[Resenha] Bem Safado

Livro: Bem Safado

Autor: Lauren Blakely

Tradutor: Elenice B. Araújo

Editora: Faro Editorial

Ano: 2018

Páginas: 240

Sinopse: O empreiteiro Wyatt é bem-sucedido, inteligente, engraçado, bem… servido, mas nada organizado! Para lidar com a burocracia do negócio e ajudar na expansão de sua empresa, ele contrata a super eficiente Natalie.

Os dois tem uma forte atração sexual, mas mantêm a relação apenas no âmbito profissional…. SEMPRE LEVO AS MULHERES À LOUCURA, SEJA NAS OBRAS QUE CUIDO OU DEBAIXO DOS LENÇÓIS.Isso até eles se verem num bar de Las Vegas e receberem uma notícia desastrosa. Para salvar a noite eles resolvem curtir tudo que a cidade do pecado tem a oferecer… desde uma certa montanha-russa até uma capela para casamentos rápidos. E o problema é que o que aconteceu em Vegas, não ficou em Vegas…E a cada dia me sinto mais tentado a mudar o status do meu relacionamento com a Natalie. Não sei se a trato como minha ex-esposa ou se coloco um anel de verdade no dedo dela.

O QUE NÃO TENHO DÚVIDAS É QUE NINGUÉM DEIXA MINHAS FERRAMENTAS EM PONTO DE BALA COMO ELA… E ISSO É ASSUSTADORAMENTE DELICIOSO.


Wyatt Hammer é um dos melhores marceneiros de Nova York. Ele sabe como manejar todos os instrumentos, inclusive o próprio. Com seu corpo enorme e muito bem definido, Wyatt poderia conquistar qualquer mulher que quisesse, mas a mulher que ele realmente quer, infelizmente é sua funcionária. E todo mundo que não se deve se apaixonar pela sua assistente, não é?

Natallie já passou por inúmeros empregos, muitos deles até inusitados, mas foi na WH Manutenção e Construção onde ela finalmente se sentiu satisfeita com o trabalho. Mas o problema é seu chefe. Não que ele seja feio, chato e mal amado, a verdade é que Wyatt Hammer é o cara mais gostoso e gente boa que ela já conheceu.

Com a empresa se desenvolvendo cada vez mais, Natallie e Wyatt se vêem em uma viagem de negócios a Las Vegas, onde uma viagem que tinha tudo para ser tranquila, acaba com os dois bêbado e cheios de tesão se casando em uma capela 24h na cidade do pecado.

Divido entre sentimentos conflitantes, a história de Wyatt e Natallie é o enredo de “Bem Safado” novo título da autora Lauren Blakely.

Manos, eu amo esse série num nível que não sei nem descrever em palavras. A cada novo livro, a cada novo casal, a Lauren Blakely consegue fazer com que o leitor se apaixone perdidamente pelos seus personagens e pelas suas histórias. E com “Bem Safado” não seria diferente.

Desde “Mister O” que eu tinha grandes expectativas sobre o livro do Wyatt, irmão gêmeo do Nick. Algo no personagem me fazia ansiar pela sua história, e não fui decepcionado em um único momento. Para falar a verdade eu terminei o livro chorando um pouquinho com o segundo epílogo.

Mas agora vamos falar de um ponto importante sobre essa publicação, e antes de entrar no tema eu queria falar com vocês sobre escolhas.

Um livro pode ser levado do topo ao ponto mais baixos das listas de acordo com as escolhas feitas pela editora. A escolha de uma capa, de um título, do vocabulário utilizado no texto da tradução, tudo isso pode influenciar nas vendas da obra.

Não que seja o caso, mas é preciso que os leitores saibam disso e tenham isso em mente. Você com certeza já deixou de comprar um livro, por conta de uma dessas características, não é?

Então vamos ao caso: para aqueles que não sabem, o título original do livro é Well Hung, que pode ser traduzido dentro desse contexto de duas formas (Bem Dotado ou Bem Safado), sendo que por opção da editora, eles escolheram traduzir como Bem Safado.

Todas as capas da série, já são por si só muito apelativas, como a da maioria dos romances do gênero, que optam por homens sem camisa para estampar a história. Porém se você unir, uma capa naturalmente chamativa, com um título que induz a vulgaridade, cria um contexto duvidoso sobre o romance. Quem não tem nenhuma ideia da série e compre um livro que te transmite tal contexto, espera nada menos que um filme pornô dos anos 90, em sua maneira mais escrachada, sendo que os livro da Lauren são comédias românticas, que apesar de serem bastante sensuais, ainda assim possuem mais romance que erotismo.

Na minha opinião, a escolha do título não só foi de mal gosto, como a editora perdeu uma forte ligação com a história, na qual em praticamente todos os 36 capitulos, o personagem principal faz um trocadilho de como ele é Bem Dotado, tanto de habilidades profissionais, quanto se referindo a seu desempenho na cama.

Tirando esse ponto, a edição da Faro fica cada vez melhor a cada novo livro, e é necessário darmos os parabéns a toda a equipe de revisão e diagramação, que fizeram mais um trabalho maravilhoso com esse livro.

No próximo dia 09/08 a autora Lauren Blakely, vai estar em Salvador para uma sessão de autógrafos e encontro com os fãs, as 19h na Livraria Leitura do Shopping Bela Vista. Eu não vou perder e se fosse você não iria ficar de fora desse evento!

Anúncios

[Resenha] O Rei das Cinzas

Livro: O Rei das Cinzas

Autor: Raymond E. Feist

Tradutor: Ana Cristina Rodrigues

Editora: Harper Collins Brasil

Ano: 2018

Páginas: 508

Sinopse: O mundo de Garn já foi composto de cinco grandes reinos, até que o rei da Itrácia foi derrotado e todos os membros de sua família foram executados por Lodavico, o implacável rei de Sandura, um homem com ambições de dominar o mundo. A família real de Itrácia eram os lendários Jubardentes, e representavam um grande perigo para os outros reis. Agora restam quatro grandes reinos, que estão à beira de uma guerra.
Mas há rumores de que o filho recém-nascido do último rei de Itrácia sobreviveu, levado durante a batalha e acolhido pelo Quelli Nacosti, uma sociedade secreta cujos membros são treinados para infiltrar e espionar os ricos e poderosos de Garn. Com medo de isso ser verdade, e a criança crescer com um coração cheio de desejo de vingança, os quatro reis oferecem uma enorme recompensa pela cabeça da criança.
Na pequena vila de Oncon, Declan é um aprendiz de ferreiro, aprendendo os segredos da produção do fabuloso aço do rei. Oncon está situada na Covenant, uma região neutra entre dois reinos. Desde que a área de Covenant foi declarada, a região existiu em paz, até a violência explodir com traficantes de escravos indo até a vila capturar jovens homens para serem soldados em Sandura. Declan precisa escapar, para levar seu conhecimento precioso para o barão Daylon Dumarch, comandante de Marquensas, talvez o único homem que pode derrotar Lodavico de Sandura, que agora se aliou à fanática Igreja do Deus Único e está marchando pelo continente, impondo sua forma extrema de religião sobre a população e queimando descrentes pelo caminho.
Enquanto isso, na ilha de Coaltachin, o domínio secreto da Quelli Nacosti, três amigos estão sendo instruídos nas artes mortais de espionagem e assassinato: Donte, filho de um dos mais poderosos mestres da ordem; Hava, uma menina séria com habilidades de luta que poderiam derrubar qualquer oponente; e Hatu, um rapaz estranho e conflituoso no qual fúria e calma lutam constantemente, e cujo cabelo é de um tom brilhante e ardente de vermelho.


A muito tempo a terra de Garn era formada por cinco poderosos reinos. Até o dia em que quatro Reis, se sentiram ameaçados pelo poder de Itrácia, e juntos destruíram o reino e todos seus descendentes. Ou era o que pensavam…

Lorde Dylon, que sempre se culpou por ter se unido aos traidores, encontrou aquilo poderia ser a esperança para o futuro: o último herdeiro dos Jubardentes. Em uma tentativa de corrigir seu erro, no futuro ele envia o jovem par ser treinado longe dali com um grupo dos maiores assassinos e espiões de toda Garn, os Quelli Nascoti, para que ficasse protegido e longe do Rei Ludovico.

Dezessete anos depois, dois jovens não fazem ideia que as vidas as quais estão habituados estão prestes a mudar completamente. Hatu, cresceu órfão nas ilhas do leste, em Coaltchin, treinado por um clã de assassinos, bandidos e espiões, o jovem passou todos os dias de sua vida, sentindo raiva e ódio queimando dentro de si, sem saber o real motivo. E agora prestes a terminar seu treinamento, com seus melhores amigos, Hava e Donte, ele não sabe que toda sua vida foi uma mentira.

O treinamento de Dyclan também está chegando ao fim. Logo ele se tornará um mestre ferreiro, e também não faz ideia de que tem uma longa jornada pela frente.

Raymond E. Feist, mais uma vez presenteia seus leitores com uma fantasia de alta qualidade que a muito não era encontrada no mercado. Uma história de aventura, intrigas, crescimento e mistério, sem precisar se focar e se perder em romances, O Rei das Cinzas, primeiro livro da Saga dos Jubardentes, prende o leitor a cada capítulo, nos dando mais perguntas do que respostas e deixando o leitor ávido pelo próximo livro da série.

Minhas experiências com fantasias recentemente não foram as melhores. A maioria das que li, nos últimos meses deixaram a desejar, se perdendo em triângulos, quadrados e hexágonos românticos, fazendo com a aventura ficasse perdida no meio do caminho.

Quando a Harper Collins Brasil, me enviou a news comunicando o lançamento do novo do Raymond, eu soube que não iria me decepcionar. O autor escreve fantasias que nos fazem querer viver suas histórias, interagir com seus personagens, e nos manter presos até o próximo livro.

A edição também contribuiu muito para experiência que foi a leitura, com um trabalho de revisão e diagramação muito bem executados. Esperamos que muito em breve possamos ter não só a continuação da série como novos títulos do autor. Muito obrigado Harper, por mais esse hino de publicação! E vocês meus amigos amantes de histórias fantásticas, se estão procurando um dica de fantasia, você não podem deixar de conferir “O Rei das Cinzas”!

[Alê News] Lançamento – Editora Valentina

Hey Migos!

Já sabem da novidade? Agora somos parceiros da Editora Valentina 🎉🎇

E vamos trazer todos os meses os releases dos lançamentos da editora!


OPOSTOS (Saga Lux, Livro 5)
Jennifer L. Armentrout
O apocalipse vai começar!
SINOPSE
Katy sabe que o mundo mudou desde a noite da chegada dos Luxen.

Ela não consegue acreditar que Daemon tenha se juntado à sua própria raça ou que vá ficar de braços cruzados enquanto esses novos Luxen tentam varrer todos os seres humanos e híbridos da face da Terra. No entanto, as linhas entre o bem e o mal não são mais tão nítidas, e o amor se tornou uma emoção que poderá destruí-la — na verdade, destruir a todos.

Daemon fará o que for preciso para proteger aqueles que ama, mesmo que para isso…

Eles terão que se aliar a um inimigo improvável se quiserem ter qualquer chance de resistir à invasão. Mas à medida que se torna cada vez mais difícil distinguir entre aliados e adversários, e com o mundo prestes a desmoronar, eles talvez tenham que abrir mão de tudo que lhes é mais precioso para garantir a sobrevivência de seus amigos… e da humanidade.

A Terra está em guerra e, qualquer que seja o resultado, o futuro jamais será o mesmo para aqueles que conseguirem sobreviver.

Máscaras
FML Pepper
SINOPSE
E se você descobrisse que a grande verdade ainda não foi revelada? Que pode estar enganado a respeito de muitos personagens?
É chegada a hora de arrancar as máscaras, ver e viver na pele — e na alma — as revelações guardadas a sete chaves sobre a Trilogia Não Pare!
E se surpreender com o que jamais imaginou!
Máscaras…
Para camuflar as fraquezas do mais forte dos guerreiros… Richard.
Para distorcer as certezas de uma lenda amaldiçoada… Guimlel.
Para acobertar as cicatrizes de uma sina maldita… Ismael.
Para esconder os sentimentos de uma garota desprezada… Samantha.
Para proteger fanáticos atrás de tronos… Kaller.
Para ocultar gigantes sob sutis envergaduras… Zymir.
Para disfarçar um exército cruel e traiçoeiro… Von der Hess.
Para sufocar os desejos mais íntimos da híbrida… Nina.
Máscaras…
Para dar luz às mentiras e obscurecer as verdades.
Para encantar a vida e, talvez…
Enganar a Morte!


E aí, ansiosos para as novidades?

[Resenha] Pós-Verdade

Livro: Pós- Verdade

Autor: Matthew D’Ancona

Editora: Faro Editorial

Ano: 2018

Páginas: 142

Sinopse: O QUE ACONTECE DE NOVO AGORA NÃO É A DESONESTIDADE DOS POLÍTICOS, MAS A RESPOSTA DO PÚBLICO EM RELAÇÃO A ISSO.

Bem-vindos à era da pós-verdade: uma época em que a arte da mentira está abalando as próprias fundações da democracia e do mundo como o conhecemos.

Neste livro surpreendente e revelador, a pós-verdade é diferenciada de uma longa tradição de mentiras políticas, mostrando o poder das novas tecnologias e das mídias sociais de manipularem, polarizarem e enraizarem opiniões.

Como podemos defender a verdade em uma época de mentiras, os chamados fatos alternativos?

Nesta obra, um dos mais respeitados jornalistas políticos britânicos investiga como chegamos até aqui, explica por que a resignação não é uma opção e revela como podemos e devemos nos defender e contra-atacar


A cada dia que passa fica mais difícil de acreditarmos de verdade nas notícias que circulam pela mídia. As famosas “Fake News” tomaram conta da rede, e distorcem e inventam novas verdades a cada segundo.

Agora mesmo por exemplo. Enquanto você está lendo esse artigo confiável, tenho certeza que você deve estar recebendo algum audio no WhatsApp sobre a Intervenção Militar, ou um texto que se você não compartilhar para 79 amigos vai te atrair alguma tragédia absurda.

Principalmente quando falamos de política, as Fake News se espalham aos montes, confundindo a cabeça dos leigos, e até de especialistas. Tomem como exemplo as várias notícias falsas ou de verdades auteradas ao redor do Brexit, da Eleição Trump, e da Prisão do Lula. Essa onda de Marketing Político das Fake News criam dúvidas na cabeça da população de massa, que por preguiça ou por confiar cegamente nos propagadores (“se tá na internet, então é verdade”) compartilha e defende tais notícias distorcidas como verdade absoluta.

Em seu livro “Pós-Verdade”, o jornalista britânico Matthew D’Ancona, discorre com um pensamento brilhante sobre a origem da era da Pós-Verdade e o surgimento da onda da Fake News, dissertando sobre todas as suas causas, consequências, e como combater e lidar com as notícias falsas.

Em um período político conturbado, onde dificilmente sabemos em quem devemos confiar, são obras como a D’Ancona, que vão direto ao ponto e abrem nossos olhos para como desviar e escaparmos de tantas novas “verdades absolutas” e “fatos concretos” que podem vir a fazer a diferença.

Nesse blog estamos muito acostumados a ver nossos parceiros da Faro Editorial, com romances e Thrillers, mas pela primeira vez tive o prazer de ver um conteúdo tão sério e importante, trabalhado com tanto cuidado e carinho, já tão característicos da edita.

“Pós-Verdade” é uma leitura que eu indico para aqueles que querem abrir os olhos e os horizontes. Afinal, não vale a pena confiar cegamente em tudo o que lemos por aí.

[Resenha] Pacote Completo

Livro: Pacote Completo

Autora: Lauren Blakely

Editora: Faro Editorial

Ano: 2018

Páginas: 234

Sinopse: Chase levava uma vida tranquila como médico na movimentada Nova York, sucesso entre as mulheres, parecia que não faltava nada… até que descobre que seu contrato de aluguel está para vencer e se vê entre duas opções: morar na rua e dividir apartamento com a deslumbrante irmã do seu melhor amigo. O problema é que conseguir um bom apartamento em Nova York é mais difícil do que encontrar o amor verdadeiro.

E se eu tiver que dividir um espaço com alguém, que seja com uma garota tão maravilhosa como a irmãzinha do meu amigo. Só peço que os céus me ajudem. Eu posso resistir à Josie. Sou disciplinado, e, se me esforçar, consigo manter meus pensamentos sob controle, mesmo no minúsculo apartamento que dividimos. Mas, certa noite, bem atordoada com um dia difícil, ela insistiu para deitar-se ao meu lado, sob as mesmas cobertas. Isso a ajudaria a dormir, foi o que ela disse…

MAS COMO UM HOMEM COMUM PODE RESISTIR A UMA SITUAÇÃO COMO ESSA? O difícil vai ser segurar a tentação diante da tensão sexual que desperta toda vez que os dois dividem bons momentos. Entre conversas, pizzas e risadas, o clima esquenta e Chase percebe que aquela que em pouco tempo já se tornou uma amiga, pode ser algo mais… talvez um pacote completo.


Chase Summers não tem onde morar. Mesmo sendo um médico bonitão e bem sucedido, parece que simplesmente não existem apartamentos disponíveis em Nova York, para o Dr. Gostosão. Durante uma conversa com a sua melhor amiga, a confeiteira Josie Hammer, surge a ideia: Já que eles são amigos a tantos anos, porque não podem morar juntos?

Chase precisa de um lugar para ficar, e Josie precisa de alguém para ajudar a dividir o aluguel, um é a solução para o problema do outro. Isso se não existisse um desejo sexual latente entre os dois.

Caramba, não há no mundo peixinhos de goma suficientes para explicar o quanto eu quero você.

Em “Pacote Completo”, a Lauren Blakely constrói uma história divertida, apaixonante é dar água na boca, tanto nos momentos quentes, quanto nas receitas deliciosas da Josie.

EU AMO histórias sobre melhores amigos que se apaixonam. Sério. Para mim quando a pessoa que você ama, também é o seu melhor amigo, isso torna a relação mais forte e mais resistente. Fora que deixa tudo mais divertido nos livros.

Chase e Josie não o casal mais hot da série “Big Rock”, mas com certeza são o casal mais fofo e mais apaixonante. Todo o desenvolvimento da história dos dois prende o leitor não pela comédia ou pelos momentos quentes como nos outros livros, mas sim pela doçura e sedução que percorre todo o livro.

Mas vamos a uma consideração importante: Pacote Completo, é na verdade o quarto livro da série, e não o terceiro como publicado aqui no Brasil. Na verdade ele saiu antes de Well Hung, apenas por problemas e atrasos na editora. É possível ler o livro antes do WH, contanto que depois, você não se importe em voltar no tempo para reviver a história de Wytt e Natalie, e nem se importe com alguns spoilers dentro do livro.

Mais uma vez a Faro Editorial fez um trabalho lindo de execução com esse livro. Dedicando todo carinho e cuidado a edição como em todos os outros! Ah! E mais uma novidade: no dia 09 de agosto, a autora Lauren Blakely vai passar por Salvador, especialmente para uma sessão de autógrafos com seus fãs baianos na Leitura do Shopping Bela Vista.

Eu já estou surtando e contando os dias! Mal posso esperar para poder dar um abraço nela e perguntar onde ela escondeu o Nick da minha vida!

[Resenha] Horror na Colina Darrington – #ParaArrepiar

Livro: O Horror na Colina Darrington

Autor: Marcus Barcelos

Editora: Faro Editorial

Ano: 2016

Páginas: 142

Sinopse: Em 2004, Benjamin Simons deixa o orfanato em que viveu desde a infância para ajudar alguns parentes num momento difícil: com sua tia debilitada e o tio trabalhando dia e noite, precisavam de alguém para tomar conta de sua prima Carla, de apenas cinco anos de idade.
No entanto, certa madrugada, a tranquilidade da colina de Darrington é interrompida por um estranho pesadelo, que vai tomando formas reais a cada minuto. Logo, Ben descobre-se preso numa casa que abriga mistérios, onde o inferno parece mais próximo e o mal possui uma força evidente.
Passaram-se mais de 10 anos. Isso tudo aconteceu quando Ben estava com dezessete anos, e foram experiências das quais ele preferia esquecer completamente…
Mas aquele passado o acompanha de perto. Ben sente que precisa voltar e sabe que, ou desvenda tudo ou sempre viverá com medo. Então, ele decide contar, e traz numa narrativa angustiante e rica em detalhes tudo o que viveu e todas as batalhas impensáveis que travou para tentar manter a si próprio e a jovem prima em segurança. E se descobre no centro de uma conspiração capaz de destruir até a sua própria sanidade.
Onde termina o inferno e começa a realidade?


Durante anos, Benjamin Simons viveu a beira da sociedade, visto como um monstro, um assassino, um louco. Mas agora chegou a hora de contar a sua história.

Em 2004, Benny vivia na Colina Darrington, juntamente com seu tio Romeo, sua prima Carla e sua tia Júlia em coma. Uma vida relativamente normal, se a casa da Colina não fosse assombrada pelas Trevas. Derrepente, um dia comum se torna um jornada para salvar a vida da sua prima, a sua e impedir que o Mal invada o nosso mundo.

Dez anos se passaram, e ainda hoje Benjamin se vê assombrado pelos eventos da Colina Darrington, agora após tantos anos preso em um sanatório, ele começa a duvidar da sua sanidade, quando um nome que nunca saiu da sua mente, retorna para lembra-lo de que tudo foi real, e que aínda falta muito para ele encontrar a paz.

Eu não sei como vou fazer para dormir essa noite. Manos, esse foi de longe um dos livros de terror que mais me deixaram real com medo (não que isso seja muito difícil, uma vez que eu sou um frouxo). Quando a parada envolve espíritos, demônios, portais para o inferno, isso me dá um baita arrepio na espinha!

Combine isso com a escrita brilhantemente angustiante do Marcus Barcelos, e você terá a fórmula perfeita para um pesadelo. Com um ritmo acelerado e desenvolvimento instigante dos fatos, Horror na Colina Darrington, é o livro que eu não recomendo para aqueles que tem um coração fraco e se impressionam fácil (eu mesmo no caso).

Mais uma vez eu vou puxar o saco da Faro. Mas caramba, essa é de longe a edição mais bonita dos livros deles que já vi! Todo o cuidado de trabalho desde o corte, ilustrações e capa fazem a experiência de leitura desse livro ser ainda mais intensa.

Marcus migo, um recado para você: Tenho muito medo de você agora, mas sigo atentissimo aos próximos livros da série.

[Resenha] Rio Vermelho – #ParaArrepiar

Livro: Rio Vermelho

Autora: Amy Lloyd

Editora: Faro Editorial

Ano: 2018

Páginas: 266

Sinopse: Há vinte anos, Dennis Danson foi preso pelo assassinato brutal de uma jovem no condado de Red River, na Flórida. Agora ele é o assunto de um documentário sobre crimes reais que está lançando um frenesi online para descobrir a verdade e libertar um homem que foi condenado erroneamente. A mil milhas de distância na Inglaterra, Samantha está obcecado com o caso de Dennis. Ela troca cartas com ele e é rapidamente conquistada por seu aparente charme e bondade para ela. Logo ela deixou sua velha vida para se casar com ele e fazer campanha para sua libertação. Mas quando a campanha é bem sucedida e Dennis é libertado, Sam começa a descobrir novos detalhes que sugerem que ele pode não ser tão inocente…


Dannis Danson, foi preso, acusado do assassinato de uma garota de 11 anos na cidade de Red River na Califórnia, quando tinha 18 anos. Um caso que ainda hoje, 20 anos depois, não foi completamente esclarecido devido a falta de evidências concretas.

Por isso, várias pessoas ao redor do mundo acreditam e defendem a sua inocência, entre elas a professora britânica Samantha. Depois de assistir ao documentário que conta a história de Dennis, Sam desenvolve uma obsessão por ele, que a faz passar horas defendo sua inocência na internet, e logo começar a trocar cartas apaixonadas com seu “amor bandido”.

Sam se muda para Califórnia, onde começa a visitá-lo regularmente, e acompanhar a gravação de um novo material sobre seu amado em Red River, cidade onde tudo aconteceu.

Após um inesperado pedido de casamento, e muitas reviravoltas judiciais, Dennis agora solto e casado com Sam, retorna a sua cidade natal, e Sam começa a questionar se o homem com quem ela casou, é realmente quem ela acretiva ser.

Se você confia nele… Então porque está com tanto medo?

Amy Lloyd constrói um enredo eletrizante e por vários momentos angustiantes. Um lembrete de que as vezes as pessoas não são o que parecem e que toda história tem mais de um lado e mais de uma verdade.

Rio Vermelho, é um livro feito para instigar o leitor e provoca-lo a questionar o seu próprio senso de certo e errado.

Com uma edição brilhante, a Faro Editorial nos presenteia com a genial e premiada escrita da Amy Lloyd, a qual esperamos muito reencontrar em outros livros.