[Resenha] Matéria Escura

materia_escura_1484658590645465sk1484658590bLivro: Matéria Escura
Autor: Blake Crouch
Editora: Intrínseca
Ano: 2017
Páginas: 343
Sinopse: VOCÊ É FELIZ COM A VIDA QUE TEM?
Essas são as últimas palavras que Jason Dessen ouve 
antes de acordar num laboratório, preso a uma maca. 
Raptado por um homem mascarado, Jason é levado para 
uma usina abandonada e deixado inconsciente. 
Quando acorda, um estranho sorri para ele, dizendo: 
“Bem-vindo de volta, amigo.”

Neste novo mundo, Jason leva outra vida. 
Sua esposa não é sua esposa, seu filho nunca nasceu e, em vez de professor numa 
universidade mediana, ele é um gênio da física quântica que conseguiu um feito 
inimaginável. Algo impossível. Será que é este seu mundo, e o outro é apenas um 
sonho? E, se esta não for a vida que ele sempre levou, como voltar para sua 
família e tudo que ele conhece por realidade?

Com ritmo veloz e muita ação, Matéria escura nos leva a um universo muito 
maior do que imaginamos, ao mesmo tempo em que comove ao colocar em primeiro 
plano o amor pela família. Marcante e intimista, seus múltiplos cenários 
compõem uma história que aborda questões profundamente humanas, 
como identidade, o peso das escolhas e até onde vamos para recuperar 
a vida com que sonhamos.

Com certeza você já ouviu falar que a vida é feita de escolhas. Que se nós estamos onde estamos, ou somos quem somos é porque em algum momento da nossa vida escolhemos isso.

Não há avisos quando tudo está prestes a mudar, a ser tomado de você. Nenhum alerta de proximidade, nenhuma placa indicando a beira do precipício. E talvez seja isso que torna a tragédia tão trágica. Não é apenas o que acontece, mas como acontece: um soco que vem do nada, quando você menos espera. Não dá tempo de se esquivar ou se proteger.

São nossas escolhas que nos definem e definem nossos caminhos. Por exemplo: se a 7 anos atrás eu tivesse aceitado seguir carreira de modelo, ao invés de criar um blog sobre literatura, é muito pouco provável que eu estivesse aqui hoje conversando com vocês.

A gente fica tão imerso na rotina que acaba deixando de ver as pessoas que amamos como realmente são.

E quando não estamos muito felizes com nossas vidas, vocês já pararam para pensar como ela seria se você tivesse escolhido o comprimido azul ao invés do vermelho?

Todos nós vivemos, dia após dia, totalmente alheios ao fato de que fazemos parte de uma realidade muito maior e mais estanha do que se pode imaginar.

Jason Dessen não tem uma das melhores vidas. Ele é professor de física em uma universidade, recebe um salário medíocre, tem um carro horrível, uma esposa amada e um filho adolescente. Mas um dia tudo isso muda, quando Jason Dessen de outra realidade, o sequestra e troca de lugar e de vida com ele.

Cada momento, cada respiração, contém uma escolha. Mas a vida é imperfeita. Fazemos escolhas erradas. Então, acabemos vivendo em perpétuo arrependimento. Não existe nada pior do que isso. 

Agora ele é um cientista renomado, rico e recluso, que desenvolveu uma caixa que permite que as pessoas entrem em um estado de superposição, sendo assim levadas para outras realidades, criadas a partir de escolhas não feitas. Jason precisa agora entrar na Caixa e encontrar um meio de retornar a sua esposa, seu filho, sua casa, SUA VIDA.

A Caixa não é muito diferente da vida. Se você entrar com medo, vai encontrar medo.

O livro é uma ficção cientifica soft, mas com questionamentos que estimulam ao leitor repensar a própria vida e as escolhas. A Editora Intrínseca nos presenteia com uma edição maravilhosa, se um projeto gráfico super bem desenvolvido, e com acabamentos que vem se tornando característicos da nova Intrínseca.

51c45c55-a554-4439-9ba2-b660daf0aa7e

Esse é uma daqueles livros que te atinge como um soco no estomago, e te faz vomitar todas as emoções e de forma que te força a pensar em uma unica pergunta que permeia o livro inteiro:

Você é feliz com a vida que tem?

Continuar lendo “[Resenha] Matéria Escura”

Anúncios

[Variedades] Novos Autores Parceiros

Yaaaaay!

Nós amamos quando novos parceiros se juntam a nossa família não é mesmo? Por isso, vim apresentar para vocês duas autoras incríveis, que prometem arrasar muito esse ano e nós vamos conferir isso bem de pretinho!

  • Juliana Parrini 

Juliana Parrini é carioca, web designer e se define como leitora compulsiva, cinéfila, amante de rock e mãe coruja. Sua paixão pela escrita teve início ainda na adolescência, quando começou a escrever histórias nos cadernos em sala de aula, tendo os amigos como leitores.

O romance Depois do que aconteceu, sua estreia no mundo literário, alcançou mais de 4 milhões de leituras na plataforma Wattpad e emplacou o 1º lugar no ranking da revista Veja como livro digital mais vendido do Brasil, assim como seus outros livros publicados. Depois do que aconteceu, Antes que aconteça e Novamente você foram publicados pela editora Companhia das Letras, através do selo Suma de Letras.

Em abril de 2016, o jornal O Globo publicou que a Companhia das Letras havia fechado com a produtora de cinema Gláucia Camargos a cessão dos direitos dos romances “Depois do que aconteceu” e “Antes que aconteça”.

Juliana é casada e mora com o marido e os dois filhos no Rio de Janeiro.

Livros lançados :

 

  • S. Miller

S. MILLER entrou na faculdade de Medicina em 2003, em seguida se enveredou pela Administração; hoje é empresária bem-sucedida no ramo do marketing e apaixonada pela escrita. A autora é uma das grandes promessas da literatura nacional quando se trata de romance chick-lit e erótico. É também filha de escritora/poeta.

Seu primeiro livro – “De Repente O Destino”, livro 1 da trilogia “De Repente”, publicado pelo selo Desfecho Romances da editora Multifoco, figurou na lista de mais vendidos da Amazon por 2 anos. Já ultrapassa 4 milhões de leituras. Foi traduzido para o inglês, e a versão estrangeira manteve o sucesso, ficando entre os 100 livros mais vendidos da Amazon.com. A primeira edição do livro ficou entre os romances mais lidos no Wattpad no ano de 2015.

O livro “Indomável” foi para a Revista Veja como Best-Seller em menos de 24 horas de vendas, e atingiu 1 milhão de leituras na Amazon em apenas sete meses.

O conto “Um Natal Fora de Série”, um spin-off do livro Indomável, foi para a posição #1 da Amazon em dezembro de 2015. Bateu 100 mil leituras em apenas 5 dias.

É dela também o romance de sucesso “De Repente A Obsessão”, livro 2 da trilogia “De Repente”, que desde seu lançamento, aparece entre os mais lidos da Amazon Brasil.

O livro “Indomável Coração”, prequel do livro ‘Indomável’, escrito em parceria com a autora Juliana Mendes, figurou a lista da Revista Veja entre os 5 mais vendidos da Amazon em apenas oito horas de lançamento. E em 2 meses de vendas, já conquistou 250 mil leituras na Amazon.

Seu mais recente lançamento é o conto “Tabu, Prazer e Reencontros”, integrante do livro “Tardes Sensuais”, que será lançado oficialmente na Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2016, pela editora Universo dos Livros, com os autores Mila Wander, Nana Pauvolih, Danilo Barbosa, Janaina Rico e Gracielle Rattes.

O conto “Obsessão”, lançado na Amazon recentemente, entrou para a lista dos mais vendidos em apenas 1 hora de vendas. A história é um spin-off do livro Indomável.

A autora já apareceu em matérias na Revista Exame, Portal Terra, Portal R7 da Record, Portal O Globo, PublishNews, Correio Braziliense, entre outros.

Os direitos de publicação dos livros “Indomável” e “Indomável Coração” acabam de ser passados para a editora Astral Cultural, uma das bem-sucedidas casas editoriais do Brasil.

Livros lançados (Clique nas capas para adquirir):

 

É isso meus lindos e lindas, estamos aqui na torcida de que essas parcerias vão trazer só os melhores conteúdos para vocês!

Um cheiro e até a próxima! Continuar lendo “[Variedades] Novos Autores Parceiros”

[Resenha] Ovelha: Memórias de um pastor Gay

ovelha__1437509603516142sk1437509603bLivro: Ovelha: Memórias de um pastor gay

Autor: Gustavo Magnani

Ano: 2015

Páginas: 2

Editora: Geração

Sinopse: Este livro, estreia impressionante de um jovem e talentoso escritor, é o 
relato pecaminoso de um decadente. A história de um homem religioso e carismático,
temente a Deus, mas amante insaciável de sua própria carne exótica, a carne de 
outros homens. Um pastor gay, casado com uma ex-prostituta, filho de uma fanática 
religiosa. Neurótico e depravado. E agora condenado.Internado no hospital,
debilitado e com um segredo de uma tonelada nas costas, este personagem 
atormentado decide libertar-se de seus demônios e relatar seu drama.Num relato cru
e sem censura, ele literalmente vomita seus trinta anos de calvário e charlatanice
 na cara da congregação (e de qualquer um que se interesse por um bom inferno). 
Sexo, paranoia, corrupção e destruição são os ingredientes tóxicos dessa obra 
provocante, polêmica e inovadora.

Antes que vocês me matem, vamos as desculpas: Nos últimos dias minha vida está virada de ponta cabeça. Em 2017 vamos inaugurar o nosso canal (SIM! DESSA VEZ SAI!), e eu estou gravando vários videos para já ter um “estoque” enquanto estou de férias da faculdade, já que o próximo semestre promete ser decisivo na minha vida acadêmica. Fora as obrigações insuportáveis da vida adulta que consomem muito do meu dia! Mas juro que tudo isso vai valer a pena, em 2017 nós teremos muito mais conteúdo, estaremos cada dia mais próximos e muitas novidades que eu espero de coração que vocês gostem! 

Enquanto isso vamos falar sobre essa releitura maravilhosa que fiz essa semana:

“Ovelha: Memorias de um pastor gay”, nos conta a história de um homem 30 anos, líder de uma igreja evangélica, casado com uma ex prostituta, pai de dois filhos, e o mais importante: gay.

Eliseu levou uma vida dupla por toda a vida. De dia o gay, satiríaco, que transa com qualquer um que tenha um pênis. De noite, o líder respeitado e idolatrado de uma comunidade cristã. Aos 30 anos ele descobre que possui o vírus da AIDS, e enquanto todos acreditam, que isso veio da sua esposa, ele sabe a verdade. Ele adquiriu nas ruas, festas gays, banheiros públicos, e todos os lugares onde ele se entregava aos homens.

Agora, a beira da morte, ele resolve escrever suas memoria em um diário, pensando que dessa forma ele pode ao menos se desculpar com todas as pessoas a quem decepcionou, e se libertar de verdade ao menos no seu leito de morte. O livro retrata a realidade muitos homossexuais que vivem de forma deliberada, e reclusa graças a família, religião, sociedade e outros fatores que os oprimem diariamente.

Esse é o livro de estreia do Gustavo Magnani, de 20 anos. E podem acreditar, esse livro é muito bom! Corajosamente, o autor tratou de um assunto polêmico e verídico. Muitos pastores evangélicos levam vidas como a do personagem Eliseu. Mas não apenas pastores. Padeiros, médicos, advogados, pais de família…

“Eu nasci veado. Amém”. Particularmente posso dizer que essa frase foi uma das mais marcantes do livro.

O livro possui uma narrativa interessante: ele é narrado sobe a perspectiva de uma conversa entre o pastor e Deus. Como se o diário fosse o método mais rápido de se conversar com o todo poderoso. Intercalando linguagem chula e vulgar, com termos e expressões evangélicas, o livro tem o único intuito de gerar polemica. Mas não interprete isso de uma forma errada. Eu gostei muito da forma como essa polemica foi construída durante o livro. E isso faz com que as pessoas abram os olhos! Milhares de homens e mulheres, escondem sua verdadeira identidade para agradar a um determinado público, ou seguir um dito padrão social, enquanto deixa sua felicidade resumida a breves momentos de prazer impensados. Esse um dos maiores problemas da comunidade gay, os ditos “enrustidos” que durante a noite soltam a franga na boate gay, dá para meio mundo, e durante o dia faz comentários homofóbicos no facebook (isso foi uma indireta).

Quanto a edição, esse se não me engano é o primeiro livro da Geração que leio sem ser “O Pequeno Príncipe” e gostei bastante. Letras em um ótimo tamanho, páginas amarelinhas <3, só reclamo com relação a capa. Afinal fui trolado. Eu realmente esperava uma textura, similar a couro ou algo que justificasse a estampa da capa.

tumblr_l3pfmvbw6a1qbq875o1_500_thumb

Esse é um livro que todas as pessoas devem ler, independente da sua religião ou opção sexual. E se você ainda não saiu de nárnia meu amigo, LEIA. Você não vai se arrepender.

 

Um cheiro e até a próxima.

[Resenhista convidada] A Garota do Calendário: Março

(Convidamos a nossa amiga Carolina Silva, para vir contar a vocês um pouco da experiência dela durante a leitura de “A Garota do Calendário: Março”, série que de tanto eu falar ela não conseguiu resistir e se deliciou com as aventura da Mia Saunders)

A_GAROTA_DO_CALENDARIO__MARCO_1462900729583672SK1462900729BLivro: A Garota do Calendário: Março (#3)


Autora: Audrey Carlan


Editora: Verus Editora 


Ano: 2016


Páginas: 140


Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.

 

 

tumblr_o0qgipvVWC1u230jno1_500

 

Ok que Mia Saunders entrou nessa sem ter expectativas, nunca pensou em pedir tal ajuda para a tia… Mas foi necessário, não foi?… O pai mais uma vez: roubada, encrencas, dívidas.

Sim, Mia despediu-se de um francês belo e charmosíssimo com quem passou o mês de Fevereiro e, claro, apesar de ter aprendido muito com ele e – tá (!), não era para mas… – sentir saudades do Wes, ela precisa seguir adiante. Vegas. Ginelle, sua melhor amiga, e Maddy, sua irmã, a esperam. O pai ainda está em coma e ela precisa entregar o cheque do mês para o agiota Blaine (infelizmente, o ex dela) YECUT!

Spa…

E na cidade dos ventos, Chicago, encontra-se com um ENORME, musculoso (coxa… peito… tórax… abdome… braços…) lutador de boxe, empresário de 31 anos e homem de família, Anthony Fasano.

Ufa!

E como é inconveniente adentrar aposento quando ele passa do banheiro para o mesmo quarto, saído do banho, com uma toalha que…

… Hã…

WOW!

(“Papi!”  -> Hector Chavez)

Sim, em Março, como acompanhante, Mia iria apenas… hmmm… olhar.

A pressão é grande para o Tony – único filho homem, responsável pela continuidade do nome da grande família italiana. Eles conversam, laços e afinidades são traçadas e reconhecidas. Tony e Hector a fazem se sentir confortável – Mamma Mona aperta-a com vigor e fala de netos…

Este mês é reflexivo…

E há, também, beleza nisso.

É claro que tudo pode acontecer na festa de Saint Patrick! Inclusive encontrar com o Wes num Pub! Após momentos de tirar o fôlego – “Estar com você é como pegar a onda perfeita. (…) Seu surfista que faz filme” Ele parte.

Tá, há momento “suspenso” com o Tony ocupado, preocupado, um tanto quanto ausente… Surprise!!! Não, não falarei qual foi! Apenas que foi emocionante, marcou Mia.

O amor havia vencido mesmo com todas as adversidades, e…”  Leia a página 117, vai!!

Are-You-Dating

[Texto] Aos meus 3 mil amigos

Não faz muito tempo, eu era só outro garoto lendo. Fosse no carro, na escola, em casa, no shopping… Eu era outro garoto lendo. Um dia, cansado de tanto ler e não ter com quem conversar eu tive a bizarra ideia de criar um blog. Uma forma de expor minhas idéias e minhas opiniões para outros garotos e garotas que liam independente do lugar onde estivessem (claro que não estou falando desse blog. Mas do meu primeiro.). Onde eu poderia imaginar que hoje eu seria o Outro Garoto Lendo?

Lembro que quando completei 50 seguidores com aquele blog de layout grotesco, vários erros na construção das resenhas e uma linguagem nada apropriada, eu comemorei com como se tivesse ganhado 50 novos amigos.

Cinco anos se passaram. Desde aquele dia, já passei por 6 blogs, 10 fanpages e 3 Instagram. Mas o sentimento é o mesmo de quando consegui aqueles 50 amigos. Porém hoje o número é muito maior, o blog é algo maior.

Nos últimos 9 meses, conquistei 3 mil novos amigos na nossa pagina do facebook, um numero que graças as forças que comandam o universo, não para de crescer. Para vocês isso pode ser algo bobo, banal, ou não afetar em nada na sua vida. Mas para mim, que escolhi fazer isso por amor pelo resto da vida, isso não tem preço.

Por isso, aos meus meus 3 mil AMIGOS, deixo aqui o meu muito obrigado! Vocês são parte da minha vida, e uma das mais importantes. Que enquanto você estiver lendo esse texto, você se sinta devidamente abraçado, com todo o meu carinho e gratidão.

O que eu posso fazer para agradecer é muito pouco. É mandar todo o amor do meu coração para o de vocês.

Um cheiro especial (cheio de amor e gratificação), e até a próxima!

Do seu amigo,

Alê.

[Dica de Leitura] Over The Rainbow – um livro de contos de fadxs

 

Livro: Over the Rainbow
OVER_THE_RAINBOW_1461780115581186SK1461780115B
Autores: Milly Lacombe, Renato Plotegher Jr., Eduardo Bressanim, Maicon Santini, Lorelay Fox

Ano: 2016

Editora: Planeta

Páginas: 224

Sinopse:E se a Cinderela se apaixonasse por uma garota, e não por um príncipe encantado? Ou se os irmãos João e Maria, homossexuais assumidos, enfrentassem a ira de uma madrasta religiosa que só pensa em curá-los? Ou, ainda, se a Branca de Neve, abandonada numa cidade bem distante de sua terra natal, fosse acolhida por... sete travestis?

Pois pare de imaginar se os contos de fadas fossem revisitados e recebessem uma roupagem LBGTT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Abra este livro e confira as clássicas histórias da infância de milhões de pessoas contadas sob a ótica de cinco autores que fazem parte desse universo, representado pelas cores do arco-íris. Ou melhor, contos de fadxs, como reza a nova norma de gêneros.

 

 

E se a Cinderela se apaixonasse por uma das filhas de sua madrasta e não pelo príncipe? E se João e Maria fossem gays e ao invés de lidar com uma bruxa que quer devora-los, tivessem que conviver com uma madrasta evangélica que extremista? E se no lugar dos sete anões a Branca de Neve fosse resgatada por sete travestis?

Over the Rainbow é um livro de contos, iniciativa da editora Planeta que reuniu 5 youtubers e personalidades do meio LGBT para reescrever contos clássicos infantis sob a ótica homossexual. O livro trás através da fantasia e ficção temas relevantes para a comunidade LGBT, de uma forma que chama a atenção de jovens e adultos.

Cada um dos autores possui uma forma muito própria de escrita, tornado a avaliação um pouco mais complicada, mas com certeza os contos Cinderela (Milly Lacombe), A Bela e a Fera (Eduardo Bressanim) e Branca de Neve (Lorelay Fox) são os meus favoritos no livro, pelos temas abordados e por terem sido melhor construídos em relação aos outros.

Esse é o tipo de livro que eu recomendaria a leitura para pais e mães de homossexuais, para professores e todos aqueles que convivem com jovens que estão no período de descoberta e aceitação dos seus sentimentos.

A Edição está espetacular, com um show de revisão e diagramação, e um capricho único noc detalhes. Eu costaria que alguns dos contos se desenvolvessem a ponto de se tornarem livros solos.

13267873_968498243266266_6469854301408234121_n

 

Um cheiro e até a próxima!

[Resenha] Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo.

Ola amiguinhos! Depois de muito tempo sumido, fiz uma pausa no Carnaval daqui de Salvador só para conversar com vocês sobre esse livro que como diz um amigo “Me atropelou da melhor maneira possível”.

“Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo” (esse titulo e muito grande cara), conta a história de dois garotos (lógico) com perfis totalmente opostos que vivem uma amizade marcante na vida de ambos.

image

Aristóteles (ou Ari para facilitar) é um garoto completamente depressivo, que guarda dentro de si um rancor por seus pais não falarem sobre seu irmão que esta preso, uma tristeza ao ver o pai ainda se recuperando dos efeitos da guerra, e toda aquela angústia que um adolescente sente por estar crescendo.

Dante por outro lado, vê o mundo com os olhos de um apaixonado. Enquanto Ari é a personificação da tristeza, Dante seria a felicidade em pessoa. Um garoto com sentimentos puros e verdadeiros .

A história se passa ao redor da amizade dos dois desde os 15 ate os 18 anos, passando por todas as etapas da adolescência. Uma coisa que chama bastante a atenção dentro da narrativa desse livro é a forma como o autor construiu as passagens de tempo, de uma forma que por mais que pareçam desconexa a princípio elas se encaixam dando enfase apenas as parte realmente importantes para a história. O claro desenvolvimento dos personagens é outro ponto positivo no enredo. O único ponto negativo estaria ligado ao desfecho do livro, onde o autor deixa diversas pontas soltas que fazem com que os leitores fiquem se perguntando o destino dos personagens.

A editora Seguinte deu um Show na edição desse livro (real motivo de eu ter comprado)

image

É isso amiguinhos. Eu recomendo a leitura desse livro. Principalmente se você esta passando pelas suas primeiras descobertas.

            Um cheiro, e ate a próxima!

(O modelo de resenha foi um pouco diferente, pois estou sem computador, e pelo celular não da para editar tanto.)