[Resenha] Novembro, 9

novembron_9_1472688702608801sk1472688702bLivro: Novembro, 9

Autor(a): Colleen Hoover

Editora: Galera Record

Ano: 2016

Páginas: 352

Sinopse: Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no 
dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. 
A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – 
a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance 
que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se 
encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o 
conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo 
perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele,
pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?

COMPRE AQUI!

Os últimos anos da vida de Fallon tem sido um completo caos, e nessa manhã não seria diferente, não é mesmo? Durante um cafe da manhã com seu pai, e mais uma discussão, ela conhece Ben, um rapaz que estava escutando toda a conversa da cabine ao lado e está completamente indignado com a forma com o pai tratava Fallon. Ela completamente fascinada por sua atitude, e por ele não se importar com sua aparência (por culpa do pai, Fallon perdeu todas as suas coisas em um acidente , e desde então acredita ter tido sua aparência danificada pelo acidente), resolve passar o dia na companhia de Ben. O dia dos dois foi tão marcante e envolvido por um sentimento tão forte que eles fazem um acordo: Todos os anos eles iram se encontra no dia 9 de Novembro e passariam o dia juntos.

Cinco anos se passam, e ambos esperam ansiosamente pela chegada do 9 de Novembro, pois só assim eles vão estar juntos e seus demônios o mais longe possível.

img_20161109_125054Colleen Hoover possui uma das mais impressionantes escritas que eu conheço. É impossível ler um livro dela e não se apaixonar, pelo enredo e por seus personagens. E em “Novembro 9” não foi diferente. O formato da história ja é conhecido pelo publico, porem o sentimento que a CoHo coloca em seus livros é o que torna especial. Não vou mentir que a leitura desse livro, não foi tão fluida como dos outros livros da autora, “Novembro, 9” tem u leitura mais arrastada que exige mais do leitor, o que para muitos pode ser considerado como um livro “chato”. Para mim o grande diferencial do livro é o fato de a cada 9 de Novembro, nó podemos observar um crescimento emocional dos protagonistas, que se encontram sempre divididos em pedaços, mas quando se encontram é como se estivessem completos novamente. O fato do enredo durar cinco anos foi algo que me agradou bastante, porém o final deixou um pouco a desejar, sendo um tanto quanto previsível demais.

“Você não pode ir embora ainda. Eu não terminei de me apaixonar por você.”

Outro ponto é a personalidade dos personagens e forma como eles se completam entre si fazendo o casal perfeito. Fallon tem varias inseguranças e traumas, que eu preciso confessar me deixou por diversas vezes com vontade dar um “sacode”; já o Ben é o tipo de pessoa que ilumina todo canto por onde passa, porém por trás de todos os sorrisos ele também está partido, e ajudar Fallon, estar com ela já ajuda ele a se reconstruir.

“Você nunca será capaz de encontrar-se, se estiver perdido em outra pessoa”

img_20161109_125228

Um livro apaixonante, com personagens que com certeza vão marcar um lugarzinho no seu coração.

“Quando encontrar o amor, deve agarrá-lo. Você o agarra com as mãos e faz o possível para não soltar. Não pode simplesmente se afastar dele e esperar que dure até que você esteja preparada.”

Continuar lendo “[Resenha] Novembro, 9”

Anúncios

[Resenha] O HERÓI IMPROVAVEL DA SALA 13B

 

o_heroi_improvavel_da_sala_13b_1467922445595607sk1467922445bLivro: O HERÓI IMPROVAVEL DA SALA 13B

Autora: Teresa Toten

Editora: Bertrand Brasil

Ano: 2016

Páginas: 320

Sinopse: Adam Spencer Ross, 14 anos, precisa lidar todos os dias com os problemas que resultam do divórcio dos pais e das necessidades de um meio-irmão amoroso, mas totalmente carente. Acrescente os desafios de seu TOC e é praticamente impossível imaginar que um dia ele se apaixonará. Mas, quando conhece Robyn Plummer no Grupo de Apoio a Jovens com TOC, ele fica perdida e desesperadamente atraído por ela. Robyn tem uma voz hipnótica, olhos azuis da cor do céu revolto e uma beleza estonteante que faz o corpo de Adam doer. Adam está determinado a ser o Batman para sua Robyn, mas será possível ter uma relação “normal” quando sua vida está longe de ser isso?

 

14333646_1049081611874595_2733033420696946869_n

Adam Spencer é um garoto de 14 anos. Um garoto de 14 anos com TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo). Isso torna sua vida muito complicada, afinal, que garoto de 14 anos passaria as tarde em um grupo de apoio a pessoas com transtornos mentais?

Adam faz parte do grupo de tratamento da sala 13B, um lugar que reune as figuras mais estranhas e loucas possivéis. Ah, e tem a Robyn também. A Robyn é o membro mais novo do grupo de apoio da sala 13B, e o grande amor da vida de Adam. A historia se desenvolve a parti da tentiva de Adam de se recuperar o mais rápido possivel para que possa ficar com a Robyn como um casal, felizes para sempre. Porém todo o esforço em busca de uma perfeição só agrava o TOC do garoto que alem de conviver com próprio transtorno, ainda precisa ajudar sua namora e sua mãe (uma acumuladora compulsiva) a se recuperarem.

O livro traz de uma perspectiva divertida e cativante, assuntos relevantes como depressão e outros transtornos mentais na adolescencia, na perspectiva de um adolescente. Tudo isso com um narrativa bem construída, e que transporta o leitor para o íntimo da mente do jovem Adam, nos seus bons e maus momentos. A edição da Bertrand Brasil da um show quando o assunto é diagramação, fazendo grandes lançamentos do mês morrerem de inveja.

 

Continuar lendo “[Resenha] O HERÓI IMPROVAVEL DA SALA 13B”

[Resenhista Convidada] A Garota do Calendário: Abril

(Convidamos a nossa amiga Carolina Silva, para vir contar a vocês um pouco da experiência dela durante a leitura de “A Garota do Calendário: Abril”, série que de tanto eu falar ela não conseguiu resistir e se deliciou com as aventura da Mia Saunders)

abrilLivro: A Garota do Calendário: Abril (#4)


Autora: Audrey Carlan


Editora: Verus Editora 


Ano: 2016


Páginas: 160


Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... O cliente de abril é o astro do beisebol Mason Murphy, de Boston, que precisa de Mia a seu lado para melhorar sua imagem com os patrocinadores. Mason não está acostumado a ouvir não de mulher alguma, e Mia vai representar o desafio supremo para ele

tumblr_o0qgipvVWC1u230jno1_500

Quem não começa o mês com um certo…

Aaargh!!

Mas já sabemos que a nossa amiga Mia gosta de um desafio… Oui?!

E quem não teve de lidar com crianções-aborrecentes- mentais que olhassem para uma mulher já pensando com a cabeça de baixo e… já devem ter se lembrado!

Sério!!…

O jogador de beisebol do Red Sox Mason Murphy, apesar dos lindos olhos verdes, 1,82m, bíceps e quadríceps… ao abrir a boca… Ninguém merece!…

“E aí, gata!..”

Vocês já assistiram Shrek? Então lembram da cena em que ele tenta explicar ao burro que os ogros…

“Nós somos como cebolas (…) camadas. As cebolas têm camadas!”

A conversa inicial é marcada pela troca de amabilidades temperadas à pequenas farpas e champanhe.

Para compensar, dar uma esfriada nos ânimos, ao abrir as portas do armário: Calça da True Religion, camiseta justa do Red Sox, par de converse…

“…me fez desejar me curvar diante da tia Millie por me conseguir esse trabalho.”

Mason precisa da Mia para melhorar sua imagem. Embora não esteja desamparado – tem a Srta. Rachel para ajuda-lo junto a uma equipe que escolheu a nossa garota! –, a instabilidade de cada dia com uma mulher ou mais, bebidas, festas… Ele precisa de uma namorada.

Nossa amiga tem um… contratempo… e resolve mergulhar com tudo no trabalho: cachorro-quente, pipoca, cerveja e campo de beisebol! E, Oui!, ela é fã do Red Sox!!!

Com um olhar além, percebe o que o Mason realmente precisa. Ok, não serei hipócrita de dizer que uns contratos com marcas famosas e vários zeros não são ‘interessantes’, mas são externos. Ela vê o que ele precisa/quer para ele – e está decidida a ajudar!

Oui, este cliente não é para ela. Mas terá a estabilidade e os contratos. Mia conhece a família dele, como ocorreu com o Anthony, mas esta é o oposto: Tony tinha mãe e irmãs; Mason tem pai e irmãos.

Uma nova oportunidade de aprendizado para a Mia é a organização de um evento que, garanto, emociona… principalmente o que a motivou a idealizá-lo… e não direi qual é pois sei que lerá e comentará aqui o que achou!!…

Mia, apesar de centrada no que é preciso, pega um momento para relaxar – precisava, non? E, por mais mexida que esteja… no pedido, uma certeza:

Não se esqueça de mim.

Nem tem como esquecer!.. Aprende, ajuda, resolve enganos, fica satisfeita com isso, e permanece Jolie – bela!… Sim, Mason amadurece e, quem sabe, pode-se dizer que conquista assento de amigo cativo, junto à bela namorada e, novamente, em despedida, carta:

“… devo sempre dar o melhor de mim e estar aberta às oportunidades que surgirem. (…)
Com todo o meu amor,
Mia.”

Gif

 

[Utilidades] 5 coisas que todo mundo precisa saber ao ir para uma Bienal do Livro

É o seguinte Galera: de 26 de agosto – 04 de Setembro vai acontecer a 24ª Bienal do Livro de São Paulo, e nós estaremos lá cobrindo tudo para vocês.

Como essa não é a primeira Bienal do blog (e com fé não será a última), separamos 5 dicas que todo mundo precisa saber antes de ir para uma bienal:

1- NADA DE DESFILE DE MODA: O IMPORTANTE É O CONFORTO

Todos sabemos o quão importante é a primeira impressão, mas quando se trata de bienal, você pode muito bem deixar os seus Louboutin em casa, e pagar aquele Adidas que você usa para academia (vai por mim. Eles serão bem mais úteis).

3.

Em bienal, muitas pessoas (eu inclusive), ficam desde a abertura dos portões, por volta das 8h da manhã, até a sirene de encerramento as 22h da noite. Então se você ainda não fez suas malas, esse é o momento de separar aquelas roupas bem confortáveis, que suportam um dia inteiro de caminhadas, filas intermináveis e lutas por autógrafos.

21btdh4

2 -“OLHA, OLHA, OLHA, OLHA A ÁGUA MINERAL”

Você vai virar uma sereia de tanta água que você vai querer beber.

giphy

Beber água é super importante. Afinal, o tanto que você irá andar dentro do evento, pode ate ser comparado com a jornada do anel até Mordor. São 408 expositores, espalhados por 60 mil m², fora o numero mínimo esperado de 700 mil visitantes. Então estejam preparado para o calor humano e as horas de caminhada.

bobao

 

3-SENHOR: SUA COMPRA NÃO FOI EFETUADA, POR FALTA DE SINAL NA MÁQUINA DO CARTÃO DE CRÉDITO

É sério. Isso acontece de verdade.

No ultimo ano, diverso stands tiveram problemas com vendas por cartões de crédito e débito, devido a ausencia de sinal de internet, ou rede para poder aprovar as compras. Algo que gerava filas gigantescas e transtornos infinitos. Por isso, opte por compras em dinheiro, que além de facilitar para os stands, você se permite um controle maior de gastos.

raw

4- COME QUE TEU MAL É FOME

anigif_enhanced-buzz-25150-1369005797-9

Que saudades de pagar o equivalente a um órgão vital, por um hambúrguer pequeno ❤

Uma das coisa mais caras na bienal, na minha opinião é a comida. Os stands cobram por vezes valores muito mais alto que os valores dos livros, e os foodtrucks que são mais em conta vivem com filas enormes. Então se possivel leve algum lanche como biscoitos, barrinhas de cereal, ou uma fruta. Coisa que além de te alimentar, te deem energia para enfrentar o dia.

hamster-comendo

5- O IMPORTANTE É SE DIVERTIR

Porque assim: se não for para me divertir eu nem vou!

tumblr_nj0g7eZiPY1rzgy8no1_500

O mais importante de tudo é a diversão. Foi dentro de bienais que conheci alguns dos meus melhores amigos e principais parceiros. Afinal esse é o principal intuito do evento. Não é só comprar livros ou pegar autógrafos, é estar perto de pessoas que amam os mesmos livros que você, pessoas que conhecem de livro tanto ou até mais do que você, te proporcionando momentos incríveis. E para deixar a experiência ainda mais divertida, convidamos os nossos amigos do blog Somente o Necessário para nos ajudarem a montar a nossa playlist especial #CurtindoABienal la no Spotify:

spotify_logo_rgb_green
Clique aqui

Então é isso galera! Nos vemos em SP!

Um Cheiro e até a Bienal!

[Resenhista convidada] A Garota do Calendário: Março

(Convidamos a nossa amiga Carolina Silva, para vir contar a vocês um pouco da experiência dela durante a leitura de “A Garota do Calendário: Março”, série que de tanto eu falar ela não conseguiu resistir e se deliciou com as aventura da Mia Saunders)

A_GAROTA_DO_CALENDARIO__MARCO_1462900729583672SK1462900729BLivro: A Garota do Calendário: Março (#3)


Autora: Audrey Carlan


Editora: Verus Editora 


Ano: 2016


Páginas: 140


Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.

 

 

tumblr_o0qgipvVWC1u230jno1_500

 

Ok que Mia Saunders entrou nessa sem ter expectativas, nunca pensou em pedir tal ajuda para a tia… Mas foi necessário, não foi?… O pai mais uma vez: roubada, encrencas, dívidas.

Sim, Mia despediu-se de um francês belo e charmosíssimo com quem passou o mês de Fevereiro e, claro, apesar de ter aprendido muito com ele e – tá (!), não era para mas… – sentir saudades do Wes, ela precisa seguir adiante. Vegas. Ginelle, sua melhor amiga, e Maddy, sua irmã, a esperam. O pai ainda está em coma e ela precisa entregar o cheque do mês para o agiota Blaine (infelizmente, o ex dela) YECUT!

Spa…

E na cidade dos ventos, Chicago, encontra-se com um ENORME, musculoso (coxa… peito… tórax… abdome… braços…) lutador de boxe, empresário de 31 anos e homem de família, Anthony Fasano.

Ufa!

E como é inconveniente adentrar aposento quando ele passa do banheiro para o mesmo quarto, saído do banho, com uma toalha que…

… Hã…

WOW!

(“Papi!”  -> Hector Chavez)

Sim, em Março, como acompanhante, Mia iria apenas… hmmm… olhar.

A pressão é grande para o Tony – único filho homem, responsável pela continuidade do nome da grande família italiana. Eles conversam, laços e afinidades são traçadas e reconhecidas. Tony e Hector a fazem se sentir confortável – Mamma Mona aperta-a com vigor e fala de netos…

Este mês é reflexivo…

E há, também, beleza nisso.

É claro que tudo pode acontecer na festa de Saint Patrick! Inclusive encontrar com o Wes num Pub! Após momentos de tirar o fôlego – “Estar com você é como pegar a onda perfeita. (…) Seu surfista que faz filme” Ele parte.

Tá, há momento “suspenso” com o Tony ocupado, preocupado, um tanto quanto ausente… Surprise!!! Não, não falarei qual foi! Apenas que foi emocionante, marcou Mia.

O amor havia vencido mesmo com todas as adversidades, e…”  Leia a página 117, vai!!

Are-You-Dating

[Resenha] Warcraft – Livro do Filme Oficial

 

Eu sou Adriano, irmão do Alê, tenho 15 anos, e meu mano me convidou para aqui falar de Warcraft! (PELA ALIAAANÇA!)

Meu irmão não é lá muito ligado nessas paradas de jogos e livros baseados em jogos, então quando ele me deu o livro de Warcraft eu pirei! Me amarro muito nesse jogo, acompanho desde 2005, fiquei muito feliz quando soube que teria o filme e mesmo sem gostar muito de ler eu precisava ler esse livro!

Essa é a primeira vez que estou resenhando algo, então não me julguem, um dia eu pego o jeito!

WARCRAFT_1461188434579574SK1461188434BLivro: Warcraft - Livro do Filme Oficial

Autor: Christie Golden

Ano: 2016

Páginas: 266

Editora: Record

Sinopse: A novelização do aguardado filme de ação e fantasia Warcraft.
Há muito Azeroth está em paz. Após expulsar os trolls, com a ajuda de Medivh, Guardião do reino, humanos vivem em paz com os vizinhos elfos e anões. Mas um novo mal desponta no horizonte, e a guerra ameaça engolfar mais uma vez os domínios do justo rei Llane. 
Uma raça temerária de invasores, os guerreiros orcs, insuflados pelo feiticeiro Guldan e liderados pelo monstruoso Mão Negra, fogem de seu mundo agonizante em busca de caça e oportunidades. Com a ajuda da vileza, a mais cruel das magias, Guldan criou um portal capaz de transportar sua Horda até Azeroth. 
A maré verde, de orcs dominados por esse mal, toma de assalto as terras humanas. Morte e destruição ameaçam destruir a tudo e a todos. Então, de lados opostos, dois heróis surgem, em uma rota de colisão que decidirá o destino de sua família, seu povo e seu lar.
Durotan, o líder honrado do clã Lobo do Gelo, quer apenas uma chance para seu filho recém-nascido. Lothar, o Leão de Azeroth, busca redenção. E assim começa uma espetacular saga sobre poder e sacrifício, na qual a guerra tem muitas facetas e todos lutam por algo.

Existem dois mundos: Azeroth e Draenor, no primeiro vivem os Humanos, Elfos e Anões, em Draenor, os Orcs . Devido a magia do bruxou Guldan o mundo de Draenor esta apodrecendo. O bruxo Guldan convence a Horda de orcs que eles precisam abandonar sua terra, e conquistar um novo mundo, o que os leva a invadir Azeroth. Do outro lado, o mago Hadgar, avisa a Aliança que sua amada Azeroth corre riscos desconhecidos. O Rei Llane, envia o exercito de Lothar (seu melhor General), com a ajuda de Hadgar e do Guardião de Azeroth, Medivh para uma missão de reconhecimento. Durante a viagem eles encontram o Orc Durotan, que discorda do pensamento do bruxo Guldan, e resolvem se com a Aliança para impedir uma magia antiga que vem influenciando não só o orc Guldan como também o mago Medivh, na tentativa de libertar um mal milenar.

t9kfnptiisrjs2skw282

O livro para mim funcionou como um grande complemento para o filme, servindo para revelar e aprofundar mais alguns laços entre os personagens que talvez não pudessem ser bem desenvolvidos no filme por conta do roteiro. O livro é extremamente fiel ao filme, como se estivessemos com o reteiro com anotações do diretor em mãos. Não teve um unico momento durante a leitura que eu não mentalizasse as cenas do filme na minha cabeça. A edição está bem legal, com a capa identica ao poster do filme, e muito bem trabalhada.

tumblr_o8ooc76gEv1tcqzbio1_500

A autora Christie Golden, tem vários outros livros de warcraft publicados pela Record (aceito de presente mano!), e se você é apaixonado pelo jogo assim como eu, com certeza você vai se sentir dentro de uma partida de WoW como eu me senti, lendo o livro e assitindo ao filme.

1507510363193415596

É isso ai, galera. Foi bem divertido falar com vocês desse livro, espero que vocês curtam para caramba a leitura!

 

Valeu!!

tumblr_o83rjxGH8y1sk8j96o1_500

Continuar lendo “[Resenha] Warcraft – Livro do Filme Oficial”

[Resenha] A Rebelde do Deserto

A_REBELDE_DO_DESERTO_1457794930570885SK1457794930BLivro: A rebelde do deserto 
Série: A rebelde do deserto
Autor: Alwyn Hamilton
Editora: Seguinte
Páginas: 312
Sinopse: O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher. Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele. Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por revelar a ela o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.

 

Amani Al’Hiza é diferente de qualquer mocinha que você ja conheceu. Ela é uma orfã, pobrem que vive em uma vila miseravel com seu tio porco e gordo e uma tia megera e cruel. Seu maior sonho é fugir da Vila da Poeira, e do que depender dela ela irá sair, não importa o que aconteça. Desde pequena ela era umas da melhores atiradoras das redondezas, e uma noite, durante uma tentativa de fuga em uma taberna de tiros ela conhece alguem que vai mudar sua vida por completo.

Eu já havia lido outros livros envolvendo mitologia árabe, mas nunhum tão cativante e rico em detalhes como esse. Em uma época de grandes protagonistas feminas, Amani entra para o rank de favoritas sem nem pensar duas vezes.A persoangem teria tudo para ser vitimizada, mas supera todos os rotúlos sociais impostos para provar que pode e vai alcançar seus objetivos a qualquer custo .

— Eu não zombaria de alguém que está prestes a apontar uma arma para sua cabeça.

A abordagem da autora para assuntos como preconceito, machismo, abuso e agressão contra a mulher foi um dos principais motivos para me  fazer me  apaixonar por esse livro. Utilizando do sarcasmo e da ironia como forma de protesto, ela construiu a Amani Al’Hiza para se tornar uma das principais protagonistas de YA dos últimos anos. Por incrivel que pareça esse é o  livro de estreia da autora, um YA repleto de ação e aventura que com certeza vai fazer com que os fãs de séries com Jogos Vorazes e A Rainha Vermelha, se encantem também pela Amani.

13237589_964011397048284_8307954111036261275_n
@outrogarotolendo

O Livro é o primeiro volume de uma série, que não temos a inforção de quantos titulos serão ao total. A edição realizada pela editora Seguinte merece um comentário a parte: acabamento e diagramação fantásticas e um trabalho de tradução maravilhoso feito pelo querido Eric Novello, que deixariam outros grandes titulos morrendo de inveja. Um Grande destaque é a arte de capa me fez ficar parado por algumas horas apaixonado analisando cada detalhe.

Se você procura, um bom livro de ação do começo ao fim, minha dica é essa!

Um Cheiro e até a próxima! 

 

[Resenha] A Garota do Calendário: Janeiro

Nós recebemos esse livro como uma ação promocional da Verus Editora. Lembrando que o lançamento oficial é dia 20 de Junho.

downloadLivro: A Garota do Calendário: Janeiro
Autora: Audrey Carlan
Ano: 2016
Editora: Verus
Páginas: 143
Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
 A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
 Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
 Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

Mia precisa de grana. De MUITA grana. Seu pai perdeu um dinheiro que não possuía nas mesas de Las Vegas, e tomar uma surra que o deixou internado, Mia tem um ano para quitar a dívida de 1 milhão de Dólares que seu pai contraiu com um agiota (que por acaso também é sue ex namorado). Agora aceita a proposta de ir trabalhar na agência de acompanhantes de sua tia, com um cachê de 100 mil dólares por mês.

tumblr_o0qgipvVWC1u230jno1_500

Logo no seu primeiro trabalho, ela conhece Wes. Um jovem e rico roteirista que contrata os serviços de Mia para ajuda-lo a sobreviver as tediosas festas e reuniões antes do lançamento do seu próximo filme.

Amor verdadeiro não existe. Passei anos imaginando que existesse.

img_20160601_085233.jpgUm ponto positivo do livro: ele é rápido. Um ponto negativo: ele é muito rápido.

Eu adoro livros hot, ainda mais aqueles que aboliram o romance. Mia é uma personagem forte, focada e empoderada. Ela sabe o que quer e o que precisa fazer para alcançar seu objetivo. Ela precisa do dinheiro para salvar sua vida e a vida do seu pai, e se para isso ela precisar ser acompanhante, ela fará isso. Antes que muitos comecem a dizer que o livro faz apologia ou incentivo a prostituição, vocês estão absolutamente enganados.

– A melhor decisão que tomei na minha vida foi contratar você.
– Prove – desafiei. E ele fez, repetidas vezes

O serviço de acompanhantes se resume a isso: fazer companhia. Mia é contratada para diversos serviço desse tipo: acompanhar em jantares e almoços de negócios, modelo para pintura, namorada falsa… Porém, como eu disse esse é um romance hot, e a Mia é uma personagem APAIXONADA por sexo. Uma cláusula em seu contrato determina que caso um cliente solicite fazer sexo com ela, 20% do valor do contrato deve ser pago pela noite.

Era como se eu estivesse para alugar. A cada mês atribuída a um novo homem e, se eu transasse com ele, ganharia vinte por cento a mais

O relacionamento entre Mia e Wes se divide em uma grande amizade e um tesão enlouquecedor. Mia é uma bela morena, com cabelos longos, seios fartos e uma cintura baste avantajada. Ao conhecer o sedutor Wes, um homem loiro, alto, musculoso e dono de uma “pegada marcante” ambos não conseguem conter a explosão de sensações entre eles.

– Você vai tirar a roupa para mim e eu não vou nem precisar pedir – ele sussurrou antes de dar um beijinho no canto da minha boca

tumblr_nbwmacKjqr1rizz8go1_500

Como eu disse, um ponto positivo do livro é sua rapidez e fluidez em que acontecem os fatos. A escrita da Audrey Carlan foca exatamente nos problemas principais da história, sem muitas delongas e sem grandes enrolações nas cenas de romance, construindo a Mia de uma forma humana, com desejos humanos e ambições humanas diferente de outras protagonistas de romances eróticos que perdem tempo idealizando em seus pares príncipes encantados.

Éramos jovens e ficaríamos quase um mês juntos. Se a química sexual dessa noite indicasse alguma coisa, eu apostaria minha moto que ele era fantástico na cama.

O que mais gostei foi o fato da Mia não querer se apoiar em homens para conseguir o que precisa, e sim fazer por ela mesma o que for preciso para isso.

O livro será lançado pela editora Verus no dia 20/06 juntamente com sua continuação Fevereiro. A série é composta de doze títulos com uma média de 150 paginas cada livro. Os livros serão lançados em pares a cada mês, e com o diferencial de ter um preço abaixo da média: $19,90 cada volume.

img_20160601_085147.jpg

Clicando aqui, você pode garantir agora a sua pré venda de “A Garota do Calendário: Janeiro”.

Se você gosta de uma boa história e com bastante, bastante tempero, A Garota do Calendário irá fazer você se apaixonar.

img_20160601_084424.jpg

Um cheiro e até a próxima!

[Resenha] Além – Mundos

Antes de começar essa resenha, eu queria deixar bem claro, que esse foi de longe o melhor livro que li em 2016.

ALEMMUNDOS_1461040448579115SK1461040448BLivro: Além - Mundos

Autor: Scott Westerfeld

Ano: 2016

Editora: Galera Record

Páginas: 546

Sinopse: Darcy Patel escreveu seu primeiro livro em um mês. Não muito tempo depois, se mudou para Nova York, para realizar o sonho de viver de escrever. Lizzie se prepara para mais uma viagem de avião, até terroristas invadirem o aeroporto e começarem a atirar em todos. Desesperada, Lizzie se joga no chão. Eu estou morta, eu estou morta... No fim, está tão convencida de pertencer ao lugar dos mortos que acaba atravessando a fronteira do além-mundo. Darcy criou Lizzie. A menina de Além-mundos é sua protagonista. Enquanto Lizzie se vê cada vez mais envolvida nos assuntos dos mortos e do submundo, Darcy luta para se manter no paraíso do YA, na Big Apple, e quanto mais Darcy aprende e amadurece, mais a história de Lizzie também cresce. Ou seria o contrário? Sempre atravessando as barreiras entremundos, as duas irão se redescobrir, se reescrever e explorar os infinitos mundos dentro de si mesmas.

Darcy, acredita ter dado um golpe de sorte quando escreveu Além – Mundos e teve proposta para publicação em tão pouco tempo. Agora ela acabou de se mudar para New York City e esta vivendo o sonho de ser uma escritora de verdade. Mas será que a vida de um escritor é realmente um sonho?

Lizzie é a protagonista do livro de Darcy, ela estava em um atentado terrorista em um aeroporto em Dallas, e em uma tentativa desesperada de sobreviver ela se finge de morta, e sua força de vontade é tão grande que ela realmente morre, a partir daí ela conhece Yaramaji; um garoto que assim como ela, possui a habilidade de caminhar entre o mundo dos mortos mesmo estando vivo. Lizzie agora precisa conhecer mais sobre si  mesma, lidar com o amor que ela sente por Yaramaji, e ainda enfrentar o perigos de Além -Mundos.

Darcy, precisa provar a si mesma que é capaz de escrever poutro livro, lidar com as duvidas e inseguranças de viver por conta própria e cuidar para que o lançamento do seu livro seja um sucesso.

13230125_963140277135396_5829945804487156860_nO mais fabuloso nesse livro é que você vai fazer duas leituras ao mesmo tempo. Scott Westerfeld intercala as narrativas entre a vida real da Darcy e os capítulos do seu livro, narrando as aventuras de Lizzie. Já conhecia a escrita do Scott por ja ter lido Feios, mas a ideia que ele trouxe para Além – Mundos, é infinitamente mais empolgante. No livro nós (leitores), podemos conhecer um pouco mais sobre como realmente é dificil, escrever e publicar um livro. As cobranças por parte da editora e das agências, cobrança pessoal par poder levar apenas o melhor para o público. Darcy enquanto iniciante demonstra muito bem para o leitor todos esses problemas enquanto se esforça para aprender cada vez mais através do convívio com autores mais experientes. Os capítulos que narram a história da Lizzie ao meu ver serviam como um escape para todas as partes densas da história da Darcy.

Ser escritor é muito estranho não é? É como contar uma piada e tre que esperar dois anos até que alguém possa começar a rir.

Esse quote para mim é o que melhor expressa a ideia que  o livro passa. Darcy tem que esperar cerca de dois anos, até que seu livro possa ser publicado, uma vez que ele precisa passar por todo o processo de documentação legal de direitos autorais, reescrita, revisão, diagramação, arte de capa, divulgação para finalmente chegar as mãos do público. Esse livro me fez repensar todas as vezes em que eu praguejava com os autores por me fazerem esperar por uma sequência ou por um novo livro. O que mais me impressionou e me cativou nesse livro foi o amadurecimento da Dracy enquanto profissional e enqaunto pessoa durante o seu período reescrevendo Além – Mundos.

A edição da Galera Record, está mais uma vez de parabéns e dispensa comentários. Eu espero ansiosamente que esse livro possua uma continuação e que ela não demore muito a sair!13263797_962652523850838_8920291771579234813_n

No próximo final de semana, Salvador e irá receber o Mochilão da Record, um dos principais eventos da editora, que esse ano será apresentado pelos meus queridos amigos Thiago Mlaker (ele ja passou pelo nosso blog e nos deu uma entrevista sobre publicação) e Shirley Tuxo. Esperamos todos vocês dia 29/5 ás 15h na livraria Cultura do Shopping Salvador.

13177673_10154048007210609_8129326055408982949_n

Um cheiro e até a próxima!

 

[Resenha] Espada de Vidro

ESPADA_DE_VIDRO_1460858200546841SK1460858200BLivro: Espada de Vidro

Autora: Victoria Aveyard

Editora: Seguinte

Ano: 2016

Páginas: 496

Sinopse: “Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar.”
O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar.
Quando finalmente consegue escapar do palácio e do príncipe Maven, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes. Agora, enquanto foge do vingativo Maven, a garota elétrica tenta encontrar e recrutar outros sanguenovos como ela, para formar um exército contra a nobreza opressora. Essa é uma jornada perigosa, e Mare precisará tomar cuidado para não se tornar exatamente o tipo de monstro que ela está tentando deter.

Hello amiguinhos!

Depois dos eventos de A Rainha Vermelha, Mare foge com Cal pelas entranhas de Norta, acompanhada pelos Rebeldes, entre eles seu irmão que ela considerava estar morto. Enquanto tentam se esconder da Realeza, Mare parte me busca pelo “Sanguenovos”, Vermelhos que assim como ela tem poderes especiais que antes so pertenciam a Prateados. Agora ela precisa encontrar, convencer, treinar e proteger os sanguenovos, escapar dos guardas e lutar contra membros d aGuarda Escarlate que vêem os vermelhos poderosos como perigosos para todo mundo.

Um dia ele vai partir ou morrer ou me trair como tantos outros já fizeram. Um dia, ele vai me magoar. 

img_20160419_104209.jpg

Esse segundo livro conseguiu ser ainda melhor que o primeiro! Victoria construiu uma narrativa  viciante e cativante do começo ao fim do livro. A historia se passa em uma continuidade direta de A Rainha Vermelha, e narrado unicamente por Mare de forma que o  leitor consegue ser absorvido pela insegurança, medo, raiva e todos os sentimentos da Garota Elétrica. Eu ainda preciso ler os contos de Coroa Cruel, mas espero que um terceiro livro seja lançado o quanto antes!

Para aqueles que assim como eu, adoram livros com muito sangue, tramas envolventes e personagens cativantes, esse com certeza é um ótimo livro. Diferentes de outras distopias do mercado, o foco dessa série é a busca pela liberdade e igualdade social. Um diferencial importante, em um mar de distopias que se transformaram em romances.

img_20160419_104024.jpg

A Editora Seguinte sempre faz um trabalho maravilho com suas capas, principalmente com as capas dessa série especificamente. A Diagramação do miolo está muito bem trabalhada e com um show de tradução e revisão que faria qualquer outra editora morrer de inveja. Quanto ao terceiro livro da série, nenhuma informação foi passada pela autora até o momento. Tudo que podemos fazer e rezar para que não demore muito tempo! Existem boatos de que os direitos do primeiro livro estariam sendo negociados junto a Fox para um adaptação  cinematográfica. Levando em consideração o histórico de fracasos na adaptações da produtora, eu realmente espero que essas negociações não sigam adiante.

 

Se você já leu o livro, ou gostou da nossa resenha, deixe sua opinião nos nossos comentários.

Um cheiro e até a próxima!