[Resenha] Felizes Para Sempre

Felizes para sempreLivro: Felizes Para Sempre
Autora: Kiera Cass
Ano: 2015
Editora: Seguinte
Páginas: 488
Sinopse: Antologia de contos do universo de A Seleção.

Os vários personagens de A Seleção ganham espaço nessa coletânea!

Nessa coleção, a Kiera conseguiu trazer não somente novas narrativas com diferentes pontos de vista de personagens que até então estavam à margem da trama principal de America e Maxon, em contos antes soltos em e-books independentes, que agora estão unidos e o resultado é maravilhoso, com o bônus de algumas ilustrações adoráveis por autoria da Sandra Suy.

Conta com os seguintes spin-offs:

  • A Rainha, narrado pela rainha Amberly (suavizou a impressão que tinha sobre o rei Clarkson, mas não tem perdão aqui), a suavidade da rainha se comprova com esse conto conturbado por fortes emoções.

Todas permanecemos lá, em silêncio. A minha esperança no começo da competição era formar laços com aquelas garotas por causa de nossas músicas favoritas ou dos truques de maquiagem que uma ensinaria à outra. Jamais imaginara que seria um medo em comum a nos unir como irmãs.

  • O Príncipe, com narração do Maxon, algumas dúvidas foram sanadas e o próprio príncipe mais “humanizado” demonstrado um lado mais sofrido dele, um coração desiludido pela realidade de sua vida e uma personalidade ainda um pouco fria.

— Como está se sentindo hoje? — Tudo bem. Um pouco sobrecarregado — deixei escapar, talvez com honestidade demais.
— Pelo menos não precisa usar vestidos — ela comentou.
— Mas pense em como seria divertido se eu os usasse.
Contos

  • O Guarda, dessa vez a visão é a de Aspen, que foi constantemente julgado frente a Maxon, mas que trazia já com ele uma carga notável de momentos decisivos, incluindo sua desenvoltura com a tragédia do envolvimento de  Carter Woodwork e Marlee Tames, o soldado Leger já fazia a muito tempo, jus ao seu final feliz.

Mary e Lucy acenaram ao passar por mim. Quando chegaram até a parede, Mary puxou a maçaneta, mas Lucy cochichou algo. Mary concordou com a cabeça e sumiu escadaria abaixo, e Lucy voltou até mim.
Ela remexia as mãos, seu tique nervoso reaparecendo à medida que se aproximava.
— Não sou… Não sou boa com palavras — ela confessou, balançando o corpo de leve. — Só queria agradecer por ser tão simpático conosco.
— Não é nada — respondi, balançando a cabeça.
— Para nós, é. 

  • A Favorita, depois de marcar presença com sua personalidade e com suas atitudes únicas, Marlee Tames ganha seu momento e seu espaço, revelando alguns dos segredos e situações decorrentes em sua trajetória, com o acontecido após a punição de sua suposta traição a família real, refletindo fortemente em sua contribuição em A Herdeira.

— Mas eu nem poderia usar minha própria farinha para fazer um pão pra você. Teria que roubar.
Ele me beijou na bochecha.
— Verdade. Além disso, da última vez que roubei alguma coisa, era bem grande, e recebi mais do que merecia, e já estou feliz com o que tenho.
— Você não me roubou. Não sou uma chaleira.
— Humm — ele ficou pensando. — Talvez você é que tenha me roubado. Porque lembro com clareza que um dia pertenci a mim mesmo, mas agora sou todo seu.

  • Cenas de Celeste, obviamente a vez de narrar fica por conta da Celeste, a Dois que conseguia tirar muitas das Selecionadas do sério (leitoras também).

Eram os sapatos perfeitos para os primeiros passos de uma nova vida, uma vida que ia começar quando America se tornasse a noiva de Maxon e eu deixasse o palácio.
Pela primeira vez, não me preocupei em parecer bonita ou não. Me sentia linda.

  • A Criada, como visto Lucy tem muito a contar, a gentil e sempre quieta companheira narra um pouco de sua vida durante  a Seleção e seu envolvimento com o até então Soldado Leger, que depois se tornou Aspen e antigo amor de ninguém menos do que a própria America.

— Vou odiar você para sempre por partir meu coração — jurei. — Mas você sabe o que é pior?
Aspen negou com a cabeça.
— O pior é que vou amá-lo para sempre também. Você salvou minha vida. Eu estava me escondendo dentro de mim mesma, e você me fez parar com isso. Essa é a pior parte.

  • Por Onde Elas Andam?, na reta final da obra, a Kiera liga alguns pontos soltos ao trazer informações sobre o paradeiro das outras Selecionadas que formavam a Elite, sendo elas: Kriss Ambers, Natalie Luca e Elise Whisks.

Alguns fatos sobre a série:

  • Em uma entrevista a autora Kiera Cass deu alguns detalhes sobre suas inspirações para produzir a série e ela revelou que a principal base de inspiração para ela foi a Bíblia (!!!!!) e a Cinderela, essa esta última não é de tirar os cabelos de surpresa.
  • Tempos depois a Kiera em outra entrevista revelou que a Celeste é uma pessoa real para ela, por ter sido baseada em uma ex-colega que não só compartilha do mesmo nome, como também da mesma personalidade digamos hum… distorcida.
  • DiárioEm 2014 foi lançado O Diário da Seleção e segue a premissa de um diário interativo, pensado para adaptar-se ao universo de A Seleção,
  •  Os direitos da série foram adquiridos pelo estúdio CW, visando criar uma série televisiva, foi então criado um piloto do projeto que tinham em mente, mas não foi a frente e acabou rejeitado. Pouco depois, a CW insistiu na adaptação e lançou mais outro piloto que foi rejeitado novamente, com muitíssima razão, dado o cast escalado que fugia das características originais dos personagens e a produção seria voltada para o público adulto, o que causou uma comoção sendo que a formação do público original da série ser de mais jovens – sendo um YA (Young Adult) não é novidade.
  • Em 2015, ano passado, no mês de abril, foi confirmada a notícia de que A Seleção vai virar filme , pelo estúdio Warner Brothers e que os produtores encarregados seriam os mesmos de Se Eu Ficar, Denise DiNovi & Alison Greenspan e Divergente, Pouya Shahbazian, sendo o roteiro escrito por Katie Lovejoy, até não se tem mais notícias sobre o processo produtivo do longa.
  • Já saiu algumas notícias sobre A Seleção ganhar um livro para colorir (sendo que não sou nenhuma Eadlyn, vai ser aquela pintura bem negação), a previsão de lançamento em solo estrangeiro está prevista para dezembro desse ano ainda, ponham seus lápis a postos!

é o fim hoje, se tem mais informações ou sugestões, diz para mim! ^^

Anúncios

5 comentários em “[Resenha] Felizes Para Sempre

  1. Tenho os e-books mas ainda não li. Quero comprar o livro e completar a coleção.
    Amo essas capas e a desse livro está simplesmente linda! *-*
    Acho ótimo para quem quer conhecer mais os personagens que não tiveram tanto destaque assim na série e ter uma perspectiva diferente.
    O Diário da Seleção dei de presente pra minha filha e ela adorou.
    Estou muito ansiosa pra ler os contos “A Rainha” e “A Favorita”
    Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Foi tão bom conhecer a Amberly e dá uma outra visão ao Clarkson, amar ainda mais o Aspen e esperar mais pra ele e Lucy ❤
    Fiquei tão feliz de saber o que ouve com a Elise, ela era quase a minha favorita e senti saudades dela depois que ela deixou a Seleção

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s