[Resenha] A Sede – #ParaArrepiar

Yooooooooo! Tamo começando um especial aqui no blog e lá no Instagram: o #ParaArrepiar. Vão ser resenhas e comentários sobre livros que fizeram nosso sangue gelar e os pelos da nuca ficarem arrepiados!


Livro: A Sede

Autor: Jo Nesbø

Editora: Record

Ano: 2018

Páginas: 531

Sinopse: Um assassino está a solta. Ele está na sua casa. E tem sede de sangue. Harry Hole está de volta para enfrentar o único assassino que escapou de suas garras.

Uma mulher é morta em seu apartamento depois de um encontro marcado pelo Tinder. As marcas no corpo mostram que a polícia está lidando com um assassino peculiar, quase sobrenatural. No pescoço, uma mordida brutal, com alguns fragmentos de tinta e ferro. Em toda a parte, indícios de que o criminoso bebeu o sangue de sua vítima. Logo em seguida outra mulher morre em condições semelhantes.
A equipe de investigação, agora liderada por Katrine Bratt, se vê pressionada pela mídia a solucionar esses casos o quanto antes. A repercussão é tamanha que o chefe de polícia, Mikael Bellman, precisa resolver os crimes o mais rápido possível para que sua reputação permaneça inabalada. Sua única saída é chantagear Harry Hole para trazê-lo de volta à Divisão de Homicídios. Ele não parece disposto a ajudar, mas semelhanças com casos passados colocam Harry frente a frente com o único monstro que já escapou de suas caçadas.

Depois de um encontro marcado pelo Tinder, o corpo de Elise é encontrado morto em seu apartamento. O departamento de polícia, não sabe se está tratando com um assassino ou um ser sobrenatural. Várias marcas foram deixadas pelo corpo da vítima, e seu sangue foi completamente drenado.

Depois de outros corpos aparecerem pela cidade com a mesma característica do primeiro homicídio, e com a pressão da mídia ao redor dos casos, a inspetora Katrine Bratt precisa da ajuda do único que parece ser capaz de resolver esse mistério: Harry Hole.

“A Sede” é mais um livro de Jo Nesbø, e narra mais uma aventura do detetive Harry Hole. A Sede é o primeiro livro dessa “série” que eu leio, e mesmo sendo livros individuais, eu senti falta de alguns pontos da história por não ter lido a série completa. Mas vamos avaliar a história como indivíduo:

A escrita do Jo Nesbø é absurdamente viciante. No minuto em que você começa a ler, seu coração só terá paz, quando você terminar de ler. E talvez nem assim. Outra característica do autor que me deixou muito empolgado, foi a troca de pontos de vista dentro dos capítulos, dando ao leitor uma perspectiva muito maior dos acontecimentos e da resolução do caso.

Como personagem, não achei muita diferença entre a personalidade do Harry Hole, com outros detetives já conhecidos na literatura, porém como li o quinto livro de aparição do personagem, fica difícil para mim avaliar se isso é uma constante, ou se ouve uma evolução ou regressão na construção do personagem.

A história como um todo é muito envolvente e trata de um ponto bem relevante, encontros por redes de relacionamento. Vale lembrar que é sempre um risco conhecer pessoas através desse aplicativo, pois nunca sabemos quando vamos encontrar o príncipe encantado ou Jack o estripador.

O livro possui uma edição simples, porém com ótima execução de tradução, revisão e diagramação. O Grupo Editorial Record, mais uma vezes mandando muuuuuito bem!

Anúncios

[Resenha] Um Planeta Em Seu Giro Veloz

Livro: Um Planeta Em Seu Giro Veloz

Autor: Madeleine L’Engle

Ano: 2018

Editora: Harper Collins Brasil

Páginas: 272

Sinopse: Um unicórnio, um menino e o vento, juntos em uma só velocidade!
Quando Charles Wallace Murry, agora com quinze anos, grita em desespero a invocação de uma antiga runa para afastar a escuridão, uma criatura radiante aparece. É Gaudior, unicórnio e viajante do tempo. Charles Wallace e Gaudior devem viajar até o passado através dos ventos do tempo e tentar encontrar um Pode-Ter-Sido, um momento do passado em que todos os eventos que se seguiram até o presente podem ser mudados, e o futuro da Terra – esse pequeno planeta em seu giro veloz – pode ser salvo.

Charles Wallace agora é um adolescente de 15 anos, Meg Wallace (agora Meg O’Keef) está grávida e casada com Calvin. Porém a ameaça de uma guerra nuclear assusta a todos os Murry; e uma estranha Runa da Mamãe O’Keef pode ser a única salvação.

Então Charles Wallace entoa a Runa e com a ajuda do Unicórnio Gaudior, eles vão viajar pelo tempo e contra ele, em busca de um Pode-Ter-Sido, que se modificado poderá salvar toda a humanidade.

“Um Planeta Em Seu Giro Veloz”, é o terceiro livro da série “Uma Dobra No Tempo”, e mais uma vez somos agraciados com a brilhante escrita Madeleine L’Engle, e suas impressionantes lições, sobre vida, amor e fé.

Em uma história única e de deixar o coração quentinho e cheio de amor, aprendemos que sacrifícios por aqueles que amamos, são sempre provas de amor. Que quando pensamos ter o controle das situações, apenas Deus e seu tempo controlam tudo. Uma história apaixonante é um pouco mais complexa nos parâmetros da ficção científica que as outras duas, Um Planeta Em Seu Giro Veloz é disparadamente meu livro favorito da série até então.

A Harper Collins Brasil, mais uma vez faz uns do mais belos trabalhos de edição para os livros dessa série e mal posso contar os dias para os próximos livro. (Sério, lancem logo Many Waters, preciso da história dos gêmeos logo!)

Um cheiro e até a próxima!