[Resenha] A Entrevista

a_entrevista_1483495719641413sk1483495719bLivro: A EntrevistaAutor(a): Shana GrayEditora: GutenbergAno: 2017Páginas: 272Sinopse: Sete entrevistadores irresistíveis. 
Quem a escolherá ao final da semana? 
Quem será o escolhido por ela?
Linda, inteligentíssima e extremamente sensual
, Tess Canyon é uma jovem determinada a se 
vingar de um dos maiores grupos dos EUA, 
as Empresas Diamond. 
Seu pai, um alto executivo, foi acusado de 
desviar fundos da empresa para gastar com uma 
suposta amante e teve sua carreira destruída. E isso o levou à morte...
A oportunidade de candidatar-se à vaga de Assistente Executiva do poderoso 
Mr. King parece ser a maneira ideal de infiltrar-se na empresa para limpar 
o nome de seu falecido pai.
Mas o processo seletivo não é o que ela espera. 
Chegando à sede da empresa, ela é escoltada até um helicóptero e, 
com os olhos vendados, é levada para um local secreto. Lá, Tess conhece 
Mr. King e descobre que a vaga na verdade é para o novo CEO das Empresas 
Diamond. Seu desafio será passar por sete testes durante uma semana.
Tess será avaliada por sete misteriosos executivos — deliciosamente bonitos
—, um para a tarefa de cada dia. Agora ela precisará usar toda a sua 
habilidade e competência se quiser ter sucesso e resistir ao magnetismo 
poderoso dos homens irresistíveis enviados para ajudá-la — ou distraí-la. 
Em um desafio que poderá levá-la ao topo, ou arruiná-la para sempre. 
Bem-vinda à entrevista mais sexy que você poderia imaginar!

Tess sempre sonhou com o dia em que vingaria seu pai e destruiria as empresas Diamond. No auge dos seus 50 anos, seu pai havia sido demitido da empresa sob a acusação de desvio  de verbas. A partir desse momento, a vida de Tess virou de cabeça para baixo: mudança do estilo de vida, seu pai entrando em depressão que o levou a morte pouco tempo depois.

Desde então é como se a vida inteira de Tess a tivesse levado até aquele momento: Uma entrevista para o cargo de Assistente Executiva nas empresas Diamond… bom. Pelos menos era o que ela achava… Quando um executivo alto, moreno de olhos azuis e uma cicatriz sexy no olho direito, aparece ao seu encontro e a leva para um helicóptero ela percebe que existe algo mais. Após enfrentar o seu medo de altura, viajando vendada ate uma mansão indescritível, Tess descobre que foi escolhida para ocupar o cargo de CEO da Empresa, e que antes de assumir deve passar  por uma semana de testes, que serão um desafio não só para sua inteligência, mas também para o seu foco na vingança e na vida amorosa, uma vez que os testes serão ministrados por 7 executivos que mais parecem deuses do Olimpo.

7 dias. 7 desafios. 7 homens de tirar o fôlego. Conseguirá Tess manter o foco?

2017-04-06-15-56-37[1]

Não vou negar que eu esperava sexo do começo ao fim do livro (culpa de A Garota do Calendário), mas graças a @Deus, que me surpreendi. O livro foca no desenvolvimento da Tess, de uma bibliotecária executiva a uma CEO de uma das maiores empresas do país. A história é permeada por momentos de sensualidade e erotismo para alivio do tema principal, de uma forma divertida e cativante. Shana Gray possui uma escrita muito leve e divertida, porém muito sensual e  excitante nos momentos certos.

A Entrevista, é um livro leve. Daqueles que você senta e lê de uma vez só, e quando acaba você continua querendo mais dos personagens e da história. O livro esta disponível em duas formas: 7 e-books ou 1 livro físico contendo os 7 contos, em uma edição simples, porém bem trabalhada em diagramação e revisão.

Ficamos aqui na torcida de que a Editora Gutenberg nos tragas mais livros dessa autora incrível e tão brasileira de coração ❤

Um cheiro e até a próxima!

[Mangá] Ghost in the Shell

O mangá cyberpunk Ghost in the shell, é uma trama intricada de ficção científica a frente de seu tempo, como seu nome sugere, “fantasma na casca”, em que interpretando o contexto se trata de consciência em um corpo sintético, ghost, a consciência é aquela em que os humanos possuem e o sintético, shell, fica por conta da máquina, do inorgânico.

major gifPor volta de 1989, a autor Masamune Shirow idealizou o mundo em 2029, onde a tecnologia seria parte do ser humano e não somente um criação da humanidade, em que partes do corpo podem ser facilmente substituídas por peças inorgânicas, aprimoradas, as pessoas possuem a capacidade de fazer transferência e leitura de dados por dispositivos instalados na região da cabeça e nuca. Contudo, como todo grande avanço, existe o nascimento de um novo risco, os hackers estão com mais espaço e crimes cibernéticos podem levar a morte direta, sem falar na possibilidade de invasão do cérebro alheio e manipulação de memórias de qualquer um, basta ter o acesso, por outro lado “surge” novos indivíduos, os mais singulares em aprimoramento, os ciborgues.

Como o título sugere, a consciência em um corpo robótico, é um ciborgue, na obra, especificamente a protagonista, Motoko Kusanagi, mais conhecida como Major e a mais impiedosa investigadora e resolutora de crimes cibernéticos – o terrorismo do futuro -, ou até mesmo rebeliões das mais avançadas produções tecnológicas, em que o temor a se tornar berserk (produto ultrapassado) afeta a inteligência de alguns robôs e reações agressivas podem pôr em risco o equilíbrio raso de humanidade e tecnologia (para referência, a obra Eu, Robô, possui basicamente essa premissa).

Somente com sua consciência humana em um corpo totalmente aprimorado, Motoko é uma unidade que supera as máquinas e os humanos, a combinação de força de uma máquina e raciocínio humano a tornam letal, a sua falta de tato sentimental a torna fria para muitos, porém a característica calculista dela a põe a frente, para se afeiçoar a ela como um leitor exige mais dedicação do que em um personagem usual, a Major é como uma união de comandos, mas é quando sua insegurança quanto ao seu encaixe no mundo que a torna mais tangível surgem na superfície, que ela demonstra sua humanidade, além de suas interações com o sempre presente companheiro de equipe Batou, que junto a Aramaki sempre marca presença na obra junto a Kusanagi, mesmo nas produções baseadas nesse enredo.

Mais um ponto muito positivo para o mangá são os personagens, que por sua vez são bem construídos e se envolvem na trama com suas características próprias de forma a equilibrar a própria personalidade da Kusanagi. Como citei o Batou acima, ele é humano e possui aprimoramento nos olhos, as poucas vezes em que ela demonstra certa redutibilidade é na presença dele, por vê-lo como o mais próximo de um amigo, Shirow não só criou uma personagem feminina sólida, como também desenvolveu personagens secundários marcantes, um universo completo que após escapar da influência de se tornar uma obra com fan service desnecessário como vemos em muitas HQ’s, se eternizou também como inspiradora para a saga Matrix, isso é poder, meus caros!

Nunca existiram relatos de dores de barriga, ou outro tipo de condição médica relacionados com o fato de alguém engolir o seu próprio orgulho. – Daisuke Aramaki, Ghost in the shell – 1995

O sucesso do sci-fi foi tal que conta com uma vasta seleção de produções, adaptadas ou baseadas no enredo de Shirow, segue a impressionante lista:

  • Ghost in the shell – 1995 (Filme)
  • Ghost in the Shell 2: Innocence – 2004 (Filme)
  • Ghost in the shell 2.0 – 2008 (Filme)
  • Ghost in the Shell: Stand Alone Complex – 2002 a 2003 (Anime)
  • Ghost in the Shell: Stand Alone Complex 2nd GIG -2005 (Anime)
  • Ghost in the Shell: Stand Alone Complex – Solid State Society – 2006 (OVA)
  • Ghost in the Shell: Arise – Border:1 Ghost Pain – 2013 (Filme)
  • Ghost in the Shell: Arise – Border:2 Ghost Whispers – 2013 (Filme)
  • Ghost in the Shell: Arise – Border:3 Ghost Tears – 2014 (Filme)
  • Ghost in the Shell: Arise – Border:4 Ghost Stands Alone – 2014 (Filme)
  • Ghost in the Shell: Arise – Alternative Architecture – 2015 (Anime)
  • Ghost in the Shell – 2015 (Filme)
  • A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell – 2017 (Filme)

Versoes da MajorAcha que está pouco? Calma, pois o estúdio Production I.G anunciou a produção de mais um anime para o universo de Masamune Shirow, sob direção de Kenji Kamiyama (Ghost in the Shell: Stand Alone Complex) e Shinji Aramaki (Captain Harlock e Appleseed).

Live-action A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell:

No longa de 2017, a produção não decepciona – mesmo após o escândalo envolvendo whitewashing – Scarlet é apresentada como a ciborgue que faz parte do Setor 9, Miura, Major Miura, setor responsável pelo combate de crimes cibernéticos, que em suas memórias tem um passado turbulento que a fez perder sua família e seu corpo orgânico.

Com uma boa dose de referências retiradas da animação original de 1995, o filme retoma a faceta de uma protagonista durona, sem meios termos e direta, em companhia da equipe de membros da Seção 9 que trabalha junto com ela, com destaque bastante assertivo em Batou, o mais próximo dela e capaz de trazer à tona reações emotivas da Major, desde que a personalidade sólida e rígida da personagem remete a condição de ciborgue da mesma, sendo o seu ghost ainda não o bastante para lhe conferir mais humanidade nas reações, menos ainda nas ações, o andar se destaca pela artificialidade dos trejeitos.

As divergências mais explícitas do mangá para o filme de 2017 ficam por parte da centralidade do enredo, enquanto Ghost in the shell mantém o foco no drama político em contraposição aos avanços cibernéticos, em A Vigilante do Amanhã, é a própria tecnologia que assume esse papel como trama principal. A citação como Motoko Kusanagi, nome original da personagem só vem a tona em meio ao desenvolvimento da trama, o que convenientemente serviu como uma forma de justificar a troca na nacionalidade da atriz que interpreta a Major

Major 2017O cenário do filme com certeza merece toda a atenção, desde que um futuro “surrealista” compõe tudo o que perpassa do mundo da trama, os efeitos convencem e deslumbram – principalmente uma pessoa como eu que não é uma expert em CGI – pela boa representação, desde aos anúncios tecnológicos, como a realidade virtual que faz parte da rotina humana. Cenas marcantes como o uso da tecnologia de camuflagem termo-ótica, são presenças marcantes no filme e claro tem todo o seu destaque como um grande marco de presença da Major.

Pessoalmente, fiquei surpresa com o filme, não esperava que fosse ser bom, no entanto me vi fissurada pelos marcos da trama original surgindo e da animação de 1995, o filme não só foi bem construído no termo geral, como a produção teve o cuidado de adaptar a concepção do mundo intelectualizado de Shirow em 1989, o cenário mais tangível com o realidade tecnológica atual permeou uma reflexão magistral, recomendo o filme para quem é fã do mangá, do filme de 95 também, é um deleite de lembranças e para os curiosos, se tiver aquela companhia que já viu o original ainda melhor, vai ser uma troca magnânima com toda a certeza.

[Resenha] O Lado Bom de ser Traída

o_lado_bom_de_ser_traida_1470741030410696sk1470741030bLivro: O Lado Bom de Ser Traída

Autora: Sue Hecker

Editora: Haper Collins Brasil

Ano: 2016

Páginas: 400

Sinopse: Bárbara é uma profissional de sucesso. 
Noiva há cinco anos de Caio, um empresário no ramo 
de telecomunicações, sua vida é completa e plena. 
Porém, ao ver uma foto dele ao lado de uma mulher que se intitula também 
sua noiva, o mundo de Bárbara desmorona. 
Decidida a não se entregar à decepção, ela resolve dar a volta por cima. 
Com o visual renovado, começa a adotar outras posturas, afastando de vez a 
depressão. Para a sua surpresa, o destino coloca em sua vida Marco, um juiz
extremamente sexy. Bastou um olhar para que ambos fossem tomados por uma 
alucinante tensão sexual. Resta saber se, de fato, Bárbara mudou o 
suficiente para se entregar sem amarras.

Eu nunca imaginaria que fosse existir algum lado bom ser traído. Na verdade, a primeira coisa que vem a minha cabeça quando fico sabendo que alguém foi traído, é que com certeza essa pessoa deve estar sofrendo, ou muito triste. E a Barbara realmente viveu isso. Durante cinco dias ela sofreu toda a dor após descobrir que seu noivo de cinco anos, tinha uma outra noiva.

361c9058-0864-49bb-904a-f67a139f9551

Mas ela não era mulher de sofrer por quem claramente não a merece. Após os seus cinco dias de sofrimento, ela secou os olhos, mudou os cabelos, se deu um  banho de loja e tomou a melhor decisão para quem não quer viver sofrendo: Viver a vida. Quando estamos solteiros, um novo mundo de possibilidades se abre, e quando Barbara encontra com o juiz Marco, claramente uma química explosiva cresce entre eles. Depois de um encontro inesperado em uma Road Trip, os corpos se unem e fica claro para ambos que por mais que tentem e o universo conspire contra, o destino de ambos já está entrelaçado.

O Lado Bom de Ser Traída, é primeiro livro da Série Mosaico, da autora Sue Hecker, um livro envolvente e muito sensual, com personagens tão humanos que poderiam ser qualquer pessoa ao redor. O livro é um prato cheio para quem assim como eu AMA um livro hot, com cenas bem quentes, sensuais e um plano de fundo diferente do que já li até hoje, a Sue nos conduz pelas vidas de Barbara e Marco.

2829d8f3-bfb6-4840-a495-394c00c67621E como se não bastasse estar apaixonado pela série, também estou completamente apaixonado pela autora. Há algumas semanas tive a oportunidade conhecer a Sue que se mostrou uma das pessoas mais animadas das quais já conheci na vida!

A série  Mosaico é composta de 12 livros (sendo 6 ebooks e 6 físicos), e até o momento 4 livros já foram lançados (2 ebooks e 2 físicos), com a promessa de mais um livro físico até o final do ano. Os livros são publicados pela Harper Collins Brasil, com artes de capas maravilhosas e uma campanha de marketing muito bem trabalhada. (até uma linha de batons foi desenvolvida para a divulgação dos livros).

Se você gostou, você pode comprar o seu livro aqui: http://compre.vc/v2/1c6a8d47

E baixar os ebooks gratuitamente aqui: http://amzn.to/2o4UcZo

Um cheiro e até a próxima!

[Resenha] No Coração do Mar

Livro: No Coração do Mar
Autores: Charlotte Rogan
Ano: 2013
Editora: Intrínseca
Páginas: 240
Sinopse: No verão de 1914, a Europa está à beira da guerra, mas o futuro de Grace parece caminhar para um destino seguro enquanto ela e o marido navegam rumo a Nova York. 
Quando uma misteriosa explosão afunda o navio, Grace é jogada em um barco salva-vidas por um ágil membro da tripulação, que também pula para dentro da embarcação já sobrecarregada.
À medida que o clima piora e os passageiros são forçados a escolher lados em uma disputa por poder, Grace percebe que sua sobrevivência depende de quem vai apoiar: o velho lobo do mar John Hardie ou a enigmática Ursula Grant, cuja influência aumenta a cada dia. 
Durante três semanas, os passageiros planejam, esquematizam, disseminam intrigas e confortam uns aos outros enquanto suas mais profundas convicções sobre humanidade e divindade são postas em xeque.
Grace Winter finalmente é resgatada, apenas para ser levada a julgamento. Incertos sobre como defendê-la, seus advogados sugerem que ela escreva as lembranças do naufrágio. 
O resultado é uma fantástica narrativa sobre dilemas morais e o retrato de uma mulher que se torna cada vez mais complexa à medida que os acontecimentos se desenrolam.

Pense em um livro surpreendente!

Pela sinopse chega a remeter a Náufrago, quem não se lembra do personagem interpretado por Tom Hanks, que após o fatídico acidente que atingiu sua embarcação, acaba em uma ilha deserta, onde é obrigado a trilhar tortuosos caminhos para não perder a vontade de viver ou se compadecer pela loucura iminente e então sofrer com a descoberta de um mundo que avançou sem sua presença? Pois é um pouco disso e uma uma realidade totalmente diferente, são por relatos que descobrimos o drama vivido durante o náufrago do navio Empress Alexandra da obra, uma dramática história de superação e reviravoltas.

É com a narrativa de Grace Winter, a personagem recém casada, com seus 22 anos de idade, que inicia com base nas lembranças dos momentos vividos pela mesma durante a viagem na embarcação em que viajou junto a seu marido Henry, vivenciando um desespero: um naufrágio. Onde ela conta os acontecimentos que viveu e presenciou, com um único objetivo, se não a sobrevivência.

Ele, que apenas alguns minutos antes parecera tão seguro de si ao repassar a lista de equipamentos contidos em cada barco salva-vidas e explicar como utilizá-los, ficava agora cada vez mais sem jeito para desempenhar essa parte de sua tarefa.

Desde o início o que almejava era sobrevivência, desde que o navio era destinado a America e procurava sair do cenário destrutivo da Primeira Guerra Mundial, objetivo também do Sr Hardie, Hannah, Mary Ann e da Srª Grant, pessoas que passam a se inserir na trama significativamente e junto a isso, o enredo se molda diante da perspectiva de Grace por eles.

— Será que isso conta como suicídio? — ouvi-o dizer. — Será que o paraíso me será negado?

O enredo não só retrata um drama de vida e morte, como de humanidade, Grace enfrenta um obstáculo atrás do outro, enquanto aos poucos tenta resistir a aparente insanidade que aflige seus companheiros durante o drama em que vivem. A obra está para ser adaptada para o cinema, sob a produção de Anne Hathaway, que irá também interpretar Grace Winter no longa, o que é premissa para filme ótimo!


Plena esperando por esse filme!

Anne deusa

[Lançamentos] Wishlist de Abril – Parte 2: Declarando falência!

Gente o caso é sério, seríssimo! Do jeito que está eu vou morrer em uma casa, sozinho, sem luz, internet, porém cheio de livros!

Ontem eu postei a primeira parte da minha lista desejados de Abril, mas as news não param de chegar e eu precisei fazer uma parte dois, e pelo andar da carruagem, vai rolar uma parte 3 também!

E se você curte romances de época, essa parte é pra você!

450xN1- Primeiras Impressões:

Charles Bing, um otimista incorrigível, decide que está na hora de internacionalizar a sua bem-sucedida cadeia de restaurantes nova-iorquina. Deseja começar pelo país que sempre incitou sua curiosidade: o Brasil. E nada melhor que Búzios, uma belíssima cidade turística no litoral do Rio de Janeiro. A fim de garantir que sua escolha será acertada, ele leva a tiracolo o seu melhor amigo, Frederick Darcy, um político americano de família conservadora, que se orgulha de ser um homem racional e prático. Mal sabem eles que, ao chegar à cidade paradisíaca, virarão alvo de Janaína Benevides, dona das pousadas mais requisitadas do balneário. Ela é mãe de quatro belas moças, que são, para sua tristeza, solteiras. Janaína preocupa-se, em especial, com a solidão de Jane e Lizzie Benevides, as mais velhas. Enquanto a primeira acaba se decepcionando em seus relacionamentos, por ser uma pessoa que sempre busca ver o melhor nas pessoas, a outra não deixa nenhum homem se aproximar.

unnamed

2- Um Amor Conquistado

Ainda criança, Sophia foi levada para a Inglaterra para fugir da perseguição e do terror impostos pela Revolução Francesa. Com medo de ser descoberta, nunca revelou sua origem nobre, mas manteve viva a esperança de reencontrar sua família. Após o falecimento da madrinha, Sophia se vê obrigada a buscar trabalho para sobreviver e, por isso, se candidata à vaga de preceptora de Louise, a sobrinha órfã do conde de Buckington, um nobre conhecido pela sua frieza e arrogância. Em uma brincadeira do acaso, ela se vê diante da possibilidade de voltar à França sob a proteção do nobre inglês e de descobrir o que aconteceu com seus pais. Mesmo avisada sobre os riscos, ela decide seguir em frente, ainda que isso signifique fingir ser a noiva do conde de gelo. Edward é um homem frio e arrogante, disposto a qualquer coisa para se vingar do francês que destruiu seu irmão, até mesmo embarcar para a França em companhia de uma desconhecida, apresentando-a como sua noiva. Ele conhece os riscos da empreitada, só não está preparado para os sentimentos contraditórios que invadem seu coração.

unnamed (1)3- UM AMOR INESPERADO:

Na antiga Inglaterra, Amélia embarca em um plano mirabolante com o único objetivo de se livrar do seu terrível tutor: casar-se com um total desconhecido e, ainda por cima, prisioneiro da Coroa Britânica à espera da execução. O plano parece dar certo. Ela se considera viúva e já não sente mais a presença obscura de seu guardião. Mas o mundo de Amélia vira de ponta-cabeça quando lorde Cunnington, o herdeiro até então ignorado do conde de Hartford, assume as propriedades e é recebido como herói na sociedade local. Tudo estaria bem, não fosse o fato de ele ser o prisioneiro que ela havia se casado no submundo daquela fétida prisão. Amélia, agora, precisa enfrentar a vingança do homem cujo nome ela comprou e os novos sentimentos que a simples presença daqueles olhos negros desperta nela.

unnamed (2)4- UM AMOR APAIXONADO:

Prudence não é prudente. Ao contrário do que seu nome indica, ela anseia por aventura. Dona de um espírito livre e apaixonado, ela é a menos tradicional filha de um duque inglês. Desde menina sentia uma vontade imensurável de conhecer os mistérios do Oriente e sua amizade com o príncipe Bahman Al Kaled, iniciada ainda na infância de forma inusitada, a fez desenvolver verdadeira obsessão pela Arábia. Quando surge a oportunidade perfeita para realizar seu sonho de viajar até lá, vê-se obrigada a ficar sob a tutela e proteção de um príncipe arrogante, insuportável e irresistível!

Ao contrário do irmão mais velho, o príncipe Táriq odeia o povo inglês, mas o destino coloca sob sua responsabilidade justamente uma nobre inglesa, que acredita ser a síntese da mulher fútil e manipuladora que ele tanto despreza. Mas seu país precisa de uma aliança política e cabe a ele evitar que a ousada filha do duque de Barrington seja sequestrada em sua viagem a caminho do palácio Madinat al-Zahr. Tudo teria se resolvido em poucos dias se uma terrível tempestade de areia não tivesse atravessado o caminho deles. Após dias e noites sozinhos no deserto, a reputação de Lady Sinclair fica irremediavelmente comprometida e ele terá de encarar seu pior pesadelo: um casamento, pelo bem de seu país e pela honra da jovem.

Será que de um casamento forçado pode nascer um amor apaixonado?

(Minha sorte é que os livros 3 e 4 só vão estar disponíveis em Maio e Junho, mas já quero garantir na pré venda que vem com um kit de marcadores lindos!)

9788580416800.png.200x300_q85_upscale

5- Quando a Bela, domou a Fera:

Quando a Bela domou a Fera é uma deliciosa releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos. Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.

Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas.

No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?

9788580416787.png.200x300_q85_upscale6- Irmãos de Sangue:

A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca.

Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra.

Vinte e um anos depois do pacto, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho fenômeno e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa,

Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.

Em Irmãos de sangue, Nora Roberts mostra uma nova faceta como escritora, dando início a uma trilogia arrebatadora em que o amor é a força necessária para vencer os sombrios obstáculos de um lugar dominado pelo mal.

 

9788580416589.png.200x300_q85_upscale7- O sol também é uma estrela:

Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história.

Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois.

O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?

9788580416824.png.200x300_q85_upscale8- Jardins da Lua:

Desde pequeno, Ganoes Paran decidiu trocar os privilégios da nobreza malazana por uma vida a serviço do exército imperial. O que o jovem capitão não sabia, porém, era que seu destino acabaria entrelaçado aos desígnios dos deuses, e que ele seria praticamente arremessado ao centro de um dos maiores conflitos que o Império Malazano já tinha visto.

Paran é enviado a Darujhistan, a última entre as Cidades Livres de Genabackis, onde deve assumir o comando dos Queimadores de Pontes, um lendário esquadrão de elite. O local ainda resiste à ocupação malazana e é a joia cobiçada pela imperatriz Laseen, que não está disposta a estancar o derramamento de sangue enquanto não conquistá-lo.

Porém, em pouco tempo fica claro que essa não será uma campanha militar comum: na Cidade do Fogo Azul não está em jogo apenas o futuro do Império Malazano, mas estão envolvidos também deuses ancestrais, criaturas das sombras e uma magia de poder inimaginável.

Em Jardins da lua, Steven Erikson nos apresenta um universo complexo de cenários estonteantes e ações vertiginosas que mostram por que esta é considerada uma das maiores sagas épicas.

unnamed (3)

9- Belinda:

Mrs. Stanhope fez de tudo até consegui que a  dama mais elegante e influente de Londres, a notória lady Delacour, uma viscondessa, levasse sua última sobrinha solteira para passar uma temporada com ela.  A esperança da tia era que Belinda conseguisse, com o as suas demais primas, um bom e rico marido. Belinda, então, foi jogada num tumulto social e acabou se envolvendo nos conflitos familiares da aristocrática família Delacour. Enquanto a belíssima lady Delacour tenta chamar a atenção de Clarence Hervey e outros cavalheiros para si com coquetismo, vivendo uma agitada vida social, como se o mundo fosse acabar amanhã, ela enfurece lorde Delacour, causando uma tragédia. Mas a lady esconde um grande segredo. Em meio à agitada vida social, o coração da jovem Belinda é tocado por Mr. Hervey, mas ele está comprometido com outra. Resta a Belinda se casar com Mr. Vicent, o protegido dos sóbrios e racionais Percivals.

Belinda é a história envolvente de uma jovem mulher forte, que luta para manter sua integridade, mesmo estando sob a tutela de um mau exemplo experiente na forma de uma lady elegante.

02SKU_UmEstranhoNumaTerraEstranha.png10- Um Estranho Numa Terra Estranha:

Um Estranho Numa Terra Estranha traz a história de Valentine Michael Smith, um humano criado em Marte. Ao ser trazido à Terra, ele entra em contato pela primeira vez com seus iguais e se esforça para entender os costumes, a moral e as regras sociais que definem os estranhos terráqueos. Em meio a diversas barreiras, o homem de Marte se esforça para grokar (termo em marciano, criado pelo autor, com diversos significados, como: beber, sentir, aprender e fazer parte) esse mundo tão alienígena a ele, enquanto procura explicar à humanidade seus próprios conceitos fundamentais, bem como suas concepções de amor e respeito.

No romance, o leitor irá se deparar com os mais diversos tópicos de discussão: desde o amor livre, passando por críticas ao consumismo e até às instituições cristãs. A obra é vista como uma afronta ao moralismo e à cultura da época e, graças à sua mensagem de liberdade, tornou-se um manifesto do movimento hippie da década de 1970.

É quase inevitável não fazer uma comparação com Tropas Estelares, também escrito por Heinlein. Enquanto Tropas, lançado em 1959, apresenta um viés mais militarista e conservador, Um Estranho Numa Terra Estranha, lançado dois anos depois, chegou ao público repleto de críticas sociais, hedonismo, e uma clara insatisfação com a cultura de sua época. Essas duas obras totalmente distintas, lançadas em um curto período de tempo, demonstram a versatilidade e a genialidade de Heinlein, que, ao lado de Arthur C. Clarke e Isaac Asimov, é considerado um dos maiores autores da ficção científica.

Continuar lendo “[Lançamentos] Wishlist de Abril – Parte 2: Declarando falência!”

[Lançamentos] Wishlist de Abril – Parte 1:

As editoras tem se especializado em querer me falir de vez. A cada mês é um tiro diferente, e a conta bancaria ficando cada dia mais vazia!

Abril não seria diferente, e para ajudar a vocês a conhecerem um pouco mais sobre o que está vindo por ai, separei a minha Wish List de Abril (que segundo o Itaú, vai ficar só no wish mesmo).

capa-beauty-of-darkness-3d-darkside-books-lancamento-marco1- The Beauty of Darkness – As Crônicas de Amor e Ódio Vol. 03:

Lia sobreviveu a Venda, mas não foi a única. Um grande mal pretende destruir o reino de Morrighan, e somente ela pode impedi-lo. Com a guerra no horizonte, Lia não tem escolha a não ser assumir seu papel de Primeira Filha, como uma verdadeira guerreira — e líder.

Enquanto luta para chegar a Morrighan a tempo de salvar seu povo, ela precisa cuidar do seu coração e seus sentimentos conflituosos em relação a Rafe e as suspeitas contra Kaden, que a tem perseguido. Nesta conclusão de tirar o fôlego, os traidores devem ser aniquilados, sacrifícios precisam ser feitos e conflitos que pareciam insolúveis terão que ser superados enquanto o futuro de todos os reinos está por um fio e nas mãos dessa determinada e inigualável mulher.

beauty-of-darkness-darkside-books-banner-site

 

download2- O Ceifador – Scythe Vol.01:

A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria… Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade.
Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador — um papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a “arte” da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão — ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais —, podem colocar a própria vida em risco.

capa-023- Sociedade de J.M. Barrie:

Joey, uma arquiteta nova-iorquina que só pensa em trabalho, está em Cotswolds para supervisionar a restauração da majestosa mansão que inspirou J. M. Barrie a escrever Peter Pan.

Os moradores da região não foram exatamente receptivos e também havia um problema com o zelador da mansão, um homem que parecia determinado a arruinar os planos dela. Com essa situação, Joey logo começa a pensar que não conseguirá fazer nada certo neste projeto e também em sua vida até descobrir a Sociedade de Natação de Senhoras J. M. Barrie e começar a nadar com elas em sua Terra do Nunca particular.

Para Joey, conhecer Aggie, Gala, Meg, Viv e Lilia vai ser uma grandeexperiência de vida o começo de um relacionamento que vai transformá-la de uma maneira mais que extraordinária…

Para Joey, conhecer Aggie, Gala, Meg, Viv e Lilia vai ser uma grande experiência de vida, o começo de um relacionamento que vai transformá-la de uma maneira mais que extraordinária…

capa-abominacao-darkside-books-gary-whitta-3d.png4- Abominação:

O reinado de Wessex foi o único de toda a Inglaterra que escapou dos invasores dinamarqueses. Seu rei, Alfredo, o Grande, negocia um acordo com os bárbaros do Mar do Norte, mesmo sabendo que eles não são exatamente os maiores adeptos da paz. É preciso estar preparado, a guerra pode recomeçar a qualquer momento. O arcebispo de Canterbury oferece proteção ao reino, através de feitiços descobertos por ele em velhos pergaminhos. O rei só não poderia imaginar que a magia seria ainda mais perigosa que os próprios vikings.

abominacao-darkside-books-gary-whitta-banner-768x382.png

mais-do-que-isso_capa5- Mais do que isso:

Um garoto se afoga, desesperado e sozinho em seus momentos finais. E morre. Então ele acorda. Nu, ferido e com muita sede, mas vivo.

Como pode ser? Que lugar é este, tão estranho e deserto?
Enquanto se esforça para compreender a lógica de seu pior pesadelo, o garoto ousa ter esperança. Poderia isto não ser o fim? Poderia haver mais desta vida, ou quem sabe da outra vida?

Do premiado autor Patrick Ness, o mais perturbador romance Young Adult do nosso tempo.

9788581638515_16- Angus – O Primeiro Guerreiro:

Bretanha, ano de Nosso Senhor de 863. Cidades e monastérios são deitados ao chão. Os invasores fazem frente aos maiores reis da Bretanha, tudo se torna árido pela devastação. A morte se espalha por toda parte. Mas há um guerreiro de nome Angus MacLachlan, que não
parece tombar diante dos ataques daneses. Ele não se curva aos dominadores nórdicos. Parece abençoado, luminoso, assim como luminosa é sua espada a espalhar cadáveres dos invasores.
Ele parece libertar os cativos e propor uma nova resistência. Ele parece unifi car reis. Um oponente terrível contra a invasão, que tenta destruir a Bretanha e seus reinos para sempre

Angus – O Primeiro Guerreiro é o início de uma trilogia medieval ricamente ilustrada, que mistura literatura fantástica com importantes fatos históricos da humanidade.

ariel_e_a_prola_da_sabedoria_2871278090b7- Ariel e a Pérola da Sabedoria:

Ariel é a princesa-sereia caçula do reino submarino governado pelo Rei Tritão, seu pai. A vida da Pequena Sereia é repleta de compromissos reais entediantes e aulas cansativas, sendo sempre supervisionada pelo conselheiro real, o siri Sebastião. A maior diversão de Ariel nas horas vagas é explorar o mar com seu inseparável amigo, Linguado, à procura de tesouros provenientes do mundo humano, que tanto sonha em conhecer.
Porém, tudo muda quando, em um passeio, conhece Nyssa, uma jovem sereia rebelde que a envolve em uma incrível e perigosa aventura em busca de um dos maiores mistérios dos sete mares: a Pérola da Sabedoria. Será que nossa Pequena Sereia vai dar conta desse mistério sem se meter em confusão?

pecadora_1488495608650875sk1488495608b8- Pecadora:

Todos nós éramos pecadores. Somente uma coisa diferenciava um pecador: as escolhas. Saber o certo e escolher seguir pelo caminho errado em vez de fazer o que era correto. Fechei os olhos. Apesar de tudo que tinha feito naquela noite, não me arrependi. Era pecado, era perdição, mas também era mais do que eu já tinha sonhado em ter. ––– Entre a rígida criação religiosa e o desejo que sempre a consumiu, Isabel precisa se encontrar. Casada há quatro anos com Isaque, seu namorado de adolescência, a jovem sabe que a relação está longe de ser satisfatória. Mas é só quando Isaque fica amigo de Enrico, um publicitário solteiro e bem-sucedido, que a situação começa a ficar insustentável. Agnóstico, sem amarras e cheio de mulheres, Enrico é tudo o que Isabel acredita rejeitar, mas ela não consegue deixar de se sentir interessada pelas histórias que o marido conta dele. Para piorar, ela consegue um emprego na agência dele, e agora terá de passar os dias ao lado do homem que traz à tona seus sentimentos mais proibidos.

inesquecivel_1487808353648051sk1487808353b9- Inesquecível:

Após um acidente aéreo, uma garota é encontrada ilesa e sem memória em meio aos destroços em pleno oceano Pacífico. Ela não estava na lista de passageiros da aeronave e seu DNA e suas impressões digitais não são reconhecidos em nenhum lugar do mundo. Sua única esperança é um garoto estranho e sedutor que afirma conhecê-la. E que eles eram apaixonados um pelo outro. Mas será que ela pode confiar nele para recuperar seu passado e descobrir quem ela realmente é?

10-  The X Files – Origens: Agente do Caos

Baseado na série clássica Arquivo X, THE X-FILES: Agente do caos conta a adolescência do personagem inesquecível Fox Mulder, abordando como os personagens começaram a se interessar por temas como teorias da conspiração, OVNIS e o oculto.

agente_do_caos_1485020621646369sk1485020621b

Bônus (caso aceitem que eu pague com um rim ou parte do fígado):

advogado_do_diabo_1485020568646370sk1485020568b

  • The X Files – Origens: Advogado do Diabo:

Baseado na série clássica Arquivo X, os dois livros THE X-FILES: Agent of Chaos e THE X-FILES: Devil’s Advocate contam a adolescência dos personagens inesquecíveis Fox Mulder e Dana Scully, abordando como os personagens começaram a se interessar por temas como teorias da conspiração, OVNIS e o oculto.

na_escuridao_da_floresta_1487814186657380sk1487814186b

  • Na Escuridão da Floresta:

Castella Cresswell e seus cinco irmãos sabem o que é ser diferente. O mundo deles se resume à casa decrépita da família na escuridão da floresta. Os irmãos obedecem estritamente às leis de Deus, cujas mensagens são transmitidas através de seu pai. Uma delas diz que eles são as únicas pessoas puras na terra e deverão se casar uns com os outros em uma cerimônia divina. Na escola, eles ainda são encarados como os esquisitos de sempre, que aparecem com hematomas inexplicados e vivem em completo isolamento. Até Castley ser obrigada a fazer dupla com George Gray, que oferece a ela um vislumbre do que é uma vida com liberdade e opções. O mundo de Castley rapidamente se expande para além da floresta que ela conhece tão bem e das crenças que um dia ela pensou serem as únicas verdades. Há um futuro esperando por ela se conseguir escapar das garras de seu pai, mas a garota se recusa a deixar os irmãos para trás. E, justo quando ela começa a bolar um plano, seu pai faz um anúncio arrepiante: os Cresswell em breve retornarão para seu lar no paraíso. Com o tempo se esgotando, Castley precisa arrumar um jeito de expor toda a extensão da loucura de seu pai. A floresta manteve a verdade no escuro por muito tempo, e agora Castley pode ser a última esperança de salvação para os irmãos Cresswell.

prometo_perder_1488919309660815sk1488919309b

  • Prometo Perder:

A mais recente incursão do escritor português, que é sucesso na internet, por um universo poético e cheio de sensações, do qual leitor algum sairá o mesmo. Em uma viagem intimista e desconcertante, Pedro Chagas Freitas caminha, em Prometo perder, até o interior da emoção: da saudade ao desejo, da rebeldia à submissão, da dor ao amor, nada ficará por tocar. Permita-se sentir. “Prometo perder. Prometo por vezes fraquejar, por vezes cair, por vezes ser incapaz de ganhar. Nem sempre conseguirei superar, nem sempre conseguirei ultrapassar. Nem sempre poderei ser capaz de ir tão longe como você me pede, de te dar exatamente o que você merecia que eu te desse. O que desesperadamente te quero dar. Nem sempre conseguirei sorrir, também. “Prometo perder”. Prometo ainda me manter vivo depois de cada derrota, resistir ao peso insustentável de cada impossibilidade. Há de haver momentos em que sem querer te magoarei, momentos em que sem querer tocarei no lado errado da ferida. Mas o que nunca vai acontecer é desistir só porque perdi, parar só porque é mais fácil, ceder só porque dói construir. “Prometo Perder”. Porque só quem ama corre o risco de perder; os outros correm apenas o risco de continuar perdidos. “Prometo Perder”. Porque só quem nunca amou nunca perdeu.”

Continuar lendo “[Lançamentos] Wishlist de Abril – Parte 1:”

[Resenha] Romance com o Duque

Livro: Romance com o Duque (Castles Ever After #1)
Autora: Tessa Dare
Ano: 2016
Editora: Gutenberg
Páginas: 256
Sinopse: A doce Isolde Ophelia Goodnight, filha de um escritor famoso, cresceu cercada por contos de fadas e histórias com finais felizes. 
Ela acreditava em destino, em sonhos e, principalmente, no amor verdadeiro. Amor como o de Cressida e Ulric, personagens principais do romance de seu pai.
Romântica, ela aguardava ansiosamente pelo clímax de sua vida, quando o seu herói apareceria para salvá-la das injustiças do mundo e ela descobriria que um beijo de amor verdadeiro é capaz de curar qualquer ferida.
Mas, à medida que foi crescendo e se tornando uma mulher adulta, Izzy percebeu que nenhum daqueles contos eram reais. 
Ela era um patinho feio que não se tornou um cisne, sapos não viram príncipes, e ninguém da nobreza veio resgatá-la quando ela ficou órfã de mãe e pai e viu todos os seus bens serem transferidos para outra pessoa.
Até que sua história tem uma reviravolta: Izzy descobre que herdou um castelo em ruínas, provavelmente abandonado, em uma cidade distante. O que ela não imaginava é que aquele castelo já vinha com um duque…

Nada aqui fica pela metade, ainda mais com um incentivo delirante desse!

Tessa é uma criadora de histórias sempre sagaz, laça atenções e faz borbulhar constantes risadas com sua escrita cheia de humor inteligente, fortificando ainda mais seu enredo ao inserir uma heroína fora do convencional e aquele mocinho “cheio de marra” em que nós atiça a imaginar a sua queda para uma mulher além de seus limites “viris”.

Isolde Godnight é uma síntese, se distancia das heroínas usuais dos romances de época pelos cabelos arredios, dona de uma cabeleira cacheada arredia, a promessa de franqueza total dela é real, não importa o quão escandaloso é o seu pensamento, ela busca exprimir isso de forma honesta, se atendo somente em raros momentos em prol de manter a imagem de donzela que as histórias de seu pai a pintam. Com traços de uma personalidade convicta de suas opiniões e ideologias, nem mesmo o abandono de seu pai e a miséria pela qual passou dobrou seu espírito, com direito a um último destaque para o fator decisivo na trama, como uma amante de histórias, Izzy adora repensar suas discussões anteriores e imaginar respostas mais ferinas – algo que faço e com frequência, acredito não ser a única.

“Eu pensei em uma coisa”, ela disse, agitada. “Isso me ocorreu durante a noite, na cama. R-A-NS-O-M.”
“O quê?” Ele perguntou enquanto alongava o pescoço.
“Na primeira noite, você perguntou se precisaria soletrar ‘perigo’ para mim. Mas então, no meio do caminho, você esqueceu como soletrar perigo.”

Ransom é orgulhoso, tal que mesmo diante da delicada situação envolvendo sua visão, o mesmo se recusa a receber qualquer auxílio, vivendo isolado não só por seu orgulho, mas se afastando dos possíveis olhares de pena da sociedade. A catástrofe que lhe causa dores excruciantes e lhe incapacitou a visão ainda é misteriosa, alguns fatos são verídicos, porém a verdadeira face do acontecido somente e o duque e não compartilha com ninguém, o que atiça ainda mais a curiosidade de Izzy, um homem tão orgulhoso e uma fortaleza de si não parece possível ser uma vítima do acaso, é aqui que entra o apreço por histórias e contos dela.

Não se enganem, o olhos danificados do duque não são de todo um empecilho, é devido a isso que outros sentidos são aguçados e a percepção explorada de uma nova forma. A própria Izzy se surpreende com o fato promissor – ao mesmo tempo comprometedor – que Ransom por si foi capaz de tirar a conclusão que ela manteve por baixo dos panos, de forma a ser conveniente a sua família e a condição da sociedade em que se inseria, em que uma mulher tinha excessivas limitações.

Antes do acidente, Ransom nunca teve dificuldade para atrair a atenção das mulheres. Mas as que se sentiam atraídas por ele eram mulheres experientes e seguras de si. Não garotas tolas e impressionáveis. E será que ele estava ficando louco ou elas simplesmente não notaram a cicatriz que lhe deformava um lado do rosto?
Bom Deus. Uma delas beliscou seu traseiro. E então todas soltaram risinhos.

Enquanto Izzy se esforça para se afirmar a senhoria do castelo – ou ao menos como dona do único lar que lhe cabe -, Ransom tenta a todo custo se livrar dela, um estorvo para o seu isolamento e sossego. Todavia uma trama articulada para retirar qualquer direito ducal dele e para impedir que os agentes desse plano ardiloso tenham sucesso, Ransom descobre que precisa de ajuda e abdicar de seu orgulho, todavia para ele o importante é assegurar que a pequena Izzy, a desbravadora e corajosa mulher que conquistou aquilo que ele não sabia ter mais: seu coração.

[Resenha] Matéria Escura

materia_escura_1484658590645465sk1484658590bLivro: Matéria Escura
Autor: Blake Crouch
Editora: Intrínseca
Ano: 2017
Páginas: 343
Sinopse: VOCÊ É FELIZ COM A VIDA QUE TEM?
Essas são as últimas palavras que Jason Dessen ouve 
antes de acordar num laboratório, preso a uma maca. 
Raptado por um homem mascarado, Jason é levado para 
uma usina abandonada e deixado inconsciente. 
Quando acorda, um estranho sorri para ele, dizendo: 
“Bem-vindo de volta, amigo.”

Neste novo mundo, Jason leva outra vida. 
Sua esposa não é sua esposa, seu filho nunca nasceu e, em vez de professor numa 
universidade mediana, ele é um gênio da física quântica que conseguiu um feito 
inimaginável. Algo impossível. Será que é este seu mundo, e o outro é apenas um 
sonho? E, se esta não for a vida que ele sempre levou, como voltar para sua 
família e tudo que ele conhece por realidade?

Com ritmo veloz e muita ação, Matéria escura nos leva a um universo muito 
maior do que imaginamos, ao mesmo tempo em que comove ao colocar em primeiro 
plano o amor pela família. Marcante e intimista, seus múltiplos cenários 
compõem uma história que aborda questões profundamente humanas, 
como identidade, o peso das escolhas e até onde vamos para recuperar 
a vida com que sonhamos.

Com certeza você já ouviu falar que a vida é feita de escolhas. Que se nós estamos onde estamos, ou somos quem somos é porque em algum momento da nossa vida escolhemos isso.

Não há avisos quando tudo está prestes a mudar, a ser tomado de você. Nenhum alerta de proximidade, nenhuma placa indicando a beira do precipício. E talvez seja isso que torna a tragédia tão trágica. Não é apenas o que acontece, mas como acontece: um soco que vem do nada, quando você menos espera. Não dá tempo de se esquivar ou se proteger.

São nossas escolhas que nos definem e definem nossos caminhos. Por exemplo: se a 7 anos atrás eu tivesse aceitado seguir carreira de modelo, ao invés de criar um blog sobre literatura, é muito pouco provável que eu estivesse aqui hoje conversando com vocês.

A gente fica tão imerso na rotina que acaba deixando de ver as pessoas que amamos como realmente são.

E quando não estamos muito felizes com nossas vidas, vocês já pararam para pensar como ela seria se você tivesse escolhido o comprimido azul ao invés do vermelho?

Todos nós vivemos, dia após dia, totalmente alheios ao fato de que fazemos parte de uma realidade muito maior e mais estanha do que se pode imaginar.

Jason Dessen não tem uma das melhores vidas. Ele é professor de física em uma universidade, recebe um salário medíocre, tem um carro horrível, uma esposa amada e um filho adolescente. Mas um dia tudo isso muda, quando Jason Dessen de outra realidade, o sequestra e troca de lugar e de vida com ele.

Cada momento, cada respiração, contém uma escolha. Mas a vida é imperfeita. Fazemos escolhas erradas. Então, acabemos vivendo em perpétuo arrependimento. Não existe nada pior do que isso. 

Agora ele é um cientista renomado, rico e recluso, que desenvolveu uma caixa que permite que as pessoas entrem em um estado de superposição, sendo assim levadas para outras realidades, criadas a partir de escolhas não feitas. Jason precisa agora entrar na Caixa e encontrar um meio de retornar a sua esposa, seu filho, sua casa, SUA VIDA.

A Caixa não é muito diferente da vida. Se você entrar com medo, vai encontrar medo.

O livro é uma ficção cientifica soft, mas com questionamentos que estimulam ao leitor repensar a própria vida e as escolhas. A Editora Intrínseca nos presenteia com uma edição maravilhosa, se um projeto gráfico super bem desenvolvido, e com acabamentos que vem se tornando característicos da nova Intrínseca.

51c45c55-a554-4439-9ba2-b660daf0aa7e

Esse é uma daqueles livros que te atinge como um soco no estomago, e te faz vomitar todas as emoções e de forma que te força a pensar em uma unica pergunta que permeia o livro inteiro:

Você é feliz com a vida que tem?

Continuar lendo “[Resenha] Matéria Escura”

[Resenha] A Rosa e a Adaga

A Rosa e a adagaLivro: A Rosa e a Adaga
Autores: Renée Ahdieh
Ano: 2017
Editora: Globo Alt
Páginas: 368
Sinopse: A jovem Sherazade se candidata ao posto de noiva de Khalid Ibn Al-Rashid, o rei de Khorasan, de 18 anos de idade, considerado um monstro pelos moradores da cidade por ele governada.Casando-se todos os dias com uma mulher diferente, o califa degola as eleitas a cada amanhecer. Depois de uma fila de garotas assassinadas no castelo, e inúmeras famílias desoladas, Sherazade perde uma de suas melhores amigas, Shiva, uma das vítimas fatais de Khalid. 
Em nome da forte amizade entre ambas, Sherazade planeja uma vingança para colocar fim às atrocidades do atual reinado.
Noite após noite, Sherazade seduz o rei, tecendo histórias que encantam e que garantem sua sobrevivência, embora saiba que cada aurora pode ser a sua última. 
De maneira inesperada, no entanto, passa a enxergar outras situações e realidades nas quais vive um rei com um coração atormentado. Apaixonada, a heroína da história entra em conflito ao encarar seu próprio arrebatamento como uma traição imperdoável à amiga.

aviso!!! Esse livro pode proporcionar os seguintes sintomas: lágrimas, risadas, sentimentos desenfreados, sofrimento e paixonites agudas! esteja avisado!

Longe de Rey, Sherazade enfrenta um pesadelo constante, estar próxima de sua família, mas, distante de onde o seu coração está, com Khalid, o califa de Khorasan. Diante da perspectiva de amar um assassino perante todo o seu reino, Sherazade tenta manter o seu gênio direto sob controle enquanto trama para salvar não só Khalid de uma eminente destruição, como o derramamento de sangue inocente por uma guerra equivocada, como rainha de Khorasan, ela veste o manto e enfrenta seus temores.

Tudo isso terminaria nessa noite. Destino era coisa para tolos. Sherazade não ia ficar esperando que as coisas acontecessem para ela.
Ela as faria acontecer.

Enquanto isso, Khalid tenta lidar com a destruição deixada em Khorasan depois do temporal causado por Jahandar – fato desconhecido pelo califa – saindo às escondidas do palácio para usar as próprias mãos na tentativa de recuperar o pouco que restou da vida de muitos do seu povo. É nesse mesmo momento que sua vida já desestruturada sofre mais um abalo, a fuga repentina de Despina junto ao Rajput, com o consentimento de Khalid, enfraquece o laço dele com Jalal, seu primo e chefe da guarda, o golpe fatal recebido como uma traição por Jalal desde que não só o seu amor desapareceu como levou junto o seu filho, sua família. Mesmo diante da revolta do primo, Khalid não demonstra reação significativa, para ele, seu coração está longe, em algum lugar pelo mar de areia e seu único papel como rei dois reis é assegurar a segurança e prosperidade de seu povo.

Já Sherazade, contando com a ajuda e sabedoria de Musa effendi, destaca a parte mística da trama, ao descobrir que existe uma forma de quebrar a maldição que atrela Khalid a optar por condenar a vida de inocentes durante as auroras, ou a vida de todo o povo, todavia, o preço a pagar exige que ela esteja preparada a enfrentar uma potente ameaça mágica, para isso ela precisa desenvolver seus próprios dons, com ajuda do desaforado Artan. O segundo viés para a quebra da maldição envolve Jahandar, especificamente o livro de feitiços ao qual ele não soltou em momento algum durante sua inconsciência desde o fatídico acontecimento em Khorasan, em que vitimou inúmeras pessoas com uma torrente de raios, o que lhe custou parte de sua vitalidade.

— Ainda assim quer que eu acredite que merece Sherazade. Que é o melhor para ela. — Tariq segurou sua ironia.
— Nunca pediria coisa tão descabida. E fique tranquilo, porque o dia em que eu me preocupar com a sua opinião, será o dia em que a lua nascerá no lugar do sol. Mas saiba o seguinte: lutarei pelo que é importante para mim, até morrer.

Com Jahandar debilitado e sob a corrupção destrutiva do livro mágico, Irsa se alia a Sherazade para sanar duas ameaças em um único golpe, o que ambas não esperavam era que à espreita Tariq e Rahim poderia pôr tudo a perder, pior ainda o próprio Jahandar revidaria e corrompido pelo poder do livro mágico, usaria até mesmo suas filhas para reaver o livro e sua conquista à soberania.

O fatos subsequentes se transformam em uma teia de aranha intricada, onde cada movimento dos envolvidos diretamente ou indiretamente leva a uma fatídico destino, podendo ele ser revertido com astúcia ou enfrentado em sua eclosão furiosa, mesmo Reza bin-Latief se transformou com o poder que passou a deter e essa mudança é tangível para Tariq, para Omar, Reza esconde mais do que aparenta e seus movimentos devem ser estudados, para determinar o rumo que a ganância do homem outrora tão sensato, Omar cautelosamente se prepara para lidar com uma virada do tabuleiro, são tempos obscuros e até os mais honrados dos homens estão suscetíveis à sede de poder.

— Porque não é apenas um beijo. 
— E por quê?
— Porque, quando eu te beijar, quero que os seus sejam os primeiros… e os últimos lábios que jamais beijarei. 

Rahim e Irsa começam a se envolver sentimentalmente, esta que esconde uma solidão pela sua personalidade introspectiva se mostra uma flor do deserto ao receber os raios da determinação, decisivo no momento em que um embate envolvendo Tariq e Khalid, onde uma Sherazade incapacitada e o sentimento de culpa fervem os humores de dois homens não conhecidos por sangue frio e mentes brandas

— Onde… — Jalal tomou fôlego, ainda incrédulo — você esteve?
Despina deu de ombros.
— Estou aqui agora. Está muito zangado comigo?
— Você… — Ele engasgou. — Você… esmagou meu coração.
— Eu sei. — Ela começou a andar na direção dele. — E vou passar o resto da minha vida tentando restaurá-lo. 

O desfecho dessa obra magnífica é de estatelar qualquer um, algumas lágrimas foram derramadas, afinal Renée Ahdieh decidiu fazer um malabarismo com os finais dos personagens e consequentemente com a emoção do leitor. Sendo tão lindamente escrito, A Rosa e a Adaga é único e surpreendente do início ao fim assim como A Fúria e a Aurora, cada momento decisivo é uma nova perspectiva do todo, reviravoltas são a premissa para tantos jogos e traições, cabe a Sherazade assumir as rédeas do destino dessa história, a astuta garota, agora demonstra toda a sua majestade e perspicácia.


para tudo que a globo alt quer me tentar, tem até playlist!

[Especial dia do Blogueiro] Frases que todo blogueiro não aguenta mais ouvir.

Hoje dia 20 de Março, é o dia do blogueiro. E para comemorar resolvi  fazer um post, com todas as frases que nós não aguentamos mais ouvir.

1- Nossa você ganha tantos, acho injusto, tem que sortear tudo!

4

Ahan. Senta lá Cláudia.

2- Nossa, além do livro, você ainda ganha brindes da editora… Que SORTE a sua…

tumblr_lkbkqo7lo51qbffzi

Muita Sorte mesmo! Mas no caso eu chamo isso de trabalho ao invés de sorte.

3- Mas você ganha dinheiro também ou só livro?

tumblr_ltlc6bfqz11r0ejrko1_500

Não miga. Eu pago a conta de luz com livro, a de água com marcador e internet com bottons.

4- Mas, vem cá, isso é um trabalho de verdade?

tenor

Não, to brincando de trabalhar, ta vendo não?

5- Mas você ganha livro de graça, não tem que reclamar de nada!

1hxyl8s2kzv7kiog3dev

Dependa dos Correios para fazer seu trabalho e você vai me entender.

6- Nossa, eu te enviei meu livro por conta própria, e até agora você não resenhou ele, falta de comprometimento a sua hein…

munik-bbb16

Querido autor,

Se eu não solicitei seu livro e você me enviou porque quis, eu também tenho o direito de só ler quando eu quiser.

att.

7- Ser blogueiro deve ser só ler o dia todo e tirar fotos né?

giphy1

Vem cá criar conteúdo todo dia para você ver!

8- Nossa, me da um livro, você ganha vários de graça!

8616258571447

Eu to com cara de que sou seu pai?!

9- Também vou ser blogueiro para ganhar coisas de graça.

blairwaldorf

Antes aprende a diferenciar “Mas” e “Mais” querida.

10- Quando é que você vai arrumar um emprego de verdade.

paola

E quando é que você vai cuidar da sua vida?

Continuar lendo “[Especial dia do Blogueiro] Frases que todo blogueiro não aguenta mais ouvir.”