[Resenha] Métrica

Livro: Métrica
Autora: Colleen Hoover
Ano: 2013
Editora: Galera Record
Páginas: 299
Sinopse: Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor.
Eu tento ao máximo possível ser imparcial nas minhas resenhas.

Mas quando se trata da Colleen Hoover, de Métrica mais especificamente, eu não consigo me manter imparcial por muito tempo. Eu tenho uma historia muito pessoal e muito forte com esse livro, por se vocês encontrarem algumas lagrimas no meio da resenha por favor desconsiderem.

Lake vê seu mundo virar logo após perder seu pai, ela se sente responsável pela mãe e pelo irmão caçula. Por mais que ela mantenha ao máximo uma imagem de força e coragem, por dentro ela é consumida por uma dor que apenas aqueles que ja perderam alguém que amava consegue imaginar. Mesmo resistindo a mudança para uma nova casa, uma nova cidade, Lake está decidida a mudar de vida e superar essa dor que a consome, e no meio disso tudo ela conhece o Will. Will é vizinho de Lake, tem 21 anos e cuida sozinho do seu irmão mais novo. Eles se envolvem numa paixão que se torna proibida a partir do momento em que eles descobrem serem aluna e professor.

Métrica é o primeiro livro da Colleen, e de cara já é um dos Best sellers do The new york times. O amor impossível do Will e da Lake, é regado com muita poesia, uma vez que o Will além de professor de literatura inglesa é também um aficionado por poesia “Slam”. Poesia slam é uma competição em que poetas leem ou recitam um trabalho original (ou, mais raramente, de outros). Estas performances são julgadas, em seguida, em uma escala numérica previamente selecionados por membros da platéia. Will perdeu seus pais muito cedo, e teve que abrir mão de muitas coisa para poder cuida de si e do seu irmão mas novo, ele encontrou na poesia uma forma de libertar seus sentimentos. Lake descobre na poesia uma forma de conhecer melhor o homem que ama, e quando necessário, uma forma de dizer a ele o quanto ela o ama.

A Colleen tem uma habilidade unica de preder o leitor e faze-lo sentir o que os seus personagens querem passar. De todas as pessoas para quem eu ja indiquei esse livro, ainda não encontrei uma que não tenha se apaixonado tanto pela história do Will e da Lake, e não tenha derramado lagrimas e mais lagrimas durante o livro.

A edição é uma das minhas favoritas da Galera Record, bem revisada, bem acabada… Tem nota 100 produção?

Antes de dar tchau (meus olhos ja estão se enchendo de lagrimas aqui), eu queria pontuar, que esse ano eu tive um dos melhores momentos da minha vida, que foi poder conhecer essa pessoa maravilhosa que é Colleen. Eu avho que nunca dei um abraço tão forte numa pessoa, como eu abracei ela. Nunca fiquei tão nervoso por conhecer uma pessoa como fiquei para conhece-la (eu simplesmente não durmi na véspera).

5

“Queria poder congelar esse momento. Queria que pudéssemos ficar esculpindo abóboras para sempre.”Métrica

Um cheiro, e até a próxima

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s