[FILMES] RAMPAGE: DESTRUIÇÃO TOTAL

3

Direção: Brad Peyton
Data de Lançamento: 12 de Abril de 2018
Elenco: Dwayne Johnson, Jeffrey Dean MOrgan, Breanne Hill, Joe Manganiello e Naomie Harris
Gênero: Fantasia/ Ficção Científica
Duração: 1h55min
Sinopse: Davis Okoye é um primatologista, um homem recluso que compartilha um vínculo inabalável com George, um gorila muito inteligente que está sob seus cuidados desde o nascimento. Quando um experimento genético desonesto é feito em um grupo de predadores que inclui o primata, os animais se transformam em monstros que destroem tudo em seu caminho. Agora, Okoye precisa conseguir um antídoto e impedir que seu amigo provoque uma catástrofe global.

Este é um grande e bobo filme de monstros, muito mais caricatural do que a maioria dos filmes de quadrinhos modernos, e mais parecido com filmes de monstros bobos clássicos do que os modernos monstros vistos nos últimos King Kong e Godzilla. A corporação do mal responsável pelo caos é cômica, ridiculamente má; o diálogo é exagerado como nos anos 90 e a narrativa não se importa muito com lógica ou razão.

Se é isso que você procura e se você mantém suas expectativas de qualidade baixas, você irá adorar Rampage.

O jogo de arcade em que é baseado era adorado por ter monstros enormes destruindo os prédios de uma cidade, enquanto um minúsculo exército humano tentava detê-los. O filme certamente entrega isso – embora demore cerca de uma hora para os monstros chegarem à cidade. A batalha climática tem alguns momentos adequadamente épicos que proporcionam um nível de espetáculo puro.

4

Mas o requisito óbvio para todos os bits importantes a serem feitos em um computador diminui o impacto, como quase sempre acontece. A computação gráfica é muito bem feita, mas em várias cenas de ação cruciais ela parece claramente computação, falhando em enganar o olho humano para acreditar.

O enorme carisma de Dwayne Johnson faz com que todas as cenas sejam agradáveis, Naomie Harris é uma parceira de cena interessante e Joe Manganiello é um destaque surpreendente como um mercenário sexy. Jeffrey Dean Morgan vai um pouco longe demais com tudo, fazendo seu personagem em The Walking Dead parecer sutil em comparação, mas a maior parte do elenco de apoio aqui atrapalha as coisas mais do que deveriam.

2

Isso é tudo parte do estupendo tom de brincadeira – o que provavelmente vai irritar muitos espectadores, embora eu tenha gostado bastante. Há algumas piadas que não deveriam ter existido e é uma pena que algumas das ações não funcionem, mas o filme é bem ok, bom, se formos comparar com a maioria das adaptações de videogames, o filme é realmente bom.

 

Link do trailer logo abaixo:

Anúncios