[Resenha] Três Coroas Negras

tres_coroas_negras_1493838855672939sk1493838855bLivro: Três Coroas Negras

Autora: Kendare Blake

Editora: Globo Alt

Ano: 2017

Páginas: 304

Sinopse: Três herdeiras da coroa, cada uma com um poder mágico especial. Mirabella é uma elemental, capaz de produzir chamas e tempestades com um estalar de dedos. Katharine é uma envenenadora, com o poder de manipular os venenos mais mortais. E Arsinoe é uma naturalista, que tem a capacidade de fazer florescer a rosa mais vermelha e também controlar o mais feroz dos leões.

Mas para coroar-se rainha, não basta ter nascido na família real. Cada irmã deve lutar por esse posto, no que não é apenas um jogo de ganhar ou perder: é uma batalha de vida ou morte. Na noite em que completam dezesseis anos, a batalha começa.

19961488_1363211490461604_6364977868342332297_n

Três irmãs, nascidas do mesmo ventre, tem como destinos matar umas as outras para que apenas a que restar assuma o trono como Rainha.

Três rainhas sombrias
Num vale vêm ao mundo,
Pequenas doces trigêmeas
Nutrem um ódio profundo
Três irmãs sombrias
Lindas de se ver
Duas devem ser devoradas
E uma Rainha por ser

Durante anos, os Envenenadores estão no poder, por isso a Rainha Katherine gasta horas e mais horas de seu dia cercada de venenos se preparando para o Grave Noir de Beltane. Onde durante a Aceleração, ela deverá se deliciar com um banquete preparado com os venenos mais mortais do mundo.

Arsinoe treina seus talentos todos os dias. Mas infelizmente eles ainda não se desenvolveram o suficiente para a Aceleração que se aproxima. Se ao menos seu Familiar aparecesse e mostrasse a todos que ela é a um das Naturalistas mais fortes da Ilha….

Raios, trovões, tempestades. Tudo isso é muito fácil para Rainha Elemental Mirabella. Seu dom apareceu de forma tão natural como acordar de manhã. As sacerdotisas acreditam que ela irá assumir facilmente ao Trono Negro, e derrotará suas irmãs sem nem fazer muito esforço. Mas será que o emocional de Mira, tão turbulento como uma tempestade, está pronto para matar as irmãs ou o Templo deverá tomar suas providencias?

As Rainhas correm contra o tempo, o destino da Ilha está nas mão delas. Apenas uma poderá ficar viva. Duas devem morrer.

– Você tem escolhas. Você tem todas as escolhas do mundo.

Três Coroas Negras é um dos lançamentos da Globo Alt desse ano, e de longe uma fantasia incrível! Magia, ação, tramas politicas… tudo que pode fazer de um livro um grande sucesso. A escrita da Kendare  Blake já nossa conhecida por “Ana Vestida de Sangue” segue com a mesma fluidez e simplicidade, permitindo ao leitor cair de cabeça na história.

– Quero vingança – sussurra ela, seus dedos traçam listras sangrentas pelos braços de Natalia.

– E depois quero a minha Coroa.

Não sei se por eu estar muito ansioso pela próxima temporada de #GOT, mas em diversos momentos senti referencias e situações politicas/religiosas que poderiam muito bem ter sido escritas pelo Martin sem deixar a desejar em nada. O segundo livro “One Dark Throne” ainda não tem previsão de lançamento divulgada pela Globo Alt.

Recentemente a Verus Editora, anunciou que eles compraram os direitos da continuação de “Ana Vestida de Sangue”, “Girl of Nightmares”. Enquanto isso, o filme de Ana Vestida de Sangue segue em produção.

Um Cheiro e até a próxima!

[Resenha] Big Rock

big_rock_1492192347671208sk1492192347bLivro: Big Rock

Autor(a): Lauren Blakely

Editora: Faro Editorial

Ano: 2017

Páginas: 224

Sinopse: “A maioria dos homens não entendem as mulheres.”

Spencer Holiday sabe disso. E ele também sabe do que as mulheres gostam.

E não pense você que se trata só de mais um playboy conquistador. Tá, ok, ele é um playboy conquistador, mas ele não sacaneia as mulheres, apenas dá aquilo que elas querem, sem mentiras, sem criar falsas expectativas. “A vida é assim, sempre como uma troca, certo?”

Quer dizer, a vida ERA assim.

Agora que seu pai está envolvido na venda multimilionária dos negócios da família, ele tem de mudar. Spencer precisa largar sua vida de playboy e mulherengo e parecer um empresário de sucesso, recatado, de boa família, sem um passado – ou um presente – comprometedor… pelo menos durante esse processo.

Tentando agradar o futuro comprador da rede de joalherias da família, o antiquado sr. Offerman, ele fala demais e acaba se envolvendo numa confusão. E agora a sua sócia terá que fingir ser sua noiva, até que esse contrato seja assinado. O problema é que ele nunca olhou para Charlotte dessa maneira – e talvez por isso eles sejam os melhores amigos e sócios. Nunca tinha olhado… até agora.

 

Spencer Holidays é um dos maiores garanhões que você vai conhecer. E se você ainda tiver alguma duvida ele vai se sentir muito feliz em te provar isso. Ele esta acostumado a ter as mulheres que quer, quando quer, porque é claro, não tem como não resistir a ele.

Você não vai querer nos campos sobre um pônei, se puder escolher o maior e mais garboso dos garanhões.

Mas isso está prestes a mudar, quando para ajudar seu paina venda de sua joalheria para uma multinacional, ele precisa assumir o papel de homem sério e responsável, logo ele um dos maiores conquistadores da cidade, que ainda na faculdade criou um aplicativo de relacionamentos que hoje é sucesso de downloads, o homem que sempre estrelas as capas das revistas de fofocas sempre com mulheres diferentes.

Eu domino a arte de entender o que uma mulher quer… e dar à mulher o que ela quer. Meu conhecimento nessa área é enciclopédico. Tenho grande fluência na leitura da linguagem corporal feminina, dos sinais e gestos.

E que forma melhor de provar isso ao comprador do que anunciando que está noivo? E para encarnar o papel da noiva ele pede ajuda da sua sócia e melhor amiga Charlotte, que para escapar dos próprios problemas embarca com seu amigo nesse noivado inesperado durante uma semana.

O que ele não esperava, era que com toda essa encenação ele fosse acabar por notar sua amiga de uma outra forma…

Alguma coisa esta acontecendo. Alguma coisa estranha, completamente desconhecida.Meu coração está falando uma língua que eu não compreendo, enquanto tenta me arrastar para a Charlotte

E assim tem inicio um dos relacionamentos mais divertidos que já li nos últimos tempos.

DSCN2307

Você não vai querer ter um diamante minusculo no dedo, se puder ter um de três quilates. […]

Por quê? Porque os grandes são melhores. E proporcionam mais diversão.

Big Rock é o nosso primeiro livro em parceria com a Faro Editorial, e não poderia ter sido um livro melhor. Afinal, quem me conhecer sabe que eu sou o louco dos New Adults, e já fazia muito tempo que eu não me divertia tanto com um livro, como com esse.

Spencer é um personagem tão grande quanto o seu ego (em todos os sentidos), e nos prende em sua história do começo ao fim do livro, com sarcasmo, ousadia e muita sensualidade. Esse também é o primeiro da Lauren Blakely que eu leio, e supriu todas as minhas expectativas com uma narrativa leve, divertida e cativante, que nos apaixonar pelo Spencer desde o primeiro momento.

Um completo casanova. Cem por cento mulherengo. Livre para voar e sem a menor necessidade de uma gaiola.

Quando falamos de edição, a Faro Editorial nos presenteia com um livro bem trabalhado desde a capa, até a tradução, revisão e todo acabamento. Simplesmente não vejo a hora que eles lancem “Mister O”, segundo livro da “série”.

Esse é o livro perfeito para as férias que estão chegando: Leve, ousado, divertido e que com certeza vai te garantir boas risadas do começo ao fim.

Um cheiro e até a próxima!

Continuar lendo “[Resenha] Big Rock”

[Resenha] Um Acordo de Cavalheiros

Vocês sabem que eu não sou fã de romance de época. E se um romance de época foi para mim  o melhor livro do ano, é por que ele com certeza é muito bom!!

um_acordo_de_cavalheiros_1494016665677677sk1494016665bLivro: Um Acordo de Cavalheiros

Autora: Lucy Vargas

Editora: Bertrand Brasil

Ano: 2017

Páginas: 350

Sinopse: Tristan Thorne, o Conde de Wintry, não é um homem para brincadeiras. Com uma vida de segredos, amado e odiado na sociedade, ele não é o parceiro ideal para uma dama. Dorothy Miller não sabe o que há por trás de suas motivações, apenas que ele é bastante intenso. Os jornais dizem que ele bebe demais, joga demais e ama escandalosamente. E até mata. Como uma dama determinada a ser dona do próprio destino como Dorothy Miller acaba em um acordo com um homem como Lorde Wintry? Você teria coragem de guardar um segredo com o maior terror dos salões londrinos? Lembre-se: Nunca faça acordos com ele, pois o conde sempre volta para cobrar.

Dorothy Miller não consegue acreditar, que mesmo com todo o vinho do mundo, elá um dia iria parar na cama do Conde de Wintry. Logo ela, uma dama que mesmo após tantas temporadas ainda buscava por um pretendente a altura de sua reputação exemplar, iria se entregar ao Lord Demoniaco.

Thristan Thorne é o completo oposto de Dot (pelo menos é o que dizem os boatos), um libertino de primeira linha, destruidor de corações e reputações por onde quer que ele passe, ficou completamente encantado com dama que não resistiu as suas habilidades orais e desmaiou em seus braços. E assim começa um jogo de gato e rato entre a dama com uma das melhores reputações de Londres e um dos lords mais depravados da  cidade.

Seria um acordo de cavalheiros a solução para o problema dos dois?

– Um caso. Sexo consensual e prazeroso por mais de uma noite. Eu espero que seja por muitas noites, mas não quero que apague outra vez. Temos que chegar até o final . Gostei muito de lhe proporcionar prazer, Dot, mas um bom sexo é feito de reciprocidade e muito prazer compartilhado.

Lembre-se: Nunca faça acordos com ele, pois o conde sempre volta para cobrar.

– Tão inocente e tão canalha… – Ele balançou a cabeça para ela, claramente sem acreditar, então estendeu a mão. – Temos um acordo de cavalheiros ou não?

Eu não possuo o habito de ler romances de época, conheço muitos, li poucos, mas nunca me diverti tanto com uma leitura do gênero como dessa vez. Lucy vargas é uma das grandes promessas da literatura. Por várias vezes durante a leitura me peguei pensando: “Seria a Lucy a Julia Quinn brasileira?”, e de todo coração eu espero que sim.

Diferente dos outros livros do gênero que eu já li, “Um Acordo de Cavalheiros” nos traz uma protagonista de época diferente das outras, e diante da sua época bastante empoderada. O livro tem uma escrita muito leve fluída, que garante ao leitor cenas muito intensas, sejam elas de comedia, erotismo, romance ou drama.

DSCN2212.JPG

 

Com personagens humanos em seus pensamentos e sensações, Lucy Vargas presenteia os leitores com um romance acima da média, em um gênero característico de livros clichês e de formulas repetitivas, com um grande destaque para a protagonista consciente de sua sexualidade e suas vontades, e um protagonista que por mais devasso e libertino, sabe como tratar e respeitar uma mulher.

Você é uma bela de uma vigarista. Deve ser por isso que a quero tanto

“Um Acordo de Cavalheiros” é um prato cheio para as fãs de romance de época se deliciarem do começo ao fim, e não se arrependerem de se entregar ao Tristan Thorne.

Nos próximos dias 02, 08 e 09 de Julho, a autora irá sair em turnê por três cidades junto com a editora, apresentando o “Chá da Record”, um evento criado para os fãs de romances de época conhecerem os lançamentos da editora e participarem da sessão de autógrafos com a autora:

02/07 – http://bit.ly/ChaDeEpoca2017Rio
08/07 – http://bit.ly/ChaDeEpoca2017Salvador
09/07 – http://bit.ly/ChaDeEpoca2017SP

19260479_1593412030669522_2771903584737121052_n

Um cheiro e até a próxima!

[Resenha] Sociedade J. M. Barrie

sociedade_j_m_barrie_1489760137663529sk1489760137bLivro: Sociedade J. M. Barrie

Autor (a): Barbara J. Zitwer 

Editora: Novo Conceito

Ano: 2017

Páginas: 288

Sinopse: Após passar por altos e baixos na vida, Joey ­ finalmente tem uma grande oportunidade: a empresa de arquitetura onde trabalha decidiu mandá-la para Inglaterra para supervisionar a restauração de uma antiga casa. A Stanway House é o lugar onde J. M. Barrie teria escrito Peter Pan, o livro favorito de Joey. Entretanto, a tarefa se mostra mais difícil do que ela imaginava. Até que um dia, enquanto corria pelo parque, Joey conhece um grupo de alegres octogenárias. Elas são membros da Sociedade de Natação de Senhoras J.M. Barrie. O desafio delas é nadar nas águas geladas do lago. A cada dia de Natal, desde 1864, os membros da Sociedade fazem uma competição ao ar livre. J.M. Barrie era o patrono e deu aos participantes um troféu, agora conhecido como Troféu Peter Pan. Essa sociedade, adorável e divertida, transforma a vida de Joey, e marca o início de uma amizade que a mudará de maneira inesperada. Encontrar o amor é muitas vezes apenas um mergulho em nós mesmos.

Desculpem o atraso. Digerir o prato nacional da Escócia feito pelo Ian demandou tempo… Se quiserem a receita, está nas páginas 146-7. A Joey torceu o nariz mas, quando na degustação, diferia da leitura dos ingrediente.  😉

Joey trabalha na Apex Group há sete anos.

“…sua estratégia profissional – ser melhor que qualquer outra pessoa e, quem sabe, alguém notaria isso – começava a parecer equivocada.” p.13

Até que um imprevisto faz com que apresente o projeto de Stanway, e sua dedicação, bem como o amor à história do Peter Pan (a propriedade foi a casa na qual J. M. Barrie passava as férias, onde se inspirou e conviveu com a família Llwelyn Davies) fazem não apenas com que o projeto seja aprovado pela empresa britânica, como que ela seja a responsável por tocá-lo adiante.

WOW!

Propriedade (142):

– capela, hall, antigo refeitório onde os monges faziam refeições, dezesseis quartos, doze banheiros, biblioteca, seis salas semiprivadas, sala de refeições, enorme cozinha, lavanderia e outros doze cômodos que serviram a vários propósitos ao longo dos séculos;

– estábulo;

– edifício de pedra para guardar 1/10 da colheita doado para a igreja;

– chalés de hóspedes;

– dormitório de pedra onde os monges de Tewkesbury Abbey dormiam.

703557900-stanway-stone-house-manor-row

Um grande trabalho; uma grande oportunidade de explorar ao máximo seu potencial e se destacar, certamente! Para a “intimidação inicial” da Joey o ex dela que trabalha na empresa (bom, sem detalhes deste, não é mesmo?!?…) ficou presente durante a apresentação que deu a ela a oportunidade. (E com “sorrisinho”! Aff!)

Esse é o pontapé inicial. O motivo da viagem da Joey e da sua cachorrinha Tink – Sim, Tink! – de Nova York para Cotswolds. Seu mundo amplia… e o foco principal parece alterado. Ela conhece “as garotas perdidas”: Aggie, Viv, Gala, Meg e Lilia – garotas de aproximadamente 80 anos.

“Se fechar os olhos e for uma pessoa de sorte”, disse o nosso amado senhor Barrie, “deve ver às vezes um lago sem forma, de incríveis cores claras, suspenso na escuridão; então, se olhar bem, o lago começará a ter forma, e as cores ficarão tão vivas que, se olhar bem de novo, devem estar pegando fogo.” Tenho certeza de que falava do nosso lago.p.267

Você mergulharia em um lago congelado?… Se tiver tal “coragem”, após o primeiro impacto térmico (aprendi), que será excruciante, o euforismo será revigorante! Mas não ultrapasse os quinze minutos, mais ou menos, ou pode ter hipotermia. Segredo: dosagem.

Cinco mulheres experientes, corajosas, garotas perdidas… Que nunca deixaram a amizade esvanecer. Sorte?!? NÃO!

“Isso não tem nada a ver com sorte, querida. Decidimos ser amigas e continuar amigas, na alegria e na tristeza.” p.81.

Um tipo cada vez mais raro de amizade, não? Empecilhos não fazem desistir. Eram garotas quando formaram tal laço. Porque o trocadilho com os de Barrie?!…

“Talvez para você, Joey, seja difícil de acreditar, mas cada uma de n´s esteve perdida. Algumas durante meses; algumas durante anos.” p.266.

A briga com a Sarah, sua amiga/irmã de infância que mora há anos na Inglaterra (casada, 4 filhos, com quem tinha perdido contato também enquanto trabalhava e se relacionava “em segredo” com o  Alex), a abalou e Aggie conversou com ela. A “culpa” pela mudança não é do filho dela, Henry, marido da Sarah, mas da criação que ele teve (cuidadores, colégios internos, família tradicional…). Sim, Aggie é sogra da Sarah… Parece que está tudo “em família”? É uma cidade pequena… (Mesmo que morem em Londres.) rs.

A viagem a trabalho possibilitaria o reencontro das amigas, mas as diferenças ocorridas como tempo causam descompassos e estranhamentos. Sim, trabalho! Mas a vida não é apenas isso…

Carol, é sobre a reforma de Stanway, garotas perdidas, amizade ou o quê?!?…

Acalmem-se que nem falei do responsável pela propriedade e genro da Lilia, pai da Lily (adolescente que quer ser atriz, morar em Nova York…rs), o Ian McCormack!

Vida. Escolhas. Perdas e reencontros. A sociedade de natação J. M. Barrie, laços fortes que não podem ser desfeitos com brigas, rompantes, tristezas, discordâncias, diferenças, tempo. Vida compartilhada… apoio… chocolate especial (Chocolate Branco Quente Russo) ou whisky, ou torradas, ou chá… Estar, ser, poder contar. Ter uma Terra do Nunca.

“A liberdade pode ser solitária.” p.135.

Criar laços… Cativar… Ser cativado.

Amigo disse que não era sobre o Peter apesar do Barrie… Não é. É. Pode ser. Tudo muda consoante o olhar. Você decide percorrer a jornada e regressa diferente de quando partiu. Poderia ter decidido não regressar…

Uma língua presa pode transformar “my friend” em “my fwendy” e ser homenageada eternamente, tornando-se Wendy…

Como não embarcar?… Emocionar… Convido-os!

 

Um abraço, Carolina.

[Variedades] Achadinhos por menos de R$30? Só na Avenida 7

Quem me acompanha lá no Instagram (@blogoutrogarotolendo), sabe que tenho me aventurado muito pelo principal meio de comercio popular de Salvador, a Avenida 7 de Setembro.

E durante as minhas aventuras pelas lojas de beleza da Ladeira da Lapa, as lojinhas de tecnologia do Beco das Flores, e as de bijuterias e cosméticos do Relógio de São Pedro , eu acabei fazendo algumas comprinhas e posso garantir a vocês que esse é um lugar onde você pode comprar muito, gastando pouco e ainda encontrar muitas tendencias e novidades do mercado. Vamos por setores:

– Acessórios par Celular:

DSCN2124
Cabo para celular de 3M: R$8,50

Quando se trata de Tecnologia e acessórios para celular é bom tomar cuidado. Muitos produtos são “xing ling” e de baixa qualidade, mas se você garimpar você consegue achar algumas coisas bem legais.

Como  esse cabo para celular de 3M por apenas R$8,50!

Isso mesmo Brasil! Eu paguei fuckin R$8,50 em 3 metros de cabo para carregar o celular. Esse e todos o produtos de Tecnologia e acessórios para celular eu compre na loja “Alaiannie” que fica no finalzinho do Beco das Flores, quase na Av. Joana Angelica.

É uma loja que vende produtos para atacado, por tanto, quanto mais você compra, mais barato fica e se pagar a vista ainda rola um big desconto!

Outro achadinho dessa mesma loja foi o Spider Tripod. Um tripé para celular e câmeras portáteis que se adéqua a sua necessidade, permitindo que você dobre e amarre suas pernas. Na Internet, eu já encontrei o mesmo produto, de outras marcas por até R$80. Mas como estamos falando do melhor lugar do mundo para achar “primos baratinhos”, eu comprei por apenas R$10,00!

DSCN2127
Spider Tripod: R$10,00

Eu não sei vocês mas eu sou louco por fones de ouvido. Mas o problema é que eu sempre perco os meus muito rápido! Então, se eu consigo comprar um fone sem fio por R$15, com certeza eu não ia perder essa oportunidade não é verdade? Ainda mais agora que a nossa playlist 2017 já está disponível no Spotify!

de8057a7-1141-4a01-b5ef-9a956f6b5cf6
Fone Sem Fio: R$15,00

Acompanhe nossa playlist no Spotify:

 

– Maquiagem:

Eu sou o Louco das Maquiagens. #REALOFICIAL.

E assim como eu, tenho certeza que várias leitoras e até leitores também são. Por que vamos ser bem sinceros: Não tem como tirar meio mundo de fotos, apresentar eventos e gravar com a cara toda marcada de espinhas e olheiras não é mesmo?

E na Av. 7 você encontra muita coisa de maquiagem. Das marcas mais caras, até as mais baratinhas, e em muitas lojas você encontra ótimas promoções e precinhos maravilhosos para comprar não só para você, mas para as amigas também!

(Meninos, já guardem essa dica para o dia dos namorados!)

Eu prezo muito por uma pele bem feita, então a maioria dos produtos que eu compro são para pele. Seja aqueles que são os meus favoritos da vida, ou novos para testar. então vamos falar de base.

Geralmente para fotos e videos eu uso uma base mais carinha da Make Up Forever, mas quando falamos de dia-a-dia, eventos e fotos para o Instagram eu estou apaixonada pela base da Ruby Rose. Não só a base, como vários produtos dessa linha, mas a Base e o Corretivo são duas preciosidades da minha vida. Tanto pela cobertura quanto pelo preço.

DSCN1826
Base Ruby Rose – Efeito Matte: R$9,99
DSCN2148
Corretivo de Alta Cobertura Ruby Rose – Naked Skin: R$8,99

Outra coisa que eu gosto muito é um olhar bem marcado. Então sempre tenho uma Mascara de cílios, um delineador, um lápis na bolsa. E na minha ultima ida na Avenida 7 eu achei esses dois produtinhos bastante interessantes. Um promete 8x mais volume nos cílios (e cumpre!), e o outro é uma replica muito boa do delineador da Kylie Jenner (fica lindo nas fotos e é muito pigmentado mano).

DSCN2150
Mascara 4D Bella Femme: R$12,90
DSCN2152
Delineador KOKO by Kylie Cosmetics (replica): R$12,99

Mas para tirar todo esse reboco da cara? Eu amo os lencinhos umedecidos. Serio, para mim é uma das melhores coisas que a humanidade ja inventou. Então eu sempre tenho eles comigo na bolsa ou em casa.

DSCN2133
Lenços Removedores de maquiagem Ruby Rose: R$9,99

E sempre rola de comprar aqueles acessórios de maquiagem. Ainda mais se cada um deles estiver em promoção a partir de R$4,99

 

É isso migos. Quando se trata de comprar muito e gastar pouco, o melhor lugar é realmente a Avenida 7, a 25 de Março de Salvador.

Uma dica muito importante para quem está pensando em fazer a festa por lá: Vão com bastante tempo para vocês poderem garimpar pela Avenida de ponta a ponta e depois voltar comprando. Assim você consegue encontrar as melhores promoções.

Um Cheiro e até a próxima!

[Variedades] Você conhece a série “O Doador”?

Você conhece a série O Doador?

(Teve o primeiro livro adaptado para filme com o título O doador de memórias.)

Ela foi escrita pela premiada autora Lois Lowry e é composta de quatro volumes, todos já publicados nos E.U.A. e três no Brasil.

. The Giver – O Doador

. Gathering blue – A escolhida

. Messenger – O Mensageiro

. Son

O Doador, lançado pela Sextante em 2012, foi relançado pelo selo da própria editora, Arqueiro, no ano da adaptação, 2014, com a capa e o título do filme.

  • O doador:

Http://profcarolinalivros.blogspot.com.br/2017/03/o-doador-o-doador-de-memorias.html

https://silenciocontagiante.wordpress.com/2017/03/20/resenha-o-doador-de-memorias-de-lois-lowry-por-carolina/

  • A escolhida:

https://silenciocontagiante.wordpress.com/2017/03/22/resenha-a-escolhida-de-lois-lowry-por-carolina-silva/

  • O Mensageiro:

https://silenciocontagiante.wordpress.com/2017/04/07/resenha-o-mensageiro-de-lois-lowry-por-carolina-silva/

E enquanto aguardamos ansiosamente o lançamento do quarto livro, que tal conhecermos um pouquinho das personagens?

O Doador. Muita responsabilidade. Já foi Recebedor. O conhecimento do qual se vale para orientar o Conselho de Anciãos quando solicitado não provém apenas dos livros os quais dispõe (INÚMEROS!) mas também das memórias do passado do Homem. Memórias belas… memórias dolorosas… “Falhou” com pessoa escolhida como Recebedora anteriormente, que não suportou uma memória de perda e pediu dispensa. O Doador mora sozinho, em um “anexo”. Teve uma filha chamada Rosemary.

Jonas. Escolhido como novo Recebedor. Dentre as regras que recebe: Não pode pedir dispensa. (Ele consegue “ver além”…) Após um ano de “treinamento” com o Doador, encantos, belezas, cores, sentimentos… Guerra, perda, morte, dor, “horrores”, planeja junto ao seu “mestre” sua fuga, para que cidadãos, quem sabe, voltem a ter memórias e consigam compartilhar fardo e sentimentos. Tem seus planos antecipados devido ao conhecimento da dispensa do Gabe.

Gabe. Bebê com problemas para dormir no Centro de Criação. O pai do Jonas ,que trabalha lá, pede autorização para leva-lo durante as noites para a sua casa. Tem olhos claros como os do Jonas e do Doador e consegue tranquilidade para a noite de sono após  Jonas passar fragmentos de memórias para ele. Quando decidem no Centro dispensá-lo na manhã seguinte Jonas antecipa seus planos e foge com ele.

Kira. De outra comunidade. Nasceu cm deficiência em uma das pernas, o que faria cm que fosse “deixada para as feras”, mas a mãe (e avô, que participava d Conselho) não deixou (deixaram). Ela anda com cajado, “meio que se arrastando”. Tem um dom, que se expressa através dos bordados que faz. Este se manifesta enquanto acompanhando a mãe, acometida repentinamente por “algum mal desconhecido”, que a mata. Órfã, perde casa da família (o pai, disseram, tinha sido “morto pelas feras” antes dela nascer) e é levada para morar no prédio do Conselho. Continuará o trabalho da mãe na túnica da História do cantor do Hino da Ruína do Mundo.

*Poderes*. Visão além… Bordado que ganha vida por minuto após feito… Madeira talhada que “mostra”… Voz que deixa quem escuta feliz… e outros mais. Desconhecidos da maioria; conhecidos, apropriados, por outros…

Matt(y). Um menino sem limites, “selvagem”, amigo da Kira, morou no brejo. Ajuda a amiga, que gostaria de encontrar a cor azul para a tintura das suas linhas. Parte além das fronteiras da floresta e encontra o outro vilarejo, citado pela senhora que ensinou as pigmentações para a Kira. Leva a cor azul e outra surpresa para a amiga. Depois parte pro outro vilarejo, onde passa a morar com o Vidente, tornado espécie de pai para ele. Deixa os delitos, mas não o amor pela floresta, animais e sensação de liberdade.

Vidente. Como a maioria da população do vilarejo, não nasceu lá, mas chegou extremamente ferido, com olhos inutilizados. Chamava-se Christopher antes do Líder “batizá-lo” com seu “nome verdadeiro”: Vidente. Perdeu a vida anterior que tinha quando quase perdeu a vida, esposa, criança ainda não nascida… Sente/vê coisas pelas vozes, comportamento, etc. Adotou o Matty como filho e sente saudades da criança que conheceu escondido, anos depois, sua filha.

Floresta. Organismo vivo. Provedora, porém não acolhe a todos igualmente. Transeuntes não tão bem-vindos são machucados, “enxotados” por seus galhos, espinhos, relva. Sempre acolheu Matty como seu, dando caminho, fornecendo alimento, água límpida, quando ele viajava para lá e cá com mensagens. Fica estranha, passa a agredi-lo também, rios-lamas, odor de putrefação, lodos… Adoece e ataca. Fere a Escolhida. Fere o Mensageiro. Morrendo… e matando.

Negociador. Diz-se que antes a feira de troca era alegre… Como grande parte da população do vilarejo, ele é um forasteiro que foi bem acolhido, como todos sempre foram. Há algo por trás das negociações que conduz, os registros no grande caderno, bem como cobranças que faz pessoalmente, depois, de casa em casa. O que quer? O que dará em troca? A família do Ramon, amigo do Matty, está com uma máquina de jogos que “dá doces”… o amigo dele, adoeceu. Que será?!?

Por favor, querida Arqueiro, teremos “presente” nesta Bienal?!?… Deixarei espaço na mala. 😉

 

Um abraço,

Carolina.

[Resenha] Isolados – O Enigma

isolados__o_enigma_1484584344645155sk1484584344b

Livro: Isolados - O Enigma

Autor: Babi Tatto

Editora: Novo Conceito

Páginas: 144

Ano: 2017

Sinopse: Bibi Tatto retorna ao Minecraft para uma 
aventura ainda mais eletrizante! 

É o último dia de férias e Bibi acaba de retornar 
de viagem com sua família. Já dentro de casa, ela 
e seu irmão, Gagui, logo se sentem entediados, 
fato que não passa desapercebido pelos seus pais. 
Quando Bibi decide aceitar a sugestão deles e 
acessar o Novo Mundo que criou no primeiro livro, 
ela tem uma surpresa: o avatar do Gagui foi 
sequestrado e agora ela precisará descobrir em que 
lugar do universo do Minecraft ele está preso.

Porém, não será tão simples. O Novo Mundo foi 
invadido por um hacker que se autointitula como 
Intruso. Ele construiu uma série de desafios pelo 
caminho, que juntos compõem um grande enigma, para 
que Bibi tente adivinhar as respostas e alcançar o 
seu objetivo que é salvar o avatar do seu irmão, 
antes que o vilão apague tudo que ela criou. 
E se na primeira aventura Bibi corria contra o 
tempo, agora é a paciência do Intruso que pode 
acabar a qualquer instante...

 

Aproveitando a técnica utilizada pela autora no livro, intercalando o jogo, os passos para a resolução do enigma para libertar o avatar do irmão no Novo Mundo (lugar que criou no livro anterior) e lembranças, pensamentos, confissões da sua vida pessoal e profissional como youtuber, farei confissões:

 

1 – Não a conhecia. – COMO ASSIM?!? –

  Não costumo acompanhar canais, exceto o do meu amigo, o Alê Ribeiro. Apenas acesso quando necessito, através de pesquisa no Google, ou postagens importantes recomendadas por colegas e amigos do face, relacionados a minha área – não acesso todas – ou, raramente, para músicas.

 

2 – MINECRAFT?!?… Nunca joguei ou vi alguém jogando.

  Sei que alguns alunos gostam e jogam; Sei que há livros (os quais ainda não li) e, ainda, os “Diário de um  Zumbi do Minecraft”… Destes, li um ou dois, para indicar ou não compra para atividade de incentivo à leitura em uma das escolas, evento que ocorre anualmente, em outubro.

 

* Ainda: deem um desconto para mim!…

– Sim, trabalho 3 turnos! (E por vezes em casa)

– E tenho livros a ler, filmes e séries! Rsrsrs

 

Como esse livro veio parar na minha mão?.. Adivinha!!… Pergunta para o Alê! – Kkkk!

Ele virou com o famoso: Mana, você é professora e seus alunos gostarão de ler!…

 

O livro traz dados biográficos (o que me fez conhecer a Bibi) misturados aos desafios propostos por um “Intruso” no mundo que a autora criou no Minecraft. (terei que ler mais sobre… rs). Eles envolvem lógica numérica, charadas… Por que ela se submete ao Intruso? Além de tentar libertar o avatar do irmão, impedir que destrua o mundo que ela criou. Obviamente, não contarei “qual é a de mesmo” desse Intruso ou “perde a graça”.

 

Trechos que particularmente destaco estão nas páginas 57, 73 e 113. Alguns dirão: “Ah, fala sério! E o lance com os números nos tijolos, lógica, apresentados ao leitor nas páginas 27, 52 e 79?… As charadas?…”

 

Tá! São interessantes para alunos mas, veja, algo que repito para eles desde… SEMPRE?:

“…Preciso sempre ter muito cuidado com as fontes de pesquisa, se são confiáveis etc. Porque tem muita informação errada por aí! Já imaginaram se estou fazendo um trabalho para o colégio?”

 

Na 73 ela fala sobre a expressão “presente de grego”, citando a história (resumida, claro!) do Cavalo de Tróia! ❤

 

113: bullying – o diferente é feito de “chacota” mas, particularmente, a reação perante isso:

“…aprendi que ninguém pode zoar a gente quando você mesmo brinca com suas falhas.”

 

Tá, não falo assim! Digo para ignorarem, o que dá no mesmo. Afinal, tentar “zoar” quem não ouve a “zoeira”, que graça tem?!?.. É a presença de um público, de alguém que mostre ser atingido, que estimula a continuidade, não é mesmo?!?..

 

Admito que tiveram trechos que eu, devido minhas confissões acima, fiquei: “Hãh?!?”

– Kkk! – Mas gostei da leitura! Pensei em como meus alunos reagiriam, como poderia ser usado… Porque, bem sabem, a gente falar é uma coisa; já alguém com quem eles se identificam falar… Podem parar para ouvir, não é mesmo? A própria srta. Tatto disse que busca dar exemplo positivo, afinal, muitos dos milhões de seguidores são crianças. Gostei deste pensamento dela! 😉

 

Aproveito, já me despedindo, a oportunidade de conhecer um pouco da pessoa que, certamente, é seguida por alguns dos meus alunos; saber que eles tem um exemplo positivo dentre tantos negativos dos quais são cercados diariamente é um “bálsamo”…

 

“Vlw!”

E até mais!

 

Um abraço,

Carolina.

[Resenha] Angus: O Primeiro Guerreiro

 

angus__o_primeiro_guerreiro_1485862686649842sk1485862686bLivro: Angus - O Primeiro Guerreiro

Autor: Orlando Paes Filho

Editora: Novo Conceito

Ano: 2017

Sinopse: Bretanha, ano de Nosso Senhor de 863. 
Uma invasão dos homens do norte arrasa a Ilha da 
Bretanha.
Cidades e monastérios são deitados ao chão. 
Os invasores fazem frente aos maiores reis da Bretanha, tudo se torna árido 
pela devastação. A morte se espalha por toda parte.
Mas há um guerreiro de nome Angus MacLachlan que não parece tombar diante 
dos ataques daneses. Ele não se curva aos dominadores nórdicos. 
Parece abençoado, luminoso, assim como luminosa é sua espada a espalhar 
cadáveres dos invasores.
Ele liberta os cativos e propõe uma nova resistência. Unifica reis. 
Um oponente terrível contra a invasão, que tenta destruir a Bretanha e 
seus reinos para sempre

Angus é filho de um “Jarl” nórdico e um Cristã, o jovem de 16 anos sonha em ser um Guerreiro. Mas não um guerreiro comum, um guerreiro de verdade. Para isso ele se dedica de corpo e alma em sua primeira missão, rumo a Terra dos Anglos do Leste.

Essa missão foi convocada por Ivan Sem-Osso, um homem que se confunde com seu próprio desejo de vingança pela morte de seu pai Ragnar, e deseja fazer jorrar o sangue de todos os cristãos, dando inicio a um massacre ao qual Angus (Criado nos costumes da religião viking e do cristianismo), nunca havia sonhado. Após cometer seu primeiro assassinato na mesma batalha perder seu e pai e seu melhor amigo, Angus foge ainda ferido, deixando para trás toda a crueldade comandada por Ivan.

A vida de Angus muda por completo, quando ele encontra em seu caminho o monge Nennius, que cuida de seu corpo enquanto ensina sua alma um novo caminho. O Caminho das Sete Virtudes. Durante anos, ele treinou e se dedicou até estar pronto de corpo e alma, e após se converter de vez ao cristianismo, ele retorna em busca de justiça.

Angus é um livro sobre o qual eu já ouço falar a um certo tempo, e sempre me foi muito bem recomendado. Quando recebi a edição da Novo Conceito, foi uma feliz surpresa pois finalmente poderia conhecer essa história.

Angus é uma ficção com grandes embasamento históricos, e muito bem construída. Um daqueles livros que prendem o leitor o cativam o transportam diretamente para o ano de 863.

Bretanha, ano de Nosso Senhor de 863. Uma invasão dos homens do norte arrasa a Ilha da Bretanha. Cidades e monastérios são deitados ao chão. Os invasores fazem frente aos maiores reis da Bretanha, tudo se torna árido pela devastação. A morte se espalha por toda parte. Mas há um guerreiro de nome Angus MacLachlan que não parece tombar diante dos ataques daneses. Ele não se curva aos dominadores nórdicos. Parece abençoado, luminoso, assim como luminosa é sua espada a espalhar cadáveres dos invasores. Ele liberta os cativos e propõe uma nova resistência. Unifica reis. Um oponente terrível contra a invasão, que tenta destruir a Bretanha e seus reinos para sempre. ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ www.outrogarotolendo.wordpress.com ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Quer divulgar com a gente? Entre em contato: outrogarotolendo@gmail.com #like #like4like #TFLers #liker #likes #l4l #likes4likes #photooftheday #love #likeforlike #likesforlikes #liketeam #likeback #likebackteam #instagood #likeall #likealways #liking

A post shared by 🦄 Alê Ribeiro 🌈 (@blogoutrogarotolendo) on

A edição merece um destaque especial, com diagramação e edição primorosamente trabalhados, e ilustrações espetaculares. Esperamos muito em breve que a continuação da série seja publicada com o mesmo capricho.

 

Um cheiro e até a próxima!

[Resenha] Uma sombra na escuridão

Livro: Um Sombra na Escuridão
Autora: Robert Bryndza
Editora: Gutenberg
Ano: 2017
Páginas: 320
Sinopse: Em uma noite de verão, a Detetive Erika Foster é convocada para trabalhar em uma cena de homicídio. A vítima: um médico encontrado sufocado na cama. 
Seus pulsos estão presos e através de um saco plástico transparente amarrado firmemente sobre sua cabeça é possível ver seus olhos arregalados.
Poucos dias depois, outro cadáver é encontrado, assassinado exatamente nas mesmas circunstâncias. 
As vítimas são sempre homens solteiros, bem-sucedidos e, pelo que tudo indica, há algo misterioso em suas vidas. 
Mas, afinal, qual é o segredo desses homens? Qual é a ligação entre as vítimas e o assassino?
Erika e sua equipe se aprofundam na investigação e descobrem um serial killer calculista que persegue seus alvos até achar o momento certo para atacá-los.
Agora, Erika Foster fará de tudo para deter aquela sombra e evitar mais vítimas, mesmo que isso signifique arriscar sua carreira e também sua própria vida.

Tal sentença poderia ser proferida por qualquer um que vivenciasse ou acompanhasse de perto tal caso, o segundo que partilhamos com a Erika Foster. Quem tomou parte no outro caso, o da garota no gelo, sabe que a detetive Inspetora Chefe Foster não costuma desistir das investigações, segue seus instintos, mesmo que a tentem persuadir do contrário. Ela faz o que acredita ser o correto: cumprir seu dever para com a verdade e capturar o real culpado, mesmo que lhe seja advertido quanto a seguir adiante – o que pode lhe custar progressões na carreira, politicagens.

Alguns tópicos podem ser vistos:

  • Repercussão quando sexualidade é inserida;
  • Uso de chats e personas, bem como compras online;
  • (novamente) O interesse desperto quando pessoa pública/famosa/rica;
  • Programa dificultador para trabalho investigativo de rastreamento;
  • Traumas, violências, suicídio (?)

Olhares…

Reações…

Ações…

Na autópsia do primeiro corpo, o do Dr. Gregory, a análise toxicológica aponta Flunitrazepam (substância do Boa Noite Cinderela), morte por asfixia, mãos atadas post mortem…

-> Mas não se limitou a uma morte…

A leitura pode propiciar reflexões. Por vezes podemos estar ao lado de uma bomba-relógio que necessita apenas que o “gatilho” seja acionado. E este pode estar “emperrado”, acumulando… Até quando aguentará?!?

Diariamente vemos abusos. A palavra bullying está mais utilizada que nunca: nas escolas, no trabalho, em casa… todo e qualquer lugar. É algo novo? Não. Mas a proporção que tem tomado está surpreendente. Os vários tipos de agressões. Robert Bryndza citou elementos bem pertinentes neste romance policial e construiu um indivíduo assassino que desperta reações diversas em momentos distintos, consolidou a força de caráter da “heroína”, bem como suas “fragilidades”/força. A necessidade da confiança, parceria… em todos os setores da vida.

Bryndza nos estimula desprezo, ira, empatia, tristeza… tantos sentimentos no decorrer desta história. Foi estranha a identificação por parte do leitor da pessoa que cometeu os homicídios quase no meio do volume. Pensei: o resto do livro será..? Tentativa de pegar tal ser?.. Mas eu já sei quem é!! E autor surpreende: apenas a identidade é pouco – quem é a pessoa?!?… Afinal, ninguém “nasce”, mas “se torna”…

“Está tudo bem… está tudo certo. (…) Você é inocente. Ainda
não pode causar nenhuma confusão no mundo.”
p.114

(Para bebê em berço)

O que nos tornamos a cada dia?

Outra polêmica é ainda mencionada, embora não seja o foco: a exploração sexual infantil. O caso é exposto particularmente à Erika pelo March, seu chefe imediato, para justificar o comando que ela deixasse o altamente suspeito irmão da esposa da primeira vítima em paz: está sendo vigiado por envolvimento neste outro caso. Portanto, o autor aumenta o mundo, mostra investigações paralelas, afinal, é assim que a polícia trabalha, realocando policiais consoante necessidades dos casos investigados, não podem focar em apenas um por vez. Tal colocação contribui com a ideia de movimento, bem como a continuidade da escrita em capítulos curtos, como “tomada de cenas cinematográficas”, sem foco único.

Outro acréscimo positivo foi o maior acesso à história da Erika com o aniversário da morte do Mark e tanto mais.

“É engraçado o quanto nós temos em comum…” p.177

E esse link é feito de ambos os lados. A personagem cresce e se consolida.

______

* p.320


Um abraço,

Carolina.

 

[Resenha] Caraval

CARAVAL_1490102313663118SK1490102313BLivro: Caraval

Autora: Stephanie Garber

Editora: Novo Conceito

Páginas: 400

Ano: 2017

Sinopse: Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua irmã, Donatella, vivem com seu cruel e poderoso pai, o Governador Dragna. Desde criança, Scarlett sonha em conhecer o Mestre Lenda do Caraval, e por isso chegou a escrever cartas a ele, mas nunca obtivera resposta. Agora, já crescida e temerosa do pai, ela está de casamento marcado com um misterioso conde, e certamente não terá mais a chance de encontrar Lenda e sua trupe, mas isso não a impede de escrever uma carta de despedida a ele.

Dessa vez o convite para participar do Caraval finalmente chega à Scarlett. No entanto, aceitá-los está fora de cogitação, Scarlett não pretende desobedecer ao pai. Sendo assim, Donattela, com a ajuda de um misterioso marinheiro, sequestra e leva Scarlett para o espetáculo. Mas, assim que chegam, Donattela desaparece, e Scarlett precisa encontrá-la o mais rápido possível.
O Caraval é um jogo elaborado, que precisa de toda a astúcia dos participantes. Será que Scarlett saberá jogar? Ela tem apenas cinco dias para encontrar sua irmã e vencer esta jornada.

Sabe aquele livro que sempre que você vê nas mãos dos Booktubers e Bookgrams Gringos você fica babando? Esse sou eu com Caraval.

Eu não sei quantas vezes eu coloquei esse livro nos meus carrinhos da Amazon e da Saraiva, e quando eu recebi o email da NC, me convidando para esse jogo eu simplesmente pirei!

“Cara! Cês ainda perguntam se eu quero participar?! É obvio!!”

O desafio era ler e resenhar e resenhar Caraval um dos lançamentos mais esperados do ano em 5 DIAS! Sempre trabalhei com deadline, mas nunca com um tão apertado… Desafio aceito,  ebook recebido, o jogo havia começado.

unnamed

Desde criança Scarlett sempre sonhou com o Caraval e sua Trupe. Ela sempre escrevia cartas para o Mestre Lenda, mas nunca teve resposta… Os anos passaram, e como filha do cruel Governador Drague, temendo seu pai, ela aceita se casar com um Conde misterioso. E mesmo já sem esperança, mesmo assim ela escreve uma carta de despedida para o Mestre Lenda, e contra todas as expectativas ela recebe uma resposta! Na verdade é mais um convite para visitar o Caraval.

Temendo a reação do seu pai, mas com um “empurrãozinho” da sua irmã Donatella, elas vão juntas para o lugar mágico com o qual Scarlett tanto sonhou… Mas as coisas não são como parecem. Sua irmã desaparece, e Scarlett se vê presa em um jogo onde tudo pode acontecer…

“Sejam Bem Vindos ao Caraval! O maior show em terra ou pelo mar. Dentro, você experimentará mais maravilhas do que a maioria das pessoas veem na vida.”

 unnamed (1)Caraval é o primeiro livro da autora Stephanie Garber, um livro com muita ação, fantasia, mistério e muita magia. Esse é daqueles livros que cativam o leitor de forma a fazê-lo desejar a continuação a todo custo. Já vinha ouvindo diversos comentários positivos sobre esse livro, e agora depois de ter lido, percebo que todos fazem muito jus a obra.

Eu estou evitando dar spoilers sobre o livro, afinal ele ainda vai ser lançado, mas preciso comentar dois pontos:

  • O livro possui bastante narrativa, seguindo um pouco a escola criada pelo mestre J. R. R Tolkien, o que para muitos pode dar um ar de cansativo. Mas queridinha, eu já li o Silmarillion, tirei isso de letra.
  • O desenvolvimento dos personagens é algo impressionante. Tanto o crescimento positivo da Scarlett, como negativo da Donnatela. Enquanto Scarlett cresce a cada minuto do livro, Donnatela que começa como uma personagem forte e empoderada vai deteriorando no decorrer da história. Mas como esse é apenas o primeiro livro, acredito que muita coisa ainda vai acontecer.

Caraval é o novo lançamento da Novo Conceito, mas você já pode garantir o seu na pré venda!

Um cheiro e até a próxima!