[Mangá] Akatsuki no Yona

Antes de tudo: Esse mangá é para corações fortes e atrevidos, agora prossiga!

Akatsuki no Yona, ou The Girl standing in the blush down, é um shoujo fascinante, que sob autoria da brilhante Kusanagi Mizuno, narra a trajetória da única princesa do Reino de Kouka, Yona, com uma mescla sensacional de drama, shoujo, história e shounen. Com altos e baixos em seu lançamento, após o choque enfrentado pela Mizuho-sensei no primeiro semestre desse ano, com os terremotos na província de Kumamoto, os fãs ficaram em estado de apreensão, preocupados com o estado da autora, felizmente tudo acalmou-se e Yona voltou, conquistando ainda mais admiradores pela consistência de seu enredo e a dedicação esplêndida da Mizuho-sensei em desenvolver tão bem seus personagens e cultivar suas características – isso sem mencionar o sem fim de personagens cativantes e conspirações sobre o futuro do enredo.

akatsukiCom sua estreia em 2009 pela revista Hana to Yume, a reconhecida revista shoujo, o mangá se tornou inspiração para uma peça teatral executada em Março desse ano em Tóquio. Com mais de 18 volumes já disponíveis, agora na marca de que ultrapassa mais de 130 capítulos lançados para quem acompanha o lançamento mensal, nesse ano também foi dado o início da serialização do mangá nos EUA pela VIZ Media ~fica a dica de uma boa série para nos trazer editoras nacionais~.

Além da adaptação para o teatro esse ano, em 2014 a adaptação para anime com 24 episódios causou um alvoroço pela qualidade e fidelidade com obra original, com uma trilha sonora que remete exatamente ao cenário da trama, além de 3 OVA’s, isso é atestado de qualidade!

A divisão a seguir é de minha autoria, para simplificar cada arco que compõe a trama até o presente momento:

  • 1º Arco A ascensão do novo rei (1 a 15)

yona

Antes vasto, Kouka era um próspero reino que se divide em cinco tribos: vento, terra, água, fogo e céu, sendo está última designada para a família real, após perder diversos territórios de suas fronteiras, a calma personalidade e oposição ao uso de armas do imperador Il é visto com descrença não só por seus súditos como tamém por sua filha a princesa Yona de 16 anos, a jovem de cabelos vermelhos é frívola que utiliza de subterfúgios vazios para satisfazer suas vontades e possui somente em vista o mundo no interior do castelo Hiryuu, totalmente ignorante do mundo exterior.

Quando um golpe amardo pelo seu próprio primo e amor platônico, Soo-Won, para tomar o trono leva a vida de seu pai, Yona tem que fazer de tudo para escapar com vida e o general da Tribo do Vento e amigo de infância, Son Hak – conhecido como Besta Trovão por suas habilidades de batalha -, fica a frente de manter a princesa em segurança e realizar a fuga, se dirigindo para a capital da Tribo de Vento, Fuuka. Diante de sua impotência, Yona decide trilhar um novo caminho junto a Hak, quando uma antiga lenda coincide com a sua própria existência, os cabelos vermelhos da princesa levam a uma nova descoberta, o destino da princesa é ser rei (Yona e Macbeth estão unidas pelo laço da realeza).

  • 2º Arco As garras do Hakuryuu (16 a 19)

O primeiro dragão da lenda de Kouka, o dragão branco Hakuryuu vive em um afastado vilarejo, o jovem Ki-já carrega o sangue ancestral, levando consigo a garra do dragão em sua mão direita, mas acima de tudo, carrega a determinação de gerações de Hakuryuus frustrados por nunca poderem servir ao propósito de suas vidas, acompanhar o rei Hiryuu. Ki-ka é determinado e tanta determinação ao seu propósito é um desafio para se adaptar a nova vida como viajante junto a Yona, Hak e Yoon.

  • 3º Arco A Maldição do Seiryuu (20 a 25)

Utilizando a elo dos dragões para rastrear o próximo dragão, Ki-ja, Yona, Hak e Yonn são forçados a transitar pelas regiões montanhosas de Kouka em busca do próximo dragão, o Seiryuu. Divergindo da atmosfera do vilarejo do dragão branco, os cidadãos do escondido vilarejo do Seiryuu possuem uma tradição perturbadora de usarem máscaras, no entanto as máscaras não são nada comparadas ao risco em que os viajantes correm nesse inóspito e hostil lugar, até que um silencioso garoto se dispõe a salvar a vida de Yona, também mascarado, o jovem que se esconde nos fundos cavernosos do vilarejo é reconhecido como o dragão azul.

  • 4º Arco Ryokuryuu e a sombra de Awa (26 a 41)

Seguindo o sentido de união de Ki-ja e utilizando a visão aprimorada do Shin-ah, o Seiryuu, Yona e o grupo chegam a cidade costeira de Awa, porém o que encontram lá não é o dragão verde e sim uma cidade caída em desgraça e alvo das constantes ações do tirano Kum-ji que rapta jovens garotas e as vende no tráfico de pessoas.

Hak se envolve com os soldados locais ao agir para salvar um garota e cria um laço com um estranho excêntrico e de fala mansa, Jae-ha é membro dos piratas que tentam a todo custo sanar com as ações do trapaceiro Kum-ji e surpreendentemente é também o Ryokuryuu, que leva o poder do dragão verde em sua perna direita, o dragão que foge da ligação com os outros e por anos trilhou seu próprio destino se recusa a ceder ao sangue que responde a encarnação de Hiryuu. A nova Yona compreende a sua determinação e surpreende a todos com sua ferrenha força de vontade e seu amadurecimento, a frívola princesa Yona dá lugar a uma guerreira sem medo de assumir seus desafios.

  • 5º Arco Novos Rumos (42 a 59)

dragoesDepois de passar por Awa e da adição do dragão verde ao grupo, Yona e o grupo segue em viagem, quando encontram um jovem forasteiro com uma pacífica personalidade que se revela como o Ouryuu, no entanto algumas divergências põe em prova a veracidade da afirmação, qual o poder do dragão amarelo que aparentemente não passa de um garoto normal?

Enquanto isso o novo rei Soo-Woon viaja através de Kouka e na tribo da terra o general Geun-Tae se deteriora junto a própria tribo e sorrateiramente Sua Majestade inicia um plano de ação para restaurar a antiga glória do local, o que desperta novamente a dúvida do motivo que o levou a subir no trono. Yona e seu grupo com o último membro agregado segue para a tribo do fogo e lá descobrem uma verdade mórbida sobre a verdadeira forma de governo de Kouka.

  • 6º Arco Folhas Jovens ao Vento (60 e 61)

Soowon, Yoan e HakEm um passado nostálgico, Soo-Won, Hak e a princesa Yona saem do castelo para explorar os arredores, sem muito conhecimento do mundo externo a princesa termina nas mãos de sequestradores. Para solucionar o caso sem envolver as autoridades, Hak segue Soo-Won em becos para uma rede de informações do submundo, onde o jovem garoto sempre sorridente mantém laços e cultiva amizades, impressionado Hak descobre que Soo-Won é imprevisível e se envolve com punhos e sagacidade para resgatar a princesa, o laço de amizade dos três transcendeu anos até a grande traição.

  • 7º Arco Aliança por Ambição (62 a 76)

Na excursão liderada por Yoon em busca de sementes que sejam resistentes ao árido clima da tribo do fogo, levam o grupo a um vilarejo na fronteira com o império Kai, Senri, que antes era parte do reino de Kouka, o local possui uma peculiar prosperidade no cultivo de sementes especiais e que se adaptam ao clima seco e de estiagem, se passando por artistas itinerantes e utilizando do charme e beleza, o grupo tentar concretizar o objetivo em prol da sobrevivência da tribo do fogo.

Durante essa aventura uma movimentação suspeita atrai a atenção do grupo de Yona, que descobre uma aliança entre o general da tribo do fogo, Kan Soo-Jin e Li Hazara do império Kai para derrubar o rei Soo-Won e assumir o trono de Kouka, cada um com suas próprias ambições, causando devastação onde passam, Yona lidera um contra ataque para conter a destruição do exército do general e Li Hazara combinados, o que não se esperava era que o próprio rei já estivesse a frente para resolver a situação.

  • 8º Arco A corrupção por Nadai e a tribo da água (77 a 94)

tribo da águaVivendo como nômades em busca de ajudar nos problemas enfrentados pela população de Kouka, Yona e seu grupo chegam a capital da Tribo da Água, a calmaria perturbadora do lugar testam a falsa fachada de paz e tranquilidade do lugar, o primeiro passo para descobrir o que se esconde nas sombras da cidade portuária Shisen é o envolvimento que põe em risco a vida de Jae-ha, a droga chamada Nadai circula livremente pela cidade e atenta contra os cidadãos.

Ao investigar a origem  do Nadai, Yona e seu grupo cruzam caminho com a Dama Lily e suas acompanhantes Ayura e Tetora que estão envolvidas para solucionar o caso da disseminação da droga, filha do General da Tribo da Água Joon-Gi, Lily se recusa a deixar a influência do Nadai e fraqueza de seu pai em tomar uma atitude destroçarem a Tribo da Água, o seu lar.

  • 9º Arco O fatídico destino (95 a 99.1)

Os quatro dragões carregam o abençoado sangue dos deuses dragões e consequentemente o fardo pesado de uma vida restrita a viverem nas sombras, o temor de nunca servir ao Rei Hiryuu é ainda um dos pormenores daqueles que carregam esse sangue, enquanto isso Hak toma a frente de uma grande batalha entre os ressentidos guerreiros do reino vizinho.

Depois de contar a história do Hakuryuu, Kija e do Seiryuu, Shin-Ah, é a vez da infância do Ryokuryuu Jae-Ha, o ex-pirata que está sempre disposto a tirar o melhor de uma situação crítica esconde um turbulento passado, o vilarejo do dragão verde não aceitava o destino dos seus habitantes de receber sempre uma nova geração do herdeiro da perna do dragão planador e mantinha a determinação do novo dragão sob correntes.

  • 10º Arco do Ouryuu, Zeno (100 a 105)

dragões guerreirosZeno, o dragão amarelo e a primeira vista o mais fraco, revela sua verdadeira identidade e habilidade atribuída ao sangue do dragão amarelo, além de possuir um corpo indestrutível, o jovem Zeno é também um dragão original dos quatros guerreiros que serviram ao Rei Hiryuu a mais centenas de anos, enquanto outros temem o inevitável fim, a morte, que levaram seus primeiros companheiros dragões Abi, Shuten e Guen, Zeno é atormentado pelo fantasma de sua eternidade e indestrutibilidade, vivendo  um dia após o outro, enfrentando a mortalidade de seus entes queridos e sentindo a presença dos seus irmãos dragões renascer e se esvair.

O arco rendeu dois OVA’s, o primeiro lançado em Agosto desse ano e o segundo previsto para 20 de dezembro. ~alguém me segura!~

  • os seiryuus11º Arco do Ancestral Seiryuu (cap. 106 a 108)

Desde a descoberta da localização do Seiryuu Shin-Ah, a verdade por trás do tão abençoado sangue do dragão foi desvendada e trazida a tona com uma nova faceta, os Seiryuus não eram venerados, pior ainda eram hostilizados.

Quando então Shin-Ah misteriosamente aparece sem sua máscara e Ao, é dado o início a uma série de ataques com a sua habilidade com os olhos de dragão, no entanto não é o Seiryuu atual que está tomando essas ações e sim um ancestral cheio de rancor para com os semelhantes de seu vilarejo e o seu fatídico fim.

  • 12º Arco Sei e o os guerreiros de Kouka (109 a 125)

A tribo da água ainda sofre com os vestígios deixados pelo Nadai, então em passagem o grupo de Yona encontra Lily novamente e descobrem que agora Sei avançou e passou a raptar cidadãos para trabalharem como escravos. Quando Yona e Lily desaparecem, Hak, Ayura, Yoon e os quatro dragões se unem para se infiltrar em meio os cidadãos escravizados em busca das duas, porém Sua Majestade Soo-Won também está a par do caso e um novo conflito está prestes a eclodir, dessa vez a vida de Yona e Lily depende da cooperação dos envolvidos.

  • 13º Arco As vertentes de Shin (126 a ainda em lançamento)

O país de Shin passa por um momento de tensão, a divisão do país entre os seguidores dos ideais das princesa mais velha Kouren e da princesa mais nova, Lady Tao, procura a ajuda dos lendários monstros de Kouka, contando também com o poder de duas das 5 estrelas lendárias, Vold e Argila são protetores da jovem princesa e apoiam seus ideais, entrar em um acordo com Soo-Won e o reino de Kouka. Porém um ataque surpresa acaba com as ambições de Tao de resolver o iminente conflito sem derramamento de sangue e a descoberta da verdadeira identidade dos quatros dragões guerreiros leva a captura deles e de Yoon pela princesa Kouren.

Agora um confronto inevitável está prestes a implodir de vez entre o acuado reino de Shin, traumatizado pelas ações do irmão mais velho do imperador Il e pai de Soo-Won, Yu-Hong  e o reino de Kouka, para salvar seus amigos e proteger os cidadãos de Shin, Yona se oferece para negociar um acordo de paz com Soo-Won e sua própria vida está em risco junto a de seus companheiros.


 A coisa mais fofa de todas, Ao ^^Ao

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s