[Resenha] Um Amor Conquistado

Livro: Um Amor Conquistado
Autora: Silvia Spadoni
Ano: 2017
Editora: Pedra Azul
Páginas: 208
Sinopse: Ainda criança, Sophia foi levada para a Inglaterra para fugir da perseguição e do terror impostos pela Revolução Francesa. Com medo de ser descoberta, nunca revelou sua origem nobre, mas manteve viva a esperança de reencontrar sua família. 
Após o falecimento da madrinha, Sophia se vê obrigada a buscar trabalho para sobreviver e, por isso, se candidata à vaga de preceptora de Louise, a sobrinha órfã do conde de Buckington, um nobre conhecido pela sua frieza e arrogância. 
Uma brincadeira do acaso e ela se vê diante da possibilidade de voltar à França sob a proteção do nobre inglês e de descobrir o que aconteceu com seus pais. Mesmo avisada sobre os riscos, ela decide seguir em frente, ainda que isso signifique fingir ser a noiva do conde de gelo. 
Edward é um homem frio e arrogante, disposto a qualquer coisa para vingar-se do francês que destruiu seu irmão, até mesmo embarcar para a França em companhia de uma desconhecida apresentando-a como sua noiva. 
Ele conhece os riscos da empreitada, só não está preparado para os sentimentos contraditórios que invadem seu coração.

A obra do dia é nacional!

Sophia é francesa, os modos estão acima de qualquer suspeita, entretanto a personalidade vivaz e língua ferina ganham um destaque, orgulhosa e inteligente, ela sabe como se impor e delimitar as ações alheias que a afetem e contornar uma situação constrangedora com muita classe, afinal se candidatar a uma vaga de preceptora logo após ser quase atropelada pela carruagem de seu possível contratante é digno de uma mente hábil e afiada.

– Então estou decidida, não preciso de sua permissão e nem de sua aprovação, lorde Buckington – e virando-se ostensivamente para lorde Cavendish, completou: – Estou pronta, milorde. (…)

Edward, lorde Buckington é singular em alguns aspectos, além da sua aparência, um evento no passado, destruiu a vida de sua família e a ação principal de um francês o levou a repudiar os franceses. É quando sua última alternativa é colocar sua única e rebelde sobrinha em uma escola para damas que seu caminho se cruza – literalmente – com a jovem Sophia, a perturbadora francesa conquista não só a confiança dos seus entes mais próximos, como consegue ter uma boa comunicação e influência sobre a pequena Louise, além do próprio tio, no caso, ele!

– Não vou mais permitir que me desafie impunemente, Sophia. De agora em diante quando o fizer terá que arcar com as consequências – disse ele com um sorriso irônico. – Minha esposa, a condessa de Buckington, terá que aprender a se comportar, mesmo sendo uma francesa muito atrevida e… maravilhosa!

A qualidade do enredo é excelente, o livro é curto e conquista em cada passagem, deixando aquela ansiedade para a próxima obra da autora, porém, o trabalho editorial deixou a desejar em questão de ortografia, por vezes os diálogos não eram acompanhados da sinalização, chegando a confundir, exigindo um pouco mais de atenção na leitura. Retirando algo facilmente corrigível, como esse pequeno equívoco, o que de coração não poderia deixar de sinalizar é o carinho da editora e da própria Silvia em enviar marcadores cheios de carinho e um autógrafo muito lindo, o que só me deixou ainda mais apaixonada ao conhecer conhecer o trabalho da editora Pedra Azul e da Silvia.


E por hoje é essa dica MARA de um gênero que adoro me deleitar lendo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s