[Resenha] A Rainha Vermelha

Quem é o louco da distopias?

A_RAINHA_VERMELHA_1434473047449028SK1434473047BLivro: A Rainha Vermelha
Autor (a): Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 424
Ano: 2015
Sinopse: A Rainha Vermelha - O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe — e Mare contra seu próprio coração.

Eu sou apaixonado por distopias e essa é uma das minhas favoritas. Mare Barrow é uma Vermelha, sere humanos normais que vivem na margem da sociedade forçados a condições sub-humanas impostas pelos Prateados, humanos com sangue prata e super poderes que compõe a realeza. As únicas preocupações da Mare eram se manter longe de encrenca e cuidar da proteção de seus amigos e família.

Tudo muda quando acidentalmente ela acidentalmente vai parar em um evento da corte e descobre algo sobre se mesma que nem ela sabia: Mare é uma Vermelha com poder de controlar a eletricidade. Agora ela terá que viver junto a realeza para que seu segredo permaneça escondido. Vivendo dentro do palácio Mare vai descobrir que faz parte de um grande jogo manipulado por tiranos.

tumblr_np7ex01dor1srxfmno1_500

 

Quando comecei a ler esse livro pensei que ira encontrar mais um triângulo amoroso, impedido de ficar juntos por motivos políticos. A Rainha Vermelha foge os padrões da distopias recente no momento em que anula o romance, dando um espaço maior para as questões politicas sociais que permeam a trama. A narrativa é sob a perspectiva da Mare coloca o leitor no centro das tribulações que constituem a trama.

A edição da Seguinte segue os padrões originais, e a diagramação, tradução e revisão estão excelentes. Essa capas prateadas são maravilhosas. A serie conta ainda com a continuação direta em Espada de Vidro (Glass sword), a Editora Seguinte ainda não comunicou quando irá publica-lo no Brasil.

tumblr_nmxh2ee2NP1tkje3xo1_500

Se você já leu o livro, ou gostou da resenha, deixa sua opinião aqui nos comentários.

Um cheiro e ate a próxima.

Anúncios

2 comentários em “[Resenha] A Rainha Vermelha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s