[Resenha] Amor verdadeiro na Livraria dos Corações solitários

AMOR_VERDADEIRO_NA_LIVRARIA_DO_1518304188755468SK1518304188B

Titulo: Amor verdadeiro na livraria dos corações solitários

Autor: Annie Darling

Editora: Verus

Ano: 2018

Sinopse:

Este é mais um romance delicioso da série A Livraria dos Corações Solitários, sobre a vida dos funcionários da livraria, um “alegre bando de desajustados”, que por uma razão ou outra desistiram do amor e, ainda assim, o encontram quando menos esperam. É uma verdade universalmente conhecida que uma mulher solteira, em posse de um bom emprego, quatro irmãs mandonas e um gato carente, deve estar em busca do seu verdadeiro amor. Será? Verity Love — fã de carteirinha de Jane Austen e uma introvertida em um mundo de extrovertidos — está perfeitamente feliz sozinha, muito obrigada. E seu namorado fictício, Peter Hardy, é muito útil para ajudá-la a escapar de eventos sociais indesejados. Mas, quando um mal-entendido a obriga a apresentar um total estranho como namorado para suas amigas, a vida de Verity de repente se torna muito mais complicada. Uma namorada fictícia também pode ser bem útil para Johnny. Indo contra todos os instintos de Verity, ela se deixa convencer a fazer uma parceria com ele para um único verão recheado de casamentos, aniversários e festas no jardim, com apenas uma promessa: não se apaixonarem um pelo outro. Mas isso não tem nem chance de acontecer, pois Verity jurou nunca mais ter um namorado, e o coração de Johnny já tem dona…

Mais um livro amorzinho na nossa vida.

Antes de falar do livro e personagens, quero ressaltar a lindeza dessa edição. Que capa maravilhosa. Cada dia mais eu me apaixono pelas capas e edições da Verus.

Então amores, Amor verdadeiro na livraria dos Corações Solitários, é o segundo livro da serie da Livraria dos Corações Solitários. Onde nessa edição vamos conhecer a história Verity.

Very (para os íntimos) é a filha do meio do Nosso Reverendo (piadinha do livro), ela cresceu no interior da Inglaterra. Com mais quatro irmãs dentro de casa, Very cresceu em meio ao caos e barulho de uma família grande. Verity é totalmente introvertida, e preza mais do que tudo seu cantinho silencioso.

Por ser introvertida, não significa que ela não goste de pessoas, pelo contraria, ama sua família e tem muitos amigos, mas muita gente confinada em um mesmo local a deixam exaurida.

Devido a frustrações de ver suas amigas arranjarem um crush para ela, Very recorreu a uma forma diferente para escapar desses encontros e eventos sociais : inventou um namorado. Peter, o oceanógrafo, que graças a sua profissão passava muito tempo viajando. Era perfeito, absolutamente perfeito. Mas mentira tem pernas curtas.

img_20180412_151436_001497360985.jpg

Posy e Nina a seguem na ânsia de conhecer o famoso Peter Oceanógrafo e a acabam deixando Very numa situação embaraçosa. Para não ser pega na mentira, Very se junta a um bonito rapaz sentado sozinho na mesa do restaurante e implora pela ajuda do desconhecido.

Eis que nasce uma nova mentirinha, o estranho com quem ela supostamente havia marcado um encontro era Johnny, o arquiteto. Johnny e Very criam um acordo de benefício mútuo: fingiriam um namoro, levando um ao outro para todo tipo de encontro social, evitando assim a pressão dos amigos e da família sobre um relacionamento.

O falso romance de Very e Johnny era para ser algo bem simples e descomplicado, já que ambos iriam se beneficiar com aquele falso namoro. Mas nós românticas incuráveis sabemos que nem tudo é como a gente quer e as coisas desandam quando Very conhece a verdadeira razão de Johnny ser um bonitão solteiro.

Very estava feliz sozinha, e o coração de Johnny já estava ocupado por outra mulher, mas com a qual ele não podia ficar. E é logico que essa mistura não iria resultar em confusão né?

É muito fácil se identificar com o jeito antissocial da Verity, eu me encantei com a paixão dela por Orgulho e Preconceito e suas citações sobre como Elizabeth Bennet faria.

A família de Very é um máximo com suas irmãs loucas. Quanto ao Johnny, tão bonito e tão bobinho, sofrendo por quem não o merece.

É muito fácil se perder na leitura desse livro, Annie Darling traz a dose certa de romance, comédia e drama ao mesmo tempo. Vale muito a pena ler a serie dos corações solitários e já estou louca para ver a história da Nina.