[Resenha] Crepúsculo

crepusculoLivro: A Mediadora - Crepúsculo
Autora: Meg Cabot
Ano: 2007
Editora: Galera Record
Páginas: 272
Sinopse: Desta vez é vida ou morte. A série A mediadora, de Meg Cabot, chega ao fim. Suzannah já se acostumou com os fantasmas em sua vida: eles a acordam no meio da noite, reviram seu armário e aprontam coisas ainda mais assustadoras. Como mediadora, pode não somente ver fantasmas como também interagir com eles.
E foi assim que se apaixonou por Jesse, um gato do século XIX. Mas, suas questões vão muito além de assuntos do coração: sua função é entender as mágoas dos mortos e ajudá-los a resolver os problemas com os vivos.
É muito aterrorizante ter o destino dos fantasmas em mãos, podendo alterar o curso da história. E tudo ficou mais assustador depois que ela descobriu que Paul também sabe como fazer isso.
E ele adoraria evitar o assassinato de Jesse, impedindo-o de virar fantasma e lhe garantindo uma vida tranqüila, finalmente... Isso significaria que Jesse e Suzannah jamais se conheceriam.

O coração já sente que é agora ou nunca!

É incrível o quanto alguém pode se apegar tanto a uma história, a ponto de sentir aquela pontada quando se aproxima do final, desde que até então o novo livro era somente um sonho muito vago e surreal. Enquanto isso, no 6º livro da série era declarado o fim eminente que se aproxima e o que parece ser um vazio já se apresenta com os momentos decisivos. Como Suze vai lidar com as novas descobertas sobre sua condição de mediadora? Por quê interfere tanto na vida dela e interfere na sua relação em “potencial” com Jesse? E Jesse? Como pode o homem que ela mais deseja estar destinado a um destino de vagante sem rumo?

São tantos problemas e poucas resoluções, mas a interferência de Paul pode  proporcionar uma quantidade razoável de respostas, como ela pode ser mais do que só uma mediadora? Controlar sua nova habilidade parece terrivelmente atraente, mas um alerta inesperado – vindo de uma pessoa mais inesperada ainda – coloca em foco os pensamentos de Suzannah e na gravidade dos atos de Paul.

— O que é que está acontecendo, hermosa? — ele tirou mais um pouco do meu cabelo que tinha caído no meu rosto. Quando ele viu minha expressão, ele tirou sua mão de volta.

Jesse dessa vez não pode exatamente tentar manter Suzannah a salvo, quando quem mais corre risco é ele mesmo, os planos de Paul se resumem a dar um fim no cowboy e para isso pretende evitar a sua morte (??) a 150 anos atrás. No entanto, ele pode manter Suze longe de Paul e das garras pegajosas do garoto, afinal se ele não pode se proteger com tudo, manter ela a salvo é também uma possibilidade, o que leva Suzannah a tomar medidas quase suicidas em prol do seu amor e do cara mais incrível que ela já conheceu e não mereceu o fim que teve.

— Com você – Jesse disse.
— Comigo?
— É — ele disse e eu levei todo esse tempo pra entender o que ele estava fazendo. Lá estava eu, 150 anos atrás, para protegê -lo, e ele estava tentando proteger a mim.
Isso era uma coisa que o Jesse faria que eu quase comecei a chorar. De verdade! Mas só quase.

Quem leu pelo menos os três primeiros livros da série percebeu que a escrita da Meg em A Mediadora, possui a redundância de um diário, talvez resquícios da outra série dela, O Diário de Princesa, de todo começo fazer uma introdução dos acontecimentos até aquele momento – uma vibe estilo Percy Jackson -, o que torna esse contexto repetitivo e cansativo, ainda mais para quem sabe que os livros são pequenos e o que se tinha nunca foi suficiente, mas Jesse existe e tudo é passado.

Esse é o momento da série em que paramos para refletir e desfrutar de um casal que demorou para acontecer, uma personagem que quase relutou em amadurecer, mais quando ambas as coisas aconteceram foi libertador e de modo sincero. Jesse é a paixonite literária que todos deveriam ter na sua juventude, na sua vida, não importa quando, somente leiam para rir com a Suzannah – com o Mestre também, porque não? – e se derreter pelo cowboy mais quente de todos.


Jesse, jesse, jesse!!

uhool

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s