[Resenhista Convidada] Diário de uma cúmplice

(Convidamos a nossa amiga Carolina Silva, para vir contar a vocês um pouco da experiência dela durante a leitura de “Diário de uma Cúmplice” da autora Mila Wander)

diario_de_uma_cumplice_1461191915397354sk1461191915bLivro: Diário de uma Cúmplice

Autor: Mila Wander 

Editora: Planeta

Ano: 2016

Páginas: 334

Sinopse: Meu nome é Christine, ou pelo menos costumava ser. Professora numa escola infantil, eu levava uma vida bem normalzinha, meio sem graça, até que numa noite eu o vi. 
Começou com uma paquera descompromissada, daquelas que acontece quando você vê um cara gato do outro lado da rua. Ele me olhou, eu olhei pra ele e sorri. Esse joguinho de sedução poderia ter terminado num café, ou quem sabe em um namoro, se ele não tivesse se aproximado de mim e me apontado uma arma.

Não sei o que me deu para salvá-lo da polícia e abrigá-lo na minha casa. Burrice? Solidão? Não tinha a menor intenção de me tornar cúmplice de um criminoso. Mas seu olhar quente, sua fala mansa e sedutora me enlaçaram de tal forma que, de repente, eu me vi no meio de um turbilhão de acontecimentos. Agora, refém da paixão por aquele homem, só me restava relatar em um diário como fui me envolver mais de corpo do que de alma com a maior quadrilha do país.


 

 

Inicialmente comprado para uma amiga mas, quando comecei a leitura… fiquei para mim e comprei outro para ela.

 

Agora, quem vê a capa… O que é isso, Carolina?!? Kkk! Calma! A capa sugere mais que parece – embora mostre um Miguel irresistível, e não apenas aos olhos da Christine ou da Cristal… E as partes onde a Christine pensa em nada além do cheiro dele… os olhos… o abdome… Deixarei ele para ela!  😉

 

Por que gostei?!?…

Uma pessoa que vegeta (uma vida de rotina… Christine é órfã, mora só, professora de escola infantil, não namora, tem apenas uma amiga, a Lessy, que foi quem conseguiu o trabalho para ela… Quem presenteou-a com o diário.) tem a oportunidade de – tá, não ideal o contexto mas… – partir em uma jornada, viver intensamente, conhecer uma parte de si desconhecida e outras pessoas. Empatias são despertadas… Enrascadas… Amizade.

 

Tudo começa por ter avistado o Miguel, um dia depois do seu aniversário (e, portanto, de ganhar o diário), e de repente o salva, ajuda, e… já está em um grupo e não apenas com ele. Descobre que não tem como voltar para casa… Neste grupo conhece um amigo super especial que a ganha de cara!.. O xará: Chris, com um riso que é capaz de iluminar, relaxar, assegurar que tudo terminará bem…

 

“… Aquele riso que eu adorava, que me fazia acreditar que existia mesmo um motivo forte para rir.”

 

E outros: Cristal, Ian e Plínio. Ela salva a vida do Miguel…salva a do Chris… e outra vez… quase o perde!!…

 

“- Salvou minha vida mais uma vez – sussurrou, enxugando minhas lágrimas, sem desfazer o nosso abraço. – Algum dia eu te recompensarei por tudo isso.

– Você recompensa todos os dias. – Olhei bem em seus olhos escuros. – Pode ter certeza de que me salva mais do que imagina. (…)” p.275

 

Sim, o que colocou a Chris nessa foi o amor, a atração irresistível pelo Miguel; mas a amizade conquista muito em mim. E foi ela e o diário no qual a Chris escreve que a salvaram de ensandecer por momentos. Posso ter vibrado ao ler cada vez que o casal passava por cima do receio por suas vidas para viver tal explosão… tal amor; mas comovi-me e derramei lágrimas pela amizade. Amigo dela, que o ama; amigo-irmão dele, sempre ao lado…

 

Romance. Perigo. Atuação… A leitura é fácil, cativa, flui. Sabemos tudo através das narrativas da Chris no seu diário.

– Deu até vontade de ler o outro livro da autora!.. rs. (Já me indicaram “O Safado do 105”! )

 

Um olhar tão magnético como o do Miguel, para deitar-te paralisada/o;

Abraço tão apertado e gostoso como o do Christian!,

 

Carolina

Anúncios

3 comentários em “[Resenhista Convidada] Diário de uma cúmplice

  1. Um toque de “amor-bandido”,
    Circunstâncias que nos envolvem.
    Por vezes ficamos absorvidos
    E meio que “sem escapatória”:
    Seguir a razão e arcar com os riscos (?)
    Fixar no que olhos vêem (?)
    Pensar no que poderia ter sido (?)
    Ou viver o que pode ser A Sua História?!?…

    CSS, 25.09.16. ;*

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s