fandom, amei a ideia de trocar os gêneros desde o começo!

Acredito que não precise introduzir a estoria para vocês, afinal todos já conhecem Twilight (gostando ou não), mas vou fazer um review rapidinho:

Beau se mudou para Forks para que sua mãe Reneé tenha a possibilidade de viajar mais com o novo mariado. Ele vai morar com seu pai Charlie e começar um vida nova. No colégio ele conhece a misteriosa Edythe Cullen, que a principio parece rejeita-lo mas com o decorrer começa demonstrar mais interesse pelo garoto. Edythe é uma vampira e o amor dela e de Beau seria impossível se não fosse mais forte do que tudo.

Muitos esperaram que na edição de 10 anos tivéssemos o tão aguardado ‘Sol da meia noite’, Crepúsculo na visão de Edward amorzinho Cullen. Porém a noticia de um Crepúsculo reimaginado foi para mim muito mais interessante do que rever a Bela e o Edward com uma historia que eu já conheço de todos ângulos possíveis. Beau me surpreendeu pelo fato de ser infinitamente menos complicado que a Bela. Ele é um personagem que é mais cômico e ativo, do que sua versão feminina romântica, depressiva e submissa. A cenas que expõe o TOC (transtorno obsessivo compulsivo) do Beau são muito mais interessantes. Apesar de amar a primeira versão, Vida e Morte já possui um lugar cativo no meu coração.

O nosso príncipe das trevas Edward, que foi o ideal de homem perfeito para varias pessoas da minha geração (cofcof), encontrou uma versão feminina que faz jus ao divo. Edythe Cullen é uma mulher decidida, apaixonada e algo que separa ela do Edward: Engraçada. Entendam: Quando eu digo que os personagens de VeM são mais engraçados que os de Twilight, é por não existir aquela aura depressiva e carregada na relação de Beau e Edythe. Eles são um casal com bastante senso de humor, algo não encontramos nos amados Edward e Bela. Outro ponto muito importante é o final do livro. Acredito que para fechar em um volume único ela fez um final completamente diferente do livro original. Só digo uma coisa Stephe: QUERO MAIS TRÊS VOLUMES COM DIREITO A SPINOFF!

Achei muito interessante a ideia da Intrínseca unir as duas versões, serve não só para nos lembrar da primeira versão com também nos possibilita um melhor comparativo. Minhas ressalvas são quanto a estética do livro: Vocês não teriam um lugar melhor para colocar o ISBN, que não fosse logo no meio da capa de VeM?

Falo mais como fã do que como blogueiro imparcial: MELHOR LIVRO DE 2015!

Meus amores, está mais do que obvio que eu super recomendo esse livro! Leia nem que seja apenas para se divertir com os personagens novos, ou para se apaixonar de novo.

Um cheiro e até a próxima!

P.s: Sim. Eu escolhi as cores do post para combinarem com o livro 😀

Anúncios

7 comentários em “[Resenha] Vida e Morte – Crepúsculo reimaginado

  1. Estou há anos, pode-se dizer, esperando o Midnight Sun e espero de todo o coração que ele seja lançado. Mas, como você disse.. essa versão não deixou de me encantar! Estou muito curiosa para ler – agora ainda mais.
    E, realmente, não tem como deixar de gostar de Crepúsculo. Depois de… hmmmm.. uns 10 anos, senti vontade de ler todos de novo e li, da mesma forma que li da primeira vez, como se fosse uma pré-adolescente. ❤

    Curtir

  2. Fi, adorei tua resenha… To terminando de ler, e com certeza esse livro tem mais espaço no meu core do que Twilight. Concordo contigo sobre o relacionamento deles ser mais divertido, a Bella e o Edward eram muito monótonos… Essa versão parece ser muito mais realista de acontecer do que a outra, ave… N sei se queria ser o Beau pra ficar com a Edythe, ou ser a Edythe pra ficar com o Beau kkkkk. E também espero q a Steph lance pelo menos mais 1 livro da serie, pq n pode acabar simplesmente no para sempre hahahaha beijo!!!

    Curtir

  3. Tô chegando aqui meio atrasada (só agora tive money pra comprar o livro 😛 rsrs), mas preciso dizer que eu amei a história reinventada. Fiquei tentando imaginar como seria algumas cenas que só eram possíveis com a Bella (Portangeles) e me surpreendi com o resultado. Titia Steph se superou! Preciso falar sobre o que ela fez com os Volturi (só eu achei bem feito pro Aro e pro Caius?)
    Sou mais uma dos que querem mais Beau e Edythe, quero saber mais sobre como são os personagens que só são aprofundados nos livros seguintes a Twilight. Estou me sentindo orfâ de Life and Death. #queromais

    Curtir

  4. Bom, não li. Recusei-me….
    Tentei pegar para olhar na livraria, mas detestei o início e lembrei-me da carta que a Meyer escreveu quando capítulos do draft “vazaram” pela internet… Bom, para não delongar… ( 🙂 ), assim como a “birra” que ela demonstrou/escreveu, também posso fazer a minha… Utilizando o meu suado $ quando tiver o Midnight Sun. 😀

    (Minha caixa com cadernos de anotações estão aqui… intactos! rsrs…
    Não gosto quando o pessoal fala mal de Crepúsculo… Conheci gente que leu “clássicos universais” porque a Bella lia… O morro dos ventos uivantes, Jane Austen, Romeu e Julieta…)
    :*

    Curtido por 1 pessoa

  5. Fiquei super animada quando descobri que Crepúsculo havia sido reescrito com a inversão dos gêneros.
    Achei a ideia fantástica, antes mesmo de começar já ficava imaginando como poderia terminar, não acreditei que Stephenie iria manter o final original.
    E estava certa, pra varear, mas mesmo assim eu ainda estou insatisfeita. O que vem depois…
    Eles vão se casar com Archei previu? Victor vai tentar se vingar por Joss? Sem Aro e Caius os Volturi serão mais justos?
    Stephenie me ajude a dormir esclarecendo minhas duvidas. 😉

    Curtido por 1 pessoa

  6. Incrível, que bom que achei outro garoto que leu e gostou kk
    e como voce eu tentei também ser um bloggueiro bem imparcial, mais venhamos que a stephe pegou pesado dessa vez.
    kk
    Estou fazendo uma maratona desse livro no meu blog o Skyscreper.blogspot.com
    Espero manter contato, me identifiquei bastante.
    ravi ramos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s