[Resenha] Hush (2016)

Filme: Hush (Hush - A morte Ouve) 
Elenco: Kate Siegel, John Gallagher Jr., 
Samantha Sloyan, Michael Trucco
Direção: Mike Flanagan
Gênero: Suspense
Ano: 2016
Sinopse: Depois de perder sua audição 
quando adolescente, Maddie Young viveu 
uma vida de isolamento totalmente recuada 
em seu mundo silencioso. Porém, quando o
rosto mascarado de um assassino psicótico 
aparece na janela de sua casa ela deve 
ultrapassar seus limites físicos e 
psicológicos para poder sobreviver uma 
noite.

Olá pessoas!

Esse ano promete ser ótimo para os fãs de suspense e terror  como eu. Um gênero que vem apresentando seus altos e baixos nos últimos anos. Vamos voltar a ver a dupla de Invocação do Mal no seu segundo filme, o suspense que promete Rua Cloverfield, 10 entre outros. E hoje quero falar de um filme que foi lançado pela Netflix, Hush.

O diretor é o Mike Flanagan, e anotem esse nome porque vai surgir novamente no cenário de filmes de terror. Em 2014 ele fez Oculus, que pessoalmente gostei bastante. E esse ano ele ainda vai trazer Before I Wake, com Jacob Tremblay no elenco. Flanagan também leva crédito pelo roteiro de Hush, junto com a protagonista Kate Siegel.

A premissa de Hush é simples, um suspense/terror com um assassino que pretende matar nossa personagem principal por algum motivo random. Nada novo sob o Sol. Mas eis seu diferencial: Maddie, a protagonista, é surda-muda devido a uma meningite aos 13 anos. Ela é escritora e mora sozinha e afastada, com apenas um casal de vizinhos. Uma noite, após a visita de sua vizinha, um homem misterioso e emascarado aparece e ameaça matá-la.

Mesmo parecendo clichê, o filme é uma grande surpresa. Principalmente porque a personagem é muito inteligente, diferente do normal em filmes de terror. Ela não desiste em nenhum momento. E o ambiente do filme dá uma sensação de vulnerabilidade maior, porque a casa é cheia de portas de vidro. Mesmo assim o assassino não parte para matá-la imediatamente.

O roteiro do filme é bastante inteligente também. O fato de Maddie ser escritora não é esquecido e ser surda-muda não se torna um problema. Ela tem uma técnica em que escreve vários finais alternativos antes de escolher um, e isso é usado ao decorrer da história. Outro recurso é o pouco uso de sons e música, há momentos que apenas ouvimos algo abafado representando Maddie, o que nos faz estar mais na pele dela. 

A escolha da atriz principal não podia ser melhor. Kate Siegel traz um show de atuação. Ela não precisa falar ou emitir som nenhum para passar suas emoções, em cada momento fica claro o que Maddie está sentindo. Sua linguagem corporal é excelente e apenas com os olhos consegue passar tudo o que se passa na mente da personagem. Todos os sentidos de Maddie são explorados. Também vale ressaltar a atuação de John Gallagher Jr. A frieza do personagem é muito bem executada e você nunca se pergunta por que ele quer matar ela, sendo que nunca é explicado. Ele simplesmente tem cara de psicopata.

Resumindo, gostei demais do filme e recomendo a todos os fãs do gênero. E vocês, o que acharam? Corre pra Netflix!

Anúncios

7 comentários em “[Resenha] Hush (2016)

  1. Oi.
    Já estou encantada com o filme, gostei muito do gênero, achei muito interessante colocar uma personagem surda e muda, acho que acrescenta um suspense maior a estória.
    Irei assistir com toda certeza.
    Boa Noite.

    Curtir

  2. Preciso ficar mais atenta aos lançamentos da Netflix. Tem muita coisa boa e esse filme com certeza vai pra lista.
    Esse é um dos gêneros que mais gosto, mas ultimamente tem deixado a desejar… Gosto quando o filme me deixa tensa e fico o tempo todo imaginando o que vai acontecer a seguir… Mas isso não vem acontecendo recentemente. Espero que com esse seja diferente e me surpreenda.
    Gostei muito da escolha da atriz, ela trabalha muito bem.
    O fato dela ser escritora me empolgou bastante e espero que o fato a personagem ser surda e muda torne o filme mais interessante.
    Abraço!

    Curtir

  3. Vi várias críticas desse filme, e nem chego perto por que no curto muito, Mas tem um enredo bacana e algo inovador

    Curtir

  4. Mesmo sem assistir muitos filmes de terror, já dá pra ver que é diferente do frequente, gritadora e assustada como protagonista… faz parecer tão fácil assistir esse filme esse resenha

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s