Mãe é uma peça 3

Filme: Minha mãe é uma peça 3

Direção: Susana Garcia

Elenco: Paulo Gustavo; Rodrigo Pandolfo; Mariana Xavier; Gerson Capri; Alexandra Richter; Samantha Schmutz; Patrícia Travassos; Malu Valle…

Gênero: Comédia

Produção: Midgal Filmes/ DOWNTOWN FILMES

Distribuição: DOWNTOWN FILMES

Sinopse: Depois do sucesso como apresentadora de TV, Dona Hermínia (Paulo Gustavo) está de volta, agora com o título de vovó, graças à gravidez de Marcelina (Mariana Xavier). Os problemas e reclamações, marca registrada de Hermínia, continuam nesta nova fase de sua vida.

Estreia dia: 26 de dezembro de 2019


Dona Hermínia (Paulo Gustavo) linguaruda como só ela, intrometida e alcoviteira, dessa vez traz a fase longeva, onde o velho precisa procurar novos projetos, propósitos além da vida familiar, afinal os filhos crescem, mudam, a família encolhe, e agora? Para onde vão os anos investidos e a solidão da maior idade?

Nessa fase de campanha, o Juliano e a Marcelina por força do destino, decretam o amadurecimento da etapa adulta, Juliano (Rodrigo Pandolfo) irá casar-se com o primeiro namorado, o Thiago (Lucas Cordeiro), e a Marcelina (Mariana Xavier) informa estar grávida de um namorado até então desconhecido tanto do público quanto da própria Hermínia. Com muito humor e sarcasmo, o longa retrata a independência e escolhas de quando os filhos crescem e formam suas respectivas famílias.

“Quando os filhos crescem e saem de casa, a gente fica morrendo de preocupação e dor de cabeça, mãe sofre, e quando eles ficam em casa, empacados, preso a saia da mãe, a mãe sofre também, ou seja, a gente que é mãe se fode dos dois jeitos”

Uma fotografia íntima e sensível vista por olhos femininos, a Susana Garcia (os homens são de Marte – inclusive citado em diálogos) dirige divinamente, com direito a viagem internacional em Hollywood e a um rio de janeiro em clima de verão, o casamento – mas sem direito a beijo – se torna uma cena belíssima com paisagem e adornos harmonizados. A trilha sonora brasileira compõe a síntese, mas a sonoplastia pecou no volume e sua organização, mas nada que prejudique a experiência do espectador.

Longe de ser um filme ruim, carrega o que tem de muito bom no nosso cenário nacional com humor e solidez, demarcando a luta contra a homofobia sendo essencial a qualquer boa constituição de caráter, o conjunto final dos créditos onde surgem vídeos da mãe do Paulo Gustavo (roteirista) inspiração para a personagem apenas condensa o amor que o mesmo tem pela mãe e transmite ao telespectador o princípio da obra, dona Hermínia talvez apareça com uma fisionomia moderna e novos estilos em um futuro, mas com a essência linda de uma mãe orgulhosa de sua prole e da nova geração que está surgindo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s