[Filmes] La La Land – Cantando Estações

mv5bmzuzndm2nzm2mv5bml5banbnxkftztgwntm3ntg4ote-_v1_ux182_cr00182268_al_Filme: La La Land Cantando Estações
Ano:2016
Diretor: Damien Chazelle
Elenco: Emma Stone, Ryan Gosling, John Legend
Resumo: Ao chegar em Los Angeles o pianista de jazz 
Sebastian (Ryan Gosling) conhece a atriz iniciante Mia 
(Emma Stone) e os dois se apaixonam perdidamente. 
Em busca de oportunidades para suas carreiras na 
competitiva cidade, os jovens tentam fazer o 
relacionamento amoroso dar certo enquanto perseguem fama 
e sucesso.

source

La La Land é o grande favorito a ganhar o Oscar de Melhor Filme de 2017 e ja ganhou vários prêmios no Globo de Ouro. Esse aclamado filme se passa em Los Angeles, cidade onde fica os grandes estúdios de cinema e Hollywood e por conta disso Mia, que sonha em ser atriz, se muda para la. Ela trabalha como garçonete para se sustentar enquanto faz teste atrás de teste em busca de uma chance de atuar. Já Sebastian é músico e trabalha como pianista em restaurantes mas seu grande sonho é abrir um bar de jazz.
O filme mostra o caminho que diversos artistas famosos percorreram até alcançarem o estrelato. Com muitas portas fechadas, muitos nãos e muitos tropeços na esperança de que uma oportunidade apareça.

giphy
Com uma fotografia magnífica, e direção impecável La La Land te cativa desde o começo. É um musical colorido e cheio de referências que faz uma bela homenagem ao meio artístico.
Emma Stone entrega a sua melhor atuação e me surpreendeu com sua linda voz nas músicas. Já Ryan não me agradou muito como cantor mas ele está ótimo como ator. O casal principal tem uma química impressionante, Emma e Ryan ja fizeram outros filmes antes mas nesse eles têm uma sintonia incrível. E fazem você torcer muito pela Mia e Sebastian.
As cenas musicais são bem executadas e dão vontade de sair dançando junto, além de não atrapalharem nem um pouco no andamento do filme e nem deixarem mais difícil de entender as cenas. Mas eu confesso que queria mais músicas ainda. Achei pouco.
O filme é leve e inspirador. Um dos melhores musicais dos últimos tempos. E qualquer prêmio que receber é merecido.

Mesmo que você não goste de musicais assista La La Land porque é um belo filme.

City of Stars are you shinning just for me?

Leia mais »

Anúncios

{Resenha} Elle (2016)


Filme: Elle
Elenco: Isabelle Huppert, Laurent Lafitte,
Anne Consigny, Charles Berling, Judith Magre
Direção: Paul Verhoeven
Gênero: Drama
Ano: 2016
Sinopse: Michèle (Isabelle Huppert) é a 
executiva-chefe de uma empresa de videogames, 
mas sua rotina é quebrada quando ela é atacada 
por um desconhecido, dentro de sua própria casa. 
No entanto, ela decide não deixar que isso a abale.
O problema é que o agressor misterioso ainda não
 desistiu dela. (fonte: filmow.com)

Hello, hello, hello!

A temporada de premiações começou! E hoje vamos falar de um dos concorrentes mais fortes à categoria de Filme Estrangeiro e à corrida acirrada de atriz principal.

Elle é um drama dirigido por Paul Verhoeven, adaptação do livro “Oh…” de  Philippe Djian. A história começa com o estupro de Michèle Leblanc, chefe de uma empresa desenvolvedora de games. Porém percebemos que sua reação é peculiar. Após o acontecido, Michèle simplesmente levanta, arruma sua casa do estrago que o confronto causou e continua com  sua vida. Apenas dias depois ela decide revelar o abuso para seu ex-marido e amigos em um jantar. Também deixa bem claro que não vai reportar nada à polícia pois acha desnecessário.

Mas Michèle não esquece o acontecido. Ela passa a observar com mais atenção as pessoas ao seu redor e procura se proteger mais. Seu agressor também não a esquece, e a ataca novamente. Assim, a história vira um jogo de gato e rato repleto de violência e suspense.

O melhor do filme, com certeza é a personagem principal. O longa é apenas um estudo sobre ela e como ela lida com o incidente. Michèle é uma pessoa fria, distante e calculadora. Ela repara em tudo e em todos e sempre está um passo a frente e um degrau acima da outra pessoa. Em nenhum momento ela tenta conquistar a empatia do espectador, mesmo sendo a vítima da história você não se pega em nenhum momento com dó.

A interpretação de Isabelle é maravilhosa, minimalista e incrível de assistir. Ela nunca deixa sua personagem parecer fraca ou indefesa, nem deixa o espectador penetrar em outras camadas.

Elle é um filme sobre vingança, violência, prazeres ocultos, traição e um pouco mais. Doentio mas ao mesmo tempo realista. Recomendo muito que vocês assistam e já estou na torcida por Isabelle Huppert, que ganhou minha admiração junto com muitos prêmios, incluindo o Globo de Ouro.

Até mais, e obrigado pelos peixes!

[Texto] Aos meus 3 mil amigos

Não faz muito tempo, eu era só outro garoto lendo. Fosse no carro, na escola, em casa, no shopping… Eu era outro garoto lendo. Um dia, cansado de tanto ler e não ter com quem conversar eu tive a bizarra ideia de criar um blog. Uma forma de expor minhas idéias e minhas opiniões para outros garotos e garotas que liam independente do lugar onde estivessem (claro que não estou falando desse blog. Mas do meu primeiro.). Onde eu poderia imaginar que hoje eu seria o Outro Garoto Lendo?

Lembro que quando completei 50 seguidores com aquele blog de layout grotesco, vários erros na construção das resenhas e uma linguagem nada apropriada, eu comemorei com como se tivesse ganhado 50 novos amigos.

Cinco anos se passaram. Desde aquele dia, já passei por 6 blogs, 10 fanpages e 3 Instagram. Mas o sentimento é o mesmo de quando consegui aqueles 50 amigos. Porém hoje o número é muito maior, o blog é algo maior.

Nos últimos 9 meses, conquistei 3 mil novos amigos na nossa pagina do facebook, um numero que graças as forças que comandam o universo, não para de crescer. Para vocês isso pode ser algo bobo, banal, ou não afetar em nada na sua vida. Mas para mim, que escolhi fazer isso por amor pelo resto da vida, isso não tem preço.

Por isso, aos meus meus 3 mil AMIGOS, deixo aqui o meu muito obrigado! Vocês são parte da minha vida, e uma das mais importantes. Que enquanto você estiver lendo esse texto, você se sinta devidamente abraçado, com todo o meu carinho e gratidão.

O que eu posso fazer para agradecer é muito pouco. É mandar todo o amor do meu coração para o de vocês.

Um cheiro especial (cheio de amor e gratificação), e até a próxima!

Do seu amigo,

Alê.

OSCAR 2016 (Part. II)

É AMANHÃÃÃÃ!!

Demorou, mas já está aí! Amanhã acontecerá a premiação do Oscar, onde poderemos ver nossos astros favoritos ganhando (ou não) o premio mais famoso da industria cinematográfica. E para que você fique por dentro de tudo e faça suas apostas, eu e o Luiz Nonato (Convidado para a ocasião) vamos deixar nossos comentários sobre os filmes indicados a Melhor Filme do ano pela Academia.


O REGRESSO

O Regresso : PosterTítulo original: The Revenant.
Direção: Alejandro González Iñarritu.
Elenco: Leonardo DiCaprio, Tom Hardy, Domhnall Gleeson
Gênero: Drama, Aventura
Sinopse: 1822. Hugh Glass (Leonardo DiCaprio) parte para o oeste americano disposto a ganhar dinheiro caçando. Atacado por um urso, fica seriamente ferido e é abandonado à própria sorte pelo parceiro John Fitzgerald (Tom Hardy), que ainda rouba seus pertences. Entretanto, mesmo com toda adversidade, Glass consegue sobreviver e inicia uma árdua jornada em busca de vingança. (Fonte: adorocinema.com)

Gui: Sem dúvida O Regresso é o melhor filme entre os indicados. Em todos os aspectos é uma obra prima! Iñarritu mais uma vez acerta em cheio e faz um filme incrível. Já sou fã desse diretor. A direção é demais, o jogo de câmeras faz você se sentir mais um personagem na história. A trilha sonora é eletrizante. E A fotografia? Emmanuel Lubezki fez questão de não usar luz artificial, para deixar o filme o mais natural possível. Mas DiCaprio é a verdadeira atração desse filme, em uma atuação incrível ele dá o máximo de si. A estatueta de Melhor Ator é quase garantida, e não seria uma surpresa a de Melhor Filme. Iñarritu dois anos seguidos? Seria incrível.

Luiz: O regresso é um filme longo e em certa medida cansativo, a estória também não apresenta nada de novo, a busca incessante por vingança e redenção. A atuação do DiCaprio e a bela fotografia são os pontos altos do filme. DiCaprio é favoritíssimo ao premio de melhor ator, assim como o queridinho Iñárritu carrega um certo favoritismo, a fotografia também merece Oscar.


A GRANDE APOSTA

A Grande Aposta : PosterTítulo original: The Big Short.
Direção: Adam McKay
Elenco: Christian Bale, Steve Carell, Ryan Gosling
Gênero: Drama
Sinopse: O Filme acompanha Michael Burry (Christian Bale), Jared Vennett (Ryan Gosling) e  Mark Baum (Steve Carell), o único grupo de pessoas que preveu a crise no setor imobiliário dos Estados Unidos, resultando em uma crise mundial em 2008.

 

Gui: O filme é ótimo, bastante dinâmico, às vezes ele interage com o espectador, uma coisa que eu adoro. E conta com um elenco muito bom. Está junto com Spotlight em quesito de elenco. Mas o problema do filme é o assunto: quem não entende de economia não vai entender uma palavra. Eles até colocam umas celebridaes para explicar certos termos, mas não ajuda muito. Acho que tem possibilidades de ganhar Melhor Filme pelo elenco. Provavelmente Roteiro Adaptado também.

Luiz: A Grande Aposta é um filme muito complexo para o público comum, mesmo com as explicações que tentam dar durante as cenas é bastante complicado entender sem uma noção minima do mercado de ações. Apesar de ser um filme bem longo não chega a ser cansativo por ser bem agitado. Os destaques ficam por conta da trilha sonora, que é ótima, a direção e as atuações. É um filme com cara de Oscar, mas não acho que pode levar.


PERDIDO EM MARTE

Perdido em Marte : PosterTítulo original: The Martian.
Direção: Ridley Scott
Elenco: Matt Damon, Jessica Chastain, Kristen Wiig
Gênero: Ficção Científica
Sinopse: Uma equipe de astronautas é enviada a Marte em uma missão. Porém, uma tempestade que os atinge afasta Mark Watney (Matt Damon) do resto da equipe, e eles são obrigados a abandonar o planeta sem ele, acreditando que está morto. Mas Mark acorda sozinho no planeta com escassos suprimentos e sem forma de voltar á Terra. Assim, ele precisa se virar com os restos de equipamentos para comunicar que continua vivo.

Gui: Perdido Em Marte é um ótimo filme para passar o tempo, uma aventura espacial de sobrevivência com um personagem principal muito bom. Matt Damon está muito bem no filme, e por muito que não parece uma comédia, ele conta com várias piadas e um elenco de primeira (Kristen Wiig, Jeff Daniels). Acho que não tem nenhuma chance de levar a estatueta de Melhor Filme, nem ator. Talvez alguma das técnicas.

Luiz: Perdido Em Marte foi um filme que assisti sem expectativa nenhuma, já que não sou fã do gênero, mas acabei me surpreendendo. O filme é um ótimo divertimento, dosa muito bem drama e humor de maneira que nenhum se sobressai, a trilha sonora é muito boa, com lindos efeitos visuais e Matt Damon teve uma atuação concisa. Não acredito que leve o Oscar das principais categorias, mas com certeza vale a experiência.


PONTE DOS ESPIÕES

Ponte dos Espiões : PosterTítulo original: Bridge of Spies.
Direção: Steven Spielberg
Elenco: Tom Hanks, Mark Rylance, Scott Shepherd
Gênero: Drama
Sinopse: Em plena Guerra Fria, um advogado (Tom Hanks) é levado a defender um espião soviético capturado em solo americano. Mesmo sem experiência, ele logo acaba se envolvendo com o caso e em negociações entre A União Soviética e os Estados Unidos.

Gui: Pessoalmente gostei bastante de Ponte dos Espiões, mesmo sabendo que é mais um filme patriótico que pinta os Estados Unidos como o ‘certinho’ da história. Steven Spielberg ainda sabe como fazer um filme ótimo e que te prende do início ao fim. Com uma trilha sonora, fotografia e atuações muito boas, Ponte dos Espiões acaba se tornando uma ótima história para quem gosta do assunto. Mesmo assim, duvido que ganhe alguma coisa no Oscar.
*Infelizmente o Luiz não teve oportunidade de assistir Ponte Dos Espiões.


E vocês, o que acharam dos indicados ao Oscar esse ano? Deixe sua opinião nos comentários!

 

 

 

OSCAR 2016 (Part. I)

Olá pessoal! 

A premiação mais esperada do cinema acontece este domingo (28). E para que você fique por dentro de tudo e faça suas apostas,  eu e o Luiz Nonato (Convidado para a ocasião) vamos deixar nossos comentários sobre os filmes indicados a Melhor Filme do ano pela Academia. Como são 8 filmes, este post vai ser dividido em duas partes. Vamos lá?


 

O QUARTO DE JACK

Título original: Room
Direção: Lenny Abrahamson
Elenco: Brie Larson, Jacob tremblay 
Gênero: Drama  
Sinopse: O longa conta a história de Jack, um menino de cinco anos que é criado por sua mãe, Ma. Contudo, a vida dos dois não é nada normal: eles estão presos em um espaço de 10m². Enquanto a curiosidade de Jack sobre a situação em que vivem aumenta, a resiliência de Ma alcança um ponto de ruptura.

Gui: Já fiz resenha de O Quarto de Jack aqui no blog, que é meu favorito entre os indicados desse ano e um dos melhores filmes de 2015. A história me comoveu muito e o filme tem muita delicadeza. Mas o melhor mesmo são as atuações, tanto Brie Larson quanto Jacob Tremblay estão impecáveis em seus papéis. Minhas apostas para o filme são as estatuetas de Melhor Atriz e talvez melhor roteiro adaptado. Têm poucas chances como melhor filme, mas não seria uma surpresa.

LuizO filme tem como ponto positivo as atuações individuais de Brie Larson e Jacob Tremblay. Devo destacar também a intensidade do roteiro e a ótima direção, os diálogos são carregados de emoção e torna quase impossível não se ver ligado aos personagens logo no inicio do filme. Apesar de ser meu favorito eu vejo poucas chances de levar a estatueta por melhor filme, mas Brie tem muitas chances de levar o Oscar por melhor atriz. Me surpreenderia se o filme saísse de lá sem nenhuma estatueta.


SPOTLIGHT – SEGREDOS REVELADOS

Título original: Spotlight.
 Direção: Thomas McCarthy
 Elenco: Michael Keaton, Mar Ruffalo, Rachel McAdams
 Gênero: Drama
 Sinópse: Baseado em uma história real, o drama mostra um grupo de jornalistas em Boston que reúne milhares de documentos capazes de provar diversos casos de abuso de crianças, causados por padres católicos. Durante anos, líderes religiosos ocultaram o caso transferindo os padres de região, ao invés de puni-los pelo caso. (Fonte: adorocinema.com)

Gui: Gostei muito de Spotlight, o filme é super dinâmico, sempre tem coisas acontecendo e você não consegue tirar os olhos da tela. O elenco é ótimo, e funciona muito bem, cada um tem seus pontos fortes e ninguém é ofuscado, o que é difícil com esses nomes de peso. A trama é baseada em fatos reais e os casos são verídicos, o que da um peso maior para a história. Acredito que tem muitas chances de levar a estatueta de Melhor Filme e talvez de Atriz Coadjuvante.

LuizO filme é completo, associa atuações emocionantes, ótima direção e um roteiro genial. Não à toa rendeu indicações de melhor ator e atriz coadjuvante à Mark Rufallo e Rachel McAdams respectivamente. Por se tratar de uma história verídica o filme é capaz de despertar emoções no espectador sem precisar apelar para atuações exageradamente dramáticas. Acho que justamente por ser um filme pé no chão, sem firulas, mas perfeitamente produzido que Spotlight é favorito em todas as categorias que concorre ao prêmio.


BROOKLIN

Brooklin : PosterTítulo original: Brooklyn.
Direção: John Crowley 
Elenco: Saoirse Ronan, Domhnall Gleeson, Emory Cohen
Gênero: Drama
Sinópse:  Ellis Lacey é uma jovem irlandesa que se muda para tentar a vida em Brooklyn, nos Estados Unidos. Lá ela sofre as dificuldades de ser estrangeira, mas com o tempo as coisas começam a dar certo e ela se apaixona por Tony, um italiano. Porém a saudade de casa é maior e ela se encontra dividida entre sua vida e namorado nos Estados Unidos e sua família na Irlanda. 

Gui: Brooklin foi uma grande surpresa na minha maratona do Oscar, pois fui assistir com baixas expectativas. Não acreditava que um filme sobre imigração nos anos 50 poderia ser tão ‘bonito’. Claro, a história é bem romantizada e eles abordam pouquíssimo as dificuldade e o preconceito que Ellis sofreria nos Estados Unidos, mas fora isso, o filme é muito lindo. A fotografia, trilha sonora, o ritmo. Têm uma delicadeza muito agradável. Como romance é um ótimo filme. O melhor mais uma vez é a atuação, Saoirse está demais. Acredito que o Oscar de Melhor Atriz seria bastante merecido e não uma surpresa. Como melhor filme acho que não tem chances.

LuizBrooklin é filme lindo, mas sinceramente vejo poucas chances de levar algum Oscar. A fotografia é sensacional e a atuação da Saoirse Ronan também é destaque. Esse romance mamão com açúcar faz você torcer pelos protagonistas enquanto se sente com mesmos dilemas da personagem.


MAD MAX – ESTRADA DA FÚRIA 

Título original: Mad Max - Fury Road.
Direção: George Miller
Elenco: Tom Hardy, Charlize Theron, Zoë Kravitz
Gênero: Ação, Aventura
Sinópse: Depois de capturado pelo Immortan Joe, Mad Max se vê no meio de uma guerra mortal, iniciada pela Imperatriz Furiosa na tentativa de salvar um grupo de garotas. Assim, Max decide a ajudar em sua fuga de Joe. Enfurecido, o senhor da guerra convoca todas as suas gangues e persegue os rebeldes.

 

Gui: Mad Max é um dos filmes que mais fizeram sucesso de 2015 e possui uma torcida enorme. Não tem como negar: o filme é incrível visualmente, os efeitos são inacreditáveis, os cenários, tudo. A edição também é muito boa. E Charlize Theron dá um show. Mas pessoalmente não gostei muito, acho que faltaram explicações e uma trama mais envolvente. Talvez assistindo uma segunda vez. Acredito que várias estatuetas de categorias técnicas esperam Mad Max, e merecidas.

LuizMad Max, é aquele filme artisticamente muito bonito. Cenários, figurinos e fotografia convergem para apresentar uma estética forte e chocante que é vista durante todo o filme. Os aspectos técnicos são sensacionais, as cenas de ação são repletas de efeitos especiais que tiram o fôlego de quem as assiste. O roteiro também é bom, mas deixa aquela sensação de que está faltando alguma coisa que você não sabe dizer exatamente o que é, mas também traz algumas reflexões importantes, como direitos das mulheres e escassez dos recursos naturais. É um forte candidato nas categorias técnicas e artísticas.


 

CONTINUA….

[RESENHA] Spotlight – Segredos Revelados

ngKxbvsn9Si5TYVJfi1EGAGwThU.jpgFilme: Spotlight - Segredos Revelados
Elenco:  Michael Keaton, Mar Ruffalo, Rachel McAdams
Direção: Thomas McCarthy
Gênero: Drama
Ano:  2015
Sinopse: Baseado em fatos reais, Spolight mostra como um grupo de jornalistas, do The Boston Globe, investigou casos de pedofilia cometidos por padres, e como esses casos foram acobertados pela Igreja Católica.

 

Oi povo fiquei sem internet semana passada por isso essa semana farei dois posts para compensar. Neste falarei sobre Spotlight, filme indicado ao Oscar.

Na minha maratona de indicados ao Oscar o meu favorito até agora é O Quarto de Jack, mas Spotlight chamou minha atenção pois é um filme bem feito e tem atuações ótimas.

tumblr_o12bus55uw1s3tn06o9_540.pngQuando o novo editor do Boston Globe, Marty Baron (Liev Schreiber), chega ele decide ir a fundo em uma investigação de abuso infantil cometido por um padre, então é definido que a equipe Spotlight deveria focar nisso. Enquanto vão investigando o grupo vai descobrindo que os casos não são isolados e que a Igreja vem acobertando os diversos casos que existiram. Mas como investigar uma instituição poderosa como a Igreja Católica? O filme mostra a dificuldade que é investigar e punir pessoas e instituições poderosas. A igreja tem uma imagem forte e milhões de fieis em todo o mundo e ir contra isso pode ser complicado.

tumblr_o1kz8psesk1v6xy8ho1_1280.jpg

O filme é bom nisso ele mostra que quem deveria ser isento de pecados não se importa com crimes cruéis cometidos por aqueles que ninguém esperava. Porém o filme não julga a fé das pessoas, pelo contrário Spotligt mostra  o homem que é corruptível não a fé. As pessoas têm o direito de acreditar no que quiserem, mas as religiões fora criadas pelos homens e os mais poderosos agem de acordo com os próprios interesses. Uma instituição que foi conivente com a escravidão e com o fato de milhares de mulheres terem sido queimadas acusadas de serem bruxas, não é surpresa que também seja conivente com a pedofilia praticada por alguns padres…tumblr_o12bus55uw1s3tn06o7_540

 

O melhor do filme são as atuações maravilhosas,com dois indicados ao Oscar. Mark Ruffalo como sempre está incrível, e foi indicado a melhor ator coadjuvante,  o atual Hulk definitivamente merece mais reconhecimento. A barbiezinha Rachel McAdams está ótima, a nossa eterna Regina George inclusive foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante.

 

Spotlight é um filme investigativo, e mostra que as vezes nem a própria imprensa está interessada em ir atrás de pessoas poderosas. E que quanto mais rica e poderosa é a instituição mais cúmplices dentro do sistema ela terá.


 

Até a próxima povo 😉

[Eventos] Clube do Livro: Tchau 2015, Olá 2016

Fala galera!

Todos os meses aqui em Salvador nós temos o nosso humilde e amavel Clube do Livro (CdL para os intimos). A cada mês abordando um tema diferente, sempre trazendo novidades para os nossos adorados e amados membros que tanto amamos.

Para o último CdL de 2015, esse louco que vos fala está criando varias surpresas e novidades! Mas para deixar as coisas mais interativas eu me reuni com a Liga da Justiça do OGL e selecionamos os concorrentes para o CLUBE DO LIVRO AWARDS!

São 5 categorias onde todos poderão votar (sendo de ssa ou não), e os resultados serão revelados no dia do Clube do Livro com toda a pompa de um Oscar. Votem quantas vezes vocês quiserem! (Para votar clique na imagem)

jdsbf