[Resenha] Tudo Que Acontece Aqui Dentro: Cartas de Amor Nunca Rasgadas

tudo_que_acontece_aqui_dentro_1515700134746314sk1515700134b-1664970340.jpgLivro: Tudo que acontece aqui dentro: Cartas de amor nunca rasgadas

Autor: Júlio Hermann

Editora: Faro Editorial

Páginas: 190

Ano: 2018

Sinopse: Amar e afogarse com os próprios sentimentos e continuar respirando Tudo o que acontece aqui dentro é uma seleção de crônicas sobre o amor em seus diversos estágios, sobre aprender com as experiências da vida… tratase de um tipo de testamento das coisas do coração. É também um romance narrado pelas memórias de quem as viveu, por cartas que deveriam ter sido rasgadas, registros dos sentimentos pessoais de quem revelou bem mais de si que a maioria de todos nós. Uma das coisas mais bonitas é a maneira com que vamos enfeitando a alma enquanto esperamos alguém chegar “São cartas que escrevi enquanto ainda sentia a ferida arder. Os momentos felizes e os dias em que pensei que não iria aguentar”. Júlio tem um dom. Ele consegue exprimir sobre sentimentos com muita beleza e, ao compartilhar em escritos, permite que nós também possamos nomear o que muitas vezes sentimos e ficamos de algum modo aflitos, por não compreender. É o momento em que o nosso coração encontra a paz. Ele transforma o grito preso nas gargantas em literatura. São linhas que costuram o aprendizado sobre amor com o olhar de uma geração.

Tudo que acontece aqui dentro é mais um daqueles livros, que você vai ler e dizer: “Esse livro foi feito para mim”. Em uma coletânea de crônicas, o livro de estréia de Júlio Hermann, retrata diversas fazes de um relacionamento, do que sentimos e muitas vezes não temos coragem de dizer, aquelas insegurança e incertezas que habitam nossos corações a espera do momento certo de serem colocadas para fora, e que muitas vezes guardamos para gente.

Sentimentos e emoções são muito subliminares e várias vezes até confusos, enquanto eu vivia esse livro (a experiência foi maior que uma simples leitura), me encontrava e me perdia por entre as páginas, de forma a me envolver nos términos, começos e recomeços do narrador. Júlio traduz o coração dele e de todos nós entre suas crônicas cheias de amor e música.

A Playlist do livro, muito bem elaborada nos evolve e conduz pelas linha e parágrafos, nos transportando para dentro das crônicas.

O livro repete a fórmula fantástica de edição já vista em “O Verão em que tudo mudou”, com fontes confortáveis para leitura, impressão em tons de azul e rosa, e trechos dos textos com belíssima ilustrações.

É impossível ler esse livro em doses homeopáticas, um capítulo por dia, ou um sentimento por vez. Uma vez dentro do coração do autor você será arrebatado e devorará as 190 páginas em um piscar de olhos.

Júlio, obrigado por compartilhar conosco seu coração e tudo que acontece aí dentro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s