[Resenha] Crave a Marca

downloadLivro: Crave a Marca

Autora: Veronica Roth

Editora: Rocco

Ano: 2017

Páginas: 473

Sinopse: Num planeta em guerra, numa galáxia em que 
quase todos os seres estão conectados por uma energia 
misteriosa chamada “a corrente” e cada pessoa possui 
um dom que lhe confere poderes e limitações, Cyra Noavek e Akos Kereseth são dois 
jovens de origens distintas cujos destinos se cruzam de forma decisiva. 
Obrigados a lidar com o ódio entre suas nações, seus preconceitos e visões de 
mundo, eles podem ser a salvação ou a ruína não só um do outro, mas de toda uma 
galáxia. Primeiro de uma série de fantasia e ficção científica, Crave a marca é 
aguardado novo livro da autora da série Divergente, Veronica Roth, que terá 
lançamento simultâneo em mais de 30 países em 17 de janeiro, e surpreenderá não 
só os fãs da escritora, mas também de clássicos sci-fi como Star Wars.

165c6490-132a-4c51-b4b6-28b253c16f2e

Até onde seu destino pode controlar sua vida?

Quanto da sua vida você está disposto a abrir mão para sobreviver?

Em um universo onde a Corrente circula livre pelos planetas, as pessoas possuem poderes especiais (dons-da-corrente), e outros possuem ainda seu destino traçado como Fortunas, Akos vive em Thuve como filho de um fazendeiro e de uma Oráculo, levando a vida de forma simples a espera do seu dom e de sua Fortuna, quando por um capricho do tirano Shotet, Ryzke Noavek, que tenta fugir de sua fortuna, ele se vê longe de sua família e vendo seu irmão sofrer sem poder salvá-lo.

Com seu dom peculiar de interromper o fluxo da corrente nas outras pessoas, Ryzke o obriga a cumprir sua fortuna, e como forma de prisão, servir a irmã do tirano, Cyra Noavek. Graças a eu dom, Cyra sofre com dores intermináveis e pode compartilhar sua dor com as pessoas através do toque, levando elas a morte. Acostumada a servir com uma arma para seu irmão, Cyra vê em Akos um alivio e uma companhia na solidão de seu quarto, por mais que ela tente negar isso.

95b587ce-43a3-4171-aeab-95928c522cfa

– Crescer aqui realmente perturbou você, não foi?

– Crescer aqui – esclareci – me fez ver a verdade nas pessoas.

Entre a família, seu lar e sua cultura, o que você abriria mão para sobreviver?

– Ou seja, jogue a honra pela janela.

– Honra – falei, bufando. – Não há lugar para honra na sobrevivência.

E se em meio a todas as guerras, traições e decepções, surgisse um amor, você conseguiria se afastar dele?

– Você é uma Noavek – insistiu ele com teimosia, cruzando os braços. – A brutalidade está em seu sangue.

– Eu não escolhi o sangue que corre em minhas veias. – retruquei. -Do mesmo jeito que você não escolheu seu dom, sua fortuna. Você e eu, nós nos tornamos o que era esperado de nós.

Família muitas vezes pode ser um lugar de amor, mas também pode nos trazer muita dor.

Assim, eu sonhava com a morte, e a morte preenchia meus dias.

Veronica Roth nos faz viajar por um universo tão incrível e tão complexamente desenvolvido, em ondas da Corrente, descobertas e reviravoltas a cada capítulo, tão único e tão diferente de Divergente, mas ainda assim prendendo o leitor em suas teia, e não o deixando livre antes de se apaixonar e se envolver profundamente com a história. “Crave a Marca” inicia uma nova jornada de mistérios, revelações, amor e poder, que sem duvidas irá ajudar aos fãs da Série Divergente a superar a ausência da Tris e do Four, ao abraçarem  o Akos e a Cyra.

8cbbc01c-e055-4014-b2da-36a4416bfffb

Graças aos nosso amigos da Editora Rocco, recebemos um exemplar antes do lançamento oficial no dia 17/01, e nem sei como agradecer por me apresentarem a esse livro incrível! A edição por mais simples, possui uma delicadeza e um capricho em cada pagina. Se você não quiser esperar, o livro já está em pré venda em todas as redes de livraria.

Um cheiro e até a próxima!

Anúncios

5 comentários em “[Resenha] Crave a Marca

  1. Eu estava falando com a Carol hoje que eu já cansei da Veronica Roth. Pra mim, já deu. E penso o mesmo da Cassandra Clare, apesar de que Roth soube parar e ir por outro cominho. Você e a Carol estão quase me convencendo a tentar retorna pro ardil que são os livros dessa autora.
    Beijos, May ❤

    Curtido por 2 pessoas

  2. Confesso que estou com medo desse livro, justamente pelo final injusto que teve a série Divergente. Somado a isso, tem todo o drama de, no Brasil, não lançarem o conto com o final do Quatro (We Can Be Mended), como vão fazer nos EUA e isso acaba me desmotivando.
    Eu sei que vou acabar lendo de qualquer jeito, acho que a V. escreve MUITO bem, e realmente atribuo o final de Divergente a pressões externas mais do que a capacidade dela mesmo.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Ainda não li nada dela, e não foi por falta de interesse, é pq a lista é enorme, tem muitos que está na prateleira que vou adicionando na lista por ordem de compra, e tem os ebooks, que tem alguns que o apelo para ler é maior… Mas vou me esforçar para passa-los na frente, e esse atual dela tbm… Obrigada pela resenha! 😘😘

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s