[Variedades] Os melhores apelidos românticos para se inspirar!

Ah, o amor está no ar!

Já pensou em como demonstrar carinho pela pessoa que você ama? A companhia que você gosta, está ao seu lado e lhe faz bem, não precisa se prender aos apelidos clichês – pode é claro, aqui o amor é permitido -, usar algo único para se referir a quem você gosta é uma forma de carinho – quando ela gosta, vale ressaltar – remete a ideia de que algum momento do seu dia foi investido para pensar no quão bem aquela pessoa lhe faz.

É pensando nisso que recapitulei meus casais fictícios, selecionei os apelidos mais fora do comum e nas mais distintas línguas para inspirar a sua mente a criar, pesquisar ou utilizar aquela referência para quem ama e melhor ainda, incitar a curiosidade para ler esses livros (a verdadeira intenção aqui é conquistar mais fãs, confesso):

  • Desejo à meia noite – Monisha e beija-flor

desejo a meia noiteA irmã mais velha da família Hathaway protagoniza Desejo à meia noite, o primeiro livro da série dos 5 irmãos mais… excêntricos da sociedade inglesa, mas o foco aqui é o quanto a personalidade de Amelia Hathaway de proteger sua família a leva de encontro com o rom Cam Rohan, o meio-cigano de postura felina, olhar aguçado e fala mansa conquista a sempre determinada Amelia, que aprende aos poucos sobre a cultura dos ciganos em seu romance com Cam, entre isso a forma como ele se refere a ela, um em referência a sua linguagem cigana, seus costumes ciganos, monisha e o outro, beija-flor, devido a natureza impetuosa dela.

– O que essa palavra quer dizer?
Monisha? É um tratamento carinhoso. – Ele mal conseguia raciocinar. – Os rons dizem isso para a mulher com quem têm intimidade.

  • Série A Maldição do Tigre – Priya, Bilauta, Rajkumari, Priyatama (Iadala, Chittaharini, Prema… a lista é extensa)

a maldicao do tigreNa adorada série sobre tigres, misticismo indiano e magia, Collen Houck criou dois príncipes que parecem um sonho encarnado, literalmente, os irmãos Rajaram, Dhiren – Ren para os íntimos – e Kishan foram condenados a uma maldição que perdura por séculos até então, quando Kelsey Hayes desenvolve um laço afetivo único com um tigre branco de circo, a chave para a quebra da maldição parece estar ao alcance, assim como um sem fim de aventuras e seres sobrenaturais, com um bônus (e tanto!) de novas palavras em hindu, com doses generosas de carinho e encanto dos príncipes irmãos.

Rajkumari, quero lhe dizer obrigado. Obrigado por ficar e me ajudar. Você não sabe quanto isso significa para mim.
– De nada – sussurrei. – E o que significa rajkumari?
Ele me lançou um sorriso branco luminoso e habilmente mudou de assunto.

a garota do calendarioA série A Garota do Calendário, retrata os 12 meses da trajetória de Mia como acompanhante de luxo, com os mais diversos homens, em diferente situações e nacionalidades, no segundo volume, que retrata Fevereiro, o par de Mia é um artista francês, com sua forma aberta de pensar e se expressar, ele contratou Mia para ser sua musa, mas não obstante, a forma como ele se refere a ela não deixa pendência, é linda forma dele de valorizar uma pessoa querida, Jolie é a forma em que ela é vista aos olhos do francês.

— Esta noite, ma jolie, foi muito maior do que qualquer coisa que eu já fiz. Estar com você é… é como ter um lugar especial no mundo. Nunca mais vou ter isso de novo. Eu quero que você saiba que tudo isso tem um significado muito forte para mim.

a furia e a auroraNa trama de Renné Ahdieh, conhecemos a trama de Sherazade, a cidadã de Khorasan que assim como todos, sabe da trágica e revoltante realidade do califa, o rei dos reis, que além de jovem é conhecido pelos inexplicáveis assassinatos de inúmeras esposas, para vingar sua melhor amiga, Sherazade arma uma ardilosa trama para conquistar a confiança e então destruir o califa, ela porém não esperava ser também conquistada pela conflituosa e silenciosa personalidade de Khalid, ficando cada vez mais impossível resistir a esses sentimentos e ao carisma do califa, que cada vez mais cativa pela seus carinhosos gestos.

Joonam. Ele já a chamara assim. Meu tudo.
Como na noite em que ela contara a história de Tala e Mehrdad, por que isso tinha um halo de verdade? 

  • Ligeiramente Seduzidos – Chérie

ligeiramente seduzidosNo quarto volume da série dos irmãos Bedwyns da Mary Balogh, a Bedwyn a protagonizar a trama é a Morgan, a beldade da família e a mais nova entre os irmãos, após o seu debute, Morgan acompanha a melhor amiga e família para Bruxelas, em conta da iminente guerra, em meio a permanente tensão e aos suntuosos eventos da alta sociedade, Morgan conhece Gervase, conde de Rosthorn, o inglês com sangue e vivência francesa que parece flertar descaradamente com ela, que por sua vez tenta a todo tempo ler as entrelinhas das ações do conde, enquanto ele utiliza o charme para tentar deleitar a perspicaz Bedwyn.

Gervase estava encostado na parede de pedra, em um dos lados da entrada da gruta, de braços cruzados.
– Chérie – disse, em um tom suave –, você concordou em me dar uma última oportunidade de convencê-la a não me abandonar, a não partir meu coração.

  • A Transformação de Raven – Cassita 

Em paralelo com a série Inferno de Gabriel, Sylvain decidiu se superar e criar a Noites em Florença, que além de conter essência sobrenatural convém a agraciar os leitores não só com a sagacidade do autor em inserir habilmente teorias bem embasadas e uma lógica fenomenal (super fã aqui!), nessa trama o submundo de Florença ganha um novo tom e a encantadora cidade cativa os sentidos pelos olhos de Raven e William, um enredo enriquecido com as personalidades de dois seres distintos, mas companheiros e um romance tenro, ao mesmo tempo cheio de sensualidade,  uma mulher tenaz e um homem misterioso protagonizam essa trama cheia de suspense e de um romance acalentador, Will surpreende com sua habilidade com o latim e sua carinhosa forma de ver Raven.

– Noé soltou o corvo, e o corvo retornou. Se eu fosse capaz de ter esperança, torceria para você voltar para mim. Boa noite, Cassita.

Em Play, o segundo título da série que retrata sobre os músicos mais hilariantes (e quentes) de todos, a Stage Dive, Malcolm Ericsson, o baterista inveterado da banda é conhecido por seu charme e a sua fama de conquistador o precede, porém o destaque da personalidade dele é o humor, ainda não inventaram um ser tão seguro de si e engraçado como Mal, quem descobre isso de forma inesperada é Anne Rollins, que passa a conviver com a personalidade agitada e cheia de humor do homem das formas mais distintas possíveis, todas elas cheias de risadas, o apelido que Malcolm usa para Anne na versão original é abóbora, entretanto a versão nacional em seu lugar é utilizado moranguinho, por uma escolha da editora acredito, no meu coração vai ser sempre abóbora.

— Você a chama de sua abóbora? — A voz de minha irmã estava cheia de temor. — Será que ela realmente responde?
— Bem, ela finge odiá-lo. Mas, secretamente, eu sei que ela adora. O rosto dela fica todo suave e tudo mais.

  • Nove Regras a Ignorar antes de se apaixonar – Imperatriz

nove regras Em Números do Amor, a Sarah persuade deliciosamente o leitor com um jogo sensual e ao mesmo tempo bem humorado com os números, o primeiro narra a trajetória para descobrir os prazeres proibidos ao público feminino no contexto através de Calpúrnia, uma lady cheia de ousadia, porém retraída, em um momento de dar um ‘basta’ nessa monotonia que se tornou sua vida, Callie decide fazer uma lista escandalosa de atividades para cumprir, mesmo pondo sua reputação em risco, ela toma todas as devidas precauções, para cumprir o primeiro item de sua lista, ela vai em busca do homem mais angelicamente devasso de Londres, o marquês de Ralston, Gabriel é um homem cheio de lábia e em um momento de reflexão histórica referente ao nome de Callie, decide lhe chamar de Imperatriz.

– Ainda não desistiria dessa parte dela, Imperatriz.
Callie prendeu a respiração diante do apelido, que trazia consigo uma lembrança difusa de muito tempo atrás.

nutsProtagonizado pela Roxie, Nuts retrata a trajetória da chef que após um incidente envolvendo manteiga – isso mesmo, você leu certo! –  e atendendo o pedido de sua mãe, ela retorna para Bailley Falls, sua cidade natal e lugar que ela temia retornar, mas quando a vizinhança é boa, algumas decisões podem ser bem… repensadas, isso acontece ao conhecer o mais quente agricultor da região, Leo, um interlúdio envolvendo os dois é promissor, melhor ainda quando ele habilmente sabe como incitar a chef com um exótico apelido.

— Me chame disso de novo e eu estarei cancelando a aula de picles — Corri minhas mãos pelo seu cabelo e couro cabeludo, obtendo um gemido satisfeito em resposta.
— Ervilha? Isso te excita? — Perguntou, e eu inclinei a cabeça para cima em sinal de rebeldia.

A noiva do capitaoNo terceiro volume da série Castles Ever After, Maddie cria um noivo perfeito que lhe escreve cartas de seu contingente do exército, o capitão Logan Mackenzie –  ou MacFajuto como ela gostava de brincar nas cartas que ela escrevia para ele – um escocês que se encontra em meio aos combatentes do exército como um apreciado capitão, todavia a mentira tem perna curta, pior ainda, para Maddie tem pernas longas, usa kilt, tem olhos azuis e os mais escandalosos trunfos na manga, mais conhecidos como correspondências, sim! O capitão de Maddie existe e foi em busca de sua noiva, que havia lhe matado (?) heroicamente em suas cartas, afim de dar um fim ao seu passado comprometedor, mas o seu passado sabe como ser persuasivo e encantador com seu gaélico bem aplicado.

— Não sou nenhum fantasma, mo chridhe. Só um homem. De carne e osso.
Mo chridhe. Ele ficava usando essas palavras… Maddie não era fluente em gaélico, mas ao longo dos anos ela aprendeu algumas palavras aqui e ali. Ela sabia que mo chridhe significava “meu coração”.


Tem algum para acrescentar a lista? Conta para mim!

Anúncios

[Resenhista Convidada] A Garota do Calendário: Abril

(Convidamos a nossa amiga Carolina Silva, para vir contar a vocês um pouco da experiência dela durante a leitura de “A Garota do Calendário: Abril”, série que de tanto eu falar ela não conseguiu resistir e se deliciou com as aventura da Mia Saunders)

abrilLivro: A Garota do Calendário: Abril (#4)


Autora: Audrey Carlan


Editora: Verus Editora 


Ano: 2016


Páginas: 160


Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... O cliente de abril é o astro do beisebol Mason Murphy, de Boston, que precisa de Mia a seu lado para melhorar sua imagem com os patrocinadores. Mason não está acostumado a ouvir não de mulher alguma, e Mia vai representar o desafio supremo para ele

tumblr_o0qgipvVWC1u230jno1_500

Quem não começa o mês com um certo…

Aaargh!!

Mas já sabemos que a nossa amiga Mia gosta de um desafio… Oui?!

E quem não teve de lidar com crianções-aborrecentes- mentais que olhassem para uma mulher já pensando com a cabeça de baixo e… já devem ter se lembrado!

Sério!!…

O jogador de beisebol do Red Sox Mason Murphy, apesar dos lindos olhos verdes, 1,82m, bíceps e quadríceps… ao abrir a boca… Ninguém merece!…

“E aí, gata!..”

Vocês já assistiram Shrek? Então lembram da cena em que ele tenta explicar ao burro que os ogros…

“Nós somos como cebolas (…) camadas. As cebolas têm camadas!”

A conversa inicial é marcada pela troca de amabilidades temperadas à pequenas farpas e champanhe.

Para compensar, dar uma esfriada nos ânimos, ao abrir as portas do armário: Calça da True Religion, camiseta justa do Red Sox, par de converse…

“…me fez desejar me curvar diante da tia Millie por me conseguir esse trabalho.”

Mason precisa da Mia para melhorar sua imagem. Embora não esteja desamparado – tem a Srta. Rachel para ajuda-lo junto a uma equipe que escolheu a nossa garota! –, a instabilidade de cada dia com uma mulher ou mais, bebidas, festas… Ele precisa de uma namorada.

Nossa amiga tem um… contratempo… e resolve mergulhar com tudo no trabalho: cachorro-quente, pipoca, cerveja e campo de beisebol! E, Oui!, ela é fã do Red Sox!!!

Com um olhar além, percebe o que o Mason realmente precisa. Ok, não serei hipócrita de dizer que uns contratos com marcas famosas e vários zeros não são ‘interessantes’, mas são externos. Ela vê o que ele precisa/quer para ele – e está decidida a ajudar!

Oui, este cliente não é para ela. Mas terá a estabilidade e os contratos. Mia conhece a família dele, como ocorreu com o Anthony, mas esta é o oposto: Tony tinha mãe e irmãs; Mason tem pai e irmãos.

Uma nova oportunidade de aprendizado para a Mia é a organização de um evento que, garanto, emociona… principalmente o que a motivou a idealizá-lo… e não direi qual é pois sei que lerá e comentará aqui o que achou!!…

Mia, apesar de centrada no que é preciso, pega um momento para relaxar – precisava, non? E, por mais mexida que esteja… no pedido, uma certeza:

Não se esqueça de mim.

Nem tem como esquecer!.. Aprende, ajuda, resolve enganos, fica satisfeita com isso, e permanece Jolie – bela!… Sim, Mason amadurece e, quem sabe, pode-se dizer que conquista assento de amigo cativo, junto à bela namorada e, novamente, em despedida, carta:

“… devo sempre dar o melhor de mim e estar aberta às oportunidades que surgirem. (…)
Com todo o meu amor,
Mia.”

Gif

 

[Resenhista convidada] A Garota do Calendário: Março

(Convidamos a nossa amiga Carolina Silva, para vir contar a vocês um pouco da experiência dela durante a leitura de “A Garota do Calendário: Março”, série que de tanto eu falar ela não conseguiu resistir e se deliciou com as aventura da Mia Saunders)

A_GAROTA_DO_CALENDARIO__MARCO_1462900729583672SK1462900729BLivro: A Garota do Calendário: Março (#3)


Autora: Audrey Carlan


Editora: Verus Editora 


Ano: 2016


Páginas: 140


Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.

 

 

tumblr_o0qgipvVWC1u230jno1_500

 

Ok que Mia Saunders entrou nessa sem ter expectativas, nunca pensou em pedir tal ajuda para a tia… Mas foi necessário, não foi?… O pai mais uma vez: roubada, encrencas, dívidas.

Sim, Mia despediu-se de um francês belo e charmosíssimo com quem passou o mês de Fevereiro e, claro, apesar de ter aprendido muito com ele e – tá (!), não era para mas… – sentir saudades do Wes, ela precisa seguir adiante. Vegas. Ginelle, sua melhor amiga, e Maddy, sua irmã, a esperam. O pai ainda está em coma e ela precisa entregar o cheque do mês para o agiota Blaine (infelizmente, o ex dela) YECUT!

Spa…

E na cidade dos ventos, Chicago, encontra-se com um ENORME, musculoso (coxa… peito… tórax… abdome… braços…) lutador de boxe, empresário de 31 anos e homem de família, Anthony Fasano.

Ufa!

E como é inconveniente adentrar aposento quando ele passa do banheiro para o mesmo quarto, saído do banho, com uma toalha que…

… Hã…

WOW!

(“Papi!”  -> Hector Chavez)

Sim, em Março, como acompanhante, Mia iria apenas… hmmm… olhar.

A pressão é grande para o Tony – único filho homem, responsável pela continuidade do nome da grande família italiana. Eles conversam, laços e afinidades são traçadas e reconhecidas. Tony e Hector a fazem se sentir confortável – Mamma Mona aperta-a com vigor e fala de netos…

Este mês é reflexivo…

E há, também, beleza nisso.

É claro que tudo pode acontecer na festa de Saint Patrick! Inclusive encontrar com o Wes num Pub! Após momentos de tirar o fôlego – “Estar com você é como pegar a onda perfeita. (…) Seu surfista que faz filme” Ele parte.

Tá, há momento “suspenso” com o Tony ocupado, preocupado, um tanto quanto ausente… Surprise!!! Não, não falarei qual foi! Apenas que foi emocionante, marcou Mia.

O amor havia vencido mesmo com todas as adversidades, e…”  Leia a página 117, vai!!

Are-You-Dating