[Resenha] F*ck Love – Louco Amor

fuck_love__louco_amor_1498760271679228sk1498760272bLivro: F*ck Love – Louco Amor

Autor (a): Tarryn Fisher

Editora: Faro Editorial

Ano: 2017

Páginas: 288

Sinopse: Helena Conway se apaixonou. Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo. Kit Isley é o oposto dela desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu. Ele parece o seu complemento. Poderia ser tão perfeito… se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga. Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz…

Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. Você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar. Seu corpo clama por oxigênio sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar. De amor. De desejo ardente. Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa. Tarryn, a escritora apaixonada por personagens reais, heroínas imperfeitas, mais uma vez entrega algo forte, pulsante, que nos faz sofrer, mas também nos vicia. Depois dela, todas as outras histórias começam a parecer como contos de fadas.

Se você não quer se viciar, não leia a primeira página.

Convidamos a Ju do Blog Papeletas para falar com vocês sobre o livro “F*ck Love – Louco Amor” dos nossos parceiros da Faro Editorial.

Será que vale tudo no amor e na guerra? Até mesmo perder uma amizade de longos anos? Sabe quando você termina um livro e não sabe se gostou ou não?

Esse é o lado ruim de ser jovem. Você não faz ideia de todas as mudanças que estão por vir. E quando elas enfim chegam, não importa o quanto as pessoas o tenham avisado, você fica de fato surpreso.

Pois bem, esse foi o meu sentimento com Fuck Love. Ele despertou emoções um tanto contraditórias em mim. E em diversos momento me coloquei na pele de Helena e até mesmo Della, apesar do livro ser todo narrado por Helena. É impossível o leitor não se colocar na pele da melhor amiga também.

O que não pode faltar na bolsa da blogueira? A) Óculos de sol B) Câmera de Vlog C) Livro D) Todas as alternativas ————– Helena Conway se apaixonou. Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo.Kit Isley é o oposto dela desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu. Ele parece o seu complemento. Poderia ser tão perfeito… se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga. Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz… Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. Você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar. Seu corpo clama por oxigênio sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar. De amor. De desejo ardente. Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa. www.outrogarotolendo.wordpress.com ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Quer divulgar com a gente? Entre em contato: outrogarotolendo@gmail.com #books #book #read #reading #reader #page #pages #paper #instagood #livro #livros #leitura #autor #bestoftheday #bookworm #readinglist #love #photooftheday #vidadeblogueiro #plot #blogger #blog #literatura #literate #stories #words #text #tumblr #tumblrboy #tumblrgirl

A post shared by 🦄 Alê Ribeiro 🌈 (@blogoutrogarotolendo) on

Então amores, Fuck Love vai nos mostrar a história de Helena, uma jovem contadora que acaba sendo uma amiga fura olho, quando se apaixona pelo namorado de sua melhor amiga, Della. Sua vida, era um tanto sem graça, antes de se apaixonar perdidamente por Kit. Ela estava acostumada a mesmice do seu relacionamento com Neil e sua vida era completamente ofuscada pelas vontades de sua melhor amiga. O envolvimento desse triangulo amoroso tem tudo para dar errado desde o início e as reviravoltas que a trama vai tomando nos leva a uma crescente gostosa e um pouco frustrantes. Juro que queria entrar na história e dá uns bons tapas nos personagens e principalmente na Helena. Que criatura viu.

Tenho medo é do que estamos nos tornando. Nosso relacionamento está lentamente ficando em segundo plano, e alguma outra coisa está crescendo e ganhando evidência. Costumávamos olhar uma para a outra e encontrar solidariedade mútua devido ao nosso entrosamento e familiaridade. Agora os nossos olhares são prescrutadores.

Tarryn, consegue entregar uma história bem escrita e envolvente, ela não deixa o romance ser o fator principal no livro, muito pelo contrário. Fuck love, é também um livro sobre descoberta, sobre paixões Não podemos esquecer de falar da edição desse livro. Umas das mais bonitas que já vi. O livro possui pequenos erros que passam despercebidos para alguns leitores (menos eu – hahaha).   Enfim vale a pena parar um dia e ler Fuck love, daqui a uns meses irei reler para mudar os sentimentos iniciais que os personagens provocaram.

Anúncios

[Anime] Julgando um anime pela abertura

As músicas são marcantes e a melhor forma de comunicação, por sua facilidade atrelada a uma melodia que envolve o ouvinte, em animes as aberturas e encerramentos são bem… tão bem pensados que deixam uma marca de quem curte o gênero, inclusive muitas delas são parte da infância de uma enormidade de pessoas, as clássicas como Pegasus Fantasy – só o hino da minha vida – de Cavaleiros do Zodíaco, Guerreiras Mágicas de Guerreiras Mágicas de Rayearth, mas são só as nacionais? Não, as japonesas tem espaço também e a lista de hoje é composta de indicações dedicadas à elas:

Sakamoto desu ga?

Com um protagonista totalmente cool, cooler, coolest, Sakamoto mais do que digno de uma abertura arrebatadora, chega dá vontade de soltar o som e viver de repeat por dias a fio.

Shingenki no Kyojin (TODAASS!!)

Depois do retorno brutal do anime para a 2ª temporada, simplesmente aconteceu de dar uma vontade insana de rever o anime todo e ainda maior de rever as aberturas, a abertura da primeira metade da 1ª temporada é a mais eletrizante, a da 2ª temporada foi um momento de choque pelo tempo espera para o retorno do anime, mas 2 semanas depois já estava a plenos “Sasageyo, sasageyo, sinto wo sasageyo!”

HaNaYaMaTa

Esse é um dos animes mais fofos e animados que já assisti, desde o enredo e interação das personagens um sentimento de amizade é crescente e na abertura isso fico bem claro, inclusive transpassando um agradável vontade de ter amigos ao redor, de ser só pessoas, uma abertura dessa é só amor!

Noragami (Não sou capaz de opinar!!)

Se alguém deixar escapar que pula as aberturas de Noragami, sinceramente, eu mesma já excluo de qualquer laço próximo, é não respeitar o herói, ninguém em sã consciência pula esse começo magnífico.

Kuroko no Basket

São várias aberturas para esse anime, todas são maravilhosas, porém fiz questão de selecionar a favorita, porque esse anime o que tem de ótimo conteúdo e adrenalina, tem de boas aberturas e encerramentos, te desafio a negar essa maravilhosidade musical!

Yuri!!! On ice

Essa maravilha que dilacerou corações ao redor do mundo tinha que estar nessa lista, só esse começo é uma conquista certeira para ver o anime e ainda cantar a música a plenos pulmões – inclusive recomendo – fazer uma coreografia na pista de patinação de gelo.

Kaichou wa maid-sama

Somente o meu shoujo favorito e claro uma abertura marcante ganha logo espaço naquela lista de mais amadas para todo o sempre, uma vontade de chorar e cantar loucamente acomete qualquer fã de Kaichou!

Shiki

Quando o anime é de terror, o impacto da abertura começa a invadir até o psicológico, com sutis toques do que terá na trama, Shiki retrata um realidade onde vampiros são devastadores estratégicos e os humanos são presas a serem seduzidas e enlaçadas por esse “charme” sanguinário.

[Especial] A entrada para o paraíso: Bangtan Boys – BTS

B-T-S, EU DISSE O QUÊ? B-T-S, B-T-S, B-T-S, B-T-S!!

Eu, a louca desvairada dos animes, trago pra vocês a evolução das gostos, afinal animes são o princípio, depois vem os live-actions, logo os doramas, k-dramas, depois você está fazendo as coreografias da Girl’s Generation e quando se percebe é tarde demais e o mundo acaba de ficar mais interessante e agitado, não tenho arrependimentos (são anos e o amor não passou) e me surgiu a conclusão tardia de: como assim nunca falei de k-pop por aqui? Uma falha grave que vai começar a ser corrigida today!

Primeiro vamos falar de gênero musical, o K-Pop é um gênero popular musical oriundo da Coreia do Sul, sendo os coreanos grande responsáveis por lançar boys e girls band (tudo o que adoro), ou seja, coreografia para aprender e mandar na sua festa, na formatura e no meio da rua. Um dos fatores que mais atraem atenção no k-pop é o visual, ao olhos externos é considerado bastante excêntrico, os cabelos coloridos, as lentes e a extravagância nas vestimentas, passado esse choque inicial, a conquista vem pelo ritmo extremamente contagiante, por isso mesmo sem saber coreano, muitos se tornam adeptos, afinal não é gosto, é estilo de vida.

Antes restringido a grupos menores que se encontravam em eventos de cultura oriental – grande parte de cultura japonesa – os k-popers aumentaram seu número e hoje já somos um sólido grupo que adora disseminar esse pedaço do paraíso. Em um destaque imenso vai para a Bangtan Boys, ou BTS, o grupo musical que mais cresce nesse gênero atualmente, inclusive agora no dia 21 desse mês de maio, está prestes a levar o k-pop a um nível ainda nunca alcançado no tapete da Billboard, indicados a Social Media (votem bastante por obséquio!!!) e marcando presença no evento (me segura que tô desfalecendo).

O estilo musical da banda se destaca pela fuga ao convencional do K-Pop que se foca bastante naquele pop dançante, inserindo bastante do rap e hip-hop nas músicas e ritmo, contando também com composições bem densas e com críticas sociais, o resultado? É alucinante, viciante e totalmente digno de infinitos repeats e playlists de horas pra curtir essa maravilha musical (inclusive agora mesmo me encontro em um amor pleno em repetir desesperadamente I Need U).

Existem 2 tipos de pessoa: aquelas que gostam de K-Pop e as que ainda não conhecem (se você já ouviu e não gosta, ouve de novo, você escutou muito errado) e para ajudar vai aqui um resuminho leve sobre cada um dos sete integrantes e pessoas mais maravilhosas com as personalidades mais distintas e agitadas que formam esse grupo (em caso de dúvida na pronúncia, clica aqui e já pega a manha):

  • Min Yoongi, é o Suga sugar daddy, o responsável por mandar ver nas principais partes de rap da banda, o dialeto ainda é presente na sua forma de falar (algo que influencia na sua fala mais lenta), é também o mais preguiçoso e sério;
  • Park Jimin, que atende por Jimin (e Chim Chim) mesmo e até mesmo Jiminie e coxas grossas é o que traz a voz mais suave do grupo, muita das vezes responsável por descontrair e aliviar a tensão no clima da banda (e sensualizar pra me desestabilizar);
  • Jeon Jung-kook, conhecido como Jungkook cookie maknae é o caçula do grupo, mas não o subestimem em grande parde das apresentações e MV‘s ele está na frente e arrasa na coreografia com movimentos, ritmo e canto arrepiantes;
  • Kim Nam-joon, o Rap Monster ou Namjoon que voz nossasinhora é o líder, também o segundo integrante responsável pelo rap e hip-hop característico das músicas da banda, além de manda super bem no inglês, sendo responsável por responder muitas das entrevistas internacionais;
  • V o sedutor, na verdade Kim Taehyung, é basicamente o mais excêntrico, mesmo o nome artístico é devido também a dificuldade de pronúncia do seu nome, possui a personalidade mais afável, sempre que alguém o abraça, ele abraça de volta e não se deixem enganar por essa face de mocinho, quando fala justifica a ideia de “à prova de balas” afinal é tão grave que só assim pra quem sabe, resistir a essa saraivada com essa voz tão intensa;
  • Kim Seokjin, atende pelo apelido de Jin omma é um dos mais velhos, por isso geralmente o mais sério, a mãe do grupo em muitas ocasiões literalmente, dá apoio, carinho e traz pra linha (bônus: cozinha muito bem), tem todo um carisma e a voz é tão calma que só dá  pra amar;
  • J-Hope o rei do molejo é o mais animado, já é comprovado que ele é naturalmente assim, feliz, além de ter um vocal incrível, manda umas palhinhas insanas no rap, amém J-Hope!

Lançados pela Big Hit Entertainment, em 2010 a ideia de formar uma banda no conceito do k-pop começou a ter prosseguimento, contudo até a formação em oficial em 2013 do que hoje seria o que conhecemos como BTS aconteceram vários desfalques de integrantes, o único que persistiu desde a primeira formação é o Namjoon, felizmente a formação concretizada desde o début em 2013 deu super certo e hoje o estrondo causado pela banda só cresce, sendo que já vieram para solo brasileiro 3 vezes (e eu em casa rolando de vontade de estar naquele meio também), em 2013, 2014 e em março desse ano!

A trajetória discográfica é bem diversificada, cada álbum é conceitual e tão único que não dá pra apontar um só como favorito:

  • 2 Cool 4 Skool (1º Álbum de Singles, 2013)not today
  • O!RUL8,2? (1º Mini Álbum, 2013)
  • Skool Luv Affair (2º Mini Álbum, 2014)
  • Dark & Wild (1º Full-lenght, 2014)
  • The Most Beautiful Moment In Life, Pt. 1 (3º Mini Álbum, 2015)
  • The Most Beautiful Moment In Life, Pt. 2  (4º Mini Álbum, 2015)
  • The Most Beautiful Moment In Life: Young Forever (1º Álbum Especial, 2016)
  • Wings (2º Álbum Full-lenght, 2016)
  • You Never Walk Alone (2º Álbum Especial, 2017)

Vai ter mais K-pop, dorama e muito, muito mais por aqui, ah se vai! Aguardem cenas do próximo episódio.


Fiquem com esse vídeo da coreografia de Baepsae:

[Lançamentos] Wishlist de Abril – Parte 2: Declarando falência!

Gente o caso é sério, seríssimo! Do jeito que está eu vou morrer em uma casa, sozinho, sem luz, internet, porém cheio de livros!

Ontem eu postei a primeira parte da minha lista desejados de Abril, mas as news não param de chegar e eu precisei fazer uma parte dois, e pelo andar da carruagem, vai rolar uma parte 3 também!

E se você curte romances de época, essa parte é pra você!

450xN1- Primeiras Impressões:

Charles Bing, um otimista incorrigível, decide que está na hora de internacionalizar a sua bem-sucedida cadeia de restaurantes nova-iorquina. Deseja começar pelo país que sempre incitou sua curiosidade: o Brasil. E nada melhor que Búzios, uma belíssima cidade turística no litoral do Rio de Janeiro. A fim de garantir que sua escolha será acertada, ele leva a tiracolo o seu melhor amigo, Frederick Darcy, um político americano de família conservadora, que se orgulha de ser um homem racional e prático. Mal sabem eles que, ao chegar à cidade paradisíaca, virarão alvo de Janaína Benevides, dona das pousadas mais requisitadas do balneário. Ela é mãe de quatro belas moças, que são, para sua tristeza, solteiras. Janaína preocupa-se, em especial, com a solidão de Jane e Lizzie Benevides, as mais velhas. Enquanto a primeira acaba se decepcionando em seus relacionamentos, por ser uma pessoa que sempre busca ver o melhor nas pessoas, a outra não deixa nenhum homem se aproximar.

unnamed

2- Um Amor Conquistado

Ainda criança, Sophia foi levada para a Inglaterra para fugir da perseguição e do terror impostos pela Revolução Francesa. Com medo de ser descoberta, nunca revelou sua origem nobre, mas manteve viva a esperança de reencontrar sua família. Após o falecimento da madrinha, Sophia se vê obrigada a buscar trabalho para sobreviver e, por isso, se candidata à vaga de preceptora de Louise, a sobrinha órfã do conde de Buckington, um nobre conhecido pela sua frieza e arrogância. Em uma brincadeira do acaso, ela se vê diante da possibilidade de voltar à França sob a proteção do nobre inglês e de descobrir o que aconteceu com seus pais. Mesmo avisada sobre os riscos, ela decide seguir em frente, ainda que isso signifique fingir ser a noiva do conde de gelo. Edward é um homem frio e arrogante, disposto a qualquer coisa para se vingar do francês que destruiu seu irmão, até mesmo embarcar para a França em companhia de uma desconhecida, apresentando-a como sua noiva. Ele conhece os riscos da empreitada, só não está preparado para os sentimentos contraditórios que invadem seu coração.

unnamed (1)3- UM AMOR INESPERADO:

Na antiga Inglaterra, Amélia embarca em um plano mirabolante com o único objetivo de se livrar do seu terrível tutor: casar-se com um total desconhecido e, ainda por cima, prisioneiro da Coroa Britânica à espera da execução. O plano parece dar certo. Ela se considera viúva e já não sente mais a presença obscura de seu guardião. Mas o mundo de Amélia vira de ponta-cabeça quando lorde Cunnington, o herdeiro até então ignorado do conde de Hartford, assume as propriedades e é recebido como herói na sociedade local. Tudo estaria bem, não fosse o fato de ele ser o prisioneiro que ela havia se casado no submundo daquela fétida prisão. Amélia, agora, precisa enfrentar a vingança do homem cujo nome ela comprou e os novos sentimentos que a simples presença daqueles olhos negros desperta nela.

unnamed (2)4- UM AMOR APAIXONADO:

Prudence não é prudente. Ao contrário do que seu nome indica, ela anseia por aventura. Dona de um espírito livre e apaixonado, ela é a menos tradicional filha de um duque inglês. Desde menina sentia uma vontade imensurável de conhecer os mistérios do Oriente e sua amizade com o príncipe Bahman Al Kaled, iniciada ainda na infância de forma inusitada, a fez desenvolver verdadeira obsessão pela Arábia. Quando surge a oportunidade perfeita para realizar seu sonho de viajar até lá, vê-se obrigada a ficar sob a tutela e proteção de um príncipe arrogante, insuportável e irresistível!

Ao contrário do irmão mais velho, o príncipe Táriq odeia o povo inglês, mas o destino coloca sob sua responsabilidade justamente uma nobre inglesa, que acredita ser a síntese da mulher fútil e manipuladora que ele tanto despreza. Mas seu país precisa de uma aliança política e cabe a ele evitar que a ousada filha do duque de Barrington seja sequestrada em sua viagem a caminho do palácio Madinat al-Zahr. Tudo teria se resolvido em poucos dias se uma terrível tempestade de areia não tivesse atravessado o caminho deles. Após dias e noites sozinhos no deserto, a reputação de Lady Sinclair fica irremediavelmente comprometida e ele terá de encarar seu pior pesadelo: um casamento, pelo bem de seu país e pela honra da jovem.

Será que de um casamento forçado pode nascer um amor apaixonado?

(Minha sorte é que os livros 3 e 4 só vão estar disponíveis em Maio e Junho, mas já quero garantir na pré venda que vem com um kit de marcadores lindos!)

9788580416800.png.200x300_q85_upscale

5- Quando a Bela, domou a Fera:

Quando a Bela domou a Fera é uma deliciosa releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos. Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.

Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas.

No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?

9788580416787.png.200x300_q85_upscale6- Irmãos de Sangue:

A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca.

Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra.

Vinte e um anos depois do pacto, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho fenômeno e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa,

Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.

Em Irmãos de sangue, Nora Roberts mostra uma nova faceta como escritora, dando início a uma trilogia arrebatadora em que o amor é a força necessária para vencer os sombrios obstáculos de um lugar dominado pelo mal.

 

9788580416589.png.200x300_q85_upscale7- O sol também é uma estrela:

Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história.

Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois.

O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?

9788580416824.png.200x300_q85_upscale8- Jardins da Lua:

Desde pequeno, Ganoes Paran decidiu trocar os privilégios da nobreza malazana por uma vida a serviço do exército imperial. O que o jovem capitão não sabia, porém, era que seu destino acabaria entrelaçado aos desígnios dos deuses, e que ele seria praticamente arremessado ao centro de um dos maiores conflitos que o Império Malazano já tinha visto.

Paran é enviado a Darujhistan, a última entre as Cidades Livres de Genabackis, onde deve assumir o comando dos Queimadores de Pontes, um lendário esquadrão de elite. O local ainda resiste à ocupação malazana e é a joia cobiçada pela imperatriz Laseen, que não está disposta a estancar o derramamento de sangue enquanto não conquistá-lo.

Porém, em pouco tempo fica claro que essa não será uma campanha militar comum: na Cidade do Fogo Azul não está em jogo apenas o futuro do Império Malazano, mas estão envolvidos também deuses ancestrais, criaturas das sombras e uma magia de poder inimaginável.

Em Jardins da lua, Steven Erikson nos apresenta um universo complexo de cenários estonteantes e ações vertiginosas que mostram por que esta é considerada uma das maiores sagas épicas.

unnamed (3)

9- Belinda:

Mrs. Stanhope fez de tudo até consegui que a  dama mais elegante e influente de Londres, a notória lady Delacour, uma viscondessa, levasse sua última sobrinha solteira para passar uma temporada com ela.  A esperança da tia era que Belinda conseguisse, com o as suas demais primas, um bom e rico marido. Belinda, então, foi jogada num tumulto social e acabou se envolvendo nos conflitos familiares da aristocrática família Delacour. Enquanto a belíssima lady Delacour tenta chamar a atenção de Clarence Hervey e outros cavalheiros para si com coquetismo, vivendo uma agitada vida social, como se o mundo fosse acabar amanhã, ela enfurece lorde Delacour, causando uma tragédia. Mas a lady esconde um grande segredo. Em meio à agitada vida social, o coração da jovem Belinda é tocado por Mr. Hervey, mas ele está comprometido com outra. Resta a Belinda se casar com Mr. Vicent, o protegido dos sóbrios e racionais Percivals.

Belinda é a história envolvente de uma jovem mulher forte, que luta para manter sua integridade, mesmo estando sob a tutela de um mau exemplo experiente na forma de uma lady elegante.

02SKU_UmEstranhoNumaTerraEstranha.png10- Um Estranho Numa Terra Estranha:

Um Estranho Numa Terra Estranha traz a história de Valentine Michael Smith, um humano criado em Marte. Ao ser trazido à Terra, ele entra em contato pela primeira vez com seus iguais e se esforça para entender os costumes, a moral e as regras sociais que definem os estranhos terráqueos. Em meio a diversas barreiras, o homem de Marte se esforça para grokar (termo em marciano, criado pelo autor, com diversos significados, como: beber, sentir, aprender e fazer parte) esse mundo tão alienígena a ele, enquanto procura explicar à humanidade seus próprios conceitos fundamentais, bem como suas concepções de amor e respeito.

No romance, o leitor irá se deparar com os mais diversos tópicos de discussão: desde o amor livre, passando por críticas ao consumismo e até às instituições cristãs. A obra é vista como uma afronta ao moralismo e à cultura da época e, graças à sua mensagem de liberdade, tornou-se um manifesto do movimento hippie da década de 1970.

É quase inevitável não fazer uma comparação com Tropas Estelares, também escrito por Heinlein. Enquanto Tropas, lançado em 1959, apresenta um viés mais militarista e conservador, Um Estranho Numa Terra Estranha, lançado dois anos depois, chegou ao público repleto de críticas sociais, hedonismo, e uma clara insatisfação com a cultura de sua época. Essas duas obras totalmente distintas, lançadas em um curto período de tempo, demonstram a versatilidade e a genialidade de Heinlein, que, ao lado de Arthur C. Clarke e Isaac Asimov, é considerado um dos maiores autores da ficção científica.

Continuar lendo “[Lançamentos] Wishlist de Abril – Parte 2: Declarando falência!”

[Lançamentos] Wishlist de Abril – Parte 1:

As editoras tem se especializado em querer me falir de vez. A cada mês é um tiro diferente, e a conta bancaria ficando cada dia mais vazia!

Abril não seria diferente, e para ajudar a vocês a conhecerem um pouco mais sobre o que está vindo por ai, separei a minha Wish List de Abril (que segundo o Itaú, vai ficar só no wish mesmo).

capa-beauty-of-darkness-3d-darkside-books-lancamento-marco1- The Beauty of Darkness – As Crônicas de Amor e Ódio Vol. 03:

Lia sobreviveu a Venda, mas não foi a única. Um grande mal pretende destruir o reino de Morrighan, e somente ela pode impedi-lo. Com a guerra no horizonte, Lia não tem escolha a não ser assumir seu papel de Primeira Filha, como uma verdadeira guerreira — e líder.

Enquanto luta para chegar a Morrighan a tempo de salvar seu povo, ela precisa cuidar do seu coração e seus sentimentos conflituosos em relação a Rafe e as suspeitas contra Kaden, que a tem perseguido. Nesta conclusão de tirar o fôlego, os traidores devem ser aniquilados, sacrifícios precisam ser feitos e conflitos que pareciam insolúveis terão que ser superados enquanto o futuro de todos os reinos está por um fio e nas mãos dessa determinada e inigualável mulher.

beauty-of-darkness-darkside-books-banner-site

 

download2- O Ceifador – Scythe Vol.01:

A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria… Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade.
Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador — um papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a “arte” da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão — ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais —, podem colocar a própria vida em risco.

capa-023- Sociedade de J.M. Barrie:

Joey, uma arquiteta nova-iorquina que só pensa em trabalho, está em Cotswolds para supervisionar a restauração da majestosa mansão que inspirou J. M. Barrie a escrever Peter Pan.

Os moradores da região não foram exatamente receptivos e também havia um problema com o zelador da mansão, um homem que parecia determinado a arruinar os planos dela. Com essa situação, Joey logo começa a pensar que não conseguirá fazer nada certo neste projeto e também em sua vida até descobrir a Sociedade de Natação de Senhoras J. M. Barrie e começar a nadar com elas em sua Terra do Nunca particular.

Para Joey, conhecer Aggie, Gala, Meg, Viv e Lilia vai ser uma grandeexperiência de vida o começo de um relacionamento que vai transformá-la de uma maneira mais que extraordinária…

Para Joey, conhecer Aggie, Gala, Meg, Viv e Lilia vai ser uma grande experiência de vida, o começo de um relacionamento que vai transformá-la de uma maneira mais que extraordinária…

capa-abominacao-darkside-books-gary-whitta-3d.png4- Abominação:

O reinado de Wessex foi o único de toda a Inglaterra que escapou dos invasores dinamarqueses. Seu rei, Alfredo, o Grande, negocia um acordo com os bárbaros do Mar do Norte, mesmo sabendo que eles não são exatamente os maiores adeptos da paz. É preciso estar preparado, a guerra pode recomeçar a qualquer momento. O arcebispo de Canterbury oferece proteção ao reino, através de feitiços descobertos por ele em velhos pergaminhos. O rei só não poderia imaginar que a magia seria ainda mais perigosa que os próprios vikings.

abominacao-darkside-books-gary-whitta-banner-768x382.png

mais-do-que-isso_capa5- Mais do que isso:

Um garoto se afoga, desesperado e sozinho em seus momentos finais. E morre. Então ele acorda. Nu, ferido e com muita sede, mas vivo.

Como pode ser? Que lugar é este, tão estranho e deserto?
Enquanto se esforça para compreender a lógica de seu pior pesadelo, o garoto ousa ter esperança. Poderia isto não ser o fim? Poderia haver mais desta vida, ou quem sabe da outra vida?

Do premiado autor Patrick Ness, o mais perturbador romance Young Adult do nosso tempo.

9788581638515_16- Angus – O Primeiro Guerreiro:

Bretanha, ano de Nosso Senhor de 863. Cidades e monastérios são deitados ao chão. Os invasores fazem frente aos maiores reis da Bretanha, tudo se torna árido pela devastação. A morte se espalha por toda parte. Mas há um guerreiro de nome Angus MacLachlan, que não
parece tombar diante dos ataques daneses. Ele não se curva aos dominadores nórdicos. Parece abençoado, luminoso, assim como luminosa é sua espada a espalhar cadáveres dos invasores.
Ele parece libertar os cativos e propor uma nova resistência. Ele parece unifi car reis. Um oponente terrível contra a invasão, que tenta destruir a Bretanha e seus reinos para sempre

Angus – O Primeiro Guerreiro é o início de uma trilogia medieval ricamente ilustrada, que mistura literatura fantástica com importantes fatos históricos da humanidade.

ariel_e_a_prola_da_sabedoria_2871278090b7- Ariel e a Pérola da Sabedoria:

Ariel é a princesa-sereia caçula do reino submarino governado pelo Rei Tritão, seu pai. A vida da Pequena Sereia é repleta de compromissos reais entediantes e aulas cansativas, sendo sempre supervisionada pelo conselheiro real, o siri Sebastião. A maior diversão de Ariel nas horas vagas é explorar o mar com seu inseparável amigo, Linguado, à procura de tesouros provenientes do mundo humano, que tanto sonha em conhecer.
Porém, tudo muda quando, em um passeio, conhece Nyssa, uma jovem sereia rebelde que a envolve em uma incrível e perigosa aventura em busca de um dos maiores mistérios dos sete mares: a Pérola da Sabedoria. Será que nossa Pequena Sereia vai dar conta desse mistério sem se meter em confusão?

pecadora_1488495608650875sk1488495608b8- Pecadora:

Todos nós éramos pecadores. Somente uma coisa diferenciava um pecador: as escolhas. Saber o certo e escolher seguir pelo caminho errado em vez de fazer o que era correto. Fechei os olhos. Apesar de tudo que tinha feito naquela noite, não me arrependi. Era pecado, era perdição, mas também era mais do que eu já tinha sonhado em ter. ––– Entre a rígida criação religiosa e o desejo que sempre a consumiu, Isabel precisa se encontrar. Casada há quatro anos com Isaque, seu namorado de adolescência, a jovem sabe que a relação está longe de ser satisfatória. Mas é só quando Isaque fica amigo de Enrico, um publicitário solteiro e bem-sucedido, que a situação começa a ficar insustentável. Agnóstico, sem amarras e cheio de mulheres, Enrico é tudo o que Isabel acredita rejeitar, mas ela não consegue deixar de se sentir interessada pelas histórias que o marido conta dele. Para piorar, ela consegue um emprego na agência dele, e agora terá de passar os dias ao lado do homem que traz à tona seus sentimentos mais proibidos.

inesquecivel_1487808353648051sk1487808353b9- Inesquecível:

Após um acidente aéreo, uma garota é encontrada ilesa e sem memória em meio aos destroços em pleno oceano Pacífico. Ela não estava na lista de passageiros da aeronave e seu DNA e suas impressões digitais não são reconhecidos em nenhum lugar do mundo. Sua única esperança é um garoto estranho e sedutor que afirma conhecê-la. E que eles eram apaixonados um pelo outro. Mas será que ela pode confiar nele para recuperar seu passado e descobrir quem ela realmente é?

10-  The X Files – Origens: Agente do Caos

Baseado na série clássica Arquivo X, THE X-FILES: Agente do caos conta a adolescência do personagem inesquecível Fox Mulder, abordando como os personagens começaram a se interessar por temas como teorias da conspiração, OVNIS e o oculto.

agente_do_caos_1485020621646369sk1485020621b

Bônus (caso aceitem que eu pague com um rim ou parte do fígado):

advogado_do_diabo_1485020568646370sk1485020568b

  • The X Files – Origens: Advogado do Diabo:

Baseado na série clássica Arquivo X, os dois livros THE X-FILES: Agent of Chaos e THE X-FILES: Devil’s Advocate contam a adolescência dos personagens inesquecíveis Fox Mulder e Dana Scully, abordando como os personagens começaram a se interessar por temas como teorias da conspiração, OVNIS e o oculto.

na_escuridao_da_floresta_1487814186657380sk1487814186b

  • Na Escuridão da Floresta:

Castella Cresswell e seus cinco irmãos sabem o que é ser diferente. O mundo deles se resume à casa decrépita da família na escuridão da floresta. Os irmãos obedecem estritamente às leis de Deus, cujas mensagens são transmitidas através de seu pai. Uma delas diz que eles são as únicas pessoas puras na terra e deverão se casar uns com os outros em uma cerimônia divina. Na escola, eles ainda são encarados como os esquisitos de sempre, que aparecem com hematomas inexplicados e vivem em completo isolamento. Até Castley ser obrigada a fazer dupla com George Gray, que oferece a ela um vislumbre do que é uma vida com liberdade e opções. O mundo de Castley rapidamente se expande para além da floresta que ela conhece tão bem e das crenças que um dia ela pensou serem as únicas verdades. Há um futuro esperando por ela se conseguir escapar das garras de seu pai, mas a garota se recusa a deixar os irmãos para trás. E, justo quando ela começa a bolar um plano, seu pai faz um anúncio arrepiante: os Cresswell em breve retornarão para seu lar no paraíso. Com o tempo se esgotando, Castley precisa arrumar um jeito de expor toda a extensão da loucura de seu pai. A floresta manteve a verdade no escuro por muito tempo, e agora Castley pode ser a última esperança de salvação para os irmãos Cresswell.

prometo_perder_1488919309660815sk1488919309b

  • Prometo Perder:

A mais recente incursão do escritor português, que é sucesso na internet, por um universo poético e cheio de sensações, do qual leitor algum sairá o mesmo. Em uma viagem intimista e desconcertante, Pedro Chagas Freitas caminha, em Prometo perder, até o interior da emoção: da saudade ao desejo, da rebeldia à submissão, da dor ao amor, nada ficará por tocar. Permita-se sentir. “Prometo perder. Prometo por vezes fraquejar, por vezes cair, por vezes ser incapaz de ganhar. Nem sempre conseguirei superar, nem sempre conseguirei ultrapassar. Nem sempre poderei ser capaz de ir tão longe como você me pede, de te dar exatamente o que você merecia que eu te desse. O que desesperadamente te quero dar. Nem sempre conseguirei sorrir, também. “Prometo perder”. Prometo ainda me manter vivo depois de cada derrota, resistir ao peso insustentável de cada impossibilidade. Há de haver momentos em que sem querer te magoarei, momentos em que sem querer tocarei no lado errado da ferida. Mas o que nunca vai acontecer é desistir só porque perdi, parar só porque é mais fácil, ceder só porque dói construir. “Prometo Perder”. Porque só quem ama corre o risco de perder; os outros correm apenas o risco de continuar perdidos. “Prometo Perder”. Porque só quem nunca amou nunca perdeu.”

Continuar lendo “[Lançamentos] Wishlist de Abril – Parte 1:”

[Resenha] Matéria Escura

materia_escura_1484658590645465sk1484658590bLivro: Matéria Escura
Autor: Blake Crouch
Editora: Intrínseca
Ano: 2017
Páginas: 343
Sinopse: VOCÊ É FELIZ COM A VIDA QUE TEM?
Essas são as últimas palavras que Jason Dessen ouve 
antes de acordar num laboratório, preso a uma maca. 
Raptado por um homem mascarado, Jason é levado para 
uma usina abandonada e deixado inconsciente. 
Quando acorda, um estranho sorri para ele, dizendo: 
“Bem-vindo de volta, amigo.”

Neste novo mundo, Jason leva outra vida. 
Sua esposa não é sua esposa, seu filho nunca nasceu e, em vez de professor numa 
universidade mediana, ele é um gênio da física quântica que conseguiu um feito 
inimaginável. Algo impossível. Será que é este seu mundo, e o outro é apenas um 
sonho? E, se esta não for a vida que ele sempre levou, como voltar para sua 
família e tudo que ele conhece por realidade?

Com ritmo veloz e muita ação, Matéria escura nos leva a um universo muito 
maior do que imaginamos, ao mesmo tempo em que comove ao colocar em primeiro 
plano o amor pela família. Marcante e intimista, seus múltiplos cenários 
compõem uma história que aborda questões profundamente humanas, 
como identidade, o peso das escolhas e até onde vamos para recuperar 
a vida com que sonhamos.

Com certeza você já ouviu falar que a vida é feita de escolhas. Que se nós estamos onde estamos, ou somos quem somos é porque em algum momento da nossa vida escolhemos isso.

Não há avisos quando tudo está prestes a mudar, a ser tomado de você. Nenhum alerta de proximidade, nenhuma placa indicando a beira do precipício. E talvez seja isso que torna a tragédia tão trágica. Não é apenas o que acontece, mas como acontece: um soco que vem do nada, quando você menos espera. Não dá tempo de se esquivar ou se proteger.

São nossas escolhas que nos definem e definem nossos caminhos. Por exemplo: se a 7 anos atrás eu tivesse aceitado seguir carreira de modelo, ao invés de criar um blog sobre literatura, é muito pouco provável que eu estivesse aqui hoje conversando com vocês.

A gente fica tão imerso na rotina que acaba deixando de ver as pessoas que amamos como realmente são.

E quando não estamos muito felizes com nossas vidas, vocês já pararam para pensar como ela seria se você tivesse escolhido o comprimido azul ao invés do vermelho?

Todos nós vivemos, dia após dia, totalmente alheios ao fato de que fazemos parte de uma realidade muito maior e mais estanha do que se pode imaginar.

Jason Dessen não tem uma das melhores vidas. Ele é professor de física em uma universidade, recebe um salário medíocre, tem um carro horrível, uma esposa amada e um filho adolescente. Mas um dia tudo isso muda, quando Jason Dessen de outra realidade, o sequestra e troca de lugar e de vida com ele.

Cada momento, cada respiração, contém uma escolha. Mas a vida é imperfeita. Fazemos escolhas erradas. Então, acabemos vivendo em perpétuo arrependimento. Não existe nada pior do que isso. 

Agora ele é um cientista renomado, rico e recluso, que desenvolveu uma caixa que permite que as pessoas entrem em um estado de superposição, sendo assim levadas para outras realidades, criadas a partir de escolhas não feitas. Jason precisa agora entrar na Caixa e encontrar um meio de retornar a sua esposa, seu filho, sua casa, SUA VIDA.

A Caixa não é muito diferente da vida. Se você entrar com medo, vai encontrar medo.

O livro é uma ficção cientifica soft, mas com questionamentos que estimulam ao leitor repensar a própria vida e as escolhas. A Editora Intrínseca nos presenteia com uma edição maravilhosa, se um projeto gráfico super bem desenvolvido, e com acabamentos que vem se tornando característicos da nova Intrínseca.

51c45c55-a554-4439-9ba2-b660daf0aa7e

Esse é uma daqueles livros que te atinge como um soco no estomago, e te faz vomitar todas as emoções e de forma que te força a pensar em uma unica pergunta que permeia o livro inteiro:

Você é feliz com a vida que tem?

Continuar lendo “[Resenha] Matéria Escura”

[Lançamentos] Com Você – Juliana Parrini

Oi Seus Lindos!

Todos nós amamos livros que prometem nos fazer chorar bastante, e a nossa parceira Juliana Parrini está nos trazendo seu novo livro “Com Você”, um livro que promete não só nos fazer chorar, como também repensar a vida.

Juliana Parrini é autora dos best sellers “Depois do que aconteceu”, “Antes que aconteça”, e “Novamente Você”, e agora lança “Com Você” um romance sobre superações e aprendizados com as chances que a vida nos dá.

 

capa_ComVoce_JulianaParriniLetícia Liana tinha motivos de sobra para comemorar a sua vida. Depois de ficar conhecida nacionalmente por escapar de um acidente aéreo fatal, a psicóloga divide seu tempo entre seu consultório, palestras motivacionais e vídeos na internet. 
Sua vida era, aparentemente, perfeita. Porém, à noite, sozinha em seu quarto, afogada em pensamentos autodestrutivos, todas as cargas de ser o motivo de esperança para as pessoas pesavam e Letícia sentia no corpo e na alma as dores de um fortuito destino. 
 
Conrado Vitti tinha problemas. Letícia sabia e a forma misteriosa que sentia desejo em ajudá-lo ia além das grosserias do homem com o coração ferido. Decidido a confrontá-la por não concordar com seus conceitos, Conrado se vê diante do maior desafio da sua vida.  
 
Divergindo opiniões sobre a vida, Conrado e Letícia terão que aprender juntos que a existência não é apenas uma batalha de razões e sentidos. Ela precisa ser vivida, sem que o passado a interrompa impedindo-os de seguir em frente.
No dia 16 de Março a autora começa a publicar os capítulos GRATUITAMENTE  no Wattpad, e vocês também poderão comprar o livro completo na Amazon a partir do dia 27 de Abril.
JulianaParrini_ComVocê
Nós não vemos a hora de conhecer e nos apaixonarmos pela história da Letícia e do Conrado, e vocês também não vão perder  não é mesmo?
Um cheiro e até a próxima!

[Resenha] Darkmouth

darkmouth__os_cacadores_de_le_1484303405644395sk1484303405bLivro: Darkmouth
Autor: Shane Hegarty
Editora: Novo Conceito
Ano: 2017
Páginas: 336
Sinopse: Elas estão chegando!

As Lendas (ou melhor, monstros aterrorizantes que se 
alimentam de humanos) 
invadiram a cidade de Darkmouth. 
Elas querem dominar o mundo.

Mas não entre em pânico! 
Finn, o último dos Caçadores de Lendas, vai nos proteger.
Finn tem doze anos, adora animais, não leva muito jeito para lutar; 
mas é muito, muito esforçado. E todos nós sabemos que ser esforçado é a 
melhor arma contra um Minotauro faminto, né?

Hum... Pensando bem, pode entrar em pânico.
Entre em pânico agora! Corra!

00050784-620x387

Lançado pela Novo Conceito em Fevereiro deste ano. (Lembro-me de ter visto a foto da capa e pensado: nossa, parece legal! Talvez alunos quisessem ler… Após a sinopse, “acredito que eu vá gostar da leitura!” )

Mas… Darkmouth?!?..

Este é o nome da última das Vilas Flageladas. Não, as outras não deixaram de existir, mas não recebem mais portais pelos quais as Lendas adentram o “Mundo Prometido”.

“Tinha uma pureza que era revigorante (…) o ar era tão fresco que Broonie queria bebê-lo.” p.77

Nas outras vilas, os Caçadores de Lendas estão aposentados. Já em Darkmouth Hugo não para e treina Finn, seu filho, para que se torne seu sucessor. Ele é a 42ª geração de caçadores da família e o seu filho será a 43ª. Como se não bastassem os questionamentos internos do Finn, que sonha cursar veterinária, ser periodicamente lembrado das façanhas do maravilhoso inventor-caçador-pai não ajuda o seu jeito desengonçado de ser… E ainda tem que sobreviver à escola!…

“Uma coisa era ser diferente por conta de quem era (…) Outra coisa era ser excluído depois de tentar proteger aquelas pessoas do medo de serem espancadas por uma criatura mítica.” p.28

A população está cada vez mais descontente por ser a única vila a ainda ter problemas com monstros, digo, Lendas, e quer culpar alguém. O sargento Doyle tenta mediar, mas sonha com a transferência para a ilha paradisíaca do Taiti. Precisam de alguém para culpar, permanecendo com a sua ignorância… Que culpa a família tem?

Não, ele não está ou se sente pronto. Mais pressão começa quando o pai é convidado para integrar o Conselho dos Doze e, assim que sacramentado, Finn estará sozinho para proteger Darkmouth. Ele precisa “passar”, “formar-se”, Concluir. Precisa de três caçadas bem sucedidas.

Tentativas:
* 1ª Basilisco: (nada a ver com a imagem que temos após ler/assistir certa coleção J) um réptil estúpido e gordo com uma espécie de bico (p.32);
* 2ª Manticora: corpo de leão, asas curtas e largas de dragão, cauda de escorpião contornada por setas venenosas e a incapacidade de calar a boca (p.33);
* 3ª Minotauro… Que deixou para trás ao ser dissecado um… diamante?!?

6a0128759fd4d6970c01bb07e21959970dNão, nada de diamante! Corônio. Essas pedras são importantes, quando lerem entenderão, não estragarei aqui. Apenas informo que o Finn guardou em segredo após o pai atirar na Lenda. A única pessoa que tem conhecimento dela é a Emmie.

Ãhn… Emmie? Quem seria?.. Ninguém vem para Darkmouth! As pessoas saem da vila!.. Ela chega com o pai, Steve, que veio transferido a trabalho, e quer saber do Finn, faz perguntas infindas, quer conhecer sua casa… Casa. No longo corredor que acaba na biblioteca, 43 quadros. Os dois últimos, molduras vazias: serão do Hugo e do Finn. Antes delas… sobrenomes?

 

“Nós ganhamos um. Cada uma dessas pessoas ganhou o nome por causa de algo que fez ou pela sua personalidade.” p.65.

Bisavô: Geraldo, o Decepcionado. Avô: Niall Linguanegra (foi o primeiro a “tentar conversar com as Lendas, argumentar com elas e procurar entender por que queriam vir para este mundo” p.68)

O que houve com o avô? “Ninguém gosta de falar sobre isso.”

O pai será Hugo, o Grande.

Sim, não podemos esquecer que os Caçadores tem sempre um Reparador, alguém que ajuda a arrumar peças, conserta… mas não participa das caçadas ou assuntos concernentes aos Caçadores de Lendas. O do Hugo é um velho conhecido, o Sr.Glad.

“Civis não podem se tornar Caçadores de Lendas, mas alguns de nós encontramos maneiras de sermos úteis. Viajando pelas Vilas Flageladas, fazendo armas, consertando equipamentos, fornecendo materiais. Não é o que se pode chamar de uma função oficial. Os Doze gostam de nos manter escondidos, como você pode ver.” p.90.

– Loja feia, “apagada”, bagunçada, escondida –

Sim, a história do Shane Hegarty envolve, tem uma escrita acessível, cativa. Angustiei-me com o Finn, duvidei com ele, suspeitei, torci… Compreendo seus questionamentos, receios… Como ele, quis saber da tal profecia que o Broonie, um hogboon legalzinho que até ajuda apesar de dissecado, revivido, dissecado, revivido… Coitado! Ele foi uma lenda enviada pelo terrível Gantrua para dar um recado e levar uma pedra de corônio (elas vem do Mundo Infestado). Há mistérios a serem desvendados, visitas inusitadas, procura de mapa e o terrível retângulo de pergaminho na última página:

CONTINUA

Um abraço,
Carolina.

[Resenha] Logan

loganposter2Filme: Logan

Diretor: James Mangold

Ano: 2017

Elenco: Hugh Jackman, Patrick Stewart, Boyd Holbrook, 
Dafne Keen

Sinopse: Logan mais velho e amargurado se vê com a missão 
de levar uma garota em segurança até a fronteira para que 
ela possa ter uma vida melhor.

PESADO. Essa é a palavra que vem em minha cabeça quando penso nesse filme, pesado. Depois de Deadpool a Fox resolveu investir em outro filme com classificação indicativa mais alta, aqui no Brasil é de 16 anos, e acertou em cheio. Com um filme mais adulto, mais violento e mais dramático Logan tem grande chances de ser o melhor filme de herói do ano e com certeza é um dos melhores dos últimos tempos.

Eu sempre me incomodei com a falta de sangue em filmes de herói, a maioria dos filmes por serem para um público mais infantil deixa de mostrar a violência que existe nos quadrinhos. Como esse monte de herói bate, atira e joga diversos tipos de poderes nos inimigos mas ninguém perde um membro, ninguém sangra muito, ninguém tem os miolos espalhados pelo chão? Bom em Logan tem tudo isso e mais. O filme tem a classificação indicativa mais alta com razão então eu não recomendo levar crianças para assisti-lo, pois tem muita violência, palavrões e até nudes (mas não do Hugh Jackman já vou logo avisando).

giphy
Nesse filme vemos um Logan velho e um Charles Xavier bem deteriorado que tentam juntos levar a pequena Laura até um local seguro. O Wolverine está bem depressivo e raivoso nesse filme, ele já não tem mais a força e vitalidade de antes mas sempre precisa usar sua força, que não é mais a mesma, para ajudar os outros. E é ai que nos apaixonamos pela pequena Laura, ela é tão raivosa quanto o Logan mas como é nova ela tem mais energia e consegue ajudar nas lutas. Lutas essas que são bem feitas e dão agonia por conta da violência.

wJmpmu
O filme é bem dramático apesar do filme nem nos dar tempo de chorar, porque depois de uma desgraça acontecia outra e outra, e você se sente angustiado.
Logan é aquele filme que depois que você assiste você fica sem palavras e só consegue pensar ” menina senti o impacto”.

[Resenhista Convidado] O Feiticeiro de Terramar

o_feiticeiro_de_terramar_1470088093571388sk1470088093bLivro: O Feiticeiro de Terramar (Ciclo de Terramar #1)

Autora: Ursula K. Le Guin

Ano: 2016

Editora: Arqueiro

Páginas: 176

Sinopse: Há quem diga que o feiticeiro mais poderoso 
de todos os tempos é um homem chamado Gavião. 
Este livro narra as aventuras de Ged, o menino que um 
dia se tornará essa lenda.
Ainda pequeno, o pastor órfão de mãe descobriu seus poderes e foi para uma 
escola de magos. Porém, deslumbrado com tudo o que a magia podia lhe proporcionar,
Ged foi logo dominado pelo orgulho e a impaciência e, sem querer, libertou um 
grande mal, um monstro assustador que o levou a uma cruzada mortal pelos mares 
solitários.
Publicado originalmente em 1968, O feiticeiro de Terramar se tornou um 
clássico da literatura de fantasia. Ged é um predecessor em magia e rebeldia de 
Harry Potter. E Ursula K. Le Guin é uma referência para escritores do gênero como
Patrick Rothfuss, Joe Abercrombie e Neil Gaiman.

“Conheci” a Úrsula K. Le Guin através de um discurso que fez ao receber premiação, exibido em um evento da Aleph sobre ficção científica. Fiquei encantada!… Este, O feiticeiro de Terramar, não tinha ainda sido publicado pela Editora Arqueiro. Ganhei meu exemplar de presente, com direito a dedicatória, na Bienal de 2016!.. Obrigada, May!!

Questionava-me… Como mencionar minha afeição pelo Ged, pelo Vetch/Estarriol… – Sim, quando ele confidenciou seu nome verdadeiro ao amigo confiou em mim também!

“(…) Aquele que sabe o nome de um homem tem a vida desse homem nas mãos.” p.71

Ged nasceu Dune, na Ilha de Gond, apelidado de Gavião. A mãe morreu antes que completasse um ano de vida, os seis irmãos ganharam o mundo e o pai… um bruto. Assim cresceu: sem carinho, selagem, ágil, barulhento, de gênio forte – bela apresentação! Descobre seu poder “sem querer”, ao ouvir algo e repetir para rebanho… E em pouco tempo salva a vila em que mora, sofrendo consequências do abuso do poder e conhecendo seu mestre: Ogion, o Silencioso. Ironia para um barulhento?.. ☺

A impaciência o leva para aprendizados com outros mestres, após primeiro embate proporcionado pela vaidade.

Parte para a cidade de Thwil, onde frequenta escola. Lá forma outro laço forte: amizade com o Vetch.

“… ele tinha uma habilidade maior, que não se ensina: a bondade.” p.47

(Já o Jaspe…)

Mestre Malabar suavemente adverte contra o perigo… escuridão; Mestre dos nomes, sr. Kurremkarmerreck… necessidade do equilíbrio. Mestre Nemmerle esgota sua força vital ao intervir em uma situação…

Ao “libertar sombra”, mudança… Tudo muda.

“Cicatriz”. Estudo. Formação. Cajado. Aprendizagens. Nova partida. Dragão – dragões. (E que capa LINDA!!…) Mata maioria dos filhotes, “domina a mãe” com seu nome verdadeiro. Amarração. – Promessa e oferta recusada. Sabe como dragões são..! Nova partida… A Jornada do Herói…

A Úrsula nos leva a lugares, apresenta pessoas, seres, fazemos amizades como o Ged, afeiçoamo-nos ao Oath, aceitamos a viagem de descoberta/captura, lidamos com seres, adentramos fortalezas, conhecemos pedra falante e recebemos nova oferta. Porém, sabemos: o que vem fácil não tem tanto valor e pode custar alto. Precisamos das buscas próprias, enfrentar nossos monstros, cuidar das nossas palavras…

“…Para a palavra ser dita deve haver o silêncio…”p.153

Tomamos outras formas buscando escapar… Contudo, sabemos: é necessário enfrentar.

“Mestre (…) Eu voltei para o senhor da mesma forma que parti: um tolo.” p.121

Temos que decidir entre sermos caça e fugirmos, ou caçadores, e adentrar a mata, buscar, solucionar.

E o que fazer para enfrentar as Sombras?

Você pode me responder que lançar luz forte, em ângulo correto… Pode sugerir “desligar o interruptor” – no escuro a sombra não propaga… E quando esta não se relaciona diretamente com luz ou ausência da mesma, mas algo inerente?…

“…Em silêncio, homem e sombra se encontraram frente a frente e pararam.” p.166

Ursula, agradeço por ter aceito o pedido do editor e ter escrito a boa e velha fantasia, pura, sem misturá-la com ficção fientífica”(p.172), em 1968! Aguardo ansiosa nosso reencontro no livro dois! 😉

Um abraço,

Carolina.