[Lançamentos] Wishlist de Abril – Parte 1:

As editoras tem se especializado em querer me falir de vez. A cada mês é um tiro diferente, e a conta bancaria ficando cada dia mais vazia!

Abril não seria diferente, e para ajudar a vocês a conhecerem um pouco mais sobre o que está vindo por ai, separei a minha Wish List de Abril (que segundo o Itaú, vai ficar só no wish mesmo).

capa-beauty-of-darkness-3d-darkside-books-lancamento-marco1- The Beauty of Darkness – As Crônicas de Amor e Ódio Vol. 03:

Lia sobreviveu a Venda, mas não foi a única. Um grande mal pretende destruir o reino de Morrighan, e somente ela pode impedi-lo. Com a guerra no horizonte, Lia não tem escolha a não ser assumir seu papel de Primeira Filha, como uma verdadeira guerreira — e líder.

Enquanto luta para chegar a Morrighan a tempo de salvar seu povo, ela precisa cuidar do seu coração e seus sentimentos conflituosos em relação a Rafe e as suspeitas contra Kaden, que a tem perseguido. Nesta conclusão de tirar o fôlego, os traidores devem ser aniquilados, sacrifícios precisam ser feitos e conflitos que pareciam insolúveis terão que ser superados enquanto o futuro de todos os reinos está por um fio e nas mãos dessa determinada e inigualável mulher.

beauty-of-darkness-darkside-books-banner-site

 

download2- O Ceifador – Scythe Vol.01:

A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria… Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade.
Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador — um papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a “arte” da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão — ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais —, podem colocar a própria vida em risco.

capa-023- Sociedade de J.M. Barrie:

Joey, uma arquiteta nova-iorquina que só pensa em trabalho, está em Cotswolds para supervisionar a restauração da majestosa mansão que inspirou J. M. Barrie a escrever Peter Pan.

Os moradores da região não foram exatamente receptivos e também havia um problema com o zelador da mansão, um homem que parecia determinado a arruinar os planos dela. Com essa situação, Joey logo começa a pensar que não conseguirá fazer nada certo neste projeto e também em sua vida até descobrir a Sociedade de Natação de Senhoras J. M. Barrie e começar a nadar com elas em sua Terra do Nunca particular.

Para Joey, conhecer Aggie, Gala, Meg, Viv e Lilia vai ser uma grandeexperiência de vida o começo de um relacionamento que vai transformá-la de uma maneira mais que extraordinária…

Para Joey, conhecer Aggie, Gala, Meg, Viv e Lilia vai ser uma grande experiência de vida, o começo de um relacionamento que vai transformá-la de uma maneira mais que extraordinária…

capa-abominacao-darkside-books-gary-whitta-3d.png4- Abominação:

O reinado de Wessex foi o único de toda a Inglaterra que escapou dos invasores dinamarqueses. Seu rei, Alfredo, o Grande, negocia um acordo com os bárbaros do Mar do Norte, mesmo sabendo que eles não são exatamente os maiores adeptos da paz. É preciso estar preparado, a guerra pode recomeçar a qualquer momento. O arcebispo de Canterbury oferece proteção ao reino, através de feitiços descobertos por ele em velhos pergaminhos. O rei só não poderia imaginar que a magia seria ainda mais perigosa que os próprios vikings.

abominacao-darkside-books-gary-whitta-banner-768x382.png

mais-do-que-isso_capa5- Mais do que isso:

Um garoto se afoga, desesperado e sozinho em seus momentos finais. E morre. Então ele acorda. Nu, ferido e com muita sede, mas vivo.

Como pode ser? Que lugar é este, tão estranho e deserto?
Enquanto se esforça para compreender a lógica de seu pior pesadelo, o garoto ousa ter esperança. Poderia isto não ser o fim? Poderia haver mais desta vida, ou quem sabe da outra vida?

Do premiado autor Patrick Ness, o mais perturbador romance Young Adult do nosso tempo.

9788581638515_16- Angus – O Primeiro Guerreiro:

Bretanha, ano de Nosso Senhor de 863. Cidades e monastérios são deitados ao chão. Os invasores fazem frente aos maiores reis da Bretanha, tudo se torna árido pela devastação. A morte se espalha por toda parte. Mas há um guerreiro de nome Angus MacLachlan, que não
parece tombar diante dos ataques daneses. Ele não se curva aos dominadores nórdicos. Parece abençoado, luminoso, assim como luminosa é sua espada a espalhar cadáveres dos invasores.
Ele parece libertar os cativos e propor uma nova resistência. Ele parece unifi car reis. Um oponente terrível contra a invasão, que tenta destruir a Bretanha e seus reinos para sempre

Angus – O Primeiro Guerreiro é o início de uma trilogia medieval ricamente ilustrada, que mistura literatura fantástica com importantes fatos históricos da humanidade.

ariel_e_a_prola_da_sabedoria_2871278090b7- Ariel e a Pérola da Sabedoria:

Ariel é a princesa-sereia caçula do reino submarino governado pelo Rei Tritão, seu pai. A vida da Pequena Sereia é repleta de compromissos reais entediantes e aulas cansativas, sendo sempre supervisionada pelo conselheiro real, o siri Sebastião. A maior diversão de Ariel nas horas vagas é explorar o mar com seu inseparável amigo, Linguado, à procura de tesouros provenientes do mundo humano, que tanto sonha em conhecer.
Porém, tudo muda quando, em um passeio, conhece Nyssa, uma jovem sereia rebelde que a envolve em uma incrível e perigosa aventura em busca de um dos maiores mistérios dos sete mares: a Pérola da Sabedoria. Será que nossa Pequena Sereia vai dar conta desse mistério sem se meter em confusão?

pecadora_1488495608650875sk1488495608b8- Pecadora:

Todos nós éramos pecadores. Somente uma coisa diferenciava um pecador: as escolhas. Saber o certo e escolher seguir pelo caminho errado em vez de fazer o que era correto. Fechei os olhos. Apesar de tudo que tinha feito naquela noite, não me arrependi. Era pecado, era perdição, mas também era mais do que eu já tinha sonhado em ter. ––– Entre a rígida criação religiosa e o desejo que sempre a consumiu, Isabel precisa se encontrar. Casada há quatro anos com Isaque, seu namorado de adolescência, a jovem sabe que a relação está longe de ser satisfatória. Mas é só quando Isaque fica amigo de Enrico, um publicitário solteiro e bem-sucedido, que a situação começa a ficar insustentável. Agnóstico, sem amarras e cheio de mulheres, Enrico é tudo o que Isabel acredita rejeitar, mas ela não consegue deixar de se sentir interessada pelas histórias que o marido conta dele. Para piorar, ela consegue um emprego na agência dele, e agora terá de passar os dias ao lado do homem que traz à tona seus sentimentos mais proibidos.

inesquecivel_1487808353648051sk1487808353b9- Inesquecível:

Após um acidente aéreo, uma garota é encontrada ilesa e sem memória em meio aos destroços em pleno oceano Pacífico. Ela não estava na lista de passageiros da aeronave e seu DNA e suas impressões digitais não são reconhecidos em nenhum lugar do mundo. Sua única esperança é um garoto estranho e sedutor que afirma conhecê-la. E que eles eram apaixonados um pelo outro. Mas será que ela pode confiar nele para recuperar seu passado e descobrir quem ela realmente é?

10-  The X Files – Origens: Agente do Caos

Baseado na série clássica Arquivo X, THE X-FILES: Agente do caos conta a adolescência do personagem inesquecível Fox Mulder, abordando como os personagens começaram a se interessar por temas como teorias da conspiração, OVNIS e o oculto.

agente_do_caos_1485020621646369sk1485020621b

Bônus (caso aceitem que eu pague com um rim ou parte do fígado):

advogado_do_diabo_1485020568646370sk1485020568b

  • The X Files – Origens: Advogado do Diabo:

Baseado na série clássica Arquivo X, os dois livros THE X-FILES: Agent of Chaos e THE X-FILES: Devil’s Advocate contam a adolescência dos personagens inesquecíveis Fox Mulder e Dana Scully, abordando como os personagens começaram a se interessar por temas como teorias da conspiração, OVNIS e o oculto.

na_escuridao_da_floresta_1487814186657380sk1487814186b

  • Na Escuridão da Floresta:

Castella Cresswell e seus cinco irmãos sabem o que é ser diferente. O mundo deles se resume à casa decrépita da família na escuridão da floresta. Os irmãos obedecem estritamente às leis de Deus, cujas mensagens são transmitidas através de seu pai. Uma delas diz que eles são as únicas pessoas puras na terra e deverão se casar uns com os outros em uma cerimônia divina. Na escola, eles ainda são encarados como os esquisitos de sempre, que aparecem com hematomas inexplicados e vivem em completo isolamento. Até Castley ser obrigada a fazer dupla com George Gray, que oferece a ela um vislumbre do que é uma vida com liberdade e opções. O mundo de Castley rapidamente se expande para além da floresta que ela conhece tão bem e das crenças que um dia ela pensou serem as únicas verdades. Há um futuro esperando por ela se conseguir escapar das garras de seu pai, mas a garota se recusa a deixar os irmãos para trás. E, justo quando ela começa a bolar um plano, seu pai faz um anúncio arrepiante: os Cresswell em breve retornarão para seu lar no paraíso. Com o tempo se esgotando, Castley precisa arrumar um jeito de expor toda a extensão da loucura de seu pai. A floresta manteve a verdade no escuro por muito tempo, e agora Castley pode ser a última esperança de salvação para os irmãos Cresswell.

prometo_perder_1488919309660815sk1488919309b

  • Prometo Perder:

A mais recente incursão do escritor português, que é sucesso na internet, por um universo poético e cheio de sensações, do qual leitor algum sairá o mesmo. Em uma viagem intimista e desconcertante, Pedro Chagas Freitas caminha, em Prometo perder, até o interior da emoção: da saudade ao desejo, da rebeldia à submissão, da dor ao amor, nada ficará por tocar. Permita-se sentir. “Prometo perder. Prometo por vezes fraquejar, por vezes cair, por vezes ser incapaz de ganhar. Nem sempre conseguirei superar, nem sempre conseguirei ultrapassar. Nem sempre poderei ser capaz de ir tão longe como você me pede, de te dar exatamente o que você merecia que eu te desse. O que desesperadamente te quero dar. Nem sempre conseguirei sorrir, também. “Prometo perder”. Prometo ainda me manter vivo depois de cada derrota, resistir ao peso insustentável de cada impossibilidade. Há de haver momentos em que sem querer te magoarei, momentos em que sem querer tocarei no lado errado da ferida. Mas o que nunca vai acontecer é desistir só porque perdi, parar só porque é mais fácil, ceder só porque dói construir. “Prometo Perder”. Porque só quem ama corre o risco de perder; os outros correm apenas o risco de continuar perdidos. “Prometo Perder”. Porque só quem nunca amou nunca perdeu.”

Continuar lendo “[Lançamentos] Wishlist de Abril – Parte 1:”

Anúncios

[Resenhista Convidada] Diário de uma cúmplice

(Convidamos a nossa amiga Carolina Silva, para vir contar a vocês um pouco da experiência dela durante a leitura de “Diário de uma Cúmplice” da autora Mila Wander)

diario_de_uma_cumplice_1461191915397354sk1461191915bLivro: Diário de uma Cúmplice

Autor: Mila Wander 

Editora: Planeta

Ano: 2016

Páginas: 334

Sinopse: Meu nome é Christine, ou pelo menos costumava ser. Professora numa escola infantil, eu levava uma vida bem normalzinha, meio sem graça, até que numa noite eu o vi. 
Começou com uma paquera descompromissada, daquelas que acontece quando você vê um cara gato do outro lado da rua. Ele me olhou, eu olhei pra ele e sorri. Esse joguinho de sedução poderia ter terminado num café, ou quem sabe em um namoro, se ele não tivesse se aproximado de mim e me apontado uma arma.

Não sei o que me deu para salvá-lo da polícia e abrigá-lo na minha casa. Burrice? Solidão? Não tinha a menor intenção de me tornar cúmplice de um criminoso. Mas seu olhar quente, sua fala mansa e sedutora me enlaçaram de tal forma que, de repente, eu me vi no meio de um turbilhão de acontecimentos. Agora, refém da paixão por aquele homem, só me restava relatar em um diário como fui me envolver mais de corpo do que de alma com a maior quadrilha do país.


 

 

Inicialmente comprado para uma amiga mas, quando comecei a leitura… fiquei para mim e comprei outro para ela.

 

Agora, quem vê a capa… O que é isso, Carolina?!? Kkk! Calma! A capa sugere mais que parece – embora mostre um Miguel irresistível, e não apenas aos olhos da Christine ou da Cristal… E as partes onde a Christine pensa em nada além do cheiro dele… os olhos… o abdome… Deixarei ele para ela!  😉

 

Por que gostei?!?…

Uma pessoa que vegeta (uma vida de rotina… Christine é órfã, mora só, professora de escola infantil, não namora, tem apenas uma amiga, a Lessy, que foi quem conseguiu o trabalho para ela… Quem presenteou-a com o diário.) tem a oportunidade de – tá, não ideal o contexto mas… – partir em uma jornada, viver intensamente, conhecer uma parte de si desconhecida e outras pessoas. Empatias são despertadas… Enrascadas… Amizade.

 

Tudo começa por ter avistado o Miguel, um dia depois do seu aniversário (e, portanto, de ganhar o diário), e de repente o salva, ajuda, e… já está em um grupo e não apenas com ele. Descobre que não tem como voltar para casa… Neste grupo conhece um amigo super especial que a ganha de cara!.. O xará: Chris, com um riso que é capaz de iluminar, relaxar, assegurar que tudo terminará bem…

 

“… Aquele riso que eu adorava, que me fazia acreditar que existia mesmo um motivo forte para rir.”

 

E outros: Cristal, Ian e Plínio. Ela salva a vida do Miguel…salva a do Chris… e outra vez… quase o perde!!…

 

“- Salvou minha vida mais uma vez – sussurrou, enxugando minhas lágrimas, sem desfazer o nosso abraço. – Algum dia eu te recompensarei por tudo isso.

– Você recompensa todos os dias. – Olhei bem em seus olhos escuros. – Pode ter certeza de que me salva mais do que imagina. (…)” p.275

 

Sim, o que colocou a Chris nessa foi o amor, a atração irresistível pelo Miguel; mas a amizade conquista muito em mim. E foi ela e o diário no qual a Chris escreve que a salvaram de ensandecer por momentos. Posso ter vibrado ao ler cada vez que o casal passava por cima do receio por suas vidas para viver tal explosão… tal amor; mas comovi-me e derramei lágrimas pela amizade. Amigo dela, que o ama; amigo-irmão dele, sempre ao lado…

 

Romance. Perigo. Atuação… A leitura é fácil, cativa, flui. Sabemos tudo através das narrativas da Chris no seu diário.

– Deu até vontade de ler o outro livro da autora!.. rs. (Já me indicaram “O Safado do 105”! )

 

Um olhar tão magnético como o do Miguel, para deitar-te paralisada/o;

Abraço tão apertado e gostoso como o do Christian!,

 

Carolina

[Resenha] Cidade Banida

Olá Gente!! Tudo bem com vocês? Então. Hoje vou conversar com vocês sobre um livro um pouco difícil para mim, mas de um autor que gosto bastante: Cidade Banida do Ricardo Ragazzo.

CIDADE_BANIDA_1435531968512812SK1435531968BLivro: Cidade Banida

Autor: Ricardo Ragazzo

Editora: Planeta

Ano: 2015

Páginas: 384

Sinopse: No futuro, a Terra foi assolada por inúmeras guerras, o que dizimou 99% da população humana e transformou sua vida animal e vegetal. Boa parte dos seres humanos acabou confinada dentro dos muros de Prima Capitale, regida pelas draconianas regras do Supremo Decano. Por causa da rigidez do governo, todos os bebês nascidos no lugar precisam passar pelo crivo dos chamados cognitos, seres com poderes psíquicos capazes de prever o futuro. Caso, nesta visão, seja revelado que o novo cidadão cometerá um crime, sua sentença é a morte. Seppi Devone foi um desses bebês vetados. No entanto, sua mãe, Appia, consegue fugir com ela, livrando-a da cruel sentença. Elas vivem incógnitas numa comunidade no meio da mata e Appia cria sua filha como um garoto. Mas, quando Seppi completa 15 anos, o destino bate à sua porta e a garota terá de enfrentá-lo. Afinal, a adolescente é a única esperança que muitos oprimidos têm de se livrar do mal a que são submetidos pelo Supremo Decano. Irá ela abraçar essa sua missão?

 

Vamos a um breve resumo: A população da terra foi dizimada pelas guerras, mas não só ela com a vida animal e vegetal. Os humanos restantes se isolaram dentro de muros de uma cidade chamada Prima Capitale, que é governada por um governo tirano do Supremo Decano. Dentro dessa nova sociedade, se desenvolveu uma forma de prever o futuro dos bebes recém-nascidos. Aqueles que em seu futuro fossem infringir alguma regra da nova sociedade, deveria ser morto imediatamente.

Seppi foi uma dessas bebes. Porem sua mãe conseguiu com que elas fugissem, e fosse viver escondidas fora dos muros da Prima Capitale. Seppi vive disfarçada de menino, na esperança de sua mãe para que a profecia do seu futuro não se cumpra. Mas quando ela completa 15 o seu destino fala mais alto e caberá a ela salvar o povo das mãos do Supremo Decano.

 

Então meus amigos. Gostaria de deixar claro que todas opiniões abaixo são minhas, e que antes de ser colunista, blogger, eu também sou um leitor, e devo transmitir apenas o que sinto com relação ao livro.

Como disse no começo dessa resenha, o livro não funcionou comigo.

Eu conheci a escrita do Ricardo, através do seu livro “72 horas para morrer”, o qual é um dos meus livros favoritos do autor. Por causa disso, desde o anuncio que um novo livro seria lançado pela Editora Planeta, fiquei extremamente feliz, e me apaixonei pela sinopse logo de cara, afinal eu sou o cara dos nacionais, como alguns amigos me apelidaram, e também sou apaixonado por distopias.

A proposta apresentada pelo Ricardo, é muito boa e contagiante, porém com uma narrativa com excesso de detalhamento, que por muitas vezes seria dispensável (para não dizer desnecessárias), além de muitas justificativa dos fatos, eu senti não só minha vontade ler se esvaindo, como também a minha imaginação. O que eu mais gosto nas distopias são que elas nos proporcionam imaginar um futuro, cada qual com seus próprios olhos, e com esse livro isso infelizmente não aconteceu. Eu mal consegui terminar o 5º capitulo. Tínhamos uma proposta maravilhosa, mas que sob o meu ponto de vista foi completamente desperdiçada.

Com relação a edição não tenho nada a comentar. Muito bem trabalhada, ótimas ilustrações dos animais, a arte da capa reflete perfeitamente a proposta do livro.

Infelizmente eu não posso recomendar esse livro. Mas recomendo outros dois trabalhos muito bons do mesmo autor: “72 Horas para morrer” e “A Garota das cicatrizes de fogo”. Eu pretendo um dia dar uma nova chance para esse livro, afinal uma coisa que aprendi com a Disney, foi: “Nunca diga nunca”.

 

Um cheiro e ate a próxima.