[FILME] MÁQUINAS MORTAIS

4Direção: Christian Rivers
Ano de Lançamento: 10 de Janeiro de 2019
Elenco: Hera Hilmar, Robert Sheehan, Hugo Weaving, Jihae Kim, Ronan Raftery
Gênero: Fantasia/Filme de Ficção Científica
Duração: 2h09m
Sinopse: Anos depois da “Guerra dos Sessenta Minutos”. A Terra está destruída e para sobreviver as cidades se movem em rodas gigantes, conhecidas como Cidades Tração, e lutam com outras para conseguir mais recursos naturais. Quando Londres se envolve em um ataque, Tom (Robert Sheehan) é lançado para fora da cidade junto com uma fora-da-lei e os dois juntos precisam lutar para sobreviver e ainda enfrentar uma ameaça que coloca a vida no planeta em risco.

 

No início do ano passado chegou ao fim a última saga de filmes de distopia que veio acompanhando outras sagas de grandes sucessos como Harry Potter, Jogos Vorazes, Divergente (porque não né?). Houveram tentativas de falhas e desastrosas de tentar emplacar outras sagas como o finado Percy Jackson e Instrumentos Mortais, mas desde o fim de Maze Runner – A Cura Mortal, nós estávamos órfãos de sagas distópicas nas telonas e com saudades, portanto a ideia de outra saga distópica de best sellers aclamados lá fora para matar a saudades de fãs de distopias chegou em boa hora – uma pena é que veio para matar de desgosto os fãs da série e matar de tédio os que inocentemente compraram o ingresso.

Com um roteiro incrivelmente mal adaptado com grandes roteiristas premiados de filmes de imenso sucesso como Fran Walsh (adaptou os filmes do Hobbit), nós não conseguimos entender como o roteiro do filme pudesse ter saído tão ruim. História clichê, aprofundamento de personagens e desenvolvimento de relacionamentos mal feitos, personagens que achávamos que iam ter uma importância no filme e que foram totalmente esquecidos, atuações dentro do esperado e uma trilha sonora que, quando finalmente conseguíamos nos imergir dentro do universo do filme, nos tirava totalmente do foco e nos fazia quase pedir “por favor, pare essa música”. O filme pareceu ser feito por amadores.

1

Porém, nem tudo foi horrível e extremamente mal colocado, se tem uma coisa que ninguém pode botar defeito são os efeitos visuais incríveis do filme, que foram de tirar o fôlego as vezes e que por instantes nos fez esquecer de todo o resto.

Mostrando um planeta pós apocalíptico após a Guerra de Sessenta Minutos, as cidades sobrevivem sobre rodas, perambulando todo o planeta que basicamente se transformou em uma Pangeia novamente. É uma história complicada que foi contada bem resumidamente no início do filme, mas sem nenhum aprofundamento posterior, apenas com pedaços aleatórios sendo contados por personagens. O motivo do vilão, vivido por Hugo Weaving,  fazer suas vilanias é até compreensível dentro do ambiente que ele se encontra, mas para o público pode se tornar raso e desnecessário justamente por não ter sido explicado corretamente as motivações de cada personagens. Tudo que envolve o roteiro desse filme é incrivelmente raso e supérfluo, fazendo com que não consigamos ter nenhum tipo de conexão com nenhum personagem, inclusiva a protagonista, vivida pela atriz islandesa Hera Hilmar, que faz um bom trabalho.

3

A produção envolvida neste filme tinha um ótimo trabalho em mãos, com o único objetivo de pegar o livro e adaptá-lo para, quem sabe, ele se tornar mais uma saga de grande sucesso que marcaria uma geração nova. Mas, infelizmente, essa saga será apenas mais uma esquecida onde lembraremos de todo o seu potencial.

Máquinas Mortais estréia hoje, dia 10 de Janeiro nos cinemas de todo o Brasil. Confira o trailer logo abaixo:

Anúncios

[Resenha] Um Acordo Pecaminoso

Livro: Um Acordo Pecaminoso (Os Ravenels #3)
Autor: Lisa Kleypas
Tradução: Ana Rodrigues
Ano: 2018
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Sinopse: Lady Pandora Ravenel é muito diferente das debutantes de sua idade. Enquanto a maioria delas não perde uma festa da temporada londrina e sonha encontrar um marido, Pandora prefere ficar em casa idealizando jogos de tabuleiro e planejando se tornar uma mulher independente.
Mas certa noite, num baile deslumbrante, ela é flagrada numa situação muito comprometedora com um malicioso e lindo estranho.
Gabriel, o lorde St. Vincent, passou anos conseguindo evitar o casamento, até ser conquistado por uma garota rebelde que não quer nada com ele. Só que ele acha Pandora irresistível e fará o que for preciso para possuí-la.
Para alcançar seus objetivos, os dois fazem um acordo curioso, e entram em uma batalha de vontades divertida e sensual, como só Lisa Kleypas é capaz de criar.

Se não é um dos livros que mais estive sedenta pra devorar!

A expectativa pra esse livro é grande e fomentada pela presença de um casal que cativou em As Quatro estações do amor, Evie e Sebastian que foi o casal mais improvável de acontecer e sob circunstâncias não convencionais que deixava um quê de “será que vai dar certo?” E não deu outra, os dois se tornaram além de companheiros, parceiros, sua pródiga prole dessa vez ganha espaço através do destaque com Gabriel, o agora detentor do título de lorde St. Vincent, que é a pintura de seu pai porém com a inteligência afável de sua mãe, mas isso tudo não importa quando Pandora, além de ferina é uma Ravenel e as circunstâncias que leva os dois a se encontrarem é a premissa de um jogo de argumentos e força de vontade que nenhum dos dois esta disposto a perder, só a conquistar nem que seja um ao outro.

Leia mais »

[RESENHA] NO MUNDO DA LUNA

Livro: No Mundo da Luna

Autora: Carina Rissi

Editora: Verus Editora

Ano: 2018

Páginas : 504

Sinopse: A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe idiota vive trocando seu nome. Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai em seu colo. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção? Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito ― não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.

Compre Aqui


Luna Braga nunca pensou que sua vida fosse estar essa bagunça que está hoje. Recém formada em jornalismo, ela arrumou um emprego na revista dos seus sonhos, a Fatos & Furos, mas não como jornalista, mas como recepcionista. Seu chefe nem sabe o seu nome direito, alem de ser um ogro. Seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela, e para completar seu namoro acabou pois ela descobriu que o traste traía ela com uma vizinha.

Quando a oportunidade de ter uma coluna aparece, ainda assim não é o que ela sonhou. Luna foi escalada para cuidar do horóscopo da revista. Sem entender nada de astrologia, Luna tenta se valer da sua descendência cigana, e providencia um baralho de tarô. Mas e se esse baralho tivesse poderes, e todas as previsões se concretizarem? Seria possível que a bagunça na vida de Luna ficasse ainda pior?

E no meio de tudo isso, um romance pode surgir de onde menos se espera, e ogros podem virar príncipes.

Leia mais »

[RESENHA] DRAGON BALL SUPER – BROLY

Filme: Dragon Ball Super – Broly

Direção: Tatsuya Nagamine

Duração: 105 minutos

Classificação: Livre

Sinopse: Apesar da Terra estar em um período de calmaria, Goku se recusa a parar de treinar constantemente – ele quer estar pronto para quando uma nova ameaça surgir. O que ele não imaginava era que seu novo inimigo seria Broly, um poderoso super saiyajin sedento por vingança, que deseja destruir todos que encontrar pela frente.


Após o Torneio do Poder, Goku e Vegeta seguem treinando incansavelmente para aumentar os seus poderes. Freeza que ressuscitou, está de volta com seus planos de dominar o universo, em segue em busca de novos soldados que ajudem a realizar a sua vingança.

Broly é um Sayajin exilado em um planeta inóspito pelo antigo e cruel Rei Vegeta, e que passou a vida inteira treinando sob o olhar severo de seu pai. Com um enorme e incontrolável poder de luta, ele se junta ao exército de Freeza, que logo acredita ter encontrado um guerreiro capaz de destruir Goku.

Em uma animação eletrizante, o universo do anime Dragon Ball Super , reconta o passado do planeta Vegeta, sua destruição e a origem de personagens já conhecidos pelos fãs da série.

Leia mais »

[RESENHA] CORAÇÕES QUEBRADOS

Livro: Corações Quebrados

Autora: Sofia Silva

Editora: Editora Valentina

Ano: 2018

Páginas: 344

Sinopse: Com mais de um milhão de leituras no Wattpad, chegará às livrarias brasileiras o segundo volume da Série QUEBRADOS. CORAÇÕES QUEBRADOS aborda a depressão, o luto e a deficiência física. Entre as dores da perda e a incapacidade de seguir em frente, Emília vive os seus dias numa clínica. Está estagnada. É nesse inferno pessoal que ela conhecerá Diogo, alguém que também foi vitimado por uma tragédia.Será que é possível dois corações quebrados encontrarem a felicidade? Numa sociedade onde a nossa aparência continua a valer mais do que a essência, é difícil continuar a jornada da vida quando tudo nos é arrancado. Passamos os dias a olhar a capa das pessoas. Julgamos sem compreender que nunca conheceremos totalmente uma história sem ler cada página. Sem compreender o seu início, meio e fim. Duas pessoas fisicamente distantes. Dois corações quebrados pela vida. Dois sotaques que se misturam entre a dor, o riso e o amor. Por isso, olhem sim a capa de cada pessoa, mas virem a página.

Compre Aqui


Emília perdeu toda sua família em um terrível acidente de carro. E anos depois, desolada ela segue lutando contra a depressão e os fantasmas do passado, mas sem nenhuma esperança de seguir em frente. Pelo menos até Diogo entrar em sua vida.

Diogo é um jovem soldado português que perdeu todo o seu batalhão durante uma missão, e agora anos depois ele tem lidar com o estresse pós traumático, e com a ajuda do seu psicólogo Dr. Leonardo, ele começa a se corresponder com uma jovem brasileira que passou por uma situação parecida, mas quando dois corações quebrados se encontram, eles podem construir um novo juntos?

Leia mais »

[Resenha] Desejo e Escândalo

Livro: Desejo e Escândalo
Autora: Lorraine Heath
Tradução: Thalita Uba
Ano: 2018
Editora: Harlequin
Páginas: 304
Sinopse: Mick Trewlove é o filho bastardo do duque de Hedley, mas ninguém sabe disso. Mesmo depois de se tornar um empresário de sucesso, ele ainda busca vingança contra o homem que o abandonou. E qual a melhor forma de fazer isso do que seduzir a noiva do filho legítimo do duque?
Lady Aslyn está noiva do conde Kipwick, filho único do duque de Hedley, mas se vê, inesperadamente, apaixonada pelo misterioso bilionário Mick Trewlove. Durante os passeios pelos parques de Londres, ela começa a desconfiar de que algo se esconde por trás do sorriso sedutor, mas não tem certeza. Quando os segredos são revelados, uma reviravolta inesperada surpreende Mick, que terá que escolher entre manter seu plano de vingança ou ser feliz.
Compre Aqui

Vamos de romance de época hoje!

 A Lorraine já possui uma presença expressiva com series de sucesso dentre elas Os Órfãos de St. Jaimes (ainda sem edição nacional) e Os Sedutores de Havisham (já no segundo volume na edição nacional), agora ela aborda uma trama com uma intriga como pilar: a vingança de um filho bastardo do pai que pagou pela sua morte, enttetanto vingança como tema central pode tornar a leitura um incomodo, desde que é preciso esperar que toda o fervor da vingança amenize ou se concretize para que então a história se desenrole, em que o Mick Trewlove e a Lady Aslyn se tornam as peças principais de uma iminente implosão de desgraça.

Leia mais »

[Resenha] A Perdição do Barão

Livro: A Perdição do Barão
Autora: Lucy Vargas
Ano: 2018
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 378
Sinopse: A família de Patrick, como muitas da aristocracia inglesa, foi marcada por escândalos amorosos e sofrimentos. Não é à toa que ele acredita estar amaldiçoado pelo “mal do amor”. Quando se apaixona por Hannah, cuja família também esconde segredos, Patrick não consegue confiar nela e muito menos acreditar que um dia seu amor será correspondido. Ele parte decidido a esquecê-la, mas incapaz de conter o amor que sente, ele aceita: Hannah é a sua perdição.
Se permitir que fantasmas do passado continuem a assombrá-los, Hannah pode escapar por entre seus dedos, pondo em risco seus votos e seu elo inquebrável. Quanto mais esse elo é capaz de resistir? Até onde Patrick é capaz de ir por sua baronesa?
Compre Aqui

Hoje além de ser romance de época é um livro nacional!

A Lucy trás uma sensibilidade e contextos reflexivos para uma trama de romance de época, sua capacidade de entrelaçar os acontecimentos transmite uma capacidade de desenvolver tramas diretas e concluir com a perceptividade de uma escritora disposta a riscos.

Leia mais »