[RESENHA] O JOGO DO CORINGA

Livro: O Jogo do Coringa

Autora: Marie Lu

Tradução: Regina Winarski

Editora: Rocco

Ano: 2019

Páginas: 304

Sinopse: ESTÁ NA HORA DE UMA REVANCHE!

Emika Chen quase não conseguiu sair viva do campeonato de Warcross. Agora que ela sabe a verdade por trás do algoritmo e Hideo no NeuroLink, ela não pode mais confiar na pessoa que ela mais acreditava estar do seu lado.
Determinada a parar os terríveis planos de Hideo, Emika e os Phoenix Riders se juntam para lutar contra uma nova ameaça a solta nas ruas iluminadas de Tokyo.
Entretanto, ela vai descobrir que tudo tem seu preço e que a história por trás de Zero vai muito além do que ela achava que conhecia.
Uma vez dentro dessa história, o único caminho é seguir em frente. Determinada a salvar todos que ama, Emika não vai poupar esforços para descobrir a verdade sobre a história da família de Hideo, destruir seu algoritmo e salvar o mundo de Warcross.

No segundo livro da duologia Warcross, Marie Lu nos entrega um final explosivo e viciante que vai cativar o leitor até a última página.

Compre Aqui


Emika Chen se meteu em uma grande enrascada. Ao tentar impedir de Zero de matar Hideo, ela acabou permitindo que o criador de Warcross liberasse uma atualização pelo NeuroLink que obriga as pessoas com desvios de caráter e criminosos, se entreguem as autoridades ou se suicidem.

Por todo o mundo, as taxas de suicídio aumentaram drasticamente, e para parar isso a única chance de Emika é se aliando aquele qu deveria ser seu maior inimigo, o misterioso Zero. Contando com a ajuda Pheonix Riders, Emika precisa correr contra o tempo, enquanto se envolve em uma trama ainda mais sombria do que ela podia imaginar.

ELA TINHA QUE ESTRAGAR TUDO!

Sim meus amigos. Se vocês tem acompanhado meus embates com a Marie Lu pelo nosso instagram (@blogoutrogarotolendo), você ja pode imaginar. Se não, passa rapidinho na resenha de Warcross para ter uma ideia melhor.

Mas a questão é a seguinte: Warcross constrói uma história incrível, eletrizante e apaixonante. Por outro lado, o Jogo do Coringa é um desfecho decepcionante. Isso para mim só aponta a total ineficácia da Marie Lu como escritora.

Os personagens estão imersos em conspirações politicas e sociais, Emika caminha para descobertas terríveis, e todo o desfecho disso é corrido, mau formatado e frustrante. Minha experiência com a leitura desse livro, era de uma expectativa de algo que me tirasse o ar, assim como o final do primeiro livro, mas o máximo o livro conseguiu arrancar de mim foi uma cara de desapontamento.

Quando falamos de edição, o cenário é completamente diferente: a Rocco mais uma vez fez uma trabalho belíssimo de revisão, diagramação e arte de capa. (Inclusive a simplicidade dessas capas, fazem delas as mais bonitas na bibliografia da autora na minha opinião). Em breve a Rocco deve lançar o quarto livro da série Progedy e não sei se devo nutrir esperanças de que venha a ser uma boa leitura, uma vez que essa autora ja se provou em mais de uma ocasião incapaz de gerar boas conclusões de projetos.

Ja leu o livro? Me conta como foi sua experiência!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s