[Resenhista Convidada] Diário de uma cúmplice

(Convidamos a nossa amiga Carolina Silva, para vir contar a vocês um pouco da experiência dela durante a leitura de “Diário de uma Cúmplice” da autora Mila Wander)

diario_de_uma_cumplice_1461191915397354sk1461191915bLivro: Diário de uma Cúmplice

Autor: Mila Wander 

Editora: Planeta

Ano: 2016

Páginas: 334

Sinopse: Meu nome é Christine, ou pelo menos costumava ser. Professora numa escola infantil, eu levava uma vida bem normalzinha, meio sem graça, até que numa noite eu o vi. 
Começou com uma paquera descompromissada, daquelas que acontece quando você vê um cara gato do outro lado da rua. Ele me olhou, eu olhei pra ele e sorri. Esse joguinho de sedução poderia ter terminado num café, ou quem sabe em um namoro, se ele não tivesse se aproximado de mim e me apontado uma arma.

Não sei o que me deu para salvá-lo da polícia e abrigá-lo na minha casa. Burrice? Solidão? Não tinha a menor intenção de me tornar cúmplice de um criminoso. Mas seu olhar quente, sua fala mansa e sedutora me enlaçaram de tal forma que, de repente, eu me vi no meio de um turbilhão de acontecimentos. Agora, refém da paixão por aquele homem, só me restava relatar em um diário como fui me envolver mais de corpo do que de alma com a maior quadrilha do país.


 

 

Inicialmente comprado para uma amiga mas, quando comecei a leitura… fiquei para mim e comprei outro para ela.

 

Agora, quem vê a capa… O que é isso, Carolina?!? Kkk! Calma! A capa sugere mais que parece – embora mostre um Miguel irresistível, e não apenas aos olhos da Christine ou da Cristal… E as partes onde a Christine pensa em nada além do cheiro dele… os olhos… o abdome… Deixarei ele para ela!  😉

 

Por que gostei?!?…

Uma pessoa que vegeta (uma vida de rotina… Christine é órfã, mora só, professora de escola infantil, não namora, tem apenas uma amiga, a Lessy, que foi quem conseguiu o trabalho para ela… Quem presenteou-a com o diário.) tem a oportunidade de – tá, não ideal o contexto mas… – partir em uma jornada, viver intensamente, conhecer uma parte de si desconhecida e outras pessoas. Empatias são despertadas… Enrascadas… Amizade.

 

Tudo começa por ter avistado o Miguel, um dia depois do seu aniversário (e, portanto, de ganhar o diário), e de repente o salva, ajuda, e… já está em um grupo e não apenas com ele. Descobre que não tem como voltar para casa… Neste grupo conhece um amigo super especial que a ganha de cara!.. O xará: Chris, com um riso que é capaz de iluminar, relaxar, assegurar que tudo terminará bem…

 

“… Aquele riso que eu adorava, que me fazia acreditar que existia mesmo um motivo forte para rir.”

 

E outros: Cristal, Ian e Plínio. Ela salva a vida do Miguel…salva a do Chris… e outra vez… quase o perde!!…

 

“- Salvou minha vida mais uma vez – sussurrou, enxugando minhas lágrimas, sem desfazer o nosso abraço. – Algum dia eu te recompensarei por tudo isso.

– Você recompensa todos os dias. – Olhei bem em seus olhos escuros. – Pode ter certeza de que me salva mais do que imagina. (…)” p.275

 

Sim, o que colocou a Chris nessa foi o amor, a atração irresistível pelo Miguel; mas a amizade conquista muito em mim. E foi ela e o diário no qual a Chris escreve que a salvaram de ensandecer por momentos. Posso ter vibrado ao ler cada vez que o casal passava por cima do receio por suas vidas para viver tal explosão… tal amor; mas comovi-me e derramei lágrimas pela amizade. Amigo dela, que o ama; amigo-irmão dele, sempre ao lado…

 

Romance. Perigo. Atuação… A leitura é fácil, cativa, flui. Sabemos tudo através das narrativas da Chris no seu diário.

– Deu até vontade de ler o outro livro da autora!.. rs. (Já me indicaram “O Safado do 105”! )

 

Um olhar tão magnético como o do Miguel, para deitar-te paralisada/o;

Abraço tão apertado e gostoso como o do Christian!,

 

Carolina

Anúncios

[Resenha] O HERÓI IMPROVAVEL DA SALA 13B

 

o_heroi_improvavel_da_sala_13b_1467922445595607sk1467922445bLivro: O HERÓI IMPROVAVEL DA SALA 13B

Autora: Teresa Toten

Editora: Bertrand Brasil

Ano: 2016

Páginas: 320

Sinopse: Adam Spencer Ross, 14 anos, precisa lidar todos os dias com os problemas que resultam do divórcio dos pais e das necessidades de um meio-irmão amoroso, mas totalmente carente. Acrescente os desafios de seu TOC e é praticamente impossível imaginar que um dia ele se apaixonará. Mas, quando conhece Robyn Plummer no Grupo de Apoio a Jovens com TOC, ele fica perdida e desesperadamente atraído por ela. Robyn tem uma voz hipnótica, olhos azuis da cor do céu revolto e uma beleza estonteante que faz o corpo de Adam doer. Adam está determinado a ser o Batman para sua Robyn, mas será possível ter uma relação “normal” quando sua vida está longe de ser isso?

 

14333646_1049081611874595_2733033420696946869_n

Adam Spencer é um garoto de 14 anos. Um garoto de 14 anos com TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo). Isso torna sua vida muito complicada, afinal, que garoto de 14 anos passaria as tarde em um grupo de apoio a pessoas com transtornos mentais?

Adam faz parte do grupo de tratamento da sala 13B, um lugar que reune as figuras mais estranhas e loucas possivéis. Ah, e tem a Robyn também. A Robyn é o membro mais novo do grupo de apoio da sala 13B, e o grande amor da vida de Adam. A historia se desenvolve a parti da tentiva de Adam de se recuperar o mais rápido possivel para que possa ficar com a Robyn como um casal, felizes para sempre. Porém todo o esforço em busca de uma perfeição só agrava o TOC do garoto que alem de conviver com próprio transtorno, ainda precisa ajudar sua namora e sua mãe (uma acumuladora compulsiva) a se recuperarem.

O livro traz de uma perspectiva divertida e cativante, assuntos relevantes como depressão e outros transtornos mentais na adolescencia, na perspectiva de um adolescente. Tudo isso com um narrativa bem construída, e que transporta o leitor para o íntimo da mente do jovem Adam, nos seus bons e maus momentos. A edição da Bertrand Brasil da um show quando o assunto é diagramação, fazendo grandes lançamentos do mês morrerem de inveja.

 

Continuar lendo “[Resenha] O HERÓI IMPROVAVEL DA SALA 13B”

[Resenha] Sra. Poe

 

sra_poe_1467921817595602sk1467921817bLivro: Sra. Poe

Autora: Lynn Cullen

Editora: Bertrand Brasil

Ano: 2016

Páginas: 400

Sinopse: 1845: O Corvo, de Edgar Allan Poe, alcança os padrões de perfeição literária e está no auge da moda – sucesso com o qual uma poetisa esforçada como Frances Osgood só pode sonhar. Apesar de não ser grande fã dos escritos de Poe, ela vê com entusiasmo a chance de conhecê-lo e, em um sarau literário, fica atraída por sua magnética presença – e pela surpreendente revelação de que ele admira o seu trabalho. Flerte e sedução culminam em um romance proibido. Mas quando a frágil mulher de Edgar insiste em se tornar amiga de Frances, o relacionamento se torna tão ambíguo e tortuoso quanto um dos contos de Poe. Inspirado na vida e na escrita de Poe e Osgood, e baseado em autênticos detalhes históricos, Sra. Poe é uma história de tragédia e perda envolta em uma aura de paixão e vitalidade.

 

 

Frances Osgood é uma autora de livros infantis e poesias, que já foi muito humilhada e abandonada  pelo seu marido por tentar sustentar a família com seus escritos. A sua principal dificuldade é conseguir vender seu trabalho em 1845, uma época onde as pessoas estão loucas por histórias de terror, suspense e drama.

Em uma roda de amigos autores, ela acaba por conhecer o principal autor do momento: O inesquecível Edgar Allan Poe, e acaba por se apaixonar por ele. Algo que não estava nos seus planos. Porém Poe já é casado com Virginia e eles acabam por viver um triangulo amoroso, onde o aclamado autor, encontra na amante um ombro amigo e uma confidente que por vezes não tinha em casa, uma vez que a química entre eles vai além do físico, mas para o emocional e intelectual também.

Lynn Cullen construiu um romance de época encantador e apaixonante, e mesmo aqueles que assim como eu que não são fãs do gênero, irão se apaixonar do começo ao fim. Com uma narrativa leve e cheia de sentimentos, poderia dizer que esse pode vir a ser um dos melhores romances que li em 2016.

Continuar lendo “[Resenha] Sra. Poe”

[Resenhista Convidada] A Garota do Calendário: Abril

(Convidamos a nossa amiga Carolina Silva, para vir contar a vocês um pouco da experiência dela durante a leitura de “A Garota do Calendário: Abril”, série que de tanto eu falar ela não conseguiu resistir e se deliciou com as aventura da Mia Saunders)

abrilLivro: A Garota do Calendário: Abril (#4)


Autora: Audrey Carlan


Editora: Verus Editora 


Ano: 2016


Páginas: 160


Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... O cliente de abril é o astro do beisebol Mason Murphy, de Boston, que precisa de Mia a seu lado para melhorar sua imagem com os patrocinadores. Mason não está acostumado a ouvir não de mulher alguma, e Mia vai representar o desafio supremo para ele

tumblr_o0qgipvVWC1u230jno1_500

Quem não começa o mês com um certo…

Aaargh!!

Mas já sabemos que a nossa amiga Mia gosta de um desafio… Oui?!

E quem não teve de lidar com crianções-aborrecentes- mentais que olhassem para uma mulher já pensando com a cabeça de baixo e… já devem ter se lembrado!

Sério!!…

O jogador de beisebol do Red Sox Mason Murphy, apesar dos lindos olhos verdes, 1,82m, bíceps e quadríceps… ao abrir a boca… Ninguém merece!…

“E aí, gata!..”

Vocês já assistiram Shrek? Então lembram da cena em que ele tenta explicar ao burro que os ogros…

“Nós somos como cebolas (…) camadas. As cebolas têm camadas!”

A conversa inicial é marcada pela troca de amabilidades temperadas à pequenas farpas e champanhe.

Para compensar, dar uma esfriada nos ânimos, ao abrir as portas do armário: Calça da True Religion, camiseta justa do Red Sox, par de converse…

“…me fez desejar me curvar diante da tia Millie por me conseguir esse trabalho.”

Mason precisa da Mia para melhorar sua imagem. Embora não esteja desamparado – tem a Srta. Rachel para ajuda-lo junto a uma equipe que escolheu a nossa garota! –, a instabilidade de cada dia com uma mulher ou mais, bebidas, festas… Ele precisa de uma namorada.

Nossa amiga tem um… contratempo… e resolve mergulhar com tudo no trabalho: cachorro-quente, pipoca, cerveja e campo de beisebol! E, Oui!, ela é fã do Red Sox!!!

Com um olhar além, percebe o que o Mason realmente precisa. Ok, não serei hipócrita de dizer que uns contratos com marcas famosas e vários zeros não são ‘interessantes’, mas são externos. Ela vê o que ele precisa/quer para ele – e está decidida a ajudar!

Oui, este cliente não é para ela. Mas terá a estabilidade e os contratos. Mia conhece a família dele, como ocorreu com o Anthony, mas esta é o oposto: Tony tinha mãe e irmãs; Mason tem pai e irmãos.

Uma nova oportunidade de aprendizado para a Mia é a organização de um evento que, garanto, emociona… principalmente o que a motivou a idealizá-lo… e não direi qual é pois sei que lerá e comentará aqui o que achou!!…

Mia, apesar de centrada no que é preciso, pega um momento para relaxar – precisava, non? E, por mais mexida que esteja… no pedido, uma certeza:

Não se esqueça de mim.

Nem tem como esquecer!.. Aprende, ajuda, resolve enganos, fica satisfeita com isso, e permanece Jolie – bela!… Sim, Mason amadurece e, quem sabe, pode-se dizer que conquista assento de amigo cativo, junto à bela namorada e, novamente, em despedida, carta:

“… devo sempre dar o melhor de mim e estar aberta às oportunidades que surgirem. (…)
Com todo o meu amor,
Mia.”

Gif

 

[Utilidades] 5 coisas que todo mundo precisa saber ao ir para uma Bienal do Livro

É o seguinte Galera: de 26 de agosto – 04 de Setembro vai acontecer a 24ª Bienal do Livro de São Paulo, e nós estaremos lá cobrindo tudo para vocês.

Como essa não é a primeira Bienal do blog (e com fé não será a última), separamos 5 dicas que todo mundo precisa saber antes de ir para uma bienal:

1- NADA DE DESFILE DE MODA: O IMPORTANTE É O CONFORTO

Todos sabemos o quão importante é a primeira impressão, mas quando se trata de bienal, você pode muito bem deixar os seus Louboutin em casa, e pagar aquele Adidas que você usa para academia (vai por mim. Eles serão bem mais úteis).

3.

Em bienal, muitas pessoas (eu inclusive), ficam desde a abertura dos portões, por volta das 8h da manhã, até a sirene de encerramento as 22h da noite. Então se você ainda não fez suas malas, esse é o momento de separar aquelas roupas bem confortáveis, que suportam um dia inteiro de caminhadas, filas intermináveis e lutas por autógrafos.

21btdh4

2 -“OLHA, OLHA, OLHA, OLHA A ÁGUA MINERAL”

Você vai virar uma sereia de tanta água que você vai querer beber.

giphy

Beber água é super importante. Afinal, o tanto que você irá andar dentro do evento, pode ate ser comparado com a jornada do anel até Mordor. São 408 expositores, espalhados por 60 mil m², fora o numero mínimo esperado de 700 mil visitantes. Então estejam preparado para o calor humano e as horas de caminhada.

bobao

 

3-SENHOR: SUA COMPRA NÃO FOI EFETUADA, POR FALTA DE SINAL NA MÁQUINA DO CARTÃO DE CRÉDITO

É sério. Isso acontece de verdade.

No ultimo ano, diverso stands tiveram problemas com vendas por cartões de crédito e débito, devido a ausencia de sinal de internet, ou rede para poder aprovar as compras. Algo que gerava filas gigantescas e transtornos infinitos. Por isso, opte por compras em dinheiro, que além de facilitar para os stands, você se permite um controle maior de gastos.

raw

4- COME QUE TEU MAL É FOME

anigif_enhanced-buzz-25150-1369005797-9

Que saudades de pagar o equivalente a um órgão vital, por um hambúrguer pequeno ❤

Uma das coisa mais caras na bienal, na minha opinião é a comida. Os stands cobram por vezes valores muito mais alto que os valores dos livros, e os foodtrucks que são mais em conta vivem com filas enormes. Então se possivel leve algum lanche como biscoitos, barrinhas de cereal, ou uma fruta. Coisa que além de te alimentar, te deem energia para enfrentar o dia.

hamster-comendo

5- O IMPORTANTE É SE DIVERTIR

Porque assim: se não for para me divertir eu nem vou!

tumblr_nj0g7eZiPY1rzgy8no1_500

O mais importante de tudo é a diversão. Foi dentro de bienais que conheci alguns dos meus melhores amigos e principais parceiros. Afinal esse é o principal intuito do evento. Não é só comprar livros ou pegar autógrafos, é estar perto de pessoas que amam os mesmos livros que você, pessoas que conhecem de livro tanto ou até mais do que você, te proporcionando momentos incríveis. E para deixar a experiência ainda mais divertida, convidamos os nossos amigos do blog Somente o Necessário para nos ajudarem a montar a nossa playlist especial #CurtindoABienal la no Spotify:

spotify_logo_rgb_green
Clique aqui

Então é isso galera! Nos vemos em SP!

Um Cheiro e até a Bienal!

[Resenhista convidada] A Garota do Calendário: Março

(Convidamos a nossa amiga Carolina Silva, para vir contar a vocês um pouco da experiência dela durante a leitura de “A Garota do Calendário: Março”, série que de tanto eu falar ela não conseguiu resistir e se deliciou com as aventura da Mia Saunders)

A_GAROTA_DO_CALENDARIO__MARCO_1462900729583672SK1462900729BLivro: A Garota do Calendário: Março (#3)


Autora: Audrey Carlan


Editora: Verus Editora 


Ano: 2016


Páginas: 140


Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.

 

 

tumblr_o0qgipvVWC1u230jno1_500

 

Ok que Mia Saunders entrou nessa sem ter expectativas, nunca pensou em pedir tal ajuda para a tia… Mas foi necessário, não foi?… O pai mais uma vez: roubada, encrencas, dívidas.

Sim, Mia despediu-se de um francês belo e charmosíssimo com quem passou o mês de Fevereiro e, claro, apesar de ter aprendido muito com ele e – tá (!), não era para mas… – sentir saudades do Wes, ela precisa seguir adiante. Vegas. Ginelle, sua melhor amiga, e Maddy, sua irmã, a esperam. O pai ainda está em coma e ela precisa entregar o cheque do mês para o agiota Blaine (infelizmente, o ex dela) YECUT!

Spa…

E na cidade dos ventos, Chicago, encontra-se com um ENORME, musculoso (coxa… peito… tórax… abdome… braços…) lutador de boxe, empresário de 31 anos e homem de família, Anthony Fasano.

Ufa!

E como é inconveniente adentrar aposento quando ele passa do banheiro para o mesmo quarto, saído do banho, com uma toalha que…

… Hã…

WOW!

(“Papi!”  -> Hector Chavez)

Sim, em Março, como acompanhante, Mia iria apenas… hmmm… olhar.

A pressão é grande para o Tony – único filho homem, responsável pela continuidade do nome da grande família italiana. Eles conversam, laços e afinidades são traçadas e reconhecidas. Tony e Hector a fazem se sentir confortável – Mamma Mona aperta-a com vigor e fala de netos…

Este mês é reflexivo…

E há, também, beleza nisso.

É claro que tudo pode acontecer na festa de Saint Patrick! Inclusive encontrar com o Wes num Pub! Após momentos de tirar o fôlego – “Estar com você é como pegar a onda perfeita. (…) Seu surfista que faz filme” Ele parte.

Tá, há momento “suspenso” com o Tony ocupado, preocupado, um tanto quanto ausente… Surprise!!! Não, não falarei qual foi! Apenas que foi emocionante, marcou Mia.

O amor havia vencido mesmo com todas as adversidades, e…”  Leia a página 117, vai!!

Are-You-Dating

[Resenhista Convidada] – A Garota do Calendário: Fevereiro

(Convidamos a nossa amiga Carolina Silva, para vir contar a vocês um pouco da experiência dela durante a leitura de “A Garota do Calendário: Fevereiro”, livro que de tanto eu falar ela não conseguiu resistir e se deliciou com as aventura da Mia Saunders)

A_GAROTA_DO_CALENDARIO__FEVER_1462900585583671SK1462900585BLivro: A Garota do Calendário: Fevereiro

Autora: Audrey Carlan

Editora: Verus Editora

Ano: 2016

Páginas: 135

Sinopse: Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. 
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... 
Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre.

Depois de Wes, e apesar da saudade que não deveria sentir dele… Um maravilhoso

sotaque francês! Oui?!

Um pintor famoso rodeado de modelos nuas… – LINDO! – Por que necessitaria dela,

Mia, com tantas beldades ao redor?…

Ma Jolie!

A simetria perfeita do rosto… as curvas… as emoções. “Não, ma Jolie, você é única.”

Amor à óleo:

– Nada de amor para mim

– Ame a si mesmo

– Amor arruinado

– Amor proibido

– O amor machuca

– O nosso amor

– Amor egoísta

– Adeus, amor.

Alec usa telas, fotos e os lábios da Mia… As emoções são incitadas, retratadas,

trabalhadas, amadas.

tumblr_nbwmacKjqr1rizz8go1_500

“Vous êtes de l’art. Vous êtes l’amour. Vous êtes la beutê.” E quem não gostaria de

ouvir tais coisas, ser chamada de cherrie e ser tratada como uma deusa por um

Sr.Dubois cheirando a tinta com Hugo Boss?!… Mais baixo que o Wes, mas mais alto

que ela, corpo escultural, cabelos longos e escuros (ao contrário do louro do Wes)…

Apesar de machucar o pé assim que chegou, foi um mês espetacular! Embora

preocupada com a irmã e o pai ainda em coma, aprendeu a aceitar o que cada dia lhe

desse… E foram dias generosos! Saindo de Seattle, Fevereiro, para Março, parada em

Las Vegas para visita rápida ao pai e, então, Chicago, Illinois.

Confesso que estava de início reticente. Não, não tenho preconceito e leio de um tudo.

Mas sou romântica – Sim, ainda existe… Sim, apesar de teoricamente longe da

adolescência! Kk – e quando me falaram um mês com cada um… Primeiro perguntei pro

nosso Garoto Lendo: “Tem termos chulos?.. Ando sensível…” Ao que ele respondeu:

“Amiga, acredito que vá gostar, quero que leia!” Que fazer?!?… Comprei. Li. E, admito:

gostei muito. É sensível quando tem que ser, sabe manter sensualidade e as beldades são

um “plus”. A dosagem é a receita! E esta receita tem gosto de “quero mais”! 😉

“Tu est un candeau de Dieu au monde.”

tumblr_o0qgipvVWC1u230jno1_500

Um beijo.

Carolina Silva

[Eventos] Ninguém precisa dormir em Agosto!

Fala Galera!!!

Agosto é um mês muito corrido para nós do #OGL. São cerca de 6 eventos promovidos pelo blog, fora os tantos que somos convidados para fazer cobertura e ainda tem a Bienal!! (alguém me ensina como não surtar nesse meio tempo?)

Para ficar por dentro de todos os detalhes e acompanhar de pertinho os bastidores de tudo isso, basta nos seguir no snapchat (outrogaroto) e instagram (@blogoutrogarotolendo), mas para vocês terem uma ideia de todos, aqui vocês vão encontrar todas as datas e informações para não ficarem de fora dos nossos encontrinhos!

Continuar lendo “[Eventos] Ninguém precisa dormir em Agosto!”

[Resenha] Warcraft – Livro do Filme Oficial

 

Eu sou Adriano, irmão do Alê, tenho 15 anos, e meu mano me convidou para aqui falar de Warcraft! (PELA ALIAAANÇA!)

Meu irmão não é lá muito ligado nessas paradas de jogos e livros baseados em jogos, então quando ele me deu o livro de Warcraft eu pirei! Me amarro muito nesse jogo, acompanho desde 2005, fiquei muito feliz quando soube que teria o filme e mesmo sem gostar muito de ler eu precisava ler esse livro!

Essa é a primeira vez que estou resenhando algo, então não me julguem, um dia eu pego o jeito!

WARCRAFT_1461188434579574SK1461188434BLivro: Warcraft - Livro do Filme Oficial

Autor: Christie Golden

Ano: 2016

Páginas: 266

Editora: Record

Sinopse: A novelização do aguardado filme de ação e fantasia Warcraft.
Há muito Azeroth está em paz. Após expulsar os trolls, com a ajuda de Medivh, Guardião do reino, humanos vivem em paz com os vizinhos elfos e anões. Mas um novo mal desponta no horizonte, e a guerra ameaça engolfar mais uma vez os domínios do justo rei Llane. 
Uma raça temerária de invasores, os guerreiros orcs, insuflados pelo feiticeiro Guldan e liderados pelo monstruoso Mão Negra, fogem de seu mundo agonizante em busca de caça e oportunidades. Com a ajuda da vileza, a mais cruel das magias, Guldan criou um portal capaz de transportar sua Horda até Azeroth. 
A maré verde, de orcs dominados por esse mal, toma de assalto as terras humanas. Morte e destruição ameaçam destruir a tudo e a todos. Então, de lados opostos, dois heróis surgem, em uma rota de colisão que decidirá o destino de sua família, seu povo e seu lar.
Durotan, o líder honrado do clã Lobo do Gelo, quer apenas uma chance para seu filho recém-nascido. Lothar, o Leão de Azeroth, busca redenção. E assim começa uma espetacular saga sobre poder e sacrifício, na qual a guerra tem muitas facetas e todos lutam por algo.

Existem dois mundos: Azeroth e Draenor, no primeiro vivem os Humanos, Elfos e Anões, em Draenor, os Orcs . Devido a magia do bruxou Guldan o mundo de Draenor esta apodrecendo. O bruxo Guldan convence a Horda de orcs que eles precisam abandonar sua terra, e conquistar um novo mundo, o que os leva a invadir Azeroth. Do outro lado, o mago Hadgar, avisa a Aliança que sua amada Azeroth corre riscos desconhecidos. O Rei Llane, envia o exercito de Lothar (seu melhor General), com a ajuda de Hadgar e do Guardião de Azeroth, Medivh para uma missão de reconhecimento. Durante a viagem eles encontram o Orc Durotan, que discorda do pensamento do bruxo Guldan, e resolvem se com a Aliança para impedir uma magia antiga que vem influenciando não só o orc Guldan como também o mago Medivh, na tentativa de libertar um mal milenar.

t9kfnptiisrjs2skw282

O livro para mim funcionou como um grande complemento para o filme, servindo para revelar e aprofundar mais alguns laços entre os personagens que talvez não pudessem ser bem desenvolvidos no filme por conta do roteiro. O livro é extremamente fiel ao filme, como se estivessemos com o reteiro com anotações do diretor em mãos. Não teve um unico momento durante a leitura que eu não mentalizasse as cenas do filme na minha cabeça. A edição está bem legal, com a capa identica ao poster do filme, e muito bem trabalhada.

tumblr_o8ooc76gEv1tcqzbio1_500

A autora Christie Golden, tem vários outros livros de warcraft publicados pela Record (aceito de presente mano!), e se você é apaixonado pelo jogo assim como eu, com certeza você vai se sentir dentro de uma partida de WoW como eu me senti, lendo o livro e assitindo ao filme.

1507510363193415596

É isso ai, galera. Foi bem divertido falar com vocês desse livro, espero que vocês curtam para caramba a leitura!

 

Valeu!!

tumblr_o83rjxGH8y1sk8j96o1_500

Continuar lendo “[Resenha] Warcraft – Livro do Filme Oficial”

[Resenha] Procurando Dory (HQ & Filme)

Eu sou uma criança.

title_reveal_procurandodory_48f7ebbb

Oi gente! Se você cresceu nos anos 2000, você com certeza assistiu ao filme da Disney/Pixar “Procurando Nemo”, o filme que conta a história do peixinho palhaço que é levado por um pescador amador, enquanto seu pai sai em busca dele por todo o oceano. No filme uma personagem coadjuvante consegue roubar toda a cena, Dory, uma divertida peixinha com perda de memória recente  conquistou o coração de todos em 2003.

Agora 13 anos  depois a Pixar teve a brilhante ideia de lançar um spin – off de “Procurando Nemo”, dessa vez a nossa querida Dory ganhou seu próprio filme! Lançado esse mês “Procurando Dory” é de longe uma das minhas animações favoritas da vida!

procurando-dory-poster-teaser-camundongoTitulo: Procurando Dory (Finding Dory)
Ano: 2016
Diretor: Andrew Stanton
Elenco: Ellen DeGeneres (Dory), Albert Brooks (Marlin), Hayden Rolence (Nemo)
Produtora: Pixar
Duração: 97 minutos
Gênero: Ação, Aventura, Comédia
Sinopse: Dory, agora morando no mesmo recife que os peixes-palhaço Marlin e Nemo, vive uma vida tranquila mesmo com seus esquecimentos. Quando ela acompanha Nemo em um passeio escolar para ver a migração das mantas, sente falta de saber quem de fato é. Os três, então, seguem mar afora em busca de seus pais.

Um ano após os eventos ocorridos em “Procurando Nemo”, Dory começa a reaver algumas lembranças da sua infância, e sente que precisa encontrar seus pais desesperadamente. Indo contra todo o senso de segurança do Marlin, os dois e ainda acompanhados do pequeno Nemo saem da Austrália em direção a Califórnia para encontrar os pais da Dory. Durante essa jornada nosso peixe favorito vai relembrando o passado e se metendo em confusões cada vez maiores…

Eu já estava cansado dessa sequencia de animações vazias de conteúdo e moral que o mercado cinematográfico, nos oferecia. Como bom fruto da geração Disney (a boa Disney, isso quer dizer antes de High School Musical) eu estava/estou acostumado as grandes histórias e grandes animações, e das mais “recentes”, “Procurando Nemo” é uma das minhas favoritas. A dois anos quando saiu o anúncio de que estavam produzindo uma continuação com foco principal na Dory, meu coração acelerou como se eu estivesse saindo de uma montanha russa.

Continue a nadar…

O que mais impressiona nessa filme, é que por mais que seja uma animação, ele claramente um filme direcionado a um publico mais velho, abordando assuntos como relações familiares , doenças neurológicas e reafirmação de laços. Em seus 97 minutos de duração (pelo menos para mim), foi extremamente difícil conter a emoção e as lágrimas.

Ainda falando sobre Dory, eu recebi de presente da editora Pixel, a história do filme adaptada para os quadrinhos. Uma das adaptações mais fieis e bem trabalhadas que já pude ler nos últimos tempos, com uma edição belíssima  e de um capricho característico da editora, “Procurando Dory: A História do filme em Quadrinhos” é tão vivido que eu consegui ouvir a voz de cada um dos personagens durante a leitura.

13781988_1176259869105185_1956298885628003_n

 

Se você já assistiu ao filme, ou leu o HQ comenta para gente sua experiência!

Um Cheiro e até a próxima!

wp-1469137174415.png

Continuar lendo “[Resenha] Procurando Dory (HQ & Filme)”