[Resenha] Deep

deep_1481318964634202sk1481318964bLivro: Deep
Autora: Kylie Scott
Ano: 2017
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 320
Sinopse: Ben Nicholson é o único homem que já fez a garota 
comum, Lizzy Rollins, sentir-se ao mesmo tempo completamente 
segura e louca de desejo. O problema é que Ben é o baixista 
irresistivelmente sexy de Stage Dive, e, não importa o quanto
 Lizzy deseje o contrário, ele só está procurando 
por diversão. Além disso, Lizzy não tem a mínima chance – 
a menos que ela possa conseguir que ele a veja além do fato dela ser a irmã mais 
nova da mulher do seu companheiro de banda.
Quando Lizzy se vê em apuros, em Las Vegas, Ben está lá para 
ajudá-la. Mas,depois de um grande erro, os dois aprendem rapidamente que o que 
acontece em Vegas, nem sempre fica em Vegas. Agora Lizzie e Ben estão conectados 
da maneira mais profunda possível... mas será que levará a algo mais?

Lizzy, irmã de Anne e consequentemente, a nova irmãzinha do baterista enlouquecido da Stage Dive, Mal – que é caçula de sua família também – acaba por se revelar uma garota ardente, uma acadêmica dedicada. mas sua maior atração sexual atende pelo nome de Ben Nicholson, o baixista, grande como um lenhador e de bônus amigo de infância de Mal. A atração é o suficiente para pôr em jogo todos os instintos adormecidos da garota, decidida a fazer o baixista usar dos meios mais convincentes para mostrar que ela vale muito do mais do que uma noite.

Elizabeth Rollings é uma universitária com hormônios a flor da pele e com uma queda inegável por Ben, o que os envolve em um jogo ardente de sedução e desejo, enquanto ela tenta usar todo tipo de persuasão possível para convencer o baixista, ele tenta negar o desejo e finge não perceber os avanços decididos dela. Quando em uma noite de paixão fervorosa resulta em uma consequência a longo prazo, Lizzy se vê incapaz de revelar a fonte de seus tormentos e tenta se fechar de tudo, para proteger a si e ao seu futuro, mas seus planos são frustrados quando uma desagradável notícia recai sobre todos, sob a sombra do mal estar frequente dela e de Lena, é então escancarada a gravidez de ambas.

— Fora!
— Onde estão as maneiras, docinho? Que tipo de exemplo você dará, hmm? —
Eu grunhi. — Por favor, Ben, você tiraria as suas calças para mim? É meio que importante.

— Claro que sim, Liz. Obrigado por perguntar tão bem.

A revelação põe a prova não só o lado super protetor de Anne, como testa os laços de amizade entre Mal e Ben, já que antes de ser um baterista louco e um apaixonado inveterado, Malcolm é novo cunhado/irmão de Lizzy e seu melhor amigo ultrapassou os limites ao seduzir e se deixar seduzido pela irmãzinha dele, entretanto, a própria Lizy demonstra que sabe o que quer e assume que quis isso e foi atrás, só não era esperada tais consequências como ser mãe de uma hora para a outra.

O baterista maluco ficou em um joelho na frente de Anne, estendendo uma mão. Com um sorriso, ela colocou os dedos nos dele.
— Quem é essa sobrenatural criatura que eu vejo em minha frente? — ele perguntou. — Você ofusca os meus olhos, estranha misteriosa. Eu preciso saber quem é você imediatamente.
— Eu sou sua esposa.
— Pensei que você parecia familiar.

Agora Lizzy e Ben vão ter que sobreviver essa fase juntos, em uma relação que fica entre amizade e “não envolvimento sexual” – até segunda ordem – afinal a família de ambos estão juntas e acompanhando os dois. Mesmo Lizzy sabe que não tem escolha a não ser tolerar uma turnê badalada com a Stage Dive com sua recém descoberta gravidez e a aparente vida agitada do pai de seu filho, o homem de seus delírios mais eróticos.

— Porque você é minha, e eu sou seu. E eu quero deixar isso claro para todo mundo. — Jimmy foi para frente, olhando para ela. — Eu te amo, Lena. Ponha a porra do anel. 
— Ponha a porra do anel. — ela murmurou, imitando o homem. Em um discreto show de emoção, a morena muito grávida fungou. — Francamente. Você nem ao menos disse ‘por favor.’ 
Jimmy revirou os olhos. — Por favor. —

Quem leu os anteriores pode se apaixonar pelo desenvolvimento da obra, a Kylie não só conduziu com maestria o desenvolvimento de Ben e Lizzy, como também inseriu um pouco do acontecia ao redor dos dois, o resultado é um livro engraçado com um enredo envolvente.  A contribuição das interações dos casais anteriores permitem matar aquela saudade, Lena e Jimmy está aprendendo a conviver com os sentimentos mútuos, Jimmy continua arisco nas suas interações, porém claramente de quatro pela morena, por outro Mal e Anne avançam no relacionamento e vivem uma lua de mel agitadíssima, enquanto isso o sempre amoroso Dave só tem olhos para sua Ev, que se demonstra afoita por seu marido.


Deep fecha a série com momentos de chorar de rir de Lizzy e Ben E claro, tem playlist também:

Anúncios

Um comentário em “[Resenha] Deep

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s